Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 29 DE Julho 2014

Moçambique conquistou esta segunda-feira, em Luanda, nos “IX Jogos Desportivos CPLP Angola 2014”, mais duas medalhas de Bronze, mas  prosseguindo assim a prestação particularmente positiva da missão moçambicana na presente edição deste evento desportivo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa.

 

As duas medalhas forao conseguidos no Judo, uma  Pela Natalia Taju e Kevin Loforte! 

 

Ainda nesta segunda-feira, referência para outras vitórias para a missão portuguesa, nomeadamente no andebol e no basquetebol, com triunfos em ambos os casos perante as respectivas formações de Moçambique, com os resultados finais de 29-10 (andebol) e 78-33 (basquetebol), isto num dia em que a missão portuguesa terminou o dia invicta, somando por vitórias as competições em que participou.

 

 

 

 

publicado por Vaxko Zakarias às 11:29
 O que é? |  O que é? | favorito

OS ministros da Juventude e Desportos dos países da CPLP decidiram na VII reunião realizada à margem do evento que os próximos Jogos terão lugar em Cabo Verde.

 

Os Jogos da CPLP regressam a Cabo Verde depois de os ter acolhido em 2003.

 

No encontro foi acordado que o plano de acção desportiva da CPLP vai priorizar, nos próximos dois anos, cinco áreas, nomeadamente a ética desportiva e doping, medicina desportiva, gestão de infra-estruturas, formação e qualificação de agentes desportivos, participação e desenvolvimento de talentos.Realçar que Moçambique sucedeu Cabo Verde na presidência da Conferência de Ministros do ramo da CPLP.,

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:36
 O que é? |  O que é? | favorito

O ATLETISMO adaptado (paralímpico) projectou Moçambique para uma situação favorável e que pode colocar o país nos lugares de pódio no epílogo dos IX Jogos da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP) que se realizam desde sábado na capital angolana, Luanda.O atletismo adaptado contribuiu, ao fim de dois dias de competição no torneio da modalidade, iniciado domingo e encerrado ontem, com cinco medalhas de ouro e igual número de prata, colocando Moçambique como um dos candidatos aos lugares cimeiros a par de Portugal e Brasil, que se apresentam como principais candidatos à conquista da presente edição. Com este resultado, Moçambique contabiliza, de modo geral, seis medalhas de ouro, sendo que a sexta foi conseguida também no atletismo, desta feita convencional, cinco de prata e duas de bronze, conquistadas pelo judo.

 

 

No total já são 13 medalhas e quebrou-se o recorde relativamente à última edição que teve lugar em Mafra, Portugal, em 2012, onde apenas conquistou duas medalhas de ouro, curiosamente através do atletismo adaptado.

 

 

Dos cinco ouros conseguidos pelo atletismo adaptado, três foram por Edmilson Governo, nos 100, 200 e 400 metros; um por Hilário Chavela, nos 100 metros e o outro por Denise das Dívidas, em salto em comprimento. O sexto ouro, conquistado no atletismo convencional, em femininos, foi conseguido por Teresa Gabriel, nos 400 metros.

 

 

As expectativas em relação aos lugares de pódio, nas sete modalidades com as quais o país desfila no evento, nomeadamente futebol e basquetebol masculino, atletismo convencional, em masculinos e femininos, são acrescidas para os moçambicanos.

 

 

Moçambique está igualmente em evidência em futebol e vólei de praia. Os “Mambinhas”, que fazem parte da série A, voltam a entrar em acção amanhã, diante de Timor Leste, no arranque da segunda volta. A selecção nacional sub-17, treinada por Dário Monteiro, venceu a primeira volta, com quatro pontos, seguido de Timor, que domingo surpreendeu Angola, derrotando-a por 1-0. Os angolanos são últimos do grupo, com apenas um ponto, conseguido no jogo inaugural frente aos “Mambinhas” e ficam de fora nesta ronda.

 

 

Na outra série, Portugal e Cabo Verde partilham a liderança com cinco pontos, Portugal defronta São Tomé, enquanto Cabo Verde fica de fora.

O vólei de praia, por seu turno, apurou-se para as meias-finais tanto em masculinos, bem como em femininos, ao ficar em quarto lugar na fase preliminar que dá acesso à fase que se disputa amanha, na Ilha de Luanda. Moçambique defronta Brasil, em ambos os sexos. Aliás, o torneio de vólei termina hoje, com a disputa das finais no período da tarde. Enquanto isso, o ténis masculino também está nas meias-finais, pois, ficou em segundo lugar na série A, dominada pelo Brasil. Nesta série também fez parte São Tomé.

 

Moçambique defronta hoje Portugal, líder do grupo B, enquanto Brasil vai bater-se com Angola, segundo da série B. Em femininos, a prova que é disputada num sistema de todos conta todos, portanto, com pontuação directa, Moçambique conta com uma vitória frente ao Brasil, numa prova onde participa igualmente Portugal e Angola. Neste certame. Cujo vencedor é definido num conjunto de três partidas (duas de singulares e uma de pares), Deana da Costa saiu vitoriosa por 6/1 e 6/2, enquanto Cláudia Sumaia claudicou por duplo 2/6, isto em singulares. As moçambicanas perderam a partida decisiva, em pares, diante da dupla brasileira por 2-1, parciais de 6/3 e 6/2.

 

 

Moçambique defronta hoje Portugal, o mais forte da competição feminina e fará amanhã a última partida com Angola, que é hoje adversária do Brasil. Este arranque inglório coloca as moçambicanas em risco de chegarem aos lugares cimeiros, pior se hoje voltarem a cair no embate com as portuguesas.

 

 

Os receios prevalecem em basquetebol masculino e feminino, provas que são igualmente disputadas num sistema de todos contra todos. A selecção masculina defrontou ontem Portugal, à busca da segunda vitória consecutiva, depois da estreia gloriosa diante de São Tomé por 55-48, porém menos convincente. Enquanto isso, a selecção de andebol feminino voltou a claudicar depois de uma recuperação domingo com vitória sobre Cabo Verde (31-18).

 

 

O combinado nacional perdeu com Portugal por 29-10 depois da estreia inglória frente a Angola, partida que marcou a abertura dos jogos. A selecção de andebol descansa hoje para permitir que a selecção do Brasil que chegou tardiamente faça os jogos em atraso e só regressa amanhã para medir forças curiosamente com as brasileiras para fechar na quinta-feira defrontando São Tomé.

 

Segundo o regulamento da prova, que conta com seis equipas, os primeiros quatro seguem para as meias-finais.Salientar que à excepção do vólei de praia e do ténis, as restantes modalidades descansam hoje. Aliás, hoje é o dia também reservado para o jogo de acerto do calendário.

 

 

SALVADOR NHANTUMBO, em Luanda

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:14
 O que é? |  O que é? | favorito
Domingo, 27 DE Julho 2014

MAIS de sete mil pessoas, entre atletas, técnicos, dirigentes e convidados testemunharam sábado, no pavilhão multiuso de Kilamba, em Luanda, Angola, a abertura dos IX Jogos da CPLP, numa cerimónia marcada por discursos, coreografia, cor e exibições culturais enaltecendo a amizade, harmonia e fraternidade entre os povos da comunidade dos países falantes de língua portuguesa.

 

Na cerimónia, em que participaram governantes membros da organização, com destaque para o presidente angolano, José Eduardo dos Santos, foram enaltecidos os valores culturais dos povos da comunidade e destacada a necessidade de maior coesão entre os jovens dos países falantes de língua portuguesa, de modo que as diferenças sirvam como base de consolidação do espírito de união dos povos.

 

Discursando na abertura do evento, o presidente angolano desejou boas vindas e boa sorte aos participantes no evento, que se prolongarão até sábado.

 

Por seu turno, o ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, realçou o carácter unificador dos povos da comunidade no qual os Jogos se circunscrevem, apelando ao “fair-play” entre os jovens atletas, destacando, por outro lado, que a amizade não tem preço e que os países participantes têm muito para dar até ao dia 2 de Agosto, data do epílogo do evento, convidando o público a aplaudir, incentivar e apoiar na concretização dos objectivos do evento, cujo lema é “Juntos na Diversidade”.

 

“O mais importante, mais do que os resultados, é representar o espírito dos Jogos, fazendo com que a diferença entre os povos sirva como um meio de união. Mais do que ganhar, o importante é interagir, competir e construir o futuro melhor para os jovens da comunidade. O desporto sempre será, para além do exercício físico que nos proporciona, um meio de vida e de união entre os povos. Bem-vindos a Angola e ao pavilhão multiuso de Kilamba”, elucidou, ajuntando que os Jogos devem servir como promotores da fraternidade e harmonia, valores que se consubstanciem no lema do evento “Juntos na Diversidade”.

 

Bem hajam jovens da CPLP, bem haja Angola”, afirmou, enaltecendo o empenho desportivo dos angolanos para a organização do evento, que, pela rotatividade, deviam ter lugar em São Tomé. Os são-tomenses alegaram problemas de ordem organizacional, mas tudo indica que o maior problema é infra-estrutural.

 

A mensagem de compromisso de honra foi encarregue a Portugal, que destacou a amizade e fraternidade como fundamentais, sublinhando, adiante, que o convívio deve estar em primeiro lugar que as vitórias. Depois dos discursos, houve o momento cultural, dominado por folclore, ou seja dança retratando a diversidade cultural angolana. O evento foi abrilhantado por coreografia, cor e demonstração de ginástica.

 

A cerimónia de abertura culminou com a realização do jogo inaugural entre as selecções de andebol feminino de Moçambique e Angola. As moçambicanas não resistiram perante a plateia repleta do pavilhão multiuso, perdendo por 13-28. José Eduardo dos Santos acompanhou o embate, aplaudido pelos jovens atletas dos países participantes, que desfilaram com as bandeiras, enaltecendo o desejo de unidade e prosperidade da comunidade lusófona.  

 

No final, à meia-luz, as argolas olímpicas que simbolizam a unidade dos povos da CPLP estavam visíveis no centro da quadra, um cenário lindo que vai ficar na memória dos mais de 800 atletas que presenciaram da cerimónia de abertura.

 

Recordar que os Jogos foram oficialmente abertos no sábado, mas as competições iniciaram-se quinta-feira com o torneio de futebol. No sábado, para além do futebol e andebol, movimentaram-se as modalidades de basquetebol, vólei de praia, ténis de campo. Já ontem, foi o dia do arranque de competições nas modalidades de atletismo, judo, ténis de mesa e natação em águas livres.

 

 

SALVADOR NHANTUMBO, em Luanda

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:19
 O que é? |  O que é? | favorito
Sexta-feira, 25 DE Julho 2014

 

A DELEGAÇÃO moçambicana aos IX Jogos da CPLP, que se realizam de 26 de Julho a 2 de Agosto em Luanda, Angola, parte esta manhã com a promessa de trazer mais medalhas.

 

Moçambique parte com uma delegação de 125 pessoas, 75 das quais atletas, e as restantes técnicos, dirigentes e pessoal de apoio. A cerimónia de abertura do evento está marcada para amanhã.

 

Nas vésperas do arranque do evento a palavra de ordem é de que estes Jogos marquem o início de uma nova etapa em termos de desempenho, que passa por ombrear com os tradicionais favoritos, nomeadamente Portugal e Brasil, respectivamente vencedor e segundo classificado da última edição. Aliás, Angola terá, entanto que anfitriã, uma palavra a dizer e torna-se num dos principais adversários de Moçambique, que é detentor do terceiro lugar.

 

Portanto, o desafio torna-se maior, o que exige das selecções nacionais maior responsabilidade. Os técnicos e atletas consideram que a preparação correspondeu às expectativas e que as condições oferecidas pelo Governo permitem sonhar mais alto.

 

O desafio colocado aos atletas pela Missão Moçambique, responsável pela preparação das selecções nacionais que irão desfilar nas modalidades de futebol e basquetebol masculino, atletismo convencional e adaptado em masculinos e femininos, andebol feminino, voléi de praia masculino e feminino, ténis e judo masculino e feminino, é a melhoria quantitativa (mais medalhas) e qualitativa (boa exibição)

 

Entretanto, a Selecção Nacional de Futebol de Sub-17 estreia-se hoje frente a Angola. Os “Mambinhas” foram os primeiros a viajarem para Luanda quarta-feira, em virtude de o torneio de futebol arrancar cedo (hoje), isso para permitir que defrontem a Angola no dia do encerramento, em jogo da segunda “mão” da segunda eliminatória de qualificação ao CAN-2015. 

 

 

 

 


Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 13:05
 O que é? |  O que é? | favorito

DEPOIS de ultrapassar a Namíbia, a selecção de Sub-17 venceu Angola sábado por 2-1, em partida de qualificação para CAN-2015. A vitória alimenta boas expectativas para o Torneio da CPLP. O técnico dos “Mambinhas”, Dário Monteiro, tece boas perspectivas para o torneio que se inicia sexta-feira, a anteceder a abertura do evento.

 

De acordo com Monteiro, estes jogos e os de qualificação para o CAN acabam aliando o útil ao agradável, pois conferem mais rodagem e isso garante alguma crença em relação aos objectivos almejados no Torneio da CPLP. 

 

Nós temos estado a trabalhar com o intuito de enfrentar da melhor maneira as duas frentes, tanto a qualificação para o Campeonato Africano, bem como para os Jogos da CPLP. Felizmente, digo porque a competição é muito importante nessas andanças e os jogos de qualificação acabam servindo de rodagem para o Torneio da CPLP e este servirá igualmente de preparação para o jogo da segunda “mão”, explicou.

 

Questionado sobre como foi possível, em pouco tempo (sensivelmente seis meses), ter uma selecção de Sub-17 promissora, Dário Monteiro falou de muito trabalho e vontade de aprender manifestada pela rapaziada.

 

Temos aqui meninos de 15/16 anos e com talento. Estamos a tentar transmitir subsídios físicos, técnicos e tácticos no sentido de, no futuro, colhermos frutos. Acho que já plantámos, agora vamos regando e cuidando da planta que nós semeámos para que ela dê frutos no futuro”, elucidou.

 

Indagado se já é possível trabalhar a tempo inteiro com as selecções de iniciação, em particular os Sub-17, o ex-“Mamba” confessou que é complicado juntar a rapaziada com regularidade, porque os atletas estudam em períodos diferentes. “Mas é possível trabalhar, mas exige muito sacrifício dos próprios jogadores, dos seus professores de Educação Física, que são mais lesados pois os rapazes estão mais tempo na Selecção Nacional, mas vamos tentando fazer o nosso trabalho. Tenho contrato de um ano com a Federação Moçambicana de Futebol e durante este período vou fazer o meu trabalho, que é procurar talentos, dar os subsídios técnicos e tácticos, os fundamentos básicos. São meninos com 14, 15 e 16 anos e precisam de fundamentos básicos para a prática da modalidade”, reiterou.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:59
 O que é? |  O que é? | favorito

O SELECCIONADOR de natação, Frederico dos Santos (Russo), nutre algum optimismo quanto à prestação da selecção, apesar de que vai enfrentar uma nova experiência, que é competir em águas abertas. Esta é uma novidade introduzida pela organização dos IX Jogos e que exige um treinamento específico.

 

Frederico dos Santos acredita que, fora de Portugal e Brasil, com muita experiência neste tipo de competições, Moçambique está em altura de ombrear e até se impor perante as restantes selecções. Para o efeito, o combinado nacional optou pela preparação em água doce (na piscina), por causa da fraca densidade da água do mar.

 

A água salgada é muito mais leve, então optámos por fazer 90 por cento do trabalho na Piscina Olímpica do Zimpeto e fomos ao mar para a adaptação por causa da ondulação. Em termos de expectativas nós vamos às escuras, não fosse esta a primeira experiência. Não sabemos o que os outros trazem, eu penso que também terão a primeira experiência neste tipo de provas. Porém, tirando Portugal e Brasil, que possivelmente podem ter atletas mais experientes nas competições em águas abertas, em relação aos restantes países nós podemos-lhes fazer frente com maior facilidade”, ressalvou. 

 

Segundo o regulamento da prova, os participantes vão fazer um circuito em quadrado, com 250 metros por cada lado. Portanto, o circuito será feito em cinco voltas, num perímetro de 1000 metros.

 

O facto de constarem, na selecção, atletas que já participaram na Travessia Maputo-Catembe à nado é encorajador, apesar de, em termos de distância, ser uma prova comparativamente insignificante.

 

Nós temos dois atletas que estiveram como experiência a última travessia, nomeadamente Ricardo Santos e Sassa Francisco. Os restantes são os irmãos Allan e Jannat Bique. Mas acho que a participação na travessia não é tão relevante, visto que tem um percurso de apenas dois quilómetros e em Angola faremos cinco mil. Em suma, penso que com o trabalho feito podemos conseguir um bom resultado”, afiançou.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:53
 O que é? |  O que é? | favorito

O BASQUETEBOL masculino também promete melhorias, mesmo reconhecendo as potencialidades sobretudo de Portugal, Brasil e Angola, que se apresentam como favoritos.

 

Arsénio Muhate, técnico-adjunto, disse que Moçambique tem uma boa selecção e é um país que, apesar de dificuldades, trabalha com muito afinco para conseguir bons resultados. Por isso, realçou que Moçambique vai a Angola para lutar de igual para igual, sem temer a ninguém, e acredita que é possível surpreender aos tidos como favoritos e atingir lugares cimeiros.

 

Brasil, Portugal e Angola são países com melhor “ranking”, mas não devemos nos desvalorizar, temos que acreditar que somos capazes e é essa motivação que nos leva a acreditar que podemos chegar longe”, destacou.

 

Quanto à preparação, Muhate afirmou que, apesar de meio turbulenta, a selecção conseguiu, na medida do possível, trabalhar e acredita que o trabalho feito pode resultar num bom desempenho.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:50
 O que é? |  O que é? | favorito

Melhorar em masculinos   

 

 

O TÉNIS é das modalidades que procura se afirmar nos Jogos da CPLP. Nas vésperas de mais um torneio, o treinador da selecção, João Lobo, afirma que as expectativas em relação à presente edição são boas e o desejo é melhorar, sobretudo em masculinos, escalão no qual Moçambique não tem conseguido bons resultados.

 

Recordar que o ténis ficou em terceiro lugar, em femininos, em Portugal, e é o melhor resultado já conseguido por Moçambique ao nível da modalidade nos Jogos da CPLP.

 

Enquanto isso, o melhor resultado conseguido em masculinos foi o quinto lugar e João Lobo sente-se confortável pelo facto de ter uma equipa muito jovem e que conta com jogadores que têm vindo a registar bons resultados em torneios da região. Trata-se dos irmãos Armindo Nhavene Júnior e Bruno Nhavene.

 

É a primeira vez que vão à CPLP, mas eles estão muito rodados em torneios regionais. Mas estou mais esperançado no mais novo (Bruno Nhavene), que é um dos melhores jogadores de África em Sub-12, depois de conquistar os circuitos regionais realizados em Maputo e no Botswana. Vamos ver a capacidade dele neste evento”, anotou.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:45
 O que é? |  O que é? | favorito
Quinta-feira, 17 DE Julho 2014

AS selecções nacionais participantes dos IX Jogos da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP), que se disputam de 25 de Julho corrente a 2 de Agosto, em Angola, concentram-se a partir de sábado na Vila Olímpica do Zimpeto.

 

O início de estágio sucede à reunião entre os atletas e os respectivos encarregados de educação havida no sábado e serve, acima de tudo, para promover o espírito de grupo e estimular a confiança no seio dos atletas que integram as diversas selecções que desfilarão no evento.

 

Moçambique far-se-á representar por oito modalidades, entre individuais, natação em águas abertas, ténis e judo (entra pela primeira vez nesta edição) e colectivas, futebol, basquetebol, atletismo (convencional e para pessoa portadora de deficiência), andebol e voleibol de praia.

 

O futebol é a modalidade que se apresenta actualmente com mais ritmo e conjunto relativamente mais consolidado, sendo que a selecção de sub-17 está na corrida para o CAN Níger-2015. Depois de assegurarem a transição para a segunda eliminatória, com a vitória sobre a Namíbia no agregado das duas “mãos”, os “Mambinhas” voltam a entrar em acção este sábado frente a Angola.

 

Em basquetebol, tal como noutras modalidades, os grupos de trabalho ficarão completos a partir de sábado, com a chegada dos atletas das províncias e outros, que, por motivos académicos, ainda não se juntaram ao grupo de trabalho.  

 

As selecções nacionais passarão, a partir de sábado, a treinar a tempo inteiro e acompanhados pelos respectivos técnicos até à partida para capital angolana, Luanda, prevista para o dia 25. A selecção de futebol será a primeira a seguir para Luanda, isto porque o torneio da modalidade rei arrancará primeiro, no dia 25, enquanto as restantes modalidades evoluirão depois da cerimónia de abertura dos Jogos, no dia 26.   

 

A delegação moçambicana vai despedir-se oficialmente este sábado, num encontro em que, para além da interação com os atletas, será dada a informação sobre a preparação logística e desportiva das selecções nacionais e o que se espera que venham a ser nos Jogos. 

 

A poucos dias da partida, a organização interna está neste momento empenhada em resolver alguns problemas de ordem burocrática, nomeadamente a emissão de vistos e certificados internacionais de vacinação (vacina contra a febre-amarela), bem como para assegurar toda logística que envolve a preparação e deslocação da delegação moçambicana para Luanda.

 

São no total 125 pessoas que compõem a delegação desportiva, entre atletas, técnicos, dirigentes e jornalistas.Paralelamente aos Jogos, haverá uma reunião (VII conferência) dos Ministros da Juventude e Desportos dos países membros da CPLP, na qual Moçambique estará representado pelo vice-ministro do ramo, Carlos Sousa.

 

 

MELHORAR A QUALIDADE E TRAZER MAIS MEDALHAS

 

Moçambique vai aos IX Jogos da CPLP tendo como principais objectivos, em termos desportivos, melhorar o terceiro lugar registado nos últimos Jogos, há dois anos, em Mafra, Portugal. A terceira posição resume-se em duas medalhas de ouro, seis de prata e oito de bronze, totalizando 16.

De acordo com o director-geral do Instituto Nacional do Desporto, António Munguambe, a melhoria da prestação pode ser conseguida em termos de qualidade, mantendo a terceira posição, bem como incrementando o número de medalhas, o que seria a maior concretização dos objectivos que se almejam.  

 

Porém, exigir-se-á das selecções nacionais um esforço redobrado sendo que, para além de Portugal e Brasil, que terminaram em primeiro e segundo lugares em Mafra, o favoritismo recai também para Angola, entanto que anfitrião.

 

Mais do que os objectivos desportivos, os Jogos da CPLP têm, segundo Munguambe, como finalidade o encontro e confraternização entre os jovens e adolescente da comunidade.

 

 

CAMPOS PRONTOS PARA JOGOS

 

Os recintos desportivos escolhidos para acolher os IX Jogos da CPLP estão já prontos. Segundo informações avançadas pelo Comité Organizador, o atletismo (olímpico e paralímpico) disputar-se-á na pista do Estádio Municipal dos Coqueiros. O judo, por seu turno, terá como palco o Pavilhão Principal da Cidadela e a natação em águas abertas (mar) na Ilha do Cabo.   

 

Os jogos de voleibol de praia também terão lugar na Ilha do Cabo, ao passo que o futebol será disputado nos estádios 11 de Novembro e Coqueiros.  Os jogos de ténis efectuar-se-ão no Clube de Ténis de Luanda (CTL), enquanto o ténis de mesa disputar-se-á no pavilhão do Complexo da Cidadela.


As delegações desportivas nacionais e estrangeiras ficam alojadas no Complexo Futungo II, na Samba, com um total de pelo menos 800 pessoas, entre atletas, árbitros, corpos técnicos e dirigentes.


O acto de abertura vai ter dois momentos: o primeiro, de manhã, com o içar da bandeira dos países participantes e a entoação dos respectivos hinos nacionais. À tarde, realizar-se-á um espectáculo gimnodesportivo, no pavilhão multiuso do Kilamba, seguido do jogo inaugural de andebol.
Salientar que esta é a segunda vez que Angola acolhe os Jogos Desportivos da CPLP, depois da estreia em 2005.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 12:46
 O que é? |  O que é? | favorito
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO