Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 20 DE Outubro 2016

 

O 'tri' para o Estrela é mais um objectivo alcançado, mais uma batalha vencida. Para quem está de fora pode até parecer fácil, mas a verdade é que tivemos de vestir o fato-macaco”, afirmou Momed Buanar (Dino).

 

Dino, um dos jogadores mais novos do plantel, afirma que os principais adversários, Desportivo e Ferroviário, deram muita luta, o que dignificou ainda mais o terceiro título.

 

Logo na primeira jornada jogámos com o Ferroviário, um adversário muito forte, e depois com o Desportivo, que até chegou a vencer-nos. Era necessário redobrar esforços. Todos nós nos entregámos com mais firmeza ao trabalho, com uns a puxarem pelos outros. O 'tri' é o resultado da família alegre que criámos no Estrela. O segredo foi mesmo esse ambiente familiar que se criou”, comentou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:34
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Para nós e para o clube, é muito importante este título, assim como os outros dois anteriores. É o resultado da aposta feita no hóquei pelo presidente Luís Manhique. Ele teve o mérito de contratar alguns jogadores e um treinador com larga experiência. Todos nós formamos uma equipa forte e os resultados estão à vista. O Estrela conquistou o 'tri', algo que não acontecia há mais de 20 anos”, disse o capitão Spiros Esculudes (Kiko).

 

Kiko acrescenta que vencer três campeonatos consecutivos é obra. “Não é fácil vencer três campeonatos seguidos para um clube que durante muitos anos andou sem ganhar nada. Penso que o segredo do sucesso é o grande trabalho de equipa, dentro e fora do campo, muito companheirismo, cumplicidade, amizade e, acima de tudo, muita humildade”, sublinhou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:30
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O ESTRELA Vermelha juntou mais um título de hóquei em patins a tantos outros já existentes na sua vitrina, dos quais se destaca o de campeão africano de clubes, conquistado em 1993.

 

Na sexta-feira, o clube “alaranjado” fez o “tri”, algo que não acontecia há mais de 20 anos, motivo pelo qual este feito teve um sabor muito especial. Reflexo disso é a forma como os atletas festejaram o título e o orgulho manifestado por mais uma vez fazerem do Estrela um clube campeão.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:27
 O que é? |  O que é? | favorito
Quinta-feira, 29 DE Outubro 2015

 

COMPARATIVAMENTE ao campeonato passado este foi mas desgastante a nível psicológico. Tivemos que estudar e preparar cada jogo ao mínimo detalhe”, disse.

 

Acrescenta que a equipa apresentou-se muito mais adulta. “As abordagens foram extremamente tácticas e cautelosas para não nos deixarmos surpreender. Houve sentido de equipa e só saímos a ganhar, pois o bloco foi único e impenetrável e o ataque foi demolidor”, afirmou, ajuntando que o único jogador do Estrela teve tantos golos como o Ferroviário.

 

Maninho, melhor marcador do campeonato, revela que o espírito de sacrifício esteve presente. “O principal segredo foi o espírito de sacrifício individual em benefício do colectivo. Estamos todos de parabéns”, referiu.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:13
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O SEGUNDO título consecutivo de campeão é um troféu importante para o clube e especialmente para nós jogadores porque o fizemos só com vitórias”, disse Nuno Canaveira.

 

Canaveira considera que o Estrela Vermelha esteve bem melhor que os seus adversários. “Mesmo atendendo aos jogos bem disputados com o Desportivo, de uma maneira geral o campeonato foi quase sempre desequilibrado, pois venceu sempre com boa margem de golos”, comentou.

 

O hoquista mostra-se surpreendido pois antevia uma maior luta do Desportivo e do Ferroviário.

 

Entramos como favoritos por sermos os campeões, mas com o Desportivo a reforçar-se com o Siga e o Ferroviário com o Nuno Tavares, achávamos que seria tarefa difícil, mas fomos ganhando jogo-a-jogo sempre de praticar bom hóquei, obter vitórias e, no fim faziam-se as contas”, arrematou.

 

NADA SE VENCE POR ACASO - MOMED BUANAR

 

ESTE título passa a ideia de que tudo foi fácil, mas só nós sabemos o quanto tivemos que nos aplicar a cada treino, nos jogos para que conquistássemos este título sem derrotas”, reacção de Dino ao “bi”.

 

Dino afirma que o segredo da vitória residiu no esforço de todos. “Tivemos que redobrar o esforço nos treinos e ainda mais nos jogos. Jogamos em conjunto, já melhor entrosados. Este ano sente-se mais a mão do treinador”, considerou.

 

O jovem hoquista diz que os adversários, sobretudo o Desportivo, foi um digno derrotado. “O Desportivo soube ser um bom adversário, uma equipa com uma média de idade bem superior a nossa, mas com qualidade excelente. Acredito que estarão melhores nas próximas provas. Nota positiva para Académica. Os resultados não foram os melhores, mas esta equipa com poucos recursos entregou-se muito ao jogo e surgiram motivados em todos jogos e num deles venceram o Ferroviário que esteve muito aquém das expectativas”, sublinhou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:57
 O que é? |  O que é? | favorito

 

PENSO que o Campeonato foi menos equilibrado que o ano passado. No passado a equipa ainda não se tinha encontrado e nos deparamos com várias dificuldades até nos entrosarmos. Mas, desta vez, apesar do cansaço do Mundial, estivemos mais coesos e por isso não demos muitas chances aos adversários”, palavras de Kiko, capitão do Estrela, numa análise ao decurso do campeonato.

 

Afirma que esta época a equipa preparou-se melhor. “Se no ano passado nem sequer treinamos juntos e já tinha iniciado o campeonato, neste tivemos tempo não só para treinar, como deu para “puxar” as orelhas aos miúdos quando sentimos que as coisas estavam a fugir e era preciso pô-los no bom caminho”, comentou.

 

O capitão elogiou a prestação dos seus colegas, tendo destacado, Maninho e Kevin. “O Maninho fez mais do que o esperado. Foi o melhor marcador e um dos melhores do campeonato, a par do Pedro Pinheiro, Arnaldo Queirós e Bruno Pimentel, estes todos do Desportivo. O Kevin evoluiu muito. Conseguiu auto-superar-se após ter baixado de forma”, atirou, para em seguida alargar os seus elogios ao treinador Pedro Pimentel. “Pedro Pimentel além de treinador é um amigo e conselheiro. É uma excelente pessoa. Em suma, trabalhamos arduamente para conquistar um campeonato sem derrotas”, afirmou.

 

Ainda na senda de elogios, apontou Sandro dos Santos como um hoquista extraordinário, apesar dos seus 48 anos.

 

Sublinhou para a má prestação do Ferroviário. “O Ferroviário foi uma desilusão total. Actos de indisciplina que não ajudaram em nada”, disse.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:40
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O ESTRELA Vermelha ressurgiu no ano passado na alta-roda do hóquei moçambicano, após 22 anos de “adormecimento”, e o seu vigor continua esta época intocável. A mais recente conquista do campeonato, a prova mais prestigiada e importante da modalidade, reflecte que o “laranja” veio para ficar.

 

O investimento feito pelo presidente, Luís Manhique, na formação de hóquei, já colheu enormes frutos. Só esta época, o Estrela conquistou o Torneio de Abertura, Torneio de Preparação e agora o Campeonato, sendo que ainda falta disputar a Taça Maputo.

 

Após a conquista de mais um título o presidente e jogadores não se continham de tanta felicidade. 

 

ESTE GRUPO ENCHE-NOS DE ORGULHO - LUÍS MANHIQUE, PRESIDENTE DO ESTRELA

 

 

A EQUIPA esteve melhor em relação ao ano passado, reflexo disso é que terminamos o campeonato sem nenhuma derrota o que é um grande feito”, disse Luís Manhique, presidente do Estrela Vermelha.

Manhique agradeceu o empenho de todo o grupo. “Os jogadores e treinador estão de parabéns.

 

Mostraram ser um colectivo muito sólido. Sem querer tirar mérito aos outros jogadores, que foram de um profissionalismo inquestionável, gostaria de destacar o papel de Kiko e Maninho. Eles não só deram tudo, como, na qualidade de mais experientes, foram chamando à atenção aos mais novos”, atirou, ajuntando que os jogadores serão premiados pela conquista do título, à semelhança do que aconteceu no ano passado.

 

Já perspectivando a participação na Taça Maputo afirma que o objectivo é vencer e terminar o ano em grande.

 

Num plano mais internacional, o dirigente disse ser preciso apostar em competições além-fronteiras. “A nossa perspectiva como direcção é que houvesse uma competição regional para aumentar a capacidade técnica. Penso que é possível, iria aumentar o nível qualitativo da selecção”, sublinhou.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:24
 O que é? |  O que é? | favorito
Sexta-feira, 23 DE Outubro 2015

 

JÁ com o título de hóquei em patins assegurado, o objectivo do Estrela Vermelha passa por terminar o campeonato com um registo cem por cento vitorioso. Para tal é necessário vencer esta noite às 19.30 a Académica em jogo da nona e última jornada.

 

A avaliar pelo nível do adversário, tudo indica que os alaranjados vão mesmo somar o nono triunfo consecutivo e atingir o máximo número de pontos possível, 27 pontos. A claque que deve marcar presença em peso no pavilhão do Estrela para celebrar de perto o segundo título consecutivo.

 

A seguir realiza-se o “clássico” entre o Desportivo e Ferroviário já sem devido interesse visto que ambos têm a situação definida, mas estando frente-a-frente clubes rivais o espectáculo está garantido.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:26
 O que é? |  O que é? | favorito
Quinta-feira, 22 DE Outubro 2015

 

A OITAVA e penúltima jornada do Campeonato de Hóquei da Cidade de Maputo foi marcada por goleadas com o Estrela, já campeão, e o Desportivo, com o segundo lugar consolidado, a passearem a classe.

 

O Desportivo alcançou o resultado mais expressivo, 12-3, sobre a Académica, e dado a vantagem “gorda” até deu para rodar alguns juvenis, casos de Pimentel Júnior (filho de Pedro Pimentel) e Hakeem Araújo. Com este resultado os “alvi-negros” atingiram os 15 pontos.

 

O Estrela Vermelha, por seu turno, já com o título assegurado, demonstrou mesmo assim uma enorme vontade de ganhar, reflexo disso aplicou ao rival, Ferroviário, uma goleada, por 8-2.

 

Os “alaranjados” estão a fazer um campeonato espectacular com oito vitórias em igual número de jornadas o que faz com que somem 24 pontos. A equipa treinada por Pedro Pimentel deve mesmo fazer o pleno se se atender que na última ronda bate-se com Académica, último classificado e a vitória não deve “escapar”.

 

PETIZES DÃO “SHOW”

 

Estrela Vermelha e Desportivo fizeram o pleno na primeira jornada do Campeonato de Hóquei em Patins da Cidade de Maputo de iniciados e juvenis que arrancou na tarde de sábado no pavilhão dos “alaranjados”.

 

Viveu-se uma tarde como há muito não se via no pavilhão do Estrela, visto que a alegria de ver os petizes a patinarem voltou a ser uma realidade pouco mais de 20 anos depois. A ronda abriu com o Estrela e o Ferroviário a protagonizarem um excelente desafio. No final, o triunfo sorriu aos “alaranjados”, orientados por Zefanias, por 8-5. Tratou-se de uma partida equilibrada e com 13 golos para todos feitios e gostos. Ainda mais equilibrado foi o jogo entre o Desportivo e Koka Missava com os “alvi-negros” a vencerem, por 2-1.

 

Nos juvenis, Estrela mostrou-se superior em grande escala, tendo batido o Ferroviário, por 7-2. O Desportivo também exibiu-se a contento ao vencer a Koka Missava, por 4-1.

 

Esta prova promete ser de emoções fortes e bem disputada até ao final sobretudo nos iniciados.

 

A próxima jornada joga-se sábado com os seguintes encontros: Desportivo-Estrela e Ferroviário-Koka Missava em iniciados e juvenis.

 
Fonte:Jornal Noticias
 
publicado por Vaxko Zakarias às 11:28
 O que é? |  O que é? | favorito
Quinta-feira, 15 DE Outubro 2015

 

O ESTRELA Vermelha conquistou, recentemente, o título de hóquei em patins da cidade de Maputo ao golear o Desportivo, por 6-2, em jogo da sétima jornada.

 

O Estrela obteve a sétima vitória consecutiva somando 21 pontos e já não pode ser alcançado mesmo que perca nas duas jornadas em falta.

 

 

Maninho anotou um “”hat-trick” e notabilizou-se como a figura do encontro. Kiko, Nuno Canaveira e Dino fizeram os outros golos. David Pimentel apontou os dois golos dos “alvi-negros” 

 

O Estrela confirma-se assim como o novo papa-títulos, um termo que já pertenceu ao Desportivo e Ferroviário na era em que estes dominaram a modalidade.

 

“ESTUDANTES” DÃO LIÇÃO

 

Académica que normalmente tem sido derrotada sempre que joga com qualquer um dos seus adversários obteve um triunfo magnífico diante do Ferroviário, por 5-3. Foi a primeira vitória dos “estudantes” na competição e foi festejada como se tivesse conquistado um título. Sandro dos Santos, dois golos, foi a figura do jogo.

 

 

Voltou a deixar claro que ainda chega para as encomendas apesar dos seus 48 anos. Gamito, Miguel e Eduardo marcaram os outros tentos da Académica que passou a ter hipóteses de fugir ao último lugar, caso vença os dois últimos jogos, desde que ao Ferroviário aconteça o inverso.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:58
 O que é? |  O que é? | favorito
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO