Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 02 DE Novembro 2016

 

O CAMPEONATO Nacional de Boxe só terá lugar nos finais deste mês, segundo o presidente da Federação Moçambicana da modalidade (FMBoxe), Benjamim Uamusse, mais conhecido por Big-Ben nos meandros desportivos.

 

A competição terá lugar na capital do país, mais concretamente no pavilhão do Estrela Vermelha, isto depois de descartada a hipótese de ser na Maxixe, província de Inhambane, por questões logísticas.

 

Em princípio, a prova vai decorrer nos dias 25, 26 e 27, praticamente as mesmas datas do “Nacional” do ano passado, realizado na cidade de Xai-Xai, província de Gaza.

 

O presidente da FMBoxe avançou que a instituição que dirige havia conseguido uma parceria com uma instituição financeira da praça para patrocinar o “Nacional” na Maxixe, mas a mesma está numa situação crítica em termos de liquidez neste momento, pelo que dificilmente poderá prestar o seu apoio.

 

Em face disso, a FMBoxe está neste momento mais inclinada ao plano “B”, que consiste em organizar a prova na cidade de Maputo, onde, segundo Big-Ben, o “Nacional” será mais económico, pois é onde se encontra a nata do boxe moçambicano, para além de haver mais condições logísticas, como o ringue e a Vila Olímpica para hospedagem dos atletas.

 

À Maxixe só iríamos se conseguíssemos um bom apoio financeiro, mas não foi possível, sobretudo porque o Estado, através do Fundo de Promoção Desportiva, não nos pode ajudar, dada a situação que todos conhecemos. 

 

Seria muito oneroso tirar vários clubes de Maputo para Inhambane, mas é mais simples levar os pugilistas das províncias para Maputo, pois não são numerosos”, explicou.

 

A cidade de Maputo tem pugilistas do Estrela Vermelha, Matchedje, Ferroviário, academias Nhuane, Lucas Sinóia, Paulo Jorge, Rectificadora LM e Núcleo de Bagamoyo, que ao todo perfazem 80 por cento dos participantes do Campeonato Nacional.

 

Outras províncias que normalmente são representadas nos “Nacionais” são Gaza, Inhambane, Manica, Sofala e Nampula, estas duas últimas com uma média de seis/sete atletas e as restantes têm uma média de três.Lembre-se que o Estrela Vermelha é campeão nacional em título.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:40
 O que é? |  O que é? | favorito
Quinta-feira, 26 DE Novembro 2015

 

NÃO é comum o título de um artigo ser uma pergunta, mas há casos em que as circunstâncias obrigam, como no boxe. Nesta modalidade, também conhecida por nobre arte, as associações provinciais funcionam de forma pouco clara. Antes de tudo é preciso realçar que todas ainda não estão legalizadas.

 

Para já é preciso realçar que nenhuma das cinco associações provinciais que bem ou mal movimentam o boxe têm sedes, ou seja, instalações físicas, nas quais pessoas de boa vontade, bem como empresas com responsabilidade social se possam dirigir para prestar qualquer tipo de apoio.

 

As associações de boxe são constituídas por um grupo de pessoas que normalmente auto-proclama-se “gente do boxe”. Não organizam assembleias-gerais, provas, nem reuniões de qualquer que seja a natureza.

 

É neste contexto que quando chegam os campeonatos nacionais, como aconteceu em Xai-Xai no fim-de-semana, nas delegações provinciais não se sabe quem faz o quê? O presidente da associação é treinador, massagista, árbitro, tesoureiro e responsável da logística. Isto aconteceu com todos os responsáveis das associações no último “Nacional”.

 

São agremiações sem membros dos órgãos sociais. O presidente não tem substituto legal ou de confiança. As associações têm membros que cada um desconfia do outro. A fofoca e as especulações são uma espécie de gasolina para as associações de boxe funcionarem, mas competição que é boa não organizam.

 

Em Xai-Xai viu-se muita coisa caricata, estranha no desporto. Atletas que não treinam e sem técnicas de combate. Treinadores que secundarizam questões competitivas, preocupando-se com as condições logísticas, uma tarefa que normalmente é dos chefes das delegações. Árbitros com decisões de bradar os céus.

 

O cúmulo foi um presidente de uma associação doar equipamentos a algumas delegações provinciais sem, no entanto, incluir a sua comitiva. Para além de apoiar com equipamentos, confidenciou-nos que as apoiou financeiramente a pedido destas.

 

Todos ficaram sem saber qual era a intenção desse dirigente, mas ficou claro que o seu próximo passo é chegar à presidência da Federação Moçambicana de Boxe. O referido dirigente agitou tudo e todos, com os árbitros e outros presidentes das associações como alvos apetecíveis.

 

São coisas do boxe, modalidade na qual não se sabe quem faz o quê.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:10
 O que é? |  O que é? | favorito
Quarta-feira, 25 DE Novembro 2015

 

O DIRECTOR Provincial da Juventude e Desportos de Gaza, Fernando Pinho, disse que depois da realização do “Nacional” de boxe, em Xai-Xai, a instituição que dirige tudo irá fazer para a massificação da modalidade naquela parcela do país, mas para tal é preciso que haja a colaboração dos clubes.

 

Vamos sentar com os clubes para discutirmos a massificação do boxe. Pensamos que há potencial aqui em Gaza. Há muitos jovens que estão interessados na modalidade, sendo que aqui há muito boxe praticado no informal. A batalha é trazermos esse boxe do informal para os clubes”, disse.

 

Continuou Pinho, realçando que “neste momento a ideia é passar a mensagem aos clubes para que movimentem a modalidade. Gaza já teve vários atletas de boxe. Neste momento o mais importante para o desenvolvimento da modalidade é termos técnicos formados, pois são eles que ensinam as técnicas. O Clube de Gaza, por exemplo, já deu bom sinal ao acolher este campeonato nas suas instalações”, vincou.

 

É neste contexto que Pinho avançou que haverá uma sessão do Governo Provincial que irá discutir o desporto, no qual o boxe também estará em agenda. “O Governo de Gaza irá apoiar o desenvolvimento do boxe a vários níveis”, sublinhou.

 

Em relação ao “Nacional” que decorreu em Xai-Xai, Pinho disse que foi uma prova renhida e que tanto honrou a província. Aproveitou a ocasião para agradecer à Federação Moçambicana da modalidade por ter escolhido Gaza.

 

Para Pinho, o “Nacional” de Xai-Xai irá impulsionar a prática de boxe em Gaza.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:26
 O que é? |  O que é? | favorito
Terça-feira, 24 DE Novembro 2015

 

NÃO foi fácil vencer na final, tive que me esforçar muito. Aliás, ganhar um Campeonato Nacional nunca foi fácil, pois primeiro tens que ser campeão da cidade de Maputo, para quem é da capital. No Campeonato da Cidade há bons pugilistas e superá-los já é obra. Chega-se ao “Nacional”, a concorrência já é maior, mas felizmente consegui.

 

O adversário que enfrentei nesta final (Vuzane Máquina) é novo, mas muito forte e evoluído tecnicamente, por isso digo que tem futuro na modalidade. Muitos pensam que já estou acabado porque fiquei fora do boxe por dois anos, mas estão enganados, eu estava a estudar e regressei. Penso que ainda vou a tempo de trazer alegrias ao país nos eventos internacionais”, assinalou Watch António.

 

SÉRGIO MACUÁCUA

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:50
 O que é? |  O que é? | favorito

 

NO final do “Nacional” de Xai-Xai, o presidente da Federação Moçambicana de Boxe, Bigi-Ben, prometeu criar intercâmbios competitivos entre a cidade de Maputo e as províncias para conferir maior rodagem aos atletas de fora da capital do país, que estão muitos furos abaixo.

 

O desnível competitivo ficou uma vez mais a nu em Xai-Xai onde os atletas da capital, em mais de 90 por cento dos combates não precisaram do terceiro assalto para ganharem, ou seja, muitos deles terminaram em KO’s.

 

É uma situação que registamos e que tem uma explicação fácil. Nas províncias não há clubes, há alguns núcleos que organizam torneios esporadicamente. Diferentemente de Maputo que há clubes e academias, para além de que tem havido competições. Doravante vamos tentar equilibrar a balanço através dos intercâmbios, com campeonatos regionais e torneios localmente”, disse.

 

Não obstante ao desnível competitivo, Big-Ben faz um balanço positivo da prova, mas reconheceu que houve vários constrangimentos.

 

São constrangimentos normais neste tipo de competições, mas o importante é que a prova acabou decorrendo normalmente. Houve algumas revelações e alguns combates renhidos. Nalgum momento, as expectativas foram superadas”, observou.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:47
 O que é? |  O que é? | favorito

 

PARA mim, a missão foi cumprida. Consegui lograr o objectivo que havia traçado para este ano, revalidar o título nacional. Aliás, não me restava mais nada senão ganhar este campeonato depois de ter perdido a oportunidade de participar nos Jogos Africanos de Brazzaville.

 

Em relação ao combate (com Paulo Jorge, Ferroviário), penso que foi renhido e esperava que isso acontecesse. Tive imensas dificuldades, pois ele tem muita força, tendo o superado com recurso a minha técnica individual”, realçou Valdo António.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:44
 O que é? |  O que é? | favorito

 

ESTOU feliz pelo título de campeão que consegui. Trabalhei muito para isso. Foi preciso esforço redobrado para me sagrar campeão, depois de ter ficado quatro meses sem treinar, por razões da agenda. Para mim, esta foi uma vitória de superação, num combate muito forte e intenso.

 

Encontrei um veterano experiente no ringue. Daqui em diante a minha meta é conseguir a qualificação para os Jogos Olímpicos do próximo ano. Penso que com o trabalho isso é possível”, disse José Azarias.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:41
 O que é? |  O que é? | favorito

 

GANHAR este título é uma honra para mim e para o meu clube, pois surge como resultado de um trabalho aturado e que levou muitos dias. Tive uma boa luta na final, e felizmente consegui ganhar por K.O. O meu próximo passo é lutar por uma vaga nos Jogos Olímpicos de 2016.

 

Em relação ao campeonato em si, penso que desportivamente falando foi bom, mas há outras questões que não correram bem, caso da logística”, vincou Augusto Mathule.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:39
 O que é? |  O que é? | favorito

GANHEI um combate difícil na final, por isso fico bastante feliz com este título. Só ganhei porque treinei muito e entrei na luta em bom estado de forma. Mas, mesmo assim, tive que dar o meu máximo para ganhar. Para mim este foi o primeiro de vários títulos nacionais que pretendo conquistar”, vincou Carlos António.

 

NÃO OBSTANTE O TÍTULO: Sinóia está revoltado!

 

 

POR incrível que pode parecer, o treinador do Estrela Vermelha, equipa que se sagrou bicampeã nacional em Xai-Xai, Lucas Sinóia, está muito revoltado com a Federação Moçambicana de Boxe, bem como com todos quanto estiveram na organização do “Nacional”. Em causa, segundo Sinóia, foram premiados vários intervenientes, desde atletas, passando pelos árbitros até aos dirigentes, mas nenhum treinador foi galardoado.

 

Este campeonato para mim foi uma decepção. Quem faz algo por esta modalidade não é respeitado e hoje isso ficou a nu. Premiaram a toda a gente, mas nenhum treinador. Não estou a dizer que devia ser eu o contemplado, mas um dos treinadores que cá estiveram”, desabafou.

 

Visivelmente desgastado com a situação, Sinóia disse de seguida que vai deixar a modalidade dentro de dias porque não há seriedade nem respeito com as pessoas.

 

Penso que está na hora de eu deixar o boxe. Há coisas que não são aceitáveis por isso, não contem mais comigo”, desagasalhou.

 

No final, Sinóia foi pedido para falar do título que a sua equipa havia renovado em Xai-Xai. Sem entrar em euforias, disse: “Fiz o que pude, assim como a rapaziada em campo, o resto não interessa”, atirou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:34
 O que é? |  O que é? | favorito

 

OS atletas que se sagraram campeões nas respectivas categorias no “Nacional” de boxe que teve lugar no último fim-de-semana na cidade de Xai-Xai, província de Gaza, não conseguiam disfarçar a felicidade e o alívio que sentiam depois da façanha, numa prova que segundo eles foi desportivamente renhida e difícil.

 

No geral, a competição foi ganha por Estrela Vermelha, salientando-se a não presença do Ferroviário no pódio, muitos anos depois. É que o segundo e terceiro lugares foram ocupados pelo Matchedje e Academia Nhuane. Apesar do acesso, o treinador dos “alaranjados”, Lucas Sinóia não escondeu a tristeza, uma vez mais dominada de forma inquestionável pelas equipas da capital do país.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:24
 O que é? |  O que é? | favorito
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO