Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 08 DE Junho 2017

 

A SELECÇÃO nacional de futebol desembarcou na tarde de ontem em Ndola, onde sábado, às 15:00 horas, vai defrontar a sua congénere zambiana em partida da primeira jornada do Grupo “K” de apuramento para o CAN-2019, cuja fase final terá lugar nos Camarões.

 

Logo à chegada, o técnico Abel Xavier foi bastante solicitado pela imprensa local para falar sobre o encontro, tendo reiterado que os “Mambas” vêm para este encontro para lutar de igual para igual com os zambianos, apesar de reconhecer que o histórico entre as duas selecções joga a favor dos donos da casa. De cabeça erguida, Abel Xavier deu a entender aos jornalistas que os "Mambas", tal como os "Chipolopolo", nome de guerra da selecção zambiana, estão a realizar um bom trabalho. Sem avançar o prognóstico, o seleccionador nacional mostrou-se optimista quanto ao desfecho do jogo de sábado.

 

 

Aliás, os jogadores também deixaram, ao longo da viagem Maputo-Joanesburgo-Ndola, transparecer essa vontade. Entretanto, ainda na tarde de ontem, os "Mambas" realizaram o seu primeiro treino em terras zambianas, por volta das 16:00 horas, no campo do Zesco, uma das melhores colectividades deste país. Um campo que se situa no mesmo quarteirão onde estão hospedados os "Mambas". Tratou-se de um treino ligeiro para desentorpecer os músculos e que serviu igualmente para elevar os níveis de concentração dos jogadores.

 

Os próximos dois treinos, o de hoje e amanhã, serão no Estádio Levy Mwanawasa, onde decorrerá o jogo de sábado. Portanto, a selecção nacional goza de boa saúde. Todos os jogadores mostram disponibilidade e vontade de encarar os zambianos sem qualquer tipo de complexo.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:34
 O que é? |  O que é? | favorito
Quarta-feira, 07 DE Junho 2017

 

O Ferroviário da Beira joga hoje com o Chingale de Tete em partida de atraso da 13ª jornada do Campeonato nacional de futebol da 1ª divisão (Moçambola). A equipa treinada por Aleixo Fumo viajou na segunda-feira para Tete via terrestre, no meio duma excursão de pouco mas de 100 adeptos que vão puxar pela equipa.


O Ferroviário da Beira vai para este jogo com duas baixas e jogadores preponderantes da equipa. Trata-se dos atacantes Dayo e Maninho que foram chamados para fazerem parte da seleção nacional de futebol, que este fim-de-semana joga com a sua congénere da Zâmbia para a fase de qualificação para o CAN do próximo ano.


Os locomotivas da Beira voltam a jogar no domingo em partida de acerto do calendário, desta feita contra o Textáfrica de Chimoio partida marcada para o planalto de Manica, jogo conta para a 14ª jornada.


Entretanto a ausência de Dayo e Maninha não tira sono a equipa técnica do Ferroviário da Beira e segundo Vally Ramadany so faz falta quem está, apesar de que a equipa vai ressentir a ausência dos dois dos seus melhores jogadores.


Na classificação o Ferroviário da Beira ocupa atualmente a 6ª posição com 20 pontos contra 12 do Textáfrica de Chimoio que esta na 14ª posição. Numa prova que tem a União Desportiva de Songo como líder com 32 pontos.
 
António Mavila, Beira
 
 
Fonte:Abola
publicado por Vaxko Zakarias às 11:30
 O que é? |  O que é? | favorito
Terça-feira, 06 DE Junho 2017

 

O FERROVIÁRIO da Beira ascendeu ao segundo lugar, isolado,  no Grupo “A” da Liga dos Campeões Africanos em futebol, mercê da vitória, no último sábado, no seu campo, sobre o Al Merreikh do Sudão, por 1-0.

 

O represetante moçambicano beneficiou do empate a um golo no outro jogo do mesmo grupo, entre o Ettoile Du Sahel, da Tunísia, e o Al Hillal, do Sudão. Os dois jogos contavam para a terceira jornada da competição.

 

A equipa moçambicana passou assim a somar quatro pontos resultantes de um empate e uma vitória. Na próxima jornada, a quarta, e primeira da segunda volta, viaja para o Sudão, para defrontar o mesmo Al Merreikh.

 

Como era de esperar, o jogo do último Sábado não foi fácil pois a equipa sudanesa teve oportunidades, sobretudo na primeira parte, de marcar e colocar-se em vantagem, mas o campeão nacional soube defender-se.

 

Na segunda metade, o representante moçambicano melhorou substancialmente a sua prestação em campo o que culminou com um golo apontado por Dayo, aos 66 minutos.

 

E podia ter aumentado a sua vantagem, sobretudo quando passou a estar em superioridade numérica, depois da expulsão de um jogador do Al Merreikh, por antijogo.

 

O confronto de sábado marcou a abertura do campo do Ferroviário da Beira a desafios desta prova, depois de ter sido aprovado pela Confederação Africana de Futebol (CAF), a 23 de Maio último.

 

Por essa razão, foram tomadas medidas de segurança jamais vistas naquele recinto o que era, aliás, uma das maiores recomendações do órgão que superintende o futebol continental.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:39
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O seleccionador nacional de futebol, Abel Xavier, fez a declaração de intenções para o confronto do próximo sábado, diante da Zâmbia, em Ndola,afirmando que os seus jogadores desejam fazer jogos grandes.

 

No arranque do Grupo-K de qualificação ao CAN dos Camarões-2019, os Mambas têm, segundo o técnico, uma nova oportunidade para contrariar um adversário que sempre lhes causou problemas. No outro jogo do Grupo, a Guiné-Bissau recebe a Namíbia.

 

Se é verdade que há sempre uma primeira vez, então, que a primeira vitória dos Mambas sobre a Zâmbia seja no próximo sábado, em Ndola, no arranque do Grupo-K de qualificação ao CAN dos Camarões-2019.

 

Ao longo de mais de 40 anos da participação de Moçambique no contexto internacional de futebol, nunca logrou uma única vitória sobre a Zâmbia.

 

O máximo que os moçambicanos têm conseguido, mesmo atravessando as mais diversas gerações de jogadores, é empatar.

 

- Nós temos tido alguns adversários de alguma dimensão nos jogos de preparação e a equipa tem crescido. Aliás, os jogos de controlo que tivemos tinham essa intenção de preparar a equipa para que, quando chegassem os jogos oficiais, estivéssemos na melhor forma possível. A esse respeito, estou muito confiante e optimista a tal ponto que não tenho dúvidas de que, neste momento, os meus jogadores desejam jogos grandes –tranquilizou o seleccionador naciona.

 

Narciso Nhacila

 

 

Fonte:Desafio

publicado por Vaxko Zakarias às 11:48
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Depois de ter começado a sua participação a partir dos quartos-de-final na edição do ano passado do Torneio da COSAFA, os “Mambas” para este ano, começam a partir da primeira fase, a de grupos.

 

- Como é que encararam a participação no Torneio da COSAFA a partir da primeira fase?

 

- Nós não estávamos à espera que aquela nossa participação menos boa que tivemos ano passado, na Namíbia, nos tivesse relegado a este nível de tratamento. Naturalmente que, quando se entra para esta prova, olha-se para o “ranking” das selecções ao nível da FIFA. E nós estamos em 70º lugar, acima de muitas outras selecções que vão participar neste torneio. Portanto, não contávamos entrar logo na primeira fase, mas se a organização achou assim, terá de ser e nós vamos fazer a nossa parte. A ideia que há é tentarmos apresentar uma selecção alternativa para participar na COSAFA, porque uma outra deve estar preparada para as eliminatórias para o CAN-Interno. Queremos ver se rodamos o maior número possível de jogadores, com o mesmo espírito combativo.

 

Alberto Simango Jr. foi nomeado, recentemente, para o Comité de Apelo da FIFA, no último congresso deste organismo.

 

- Qual é o alcance desta nomeação para o futebol moçambicanos?

 

- Em grandes organizações internacionais, quando um cidadão de um determinado país estiver integrado tem a facilidade e o poder de influenciar. Estou no Comité de Apelo e a nossa bandeira está lá representada. O facto de se saber que está lá um moçambicano “mexe” com qualquer um. Há possibilidade de as pessoas perceberem até que ponto o futebol de Moçambique está a evoluir. Isto mexe com o continente. Estamos perto das grandes decisões e isto trará seus frutos, a médio ou curto prazo.

 

César Langa

 

 

Fonte:Desafio

publicado por Vaxko Zakarias às 11:36
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A ENH quer montar uma estrutura para outros voos a partir da próxima temporada. João Chissano é peça fundamental para desenhar a estrutura de um clube que quer celebrar títulos no futuro.

 

- O seu contrato estende-se além desta temporada?

 

- Tenho ano e meio de contrato. Se me pedem para montar uma equipa, estrutura para lutar por lugares cimeiros em 2018, é uma grande hipótese ficar no clube até no final da próxima temporada.

 

- A montagem dessa estrutura é a que está em curso?

 

- Para que não se faça em cima do joelho, vai estar em processo ao longo do que resta da temporada para que, independemente de que estiver a frente do clube, encontre uma equipa e estrutura montada para os objectivos que se assume.

 

Joca Estêvão/Domingos Elias

 

Fonte:Desafio

publicado por Vaxko Zakarias às 11:27
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Com a vitória frente ao AL Merreikh, o Ferroviário da Beira ocupa a segunda posição na tabela classificativa.

 

Na próxima jornada (4ª jornada), o representante moçambicano viaja para Sudão para defrontar, precisamente, o Al Merreikh.

 

               J              V             E            D              B            P

 

Ettoile Du Sahel................................    3             2             1             0             8-2         7

Ferroviário da Beira................................. 3             1             1             1            1-5        4

Al Hillal............................................  3             0             3             0             2-3         3

Al Merreikh......................................   3             0             1             2             2-4         1

Próxima jornada-4ª (20 de Junho)

Al Merreikh-Ferroviário da Beira

Al Hillal-Etoile Du Sahel (21 de Junho)

 

 

Fonte:Desafio

publicado por Vaxko Zakarias às 11:19
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O Ministro da Juventude e Desportos, Alberto Nkutumula, defende que as federações nacionais deveriam seguir com exemplo do COM e procurar formas de garantir sustentabilidade.

 

- A construção deste edifício sem se recorrer aos fundos do estado é exemplo de auto-sustentabilidade. Este é um desafio também para as federações nacionais de procurarem ser auto-sustentáveis.

 

Por outro lado, desafiou o COM assim como as outras federações a cumprirem os mandatos e a realizarem eleições quando terminam os mandatos que segundo a lei devem ser dois.

 

 

Fonte:Desafio

publicado por Vaxko Zakarias às 11:11
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Depois da carreira nada discreta no atletismo em que se destaca uma medalha de ouro na 1ª edição dos Jogos da CPLP e vários títulos nacionais nos 800,Bento Navesse escreveu outra página da sua história desportiva e a missão de instrutor físico da arbitragem de futebol ganha cada vez mais lugar porque a paixão pelo atletismo não paga contas.

 

Hoje Navesse, que também é instrutor IAAF para a formação de treinadores do primeiro nível, é dos instrutores físicos mais solicitados pela FIFA/CAF viajando de um país para o outro para formar instrutores ou árbitros. Internamente na sua carreira conta igualmente com trabalhos como preparador físico das selecções femininas de sub-18 que foi bronze no “Afrobasket” de 2014 em Cairo e a de sub-16 que foi quarta classificada em 2015, nas Maurícias.

 

Atanásio Zandamela/Domingos Elias

 

 

Fonte:Desafio

publicado por Vaxko Zakarias às 11:06
 O que é? |  O que é? | favorito
Sexta-feira, 02 DE Junho 2017

 

A Confederação Africana de Futebol (CAF) compensou o esforço empreendido pelo campeão nacional e marcou o jogo deste sábado (às 15.00 horas), para a terceira jornada, frente ao Al Merreikh do Sudão para o “caldeirão” do Chiveve e jubilo dos beirenses não se fez esperar nas redes sociais.

 

Mais do que a esperada aprovação para os jogos da fase de grupos da “Champions” - o inspector sul-africano Ian McLeod da CAF havia ficado maravilhado com o novo “caldeirão” - a confederação decidiu mesmo pela remarcação do jogo da terceira jornada entre o campeão moçambicano e o Al Merreikh do Sudão para o “novo” recinto, jogo que numa primeira fase havia sido marcado para o Estádio Nacional do Zimpeto (ENZ), porque o relatório da inspecção realizada no dia 21 de Maio foi  abonatório.

 

Boaventura Mahave, presidente de direcção, considera a marcação para o Chiveve como vitória para todos, destacando-se o Governo, a vários níveis, os Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) e a Associação Provincial de Futebol de Sofala, entre outros.

 

O facto é que o “caldeirão” está apresentável e com nova imagem após trabalhos de melhorias feitos com a entrada na fase de grupos do campeão nacional. Agora, o Chiveve tornou-se no segundo melhor campo do país para jogos internacionais depois do ENZ.

 

Atanásio Zandamela

 

Fonte:Desafio

publicado por Vaxko Zakarias às 11:21
 O que é? |  O que é? | favorito
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO