Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 05 DE Fevereiro 2013

O GOLFINHOS de Maputo sagrou-se ontem pela nova vez campeão nacional de Verão ao fim de seis jornadas disputadas na piscina curta (25 metros) da associação de natação da capital do país (ANCM). O Golfinhos sagrara-se campeão de Verão da piscina longa, no ano passado, e com este feito veio a confirmar mais uma vez a sua hegemonia na natação moçambicana, tendo dominado maioria das provas em ambos sexos.

 

Enquanto isso, o Ferroviário da Beira, que se declarou, no início das competições, candidato ao título, estimulado pelo segundo lugar conseguido nos últimos “Nacionais” de Verão realizados na Piscina Olímpica do Zimpeto, não foi para além daquele precioso lugar. Esteve, em termos pontuais, muito distante do campeão.

 

 

O Golfinhos obteve 1368 pontos, que correspondem a mais do dobro da pontuação conseguida pelos “locomotivas” beirenses (619) nestes que foram os campeonatos disputados na base de mínimos de pontuação. Aliás, com alguma sorte superou a disputa com o Tubarões, equipa com a qual estava empatada em pontos (459) até a penúltima jornada (quinta), realizada ao fim da tarde de domingo. Para safar-se, o Ferroviário da Beira fez ontem 160 pontos, contra 147 conseguidos pelos Tubarões, que desse modo caíram para a terceira posição.

 

 

 

O Tubarões conseguiu, com este feito, subir um degrau comparativamente ao ano passado, em que terminou em quarto, atrás do Desportivo. Contra todas as expectativas, os “alvi-negros” caíram do terceiro para o quinto, com 97 pontos, atrás do Ferroviário, que manteve a quarta posição, desta vez com 348. Por último, o Náutico da Beira obteve sete pontos.

 

 

Entretanto, embora tenha participado nas competições, a equipa da Universidade Pedagógica da Beira não consta da classificação porque não conseguiu pontuar. Ou seja, nenhum dos seus atletas atingiu os tempos mínimos para a pontuação.

 

 

Ao todo, os “Nacionais” que acabam de terminar produziram 3.045 pontos e alguns recordes mais não revelados devido a questões técnicas que tem a ver com a actualização da respectiva tabela.

 

 

Rui Xavier, um dos membros da Comissão Técnica, disse à nossa Reportagem que, embora hajam indicações sobre os recordes que terão sido batidos nestes “Nacionais, não era oportuno divulgá-los para evitar margens de erro. Isto porque as associações de Maputo e Sofala, as únicas existentes no país e que movimentam oficialmente a modalidade, ainda não enviaram os resultados dos respectivos campeonatos para a actualização da tabela de recordes nacionais.

 

 

Xavier disse que a Federação Moçambicana de Natação (FMN) iria dar um prazo de 10 dias, a contar a partir de hoje, para que as associações apresentem os resultados dos seus campeonatos. Não havendo isso, a FMN irá homologar os recordes tomando em conta os tempos registados nos campeonatos findos, comparados com os da última tabela actualizada em Outubro último.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:22
 O que é? |  O que é? | favorito

Apesar de algumas contestações não formalizadas manifestadas por alguns clubes, os resultados falam por si: o Golfinhos foi curiosamente nove vezes campeão na classificação por categorias. Valdo Lourenço e Faina Salate dominaram a categoria de maiores de 18 anos, respectivamente com 90 e 63 pontos; enquanto Elton Mangore e Jéssica Cossa sagravam-se campeões dos escalões de 15 aos 17 anos, com 79 e 108.

 

Por seu turno, Jalik Tavares e Gisela Cossa venceram as seres dos 13 a 14 anos, respectivamente com 101 e 88 pontos. Érico Cuna e Layla Taquidir fizeram o mesmo nas categorias de 11 a 12 anos, com 63 e 99 pontos. Por último, Ygal Tavares fez 16 pontos no topo da série de atletas abaixo de oito anos.   

 

 

A única resposta que o Golfinhos teve, mas quase insignificante, foi do Ferroviário e Tubarões, nas séries de 9 a 10 anos femininos e masculinos, através dos nadadores Domingas Munhameze e Danilo Marcelino. Domingas e Danilo dominaram os respectivos escalões com 106 e 86 pontos.  

 

 

 

TUBARÕES REIVINDICA SEGUNDO LUGAR

 

 

Algumas denúncias despertaram atenção dos jornalistas mais atentos durante os campeonatos. Aliás, se o Regulamento da prova já era alvo discórdia, dada a limitação que os mínimos de participação impunha aos clubes, era previsível que os protestos viessem à tona. O Tubarões, um dos clubes de natação mais recentes e procura expressão na modalidade, reivindica o segundo lugar que, até à penúltima jornada, partilhando com o Ferroviário da Beira.

 

 

O técnico principal da equipa, Frederico dos Santos, disse que os “locomotivas” da Beira são vice-campeões por uma questão de conveniência a um afiliado que a FMN criou.

 

 

Fomos desclassificados em certas provas sem justificação e, noutras ocasiões, houve atletas de certos clubes que deviam ser penalizados, mas não foram. Contudo, não estamos obcecados porque vínhamos para estes “Nacionais” com o objectivo de consolidar o quarto lugar do ano passado e não para disputar o título”, comentou.  Aliás, alguns clubes prometeram apresentar protestos nos próximos dias junto à FMN sobre supostas irregularidades.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:46
 O que é? |  O que é? | favorito
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO