Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 09 DE Agosto 2012

NUMA cerimónia denominada Dia de Moçambique, os atletas que participaram nos Jogos Olímpicos, nomeadamente Kurt Couto, Juliano Máquina, Jéssica Vieira, Sílvia Panguana, Chakil Camal e Neuso Sigaúque tomaram parte, na terça-feira, num convívio a convite do Alto-Comissário moçambicano naquela cidade europeia, Carlos dos Santos.

 

O encontro de todo informal juntou perto de uma centena de residentes moçambicanos que aproveitaram para agradecer os atletas pela coragem e entrega demonstrada, embora tenham estado longe das medalhas.

 

Já Carlos dos Santos alertou para o envolvimento de todos os moçambicanos para o crescimento do desporto. “O desenvolvimento do desporto moçambicano não depende apenas do esforço do Governo, dirigentes, técnicos e atletas e de outras pessoas envolvidas directamente na promoção desportiva. É necessário que todos os moçambicanos se engajem contribuindo com críticas construtivas e na descoberta de talentos. Há muito talento que se perde na aldeia e que podemos ajudá-la para que isso não aconteça”.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:04
 O que é? |  O que é? | favorito
Terça-feira, 07 DE Agosto 2012
Sílvia, lá no fundo, em último

EMBORA a bandeira ainda continue hasteada na Aldeia Olímpica de Londres, Moçambique deixou de fazer parte, pelo menos em termos competitivos, dos Jogos Olímpicos, depois de Sílvia Panguana ter sido eliminada ontem da primeira ronda dos 100 metros barreiras, tendo ocupado o oitavo lugar com o tempo de 14,68 segundos.

 

Já se sabia, à primeira vista, que Sílvia Panguana teria muitas dificuldades em transitar para as meias-finais, apesar de sempre prevalecer aquele optimismo mais patriótico do que realista de que a atleta poderia cometer uma proeza. Mas a partida demasiadamente lenta, sem fulgor, deixou logo evidente que não teria qualquer hipótese, nem de uma eventual repescagem.

 

 

Ainda não estavam decorridos 50 metros e a jovem Sílvia já via a campeã do mundo, a australiana Sally Person, primeira classificada com o tempo de 12,57 segundos, bem distante. À medida que a prova ia decorrendo foi ficando nas “covas” na companhia da corredora da Singapura Dipna Prasad que acabou superando-a por um palmo.  

 

 

A jovem barreirista de 19 anos denotou muitas carências, sobretudo técnicas, no que concerne à transposição das barreiras. Fazia-o bem perto da barreira, algo que lhe retirou velocidade para pelo menos melhorar a sua prestação.

 

 

Pior que a moçambicana esteve Ekaterina Poplavskaya, atleta da Bielo-Rússia, que acabou sendo desqualificada por corrida por fora da sua pista (n°1) depois de ter tropeçado consecutivamente em três barreiras.  

 

 

Sílvia Panguana encerrou assim a participação da comitiva nacional. Kurt Couto, conforme era de esperar, teve a melhor prestação, pois foi o único a passar da primeira ronda para as meias-finais. Neuso Sigaúque, Juliano Máquina, Chakil Camal e Jéssica Vieira caíram todos na primeira ronda.

Agora só resta aos dirigentes, técnicos e atletas moçambicanos deitarem mãos-à-obra tendo em vista os Jogos Olímpicos do Rio Janeiro em 2016.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:29
 O que é? |  O que é? | favorito
Sílvia Panguana

NA desilusão do oitavo lugar de Sílvia Panguana houve espaço para um marco positivo. É que atleta a moçambicana conseguiu melhorar a sua marca pessoal nos 100 metros barreiras ao fazer a distância em 14,68 segundos.

 

Nunca antes a melhor corredora nacional na especialidade havia conseguido este feito, visto que tinha como melhor marca 14,87 segundos. Sílvia conseguiu melhorar em 19 décimos a sua “perfomance”.

 

No entanto, sublinhe-se que esta marca está muito longe de a colocar entre as melhores nos 100 metros barreiras que está actualmente abaixo dos 13 segundos.

 

A australiana Sally Pearson, detentora do recorde olímpico, e que correu na mesma eliminatória de Sílvia Panguana, tem como melhor tempo 12,28 segundos.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:23
 O que é? |  O que é? | favorito
Sexta-feira, 03 DE Agosto 2012

MAIS um atleta moçambicano foi afastado dos Jogos Olímpicos, Londres-2012. Trata-se de Chakil Camal nadador na especialidade dos 50 metros livres que quedou em sexto lugar na prova de ontem nas cristalinas águas de “Aquatic Centre”, na capital britânica. Hoje entra em cena Jéssica Vieira que também vai competir nos 50 metros livres.

 

Na quarta série, Chakil Camal nadou na pista sete e teve um tempo de 24 segundos e 43 centésimos, ligeiramente abaixo do seu recorde pessoal fixado em 24.40 centésimos.

 

Saliente-se que esta foi a segundo olimpíada para Chakil, depois de ter participado em Pequim, onde também foi afastado logo na primeira corrida.Chakil foi o terceiro atleta moçambicano a ser afastado dos Jogos Olímpicos, depois de Neuso Sigauque, no judo, e Juliano Máquina, no boxe.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:58
 O que é? |  O que é? | favorito
Quinta-feira, 02 DE Agosto 2012

 

DEPOIS de Neuso Sigauque, no judo, e Juliano Máquina, no boxe, é vez de Chakil Camal, na natação, representar a Bandeira Nacional nos Jogos Olímpicos de Londres-2012.

 

A estreia do nadador deve acontecer ao final da manhã de hoje e é esperada com particular atenção, na medida em que Chakil Camal é, a par de Kurt Couto, o atleta mais experiente da comitiva moçambicana, sendo esta a sua segunda participação no mega evento depois de ter marcado presença nos Jogos Olímpicos de Beijing em 2008.

 

 

Chakil disputará as meias-finais dos 50 metros livres e entra na quarta eliminatória, sendo que a primeira tem início previsto para as 11:00 horas.

O experiente nadador partirá da pista sete do majestoso “Park Aquatics Centre” e terá bem ao lado, na seis, a companhia de Barry Murphy, um atleta da República da Irlanda, que detêm o segundo melhor tempo (22,71 segundos) dos nadadores envolvidos nesta eliminatória. Este facto pode catapultar o nadador moçambicano para uma prova rápida visto que terá, ao seu lado, um dos nadadores mais rápidos.

 

 

Sublinhe-se, que Chakil leva para esta prova a marca de 24,40 segundos, seu recorde pessoal nos 50 metros livres, e parte com o sexto melhor tempo já que supera Rahman Mahfizur do Bangladesh que estará colocado na pista um com 24,82 e Zachary Payne das Ilhas Cook que nada na pista oito com 25,25, a pior marca.

 

 

A expectativa em torno da prova de Chakil é ver se fará melhor do que nas olimpíadas de Beijing, onde foi eliminado na primeira aparição.

Caso consiga a qualificação para a final, o moçambicano volta a entrar em acção amanhã a partir das 21:09 horas.De salientar que o recorde olímpico dos 50 metros livres é de 21,30 segundos, enquanto o “Mundial” é de 20,91, sendo que ambos pertencem ao brasileiro César Cielo.

Amanhã será a vez das senhoras lançarem-se às cristalinas águas do “Aquatics Centre” com o país a ser representado por Jéssica Vieira também nos 50 metros livres. A jovem vai estrear-se na competição depois de em 2008, ano em que tudo levava a crer que fosse a escolhida, acabou por ser preterida.

 

 

A prova rainha dos Jogos Olímpicos, o atletismo, começa a fazer as delícias do público no sábado e os moçambicanos têm motivos acrescidos para seguirem atentamente atendendo que entra em cena, a partir das 11:15 horas, Kurt Couto nos 400 metros barreiras.

Quem tem mais tempo para afinar as baterias é Sílvia Panguane uma vez que só corre os 100 metros barreiras na próxima segunda-feira, no dia 6 de Agosto, a partir das 11.05 horas.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:59
 O que é? |  O que é? | favorito

APESAR da derrota de Juliano Máquina, o presidente da Federação Moçambicana de Boxe, João Luís Caldeira, estava bastante satisfeito com a prestação do pugilista.

 

Em declarações à Rádio Moçambique-Desporto, no final do combate, o dirigente antevê um futuro promissor para Máquina, tendo colocado a fasquia bem alta nas próximas olimpíadas a terem lugar no Rio de Janeiro em 2016.

 

O comportamento de Juliano Máquina foi muito bom, sobretudo no segundo assalto. Ouso dizer que no Rio teremos campeão. Vamos continuar a apostar nele”.

 

Considerou estar-se diante de um pugilista de enorme potencial e que só foi traído pela sua inexperiência. “O búlgaro valeu-se da sua experiência e do seu peso. Ele é um daqueles macacos velhos do boxe. Já esteve numa categoria superior, mas baixou de peso para competir nos menos 49 quilos”.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:56
 O que é? |  O que é? | favorito
publicado por Vaxko Zakarias às 11:17
 O que é? |  O que é? | favorito
Quarta-feira, 01 DE Agosto 2012
Juliano Máquina não resistiu aos golpes búlgaros

O PUGILISTA nacional Juliano Máquina não resistiu na sua primeira aparição, ontem, nos Jogos Olímpicos de Londres, diante do búlgaro Aleksander Aleksandrov, perdendo nos três assaltos e sem deixar marcas de orgulho para os moçambicanos que acompanharam o combate pelos ecrãs, isto na categoria de menos de 49 quilos .

 

Máquina sucumbiu no primeiro assalto, por 8-2, perdendo o segundo e o terceiro, respectivamente por 7-3 e 7-2. Portanto, o pugilista moçambicano perdeu com uma margem de diferença de 15 pontos (22-7), resultado que denota a falta de experiência e um fraca capacidade combativa.

 

Embora tenha reagido com algum vigor, Máquina foi infantil nas suas reacções, actuando de forma precipitada e abrindo brechas para golpes fatais. Apesar de vontade expressa nos seus movimentos, partindo destemidamente ao ataque, Máquina demonstrou fraca capacidade técnica, o que condicionou o seu desempenho.

 

Portanto, Juliano Máquina é o segundo dos seis atletas que representam o país nas Olimpíadas de Londres a cair fora dos Jogos, depois do afastamento do judoca Neuso Sigaúque, que foi o primeiro moçambicano a entrar em competição, no passado sábado.

 

Entretanto, Moçambique volta a entrar em acção amanhã, na natação, através do atleta Chakil Camal, na prova de 50 metros livres. O nadador moçambicano compete na quarta eliminatória e vai nadar na pista sete do “Park Aquatics Centre”.

 

Chakil tem como melhor marca 24,40 segundos, sendo que o recorde olímpico é de 21,30 segundos e o mundial de 20,91.

A primeira ronda das provas de 50 metros tem início previsto para as 11.00 horas.Na sexta-feira, será a vez de Jéssica Vieira lançar-se as águas do “Park Aquatic Centre” também nos 50 metros livres. Jéssica vai competir na quinta eliminatória e vai partir da pista 2.

 

A nadadora tem como melhor tempo 27,11 segundos, a mais de três segundos do recorde olímpico 24,06. O recorde mundial é de 23,73 segundos.

 

Kurt Couto, a esperança de medalhas, entra em prova no sábado, nos 400 metros barreiras. A prova tem início previsto para as 11.15 horas.A jovem atleta Sílvia Panguane será a última a mostrar os dotes. A velocista dos 100 metros barreiras faz-se à pista do Estádio Olímpico de Londres no dia 6 de Agosto a partir das 10.05 horas.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:10
 O que é? |  O que é? | favorito
Segunda-feira, 30 DE Julho 2012

O JUDOCA nacional, Néusio Sigaúque, perdeu na estreia moçambicana nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 diante de Tony Lomo, das Ilhas Salomão, por 0100-0010 pontos, na categoria de 60 quilos.  Néusio, que foi o primeiro atleta moçambicano a entrar em acção, ficou desse modo afastado dos Jogos, facto que quebrou as expectativas que estavam depositadas sobre o atleta.

 

O atleta moçambicano teve um início excelente, mas não resistiu às investidas do adversário.

O próximo atleta a entrar em cena é Juliano Máquina, no boxe, na tarde de amanhã.

 

O Presidente da República, Armando Guebuza, que curiosamente assistiu à prova de Néusio Sigaúque, disse, em conferência de imprensa que marcou o final da sua visita a Londres, que não se pode olhar para realidades distintas de forma generalizada, porque isso pode criar vícios de raciocínio.

 

Nós temos um atleta muito dedicado, que até começou a prova e na fase inicial tinha 10 pontos, mas de repente caiu e não conseguiu avançar”, explicou o Chefe do Estado., reiterando a necessidade de se continuar a acreditar nos atletas que ainda estão por competir.

 

Armando Guebuza afirmou que é desejo de todos os moçambicanos que os atletas que representam o país nos Jogos Olímpicos obtenham bons resultados, mas chamou a atenção aos moçambicanos sobre o facto de se estarem em Londres os melhores atletas do mundo, pelo que tudo é possível.

 

O mais importante, segundo o presidente, é que existe muita força de vontade entre os atletas nacionais e sabem quais são os desafios que têm pela frente.

 

 

Guebuza afirmou adiante ter ficado impressionado com o alto nível de organização da cerimónia de abertura avaliada em 24 milhões de libras.

De salientar que o Chefe do Estado presenciou igualmente a abertura dos Jogos de Olímpicos realizados na China, em 2008.  
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:42
 O que é? |  O que é? | favorito
Sexta-feira, 27 DE Julho 2012
PR com atletas que representam o país nos Jogos Olímpicos

O PRESIDENTE da República, Armando Guebuza, reiterou ontem, em Londres, a confiança que o país deposita nos atletas que vão representar Moçambique na presente edição dos Jogos Olímpicos, cuja cerimónia de abertura será dirigida hoje pela monarca britânica, a Rainha Isabel II, no majestoso Estádio Olímpico da capital britânica.

 

Guebuza incentivou os atletas moçambicanos a competirem com lealdade a fim de elevarem o nome de Moçambique, “porque vocês carregam uma bandeira de milhões de moçambicanos que vão acompanhar ansiosamente a vossa prestação pela televisão, rádio e jornais”.

 

O encontro entre o Chefe do Estado e a delegação moçambicana acabou sendo transferido para as instalações do Alto Comissariado de Moçambique junto do Reino Unido da Grã Bretanha e Irlanda do Norte, em virtude das apertadas medidas de segurança na Vila Olímpica, facto que reduziria o número de compatriotas interessados em desejar boa sorte aos representantes moçambicanos.

 

Contudo, na opinião do Presidente da República, “não será desejar boa sorte, mas bom trabalho” – constatou Guebuza, depois de perguntar aos atletas se existia sorte no desporto sem trabalho.

 

 

O Chefe do Estado quis saber de cada um dos participantes quais eram as suas expectativas, tendo sido resposta uníssona de que todos se encontravam em Londres para dar o seu melhor. A nadadora Jéssica Vieira, por exemplo, salientou o facto de a “natação em Moçambique  ter mudado muito e para”, contudo, não deixou de apelar a mais recursos do Governo destinados ao desporto.

 

  O maior recurso é a auto-estima, retrucou Guebuza, acrescentando que “o amor-próprio é importante para o avanço do desporto”, mas reconhecendo que “há muito que se pode fazer ainda.  Mas tudo depende de vocês”, finalizou o Chefe do Estado.

 

 

No encontro, Armando Guebuza estava acompanhado dos ministros dos Negócios Estrangeiros e Cooperação e ainda o da Juventude e Desportos, Oldemiro Balói e Pedrito Caetano, respectivamente, para além de Carlos dos Santos, o Alto Comissário da República de Moçambique junto ao Reino Unido da Grã Bretanha e Irlanda do Norte.

 

 

Da representação olímpica nacional, liderada pelo respectivo presidente do Comité Olímpico, Marcelino Macome, notou-se a ausência de Juliano Máquina e do seu treinador, facto justificado por Aníbal Manave, Chefe da Missão, que explicou estar o atleta e toda a representação do boxe numa reunião técnica, inspecção e pesagem.

 

 

O primeiro moçambicano a entrar em acção será o judoca Néuso Sigaúque, que tem combate marcado para sábado de manhã, entre as 9.30 e as 10.30 horas locais, menos uma hora que Maputo, e terá honras de ser presenciado pelo Chefe do Estado Armando Guebuza.

 

 

Depois seguem-se, por ordem de actuação, Juliano Máquina do boxe, no dia 31 de Julho; Chakil Camal da natação, no dia 2 de Agosto e Jéssica Vieira, igualmente da natação, no dia seguinte. Kurt Couto actua nos dias 3 e 4, ele que espera chegar à final do dia 6 de Agosto dos 400 metros barreiras, enquanto que a velocista Sílvia Panguana entra em acção apenas no dia 6 de Agosto, nas eliminatórias dos 100 metros.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:09
 O que é? |  O que é? | favorito
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
Posts mais comentados
blogs SAPO