Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 03 DE Agosto 2015

SIDAT1.png

 

O PRESIDENTE da Federação Moçambicana de Futebol, Feizal Sidat, a escassos dias da sua saída deste organismo, está a “oferecer” dinheiro às associações provinciais para o seu funcionamento.

 

As “ofertas” e a forma como elas têm sido encaminhadas não são bem vistas pelos candidatos, porque, no seu entender, podem perturbar a actual campanha.

 

Alguns candidatos acusam Sidat de estar a tentar manipular o voto, uma vez que nas ocasiões anteriores os valores alocados às associações eram por via de transferências bancárias, mas que hoje (desta vez) os cheques são entregues em mãos, como aconteceu semana passada em Lichinga (Niassa).

 

O nosso Jornal soube de fontes seguras que o actual presidente da Federação Moçambicana de Futebol entregou um cheque no valor de 75 mil meticais à Associação Provincial do Niassa (APFN) na passada terça-feira, no mesmo dia em que o candidato da continuidade trabalhou com a associação e os clubes daquela província na divulgação do seu manifesto.

 

Contactada pela nossa Reportagem a propósito do assunto, a presidente da APFN, Maria Rajabo, confirmou a recepção de um cheque daquela quantia no encontro que Feizal Sidat manteve com os membros daquela associação para o efeito. Segundo ela, o valor faz parte dos fundos que a Federação Moçambicana de Futebol atribui anualmente às associações provinciais para o seu funcionamento.

 

Facto surpreendente para ela é o procedimento pouco comum, nomeadamente a entrega pública do cheque, quando o normal tem sido o depósito na conta da associação. Chamado a comentar sobre o facto, Rajabo limitou-se a dizer que a associação tem recebido da FMF apoio financeiro e nunca num período fixo.

 

Tivemos um encontro de trabalho com o presidente logo à sua chegada ao Niassa, por volta as 11.00 horas da terça-feira. No encontro passou-nos um expediente e um cheque em nome da associação, no âmbito do apoio que recebemos anualmente da FMF e assegurou que a mesma quantia seria distribuída pelas restantes associações”, explicou, acrescentando que não sabia do resto da agenda de Sidat no Niassa.

 

Sobre o facto de o dinheiro ser entregue numa altura em que este está de saída na FMF, Maria Rajabo escusou-se a tecer comentários, limitando-se a dizer que o cheque não foi passado em seu nome.

 

Facto curioso é que Feizal Sidat chegou ao Niassa e numa altura em que Teodoro Waty se encontrava igualmente naquela província à “caça” de voto. Depois do encontro com Feizal Sidat, foi a vez de Waty reunir-se com membros da direcção da associação e clubes daquela província para dar a conhecer o seu manifesto e pedir voto.

 

Entretanto, a presidente da associação do Niassa, na conversa que manteve com a nossa Reportagem, teria deixado transparecer que a consciência do Niassa não vale 75 mil meticais.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:01
 O que é? |  O que é? | favorito
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
15
16
22
23
24
27
29
30
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO