Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 07 DE Março 2014

O CENÁRIO criado em torno do jogo entre Moçambique e Angola fazia antever uma noite de quarta-feira triunfante para os fiéis adeptos dos “Mambas”.

Estiveram aos milhares no Estádio Nacional do Zimpeto. Não pouparam esforços para ver os ídolos. Desafiaram as intempéries climáticas que assolam a capital do país e não só nos últimos dias.

 

Enfrentaram o proibitivo tráfego da EN1, a meio de semana, e no final deixaram o campo a lamentar.

Por estes e outros motivos, que têm a ver com a série de más exibições e resultados da equipa nacional, não se esperava que o Estádio Nacional do Zimpeto se regista um número de acima dos 20 mil, a rondar a meia casa.

 

Os “Mambas” podem queixar-se de tudo menos de falta de apoio. O público esteve lá, trajado de cores nacionais, exaltou o seu patriotismo. Deu provas, uma vez mais, de que está com a Selecção Nacional. Deixou claro que é companheiro em todos os momentos: felizes e tristes, pena é que os jogadores não tenham respondido à mesma medida, isto é com uma vitória.

 

Na segunda parte, os pupilos de João Chissano procuraram responder às preces dos fiéis adeptos. Foram, de um modo geral, pouco incisivos na luta pela vitória. Oscilaram muito, entre o medíocre e o suficiente, não tendo chegado a ser realmente bons para vencerem a congénere angolana. O champanhe estava lá preparado e pronto a “estoirar”, mas não houve brinde entre jogadores e adeptos. A acontecer teria sido formidável, se se levar em conta que o jogo visava, além de preparar as duas selecções para as eliminatórias de acesso ao CAN-2015, homenagear Mário Coluna, um senhor do futebol, falecido a 25 de Fevereiro.

 

 

 

 

O público, esse, deixou o campo inconformado, com o empate, e a lamentar o facto de ter que esperar até ao próximo jogo em casa para ver os “Mambas” ganhar. A última vez que tal aconteceu foi em Agosto, frente à Namíbia, por 3-0, em jogo de acesso ao CAN-Interno. Depois se seguiu empate sem golos com Angola e um amigável com a Suazilândia, tendo também acabado sem abertura de contagem. Se já não é novidade para ninguém que a Selecção Nacional tem dificuldades em fazer golos, causa preocupação o facto de tardar a impor-se até diante de selecções teoricamente mais fracas.

 

IVO TAVARES

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:26
 O que é? |  O que é? | favorito
Quinta-feira, 06 DE Março 2014

 

 

 

A SELECÇÃO Nacional não foi além de um empate a uma bola frente a Angola no desafio amigável realizado na noite de ontem no Estádio Nacional do Zimpeto e que serviu de preparação dos dois combinados para a fase de qualificação para o CAN-Marrocos 2015.

Entrou melhor a selecção moçambicana.

 

Mais agressiva a defender e dinâmica no ataque. Bons pormenores técnicos de Dominguez encantavam o público, que apesar de ser um jogo a meio de semana esteve em número considerável ao Estádio Nacional do Zimpeto. Mas faltava aquele passe de ruptura que criasse realmente uma situação de golo. Aos poucos a selecção angolana foi equilibrando a balança.

 

Passou a ter mais bola e era perigosa no contra-ataque, a arma que usou face à avalancha dos “Mambas”. Vado deu o primeiro sinal de perigo aos oito minutos, valeu a pronta intervenção de Bruno Campos, que evitou o golo por duas vezes.  Este lance espicaçou os  “Mambas” , visto que reagiu prontamente através de uma bela iniciativa de Zainadine Júnior que centrou para Hélder Pelembe com este a cabecear de raspão.

 

 

Mas doutro lado, via-se uma Angola mais perigosa, a tirar proveito da falta de coordenação da defesa moçambicana. Mexer era o único que se safava naquele quarteto. Foi o defesa do Nacional da Madeira a impedir, com um corte in-extremis, que Vado inaugurasse o marcador, mas minutos depois, aos 22, não consegui evitar o golo apontado pelo mesmo jogador.

 

Vado, atento na área , tirou e bem proveito de uma bola que bate na trave, após remate de Freddy para empurrar para o fundo da baliza.

 

Foi preciso estar em desvantagem, para ver os “Mambas” criarem a primeira situação de golo com total assinatura de Hélder Pelembe. O avançado do Orlando Pirates tira um adversário do caminho e só com o guarda-redes pela frente remata à malha lateral. O público chegou a gritar golo.

 

Dai para frente pouco se viu da equipa nacional. Muitos passes falhados. Algumas iniciativas individuais em excesso. Não foi capaz de fazer circular a bola, algo que tinha feito nos primeiros minutos. Com o criativo Dominguez desaparecido, o colectivo ressentiu-se.

 

 

Já no minuto de compensação, foi  Miro a tentar de longe empatar o jogo, com uma bomba cá do meio da rua.Tal como na primeira parte, os “Mambas” surgiram mais desinibidos na procura pelo golo, no entanto, faltava nalgumas ocasiões o último passe, e noutras maior serenidade por parte dos finalizadores.

 

Diogo foi a prova disso foi a falta de discernimento de Diogo dentro da grande área quanto tinha espaço para virar e gizar com perigo a baliza contrária. Aliás, Diogo esteve uma sombra daquilo que demonstrou e acabou sendo substituído, um minuto depois de Moçambique ter feito o golo de empate, marcado por Hélder Pelembe. Um grande golo a meia volta do avançado, um prémio merecido ao jogador mais inconformado.

 

 

Os grandes problemas da formação nacional residiam na defesa e ficaram evidentes quando Vado cabeceou solto de marcação valeu mais uma vez os reflexos de Bruno Campos.

 

 

Pode-se dizer que depois desse lance seguiu-se o melhor momento da equipa nacional, pois passou a jogar melhor e a criar situações de golo. Josemar e Faizal Bangal poderiam ter colocado os “Mambas” a vencerem, mas ambos permitiram a defesa de Landu.

 

 

A partida terminou com os “Mambas” em cima dos Palancas, contudo ficou-se mesmo pelo empate, justo por aquilo que ambas as equipas fizeram em campo.

 

A equipa de arbitragem esteve bem, a altura dos acontecimentos.

 

 

 

FICHA TÉCNICA

 

 

ÁRBITRO: Wellington Kaoma (Zâmbia); Bruno Tembo (Zâmbia) e Moses Mwale (Zâmbia). Quarto árbitro: Stanley Hachiwa (Zâmbia).

 

 

 

MOÇAMBIQUE: Bruno Campos; Zainadine Júnior, Dário Khan, Mexer e Miro; Simão Mathe,  Diogo (Manuelito) e Dominguez; Josemar, Telinho (Reginaldo) e Hélder Pelembe (Faizal Bangal).

 

 

 

ANGOLA: Landu; Chico Caputo, Gomito, Jaime e Natael (Miguel); Adão, Pirolito (Mano), Paty (Filhão) e Vado (Guedes); Freddy (Benvindo Pontes) e Vunguidica.

 

 

 

DISCIPLINA: Amarelo para Mano e Dominguez..

 

 

 

GOLOS: Vado (22 min), Hélder Pelembe (65 min).

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:33
 O que é? |  O que é? | favorito

MÁRIO Coluna foi mais uma vez homenageado, desta feita, no Estádio Nacional do Zimpeto, por milhares de pessoas que estiveram a assistir ao Moçambique-Angola. A figura do Monstro Sagrado foi eternizada através de um foto gigante, colocada numa área exterior do campo, onde foram deixadas mensagens, flores e outros símbolos que demonstrassem e carinho por Coluna, falecido no dia 25 de Fevereiro.

 

Coluna esteve literalmente presente no Zimpeto, tendo ficado mais uma vez evidente que era uma pessoa amada por todos do mundo do futebol e não só.

Mambas e Palancas uniram-se em torno do Monstro Sagrado, uma prova de reconhecimento por o que representou nos maiores palcos mundiais.

 

Fonte:Jornal Noticias

 

publicado por Vaxko Zakarias às 11:25
 O que é? |  O que é? | favorito

 “NÃO podíamos dar muito mais, penso que estivemos bem, se se atender que alguns dos jogadores só se apresentaram na terça-feira e não efectuaram nenhum treino”, reagiu João Chissano, seleccionador nacional.

 

João Chissano afirmou não ter ficado satisfeito com o resultado. “Não estou satisfeito com o resultado, mas tenho que dar os parabéns pelo esforço de todos sobretudo na segunda parte. Tentamos vencer , mas por imperativos do próprio jogo, nem sempre conseguimos aquilo que queremos”, comentou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:20
 O que é? |  O que é? | favorito

SABÍAMOS que seria um jogo do ponto de vista técnico muito forte, tentamos tapar as linhas de passe. Vimos uma equipa adversária ofensiva e com jogadores rápidos. Mas nós viemos com a licção bem estudada”, afirmou Romeu Filemon, técnico dos Palancas Negras.

 

Afirma que usou o factor surpresa como arma. “Sabíamos que iriamos surpreender o nosso adversário e foi num situação dessas que isso aconteceu. Mas quero dar os parabéns as duas selecções. Têm grande futuro”, sublinhou.

 

IVO TAVARES

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:14
 O que é? |  O que é? | favorito
Quarta-feira, 05 DE Março 2014

É ESTA noite (18 horas) que a Selecção Nacional de futebol defronta a sua congénere de Angola, no Estádio Nacional do Zimpeto, em partida amigável inserida na data-FIFA, mas que ganhará ainda maior peso por servir de homenagem a Mário Esteves Coluna, o ícone de futebol moçambicano e mundial falecido semana passada.

Os técnicos das duas selecções, que participaram ontem numa conferência de imprensa de lançamento do jogo, prometem um embate renhido e que terá valor acrescido pelos objectivos que cada uma das selecções persegue neste momento.

 

Os “Mambas”, tal como os “Palancas Negras”, preparam-se para as eliminatórias de acesso ao CAN-2015, cuja fase final terá lugar em Marrocos. O combinado nacional parte para este jogo com quase todas pedras que evoluem no estrangeiro, enquanto os angolanos trazem grande dos que evoluem internamente. O “central” Mexer e o ponta-de-lança Reginaldo chegaram ontem completando a convocatória feira para este desafio.

 

Chamado a comentar sobre o encontro, João Chissano, seleccionador nacional, disse que o sentimento é o mesmo quando se joga com uma selecção como Angola. “Será um jogo difícil. Um jogo que não podemos puxar para o nosso lado”, realçou.

 

Quanto à equipa que enfrentará os angolanos, tendo em conta a presença de jogadores mais velhos e novos, João Chissano disse que é uma missão que não se aventa fácil.

Por exemplo, temos na selecção um jogador de apenas 19 anos de idade (Faisal Bangal do Atalanta da Itália) e que se vai estrear amanhã. Portanto, teremos poucas oportunidades para unir jogadores e este é um primeiro passo rumo à preparação das eliminatórias que se seguem”, elucidou, ajuntado que é sempre bom defrontar Angola, dada a rivalidade saudável que existe e que acaba alimentando boas expectativas sempre que as duas selecções se encontram.

 

 

Por seu turno, o “capitão” dos “Mambas”, o veterano Dário Khan, destacou que é sempre bom jogar com Angola, porque tem bons jogadores. Quanto ao jogo, Khan não avançou prognósticos porque trata-se de uma selecção nova, cuja maior parte de jogadores é desconhecia.  

 

E sempre difícil jogar com novos talentos. Vamos jogar com muita calma e fazer o que nos compete, aproveitando o pouco tempo que temos para fazer o melhor. O mais importante é que a equipa está saudável e bem moralizada”, ressaltou.

 

O técnico angolano, Romeu Filimão, assumiu o comando da equipa a 18 de Fevereiro último e aponta este embate o princípio duma nova etapa para superar maus resultados.

 

Assumimos que temos um grande desafio. Os resultados não têm sido satisfatórios e a nossa missão é que daqui para a frente comecem a aparecer. Este será um jogo em que homenagearemos Mário Coluna, mas queremos acima de tudo que seja uma grande festa, mostrar ao público que temos jogadores e qualidade que dos permite acreditar que teremos bons resultados”, anotou, acrescentando que o jogo desta noite servirá fundamentalmente para o teste e observação de alguns talentos que evoluem internamente, muitos deles que se estrearão pelos “Palancas Negras”.

 

Estamos a formar uma nova selecçao e acreditamos que os jogadores disponíveis podemos fazer um bom jogo. Não trouxemos, por razões objectivas, para este jogo muitos “internacionais”, mas isso não nos retira a credibilidade. Sabemos que há uma grande rivalidade e estaremos perante jogadores que jogam em Portugal e África do Sul. Mas penso que são selecções equilibradas em termos de valor”, salientou.

 

 

Já o “capitão” angolano, Jaime, afirmou que o jogo será encarado com maior responsabilidade e seriedade. “Apesar de termos trabalhado pouco tempo juntos, podemos conseguir um bom resultado se cada jogador, na sua posição, dar o sei máximo. “É sempre difícil jogar fora, pelo que vamos encarar o jogo com humildade”.

 

O jogo de logo á noite será dirigido por um quarteto zambiano, sendo o árbitro principal Wellington Kaoma. Os auxiliares são Bruno Tembo e Moses Mwale, enquanto o quarto árbitro é Stanley Hachiwa. O oficial da FMF chama-se Nkutema Namoto.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:26
 O que é? |  O que é? | favorito

O JOGO entre “Mambas” e “Palancas Negras” é dedicado a Mário Coluna, com objectivo de elevar a imagem do um dos melhores futebolistas moçambicanos que brilharam fora de portas. 

 

Para tal, a FMF criou um espaço, junto à entrada principal do Estádio Nacional do Zimpeto, para homenagem pública a Mário Coluna e que será feita através da colocação de flores ou coroas, bandeiras, dísticos, mensagens e outras iniciativas de interesse individual.

 

 

Já no recinto do estádio, será apresentada no ecrã gigante o vídeo que retrata alguns momentos da vida do “Monstro Sagrado”. As selecções de Moçambique e de Angola apresentar-se-ão vestidas de camisetas ostentando nome de Mário Coluna durante o aquecimento e a entoação dos hinos nacionais. Durante o jogo, será apresentada o ecrã gigante da imagem fixa de Coluna. Os angolanos, tal como outros países da África e do Mundo, reconhecem os feitos do “Monstro Sagrado” e ficaram tristes com o seu desaparecimento físico.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:57
 O que é? |  O que é? | favorito
Sexta-feira, 28 DE Fevereiro 2014

SELECÇÃO Nacional de Futebol inicia o estágio segunda-feira tendo em vista do jogo amigável com a sua congénere de Angola na próxima quarta-feira, no Estádio Nacional do Zimpeto, em jogo de preparação para as eliminatórias para o CAN-2015 e que se disputarão ainda neste primeiro semestre.

Os “Mambas” têm apenas dois dias de preparação para o embate, inserido na data-Fifa. Para já está confirmada a presença de quase todos os atletas que actuam fora de portas.

 

 

Falando ontem em conferência de impressa sobre o jogo, o secretário-geral da FMF disse que os atletas que actuam na vizinha África do Sul, nomeadamente Dominguez (Mamelodi Sundowns), Hélder Pelembe (Orlando Pirates) e Telinho (Ajax Cape Town), chegam fim-de-semana, à excepção dos que jogam domingo, que poderão desembarcar em Maputo na segunda-feira. Os que jogam na Europa, nomeadamente Simão (Levante, Espanha), Mexer e Reginaldo (Nacional da Madeira, Portugal), Ricardo Campos (Torreense, Portugal), mais Faisal Bangal (Atalanta, Itália), chegam entre segunda e terça-feira. Zainadine Júnior, também no Nacional, chega mais cedo, uma vez castigado, não podendo participar na jornada do fim-de-semana.

 

 

Os moçambicanos que actuam no campeonato angolano, designadamente Miro e Josimar, do Bravos de Maquis, chegam fim-de-semana.O seleccionador nacional, João Chissano, convocou 21 jogadores, sendo que os actuam internamente juntam-se ao grupo depois de participarem nos jogos da Taça de Honra, previstos para este fim-de-semana.   

 

 

Não foram convocados os jogadores da Liga Muçulmana e Ferroviário da Beira por estarem envolvidos, este fim-de-semana, nas Afrotaças.

 

 

 

EIS A LISTA DE CONVOCADOS

 

 

Guarda-redes: Soarito, Pinto e Ricardo Campos.

 

Defesas: Miro, Mexer, Zainadine Júnior, Dário Khan, Chico, Dito e Monis.

 

Médios: Simão, Dominguez, Josimar, Diogo, Isac, Alvarito e Manuelito II.

 

Avançados: Hélder Pelembe, Telinho, Reginaldo, Faisal Bangal.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:11
 O que é? |  O que é? | favorito
Quarta-feira, 26 DE Fevereiro 2014

 

 

O SELECCIONADOR nacional de futebol, João Chissano, poderá contar com um número considerável de jogadores que actuam fora do país para o jogo amigável com Angola, a realizar-se no dia 5 de Março, dada-FIFA, no Estádio Nacional do Zimpeto.

 

Para já, foram convocados 10 “internacionais” e, deste número, espera-se que grande parte compareça para o embate que servirá de preparação da Selecção Nacional para fazer face às eliminatórias para o CAN Marrocos-2015 e que se realizarão a partir de meados do ano em curso.  

 

De Portugal, foram convocados o guarda-redes Ricardo Campos, do Torreense,  e os “centrais” Mexer e Zainadine Júnior, do Nacional da Madeira. Da Espanha, o médio defensivo Simão Mate, do Levante, para além do ponta-de-lança Faisal Bangal, no Atalanta da Itália. Da vizinha África do Sul, foram chamados o “maestro” Dominguez (do Sundowns), Hélder Pelembe, do Orlando Pirates, e Telinho, do Ajax de Cape Town.Espera-se ainda pelas prestações de Miro e Josemar, no Bravos do Maquis de Angola.

 

Entretanto, o avançado Reginaldo, também no Nacional da Madeira, não foi convocado por estar a resolver assuntos de natureza burocrática com o clube. Não foi igualmente convocado o artilheiro Clésio, porque não joga há nove meses. Há um mês estava no Benfica B, mas agora está em estágio com o Philadelphia Unions, dos Estados Unidos, por empréstimo dos “encarnados”.


Enquanto isso, João Chissano espera anunciar a lista dos convocados internamente, ou seja dos atletas que actuam no Moçambola, ao longo da semana em curso. Se há nomes consensuais, outros podem ser alvo de questionamento, depois da participação não menos dignificante no CAN-Interno, disputado no mês passado na África do Sul.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:17
 O que é? |  O que é? | favorito
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO