Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 30 DE Novembro 2016

 

A UNIVERSIDADE Politécnica não resistiu à supremacia da campeã africana, as angolanas do 1º de Agosto, perdendo, ontem, por 78-33, em jogo da terceira jornada (penúltima) do Grupo B da Taça dos Clubes Campeões Africanos de Basquetebol Feminino. 

 

Com a derrota, A Politécnica soma quatro pontos, os mesmos que a United States Internacional University (USIU) do Quénia, que ontem bateu a “lanterna vermelha” GSP da Argélia, com três, por 74-38. Enquanto isso, 1º de Agosto, que ontem concluiu os jogos correspondentes à fase preliminar, tem oito pontos, ou seja, fechou invicto a primeira etapa.

 

As angolanas esperam conhecer hoje, dia do encerramento da fase de grupos, o seu acompanhante à fase seguinte (meias-finais) e quem está próximo de cometer tal proeza é o First Bank, com cinco pontos, e que ontem ficou de fora.

 

Entretanto, tudo ficará esclarecido hoje quando os três concorrentes à segunda vaga entrarem em acção. A A Politecnica defronta GSP, a partir das 20:15 horas, enquanto First Bank mede forças com USIU, no período da tarde..

 

ASSALTO TOTAL

 

A resistência d’A Politécnica durou apenas o primeiro período, altura em que as “universitárias” tentaram, a todo custo impor-se, mas encontraram uma rápida reacção das angolanas e a sua hegemonia foi imediatamente instalada. A vantagem de oito pontos com que as angolanas entraram para o segundo período parecia superável, mas os seus créditos vieram logo ao de cima. Nas fileiras angolanas estava um nome sonante de basquetebol nacional, portanto a servir aos interesses alheios à luz do contrato com 1º de Agosto. Leia Dongue, que tinha um duplo papel, tanto impediu para que as suas compatriotas chegassem à zona de finalização com tranquilidade, enquanto dinamizava, por outro lado, a ofensiva angolana obrigando as “universitárias” a cometerem muita faltas que valeram a lançamentos livres.

 

As angolanas já venciam ao fim da primeira parte com uma diferença insuportável (34 pontos). Aliás, as “universitárias” não conseguiram transpor a margem dos nove pontos conseguidos até ao fecho do primeiro período, sendo que as angolanas foram ao intervalo a vencer por 43-9. Nessa fase, a A Politécnica não teve argumentos nos aspectos defensivos e muito menos ofensivos, abrindo espaço para que as angolanas passeassem a sua classe ante o olhar impávido das “universitárias”.

 

Quase com todo o seu cinco base fora do rectângulo do jogo, uma estratégia de gestão da equipa para a próxima batalha pelo técnico do 1º de Agosto, Jaime Covilha, isto no último período, permitiu que a A Politécnica subisse de rendimento e melhorasse no capítulo de finalização, mas a vantagem estabelecida pelas angolanas até à entrada para da última metade do quarto (último) período era tão gorda, daí não ter servido de nada o esforço das “universitárias”. Vitória das angolanas por 78-33.  

   

FICHA TÉCNICA

 

A POLITÉCNICA – Joaquina Rabia, Laky da Graça, Benezita Argentina, Yara António e Yolanda Cecília.

1º DE AGOSTO – Leia Dongue, Cristina Matiquite, LeDanielle Cray, Sónia Guadalupe e Rosa Gala.

 

SALVADOR NHANTUMBO

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:43
 O que é? |  O que é? | favorito

 

ACADÉMICA conquistou a Taça Maputo de voleibol em seniores masculinos e femininos, fechando, desta feita, com chave de ouro a época na capital do país depois de se ter sagrado também campeão.

 

Em masculinos, os “estudantes” disputaram a finalíssima com o Hulene Sport, tendo vencido por 3-1 com os parciais de21/25; 25/17; 25/23 e 25/21.

 

 

Em femininos, Académica “M” bateu a UP “B”, por 3-0 com os parciais de 25/8; 25/21 e 26/24.

 

Estes triunfos encerram um ano de “ouro” para os “estudantes”, na medida em que conquistaram as duas provas mais importantes do calendário de andebol.

 

O próximo objectivo já traçado pela equipa técnica é a conquista do Campeonato Nacional que decorre próximo mês na capital do país.

 

Os campeões em juniores e juvenis masculinos foram o Hulene Sport s e Aliança, respectivamente.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:28
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O MAXAQUENE conquistou o Campeonato de Andebol de seniores femininos com uma vitória sobre o Costa do Sol, por 30-16, em jogo da oitava e última jornada.

 

As “tricolores” fizeram um jogo tranquilo. Não acusaram a pressão de terem que vencer para conquistarem o título. Muito pelo contrário, apresentaram-se no rectângulo de jogo, muito confiantes. Aliás, a vantagem de 14 golos é bem elucidativa.

 

 O Maxaquene com 23 pontos, resultantes de oito vitórias, um empate e zero derrotas, enquanto o Costa do Sol encerrou a sua participação com 17 pontos.

 

O Matchedje, principal concorrente da equipa “tricolor” na luta pelo título, venceu por expressivos, 36-6, a VBD Sport. As “militares” ocuparam o segundo lugar com 19 pontos. Sublinhe-se que acabaram perdendo o título nas derrotas diante do rival Maxaquene na primeira e segunda voltas.

 

Já em seniores masculinos, a corrida ao título continua em aberto, embora Malhangalene, após o triunfo sobre o Maxaquene, por 16-15, esteja em perfeitas condições de se sagrar campeão já na próxima jornada.

 

Com quatro jornadas ainda por efectuar, a equipa da Malhangalene soma 24 pontos, fruto de oito vitórias em igual número de jogos, e tem como perseguidor directo o Costa do Sol que venceu a VBD Sport, por 33-26. Os “canarinhos” somam 23 pontos, mas têm um jogo a mais que Malhangalene.

 

No jogo entre Matolinhas e Sansão Muthemba, a segunda equipa levou a melhor, por 22-16. Com esta vitória, os “estudantes” asseguraram o quarto lugar, mas ainda podem chegar ao terceiro.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:15
 O que é? |  O que é? | favorito

 

 

 

ALBERTO Mamba foi o grande destaque da Corrida Millennium Bim -13 quilómetros, realizada sábado na capital do país, ao sagrar-se vencedor nos federados masculinos e bater o recorde da prova com o tempo de 40.11.05 minutos.

 

O anterior pertencia a Flávio Silholhe e estava fixado em 40,33 minutos.

 

Alberto Mamba, atleta da UP, que na edição passada, a 10º, tinha ficado de fora da competição, retornou em grande para destronar do trono o seu grande adversário, Flávio Siholhe, que teve que se conformar com a segunda posição com o tempo de 41,11, 65 minutos.

 

O terceiro classificado Cris Aníbal do Ferroviário de Maputo. O atleta fez os 13 quilómetros com a marca de 41,40 minutos.

 

Além de arrecadar os troféus, os três primeiros classificados foram premiados monetariamente. Alberto Mamba foi o mais premiado. Recebeu 40 mil Meticais, 20 mil pelo primeiro lugar e 20 mil por ter batido o recorde.

 

Já o segundo e terceiro classificado foram agraciados com 15 e 10 mil Meticais. Os mesmos prémios foram entregues as primeiras três nos federados femininos. Zeferina Marinho da UP, 51.14.50 minutos, Madalena do Sport Clube de Chimoio, 56.56.48 minutos e Aninha Quizito do Ferroviário da Beira, 57.54.35 minutos, ocuparam a primeira, segunda e terceira posições, respectivamente.

 

Nos populares, Constatino Fongo e Olga Daniel foram os vencedores em masculinos e femininos, respectivamente. Nos veteranos 1 e 2, em masculinos, cortaram a meta em primeiro Daniel Lobo e Sousa Daniel em masculinos. Em femininos, a prova foi ganha por Vitória Joaquim e Sina Jaime.

 

Esta prova, que já faz parte do calendário desportivo do atletismo a nível nacional e internacional é organizada pelo Millennium Bim em parceria com a Associação de Atletismo da Cidade de Maputo e visa promover, através da prática do desporto, estilos de vida saudáveis e assim contribuir para o bem-estar de todos os participantes.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:08
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O ESTRELA Vermelha conquistou pela terceira vez consecutiva o Campeonato Nacional de Kimura-Shukokai. A prova decorreu no pretérito fim-de-semana na cidade da Beira, província de Sofala.

 

Desta vez a festa foi na cidade da Beira, tendo ficado evidente o domínio dos treinados de Celso Massuque, que mais uma vez não deram muitas chances aos seus adversários. Na final venceram o Ferroviário de Maputo, após combates acerados. 

 

Participaram no campeonato, equipas das províncias de Maputo, Sofala e Manica nas modalidades de kata (demonstração) e kumite (combate).

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:03
 O que é? |  O que é? | favorito
Novembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
15
19
20
26
27
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO