Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 12 DE Dezembro 2016

 

DEURRY Mavimbe comete, pela primeira vez, tamanha proeza na classe laser 4.7. O jovem velejador moçambicano caracterizou a sua vitória nos seguintes termos: “Foi bem conseguida, mas também difícil de concretizá-la, porque, apesar de tudo, tínhamos concorrentes de alto nível, casos da Tunísia, Argélia e Seychelles”, referiu.

 

Quanto ao campeonato em si e as adversidades do clima, sobretudo nos últimos dias das provas, disse: “Não foi tão difícil, porque vínhamos precavidos. Com a preparação, tudo ficou mais fácil”, elucidou, deixando a promessa de muito trabalho para concorrer para os próximos Jogos Olímpicos. 

 

SALVADOR NHANTUMBO

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:11
 O que é? |  O que é? | favorito

 

MARIA Mabjaia festejou efusivamente a conquista da medalha de ouro ao fim de cinco anos de carreira na vela. Este é mais um título, depois dos Jogos Africanos Maputo-2011, Campeonato Africano em Cape-Town, na vizinha África do Sul, isto na classe “optimist”, e agora no laser radial, a mais avançada. 

  

Questionado como foi possível terminar em primeiro lugar, num campeonato que teve à mistura dias de muito calor e mau tempo, a velejadora moçambicana disse que foi necessário muito esforço e sacrifício.

 

Por muita dedicação que tenho na vela, consegui mais uma vez me tornar campeã africana. Foram dias de muito esforço, porque enfrentamos ventos muito fortes e não estávamos habituados a isso. Os adversários foram também muito fortes, mas com o treinamento tudo foi possível e consegui a medalha de ouro”, comentou, acrescentando que o campeonato foi, de um modo geral, muito bom e divertido.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:55
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A MAIS jovem dos moçambicanos dourados no “Africano” de vela é Deisy Nhaquile, ela que se regozijou pelo quinto título ao nível deste tipo de competições.

 

Estou muito feliz por ter ganho. Esta é a quinta vez que sou campeã africana e sinto muito orgulho por isso. Já fui campeã africana na África do Sul, Tanzania, Marrocos e Argélia, e a minha expectativa em termos de futuro é de também ganhar mundiais e ir às olimpíadas”, realçou.

 

Chamada a comentar sobre o campeonato ora terminado,  a mais jovem campeã africana disse que “estavam todos mais fortes, casos da Tunísia, Argélia e Seychelles, por isso foi difícil, e esta é a razão para ficarmos mais satisfeitos”.    

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:52
 O que é? |  O que é? | favorito

 

MOÇAMBIQUE dominou o Campeonato Africano de Vela que teve o seu epílogo sábado, na Praia da Costa do Sol, ao conquistar o maior número de medalhas, num total de seis.

 

Foram três de ouro e as restantes de prata (uma) e bronze (duas), num evento que juntou 75 velejadores também em representação da África do Sul, Angola, Seychelles, Argélia e Tunísia. A África do Sul foi, em termos de medalhas, o segundo melhor país com um ouro e duas pratas, seguida de Angola com um ouro e uma prata.

 

Dos 23 velejadores moçambicanos que participaram no campeonato, coube, entre outros que subiram ao pódio, a Deurrik Mavimbe, Maria Mabjaia e Deizy Nhaquile elevar o nome do país bem alto com uma medalha de ouro cada.

 

Deurrik Mavimbe destacou-se na classificação absoluta (masculinos e femininos) da classe Laser 4.7, num grupo de 16 velejadores, à frente da compatriota Deizy Nhaquile e da tunisina Rami Ridene.

 

Para além de prata, coube ainda a Deizy Nhaquile a medalha de ouro já na classificação individual, visto que esteve à frente das restantes concorrentes do sexo feminino naquela classe. As medalhas de prata e bronze ficaram, por sua vez, com Chantal Hoffman, das Ilhas Seychelles, e Lachecheb Santa Fátima, da Argélia.

 

Salientar que não existe, em todas as classes, a classificação individual masculina.

 

Para a terceira medalha de ouro, Maria Mabjaia, por sinal uma das referências moçambicanas nos Jogos Africanos Maputo-2011, isto na modalidade de canoagem, esteve em evidência na classificação individual da classe Laser Radial à frente das argelinas Akil Nouha e Hammiche Lamia Feriel.

 

As restantes medalhas (bronze) foram da autoria de Velik Manhiça e da dupla Diogo Sanches/Doncaro Bira Jr., isto nas classes Laser Radial e 420, respectivamente. Velik Manhiça ficou em terceiro lugar numa competição dominada pelos sul-africanos Asenathi Jim e Calvin Gribbs. Já a dupla Sanches/Bira Jr. dividiu o pódio com os pares angolanos Jeremias de Sousa/José Manasseis e Paulo Sena/Francisco Kilombo. Esta última classe não integrou femininos.

 

Salientar que ainda o “Africano” movimentou a classe Laser Standard, na qual Moçambique participou com apenas um velejador de nome Ezequiel Chachine, mas que esteve bem longe dos lugares cimeiros. Aliás, esta classe não teve igualmente femininos.  

 

Para os detentores do pódio, coube medalhas e troféus.     

 

Ao fim de mais um campeonato de carácter continental que durou uma semana, Moçambique saiu orgulhoso por provar mais uma vez ter talentos assumidos nesta modalidade. O sonho dos velejadores moçambicanos que saíram medalhados deste campeonato é de participar em ventos internacionais, com destaque para as próximas olimpíadas.

 

Aliás, o facto de o “Africano”, ora findo, ter acontecido a estas alturas do ano não permitiu que os vencedores deste envento fossem a tempo de concorrer para as vagas do Mundial, que, segundo o secretário-geral da Federação Moçambicana de Vela e Canoagem, Hélio da Rosa, já está a decorrer na Nova Zelândia.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:48
 O que é? |  O que é? | favorito

 

GILDO, um dos maiores talentos do futebol moçambicano, vai mesmo jogar na Liga, algo que foi testemunhado com o jogador, ex-Ferroviário da Beira, a rubricar o contrato na presença do presidente da colectividade, Rafik Sidat.

 

O acordo entre as partes foi assinado no dia 1 de Dezembro, ficando Gildo ligado à Liga nos próximos cinco anos. "Escolhi a LDM para poder evoluir como jogador e como pessoa, ou seja, dentro e fora do campo", disse Gildo, assegurando, por outro lado, que "chegou a um clube ambicioso, que todos os anos luta pelo título, pelo que venho para dar o meu melhor”, rematou.

 

LOLÓ E KLEY AINDA TÊM CONTRATO COM ESTRELA

 

Pode estar no início o primeiro caso de polémica no mercado de transferências. Os internacionais moçambicanos, Loló e Kley, que há três semanas tinham sido anunciados pelo Costa do Sol como reforços, afinal ainda têm contrato com o Estrela Vermelha, segundo contou uma fonte dos “alaranjados”. “Loló tem contrato de uma época e Kley de dois, portanto, são jogadores do Estrela. Quem quiser os jogadores terá que apresentar uma proposta que satisfaça o clube. Estamos abertos a propostas”, disse.

 

SUL-AFRICANO BONGANI REFORÇA UD SONGO

 

O jovem atleta sul-africano Bongani Mbele, ex-internacional pela selecção sub-20, é o mais novo reforço da União Desportiva do Songo. Na próxima época, a UD do Songo vai participar pela primeira vez nas competições africanas, mais concretamente na Taça da Confederação Africana de Futebol (CAF), e para fazer uma época positiva já se reforçou com o ex-capitão do Desportivo, o defesa direito Sidique.

 

Refira-se que Chiquinho Conde vai orientar a colectividade, que dispensou os serviços de Artur Semedo.

 

MUCHANGA E AKIL NO MAXAQUENE?

 

Quem vai treinar o Maxaquene na próxima época? Neste momento há dois nomes que surgem como fortes hipóteses, António Muchanga (Antoninho), um homem conhecedor dos cantos da casa, ou Akil Marcelino, há algum tempo afastado das grandes lides do futebol nacional, mas conservador de uma enorme experiência, ele que já treinou o vizinho, Desportivo de Maputo. Continua a incógnita nos “tricolores” que viram João Figueiredo se mostrar indisponível para continuar ao leme por motivos profissionais. Aliás, há muitas incertezas mesmo quanto a jogadores que colmatarão as saídas dos principais avançados Isac (Costa do Sol) e Luckman (Chibuto).

 

BARRARIJO PERTO DA ENH

 

Lucas Barrarijo, que na época passada, fez uma bela campanha à frente do Clube do Chibuto, equipa sensação do último Moçambola, ao que parece não resistiu os encantos dos “hidrocarbonetos” de Vilankulo e está bem perto de assinar contrato.

 

Na ENH viu sair o croata Boris Pucic, mas aposta num “mister” que tem feito um excelente trabalho em todas as equipas por onde passa.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:35
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O AVANÇADO nigeriano Luckman, que representou Maxaquene nas últimas duas temporadas, já é jogador do Clube do Chibuto, tendo rubricado um contrato de dois anos com os gazenses.

 

Luckman estava em fim do contrato com os "tricolores" e dentre várias propostas que teve optou pelo Chibuto, embora tenha estava muito perto de assinar pela União Desportiva do Songo. O nigeriano assinou o contrato com os "guerreiros" na quinta-feira, sendo para já a grande aquisição do Chibuto para a época 2017. Em contacto com o "Notícias", o vice-presidente do clube, Juneid Lalgy disse que a contratação de Luckman é um sinal claro de que o Chibuto quer melhorar o terceiro lugar conseguido esta temporada (2016), pelo que no próximo ano o foco será um dos dois primeiros lugares. Para além do Luckman, o Chibuto recuperou Adebayor que o havia emprestado ao Desportivo de Nacala e Gimo que estava na ENH. Segundo o vice-presidente do clube, dentro de dias serão confirmadas as contratações de três jogadores estrangeiros, dois africanos e um brasileiro, dossiersque estão numa fase muita avançada.


SAÍDAS


Para além das entradas, o Chibuto irá sofrer alguma razia no seu plantel. Os "guerreiros" não contarão com boa parte da sua "legião" burundesa, nomeadamente Christopher, Cedric e Johane, que sem dúvidas eram até ao momento as unidades mais valiosas da equipa. Christopher vai a União da Madeira (Portugal) por um contrato de empréstimo com opção de compra com efeitos a partir de 1 de Janeiro próximo até 30 de Junho. O avançado burundês foi aprovado nos testes que vinha efectuando no emblema luso desde os princípios de Novembro. Cedric, o "maestro" da intermediária dos gazenses também vai jogar num clube português, mas a fonte preferiu não desvendar o nome. Johane vai à África do Sul, onde já tem acordo com um clube da primeira divisão. Em relação à equipa técnica, Juneid Lalgy garantiu que dentro de dias será anunciado o substituto de Lucas Barrarijo.

 

Refira-se que o Chibuto está no Moçambola desde 2012, tendo conseguido a sua maior classificação este ano (terceiro lugar), para além de ter estado na final da Taça de Moçambique em 2013, tendo perdido para o Ferroviário da Beira.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:31
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O PRESIDENTE da Federação Moçambicana de Voleibol (FMV), Khalid Cassamo, comparou o jogo da final com um belíssimo espectáculo.

 

Foram cinco ʻsetsʼ bem disputados, com belíssimas defesas, belíssimos ataques e contra-ataques”, frisou.

 

Quanto ao campeonato de modo geral, Khalid fez uma avaliação positiva. “O nível competitivo foi bastante bom e tivemos a oportunidade de ver um grande espectáculo, sobretudo no jogo de hoje (final)”, anotou.

 

Salientar que este é o último ano de mandado do actual presidente da FMV. As eleições são em Janeiro próximo e Khalid Cassamo já submeteu a candidatura com vista à renovação do mandato. 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:22
 O que é? |  O que é? | favorito

 

JOSÉ Efrain Solano era mais uma vez um técnico feliz ao fim de mais um campeonato no qual a AT venceu tudo e a todos. A equipa nampulense destacou na fase de grupos dominando a Série “B”, na qual estava curiosamente a Académica, que transitou para as meias-finais como segunda equipa apurada. Já nas meias-finais, a AT bateu a conterrânea Universidade Pedagógica de Nampula, para, na final, voltar a vencer a Académica.

 

O técnico da AT descreveu a vitória como fruto de um grande empenho perante várias adversidades que o seu grupo de trabalho enfrentou, com destaque para a perda de dois dos seus melhores jogadores para a Académica, nomeadamente Justino Tovela (passador) e Aldevino Nuvunga (rematador).

 

Desde Janeiro que pensamos no Campeonato Nacional e no Africano da Zona VI. Ficamos desfalcados, mas nem por isso o nosso trabalho parou. Tivemos de fazer alguns reajustes, uma reestruturação, e continuamos a trabalhar afincadamente para estes desafios. Penso que o objectivo foi alcançado, estão de parabéns os miúdos porque entenderam a nossa filosofia, souberam concentrar-se no jogo e estiveram à altura deste embate”, comentou.

 

Sem atribuir hegemonia à AT no voleibol moçambicano, em virtude deste segundo título consecutivo e as conquistas registadas ao nível da Zona VI, o técnico enfatizou que a equipa tem estado a trabalhar dia-a-dia.

 

Penso que é o que fez a diferença. Fazemos o nosso trabalho e fomos corrigindo os nossos erros ao longo do ano”, frisou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:17
 O que é? |  O que é? | favorito

 

FORMAÇÃO da Autoridade Tributária de Nampula deixa esta manhã a cidade de Maputo com destino à Windhoek, na Namíbia, onde de segunda-feira até ao próximo sábado participará da Taça dos Clubes Campeões da Zona VI.

 

A AT, que quinta-feira se tornou pela segunda vez consecutiva campeã nacional, derrotando a Académica por 3-2, numa final bem renhida e que durou mais de duas horas, vai à Namíbia a busca do pentacampeonato, visto que é quatro vezes consecutivas campeã da zona.

 

Aliás, o técnico da equipa, Efraime Solane, disse que mais do que competir, a AT tem responsabilidade acrescida, porque vai em defesa do título e assegurar desse modo um lugar no Campeonato Africano de Clubes, a ter lugar no próximo ano. A equipa “tributária” falhou, no ano passado, o “Africano” no Egipto devido a problemas logísticos.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:12
 O que é? |  O que é? | favorito

 

 

 

OS campeões da edição 2016 nas diversas modalidades e categorias do desporto motorizado desfilarão no mesmo palco, domingo, na cidade de Maputo, na gala da consagração da época desportiva promovida pelo Automóvel & Touring Clube de Moçambique (ATCM).

 

O evento, que marca o fim da época do desporto motorizado na capital, tem como finalidade a premiação dos melhores pilotos do ano. Para além de troféus, o ATCM reservou prémios monetários para os primeiros três classificados das diversas categorias em cada modalidade.

 

A começar, em karting, modalidade que mais espelha o desporto motorizado na capital por ser a que mais pilotos e categorias movimenta, cinco pilotos receberão a distinção máxima na qualidade de campeões.

 

Na classe DD2, o motor mais evoluído de todas as classes do campeonato de karts, Cristian Bouché, um dos pilotos mais experientes deste desporto, subirá ao trono para receber o troféu de campeão deste escalão máximo.

 

A vedeta de karts - o piloto que reúne mais títulos e único dos mais antigos ainda no activo - dominou a categoria vencendo todas as quatro provas disputadas, somando no fim 422 pontos, contra 385 de Karl Pitzer e 351 de Bruno Sousa.

 

Já nos Max Júnior, a categoria subsequente e mais concorrida, a distinção vai para Karl Pitzer, que pode ser tido como o melhor piloto da temporada. Isto porque, para além de se ter digladiado nos “supermotores” da classe DD2 e com pilotos mais velhos e experientes, dominou a prova da sua faixa etária e com categoria (ganhou seis das sete provas).

 

É o primeiro título de Karl Pitzer, depois de duas edições consecutivas como vice-campeão, tendo para o efeito destronado Laher Maciel, que é o seu principal rival. Terminou o campeonato com 543 pontos, contra 500 da irmã Naomi e 484 de Eric Kasa. O bicampeão Laher Maciel, que durante muito tempo foi terceiro classificado, quedou-se para a quarta posição. Mesmo se tendo redimido na derradeira prova, a única vitória registada ao longo do campeonato, não evitou a queda para os lugares fora do pódio, somando 481 pontos. 

 

Por último, na classe Maxterino, subdividida em dois grupos (A e B), a distinção vai para Rodrigo Almeida e Rúben do Vale, respectivamente. Rodrigo Almeida dominou a série A com 531 pontos, contra 505 de Lagson Leão e 491 de Allen Remane. Já Rúben do Vale venceu a B com 537, contra 510 de Jussara Xavier e 475 de Cláudia Agustin.

 

Por último, em cadetes, uma categoria praticamente de iniciação em karting, a distinção vai para Ricardo Pereira, que dominou a prova menos participativa deste desporto (teve quatro pilotos). 

 

OUTRAS MODALIDADES

 

O piloto Cristian Bouché vai igualmente erguer o troféu de campeão do “Special Stage”, competição envolvendo carros e na qual teve como principais rivais Farid Cassamo e Bruno Sousa.

 

O campeão de “Drift” é, por sua vez, Zezito Seabra, que teve como principais rivais Mommed Rajá e também Farid Cassamo.

 

Já no “Drag Racing”, que envolve diversas especialidades, serão premiados Danilo Serage, Dário Serage e Shamir Sidique, isto nos FWD-NA; Faudo Sidique e Farid Cassamo, únicos inscritos nos FWD-NA-NITROS e 4 BWD-NA, respectivamente; Farid Cassamo e Ricardo Domingues, nos 6 BWD-Turbo; Orlando Settimelli, Daniel Ricolino e Dário Serage, nos 4 AWD-Turbo; Zanilo Satar, nos AWD-Turbo; e, por último, António Manuel, nas motas.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:05
 O que é? |  O que é? | favorito
Dezembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO