Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 30 DE Novembro 2016

 

A UNIVERSIDADE Politécnica não resistiu à supremacia da campeã africana, as angolanas do 1º de Agosto, perdendo, ontem, por 78-33, em jogo da terceira jornada (penúltima) do Grupo B da Taça dos Clubes Campeões Africanos de Basquetebol Feminino. 

 

Com a derrota, A Politécnica soma quatro pontos, os mesmos que a United States Internacional University (USIU) do Quénia, que ontem bateu a “lanterna vermelha” GSP da Argélia, com três, por 74-38. Enquanto isso, 1º de Agosto, que ontem concluiu os jogos correspondentes à fase preliminar, tem oito pontos, ou seja, fechou invicto a primeira etapa.

 

As angolanas esperam conhecer hoje, dia do encerramento da fase de grupos, o seu acompanhante à fase seguinte (meias-finais) e quem está próximo de cometer tal proeza é o First Bank, com cinco pontos, e que ontem ficou de fora.

 

Entretanto, tudo ficará esclarecido hoje quando os três concorrentes à segunda vaga entrarem em acção. A A Politecnica defronta GSP, a partir das 20:15 horas, enquanto First Bank mede forças com USIU, no período da tarde..

 

ASSALTO TOTAL

 

A resistência d’A Politécnica durou apenas o primeiro período, altura em que as “universitárias” tentaram, a todo custo impor-se, mas encontraram uma rápida reacção das angolanas e a sua hegemonia foi imediatamente instalada. A vantagem de oito pontos com que as angolanas entraram para o segundo período parecia superável, mas os seus créditos vieram logo ao de cima. Nas fileiras angolanas estava um nome sonante de basquetebol nacional, portanto a servir aos interesses alheios à luz do contrato com 1º de Agosto. Leia Dongue, que tinha um duplo papel, tanto impediu para que as suas compatriotas chegassem à zona de finalização com tranquilidade, enquanto dinamizava, por outro lado, a ofensiva angolana obrigando as “universitárias” a cometerem muita faltas que valeram a lançamentos livres.

 

As angolanas já venciam ao fim da primeira parte com uma diferença insuportável (34 pontos). Aliás, as “universitárias” não conseguiram transpor a margem dos nove pontos conseguidos até ao fecho do primeiro período, sendo que as angolanas foram ao intervalo a vencer por 43-9. Nessa fase, a A Politécnica não teve argumentos nos aspectos defensivos e muito menos ofensivos, abrindo espaço para que as angolanas passeassem a sua classe ante o olhar impávido das “universitárias”.

 

Quase com todo o seu cinco base fora do rectângulo do jogo, uma estratégia de gestão da equipa para a próxima batalha pelo técnico do 1º de Agosto, Jaime Covilha, isto no último período, permitiu que a A Politécnica subisse de rendimento e melhorasse no capítulo de finalização, mas a vantagem estabelecida pelas angolanas até à entrada para da última metade do quarto (último) período era tão gorda, daí não ter servido de nada o esforço das “universitárias”. Vitória das angolanas por 78-33.  

   

FICHA TÉCNICA

 

A POLITÉCNICA – Joaquina Rabia, Laky da Graça, Benezita Argentina, Yara António e Yolanda Cecília.

1º DE AGOSTO – Leia Dongue, Cristina Matiquite, LeDanielle Cray, Sónia Guadalupe e Rosa Gala.

 

SALVADOR NHANTUMBO

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:43
 O que é? |  O que é? | favorito

 

ACADÉMICA conquistou a Taça Maputo de voleibol em seniores masculinos e femininos, fechando, desta feita, com chave de ouro a época na capital do país depois de se ter sagrado também campeão.

 

Em masculinos, os “estudantes” disputaram a finalíssima com o Hulene Sport, tendo vencido por 3-1 com os parciais de21/25; 25/17; 25/23 e 25/21.

 

 

Em femininos, Académica “M” bateu a UP “B”, por 3-0 com os parciais de 25/8; 25/21 e 26/24.

 

Estes triunfos encerram um ano de “ouro” para os “estudantes”, na medida em que conquistaram as duas provas mais importantes do calendário de andebol.

 

O próximo objectivo já traçado pela equipa técnica é a conquista do Campeonato Nacional que decorre próximo mês na capital do país.

 

Os campeões em juniores e juvenis masculinos foram o Hulene Sport s e Aliança, respectivamente.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:28
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O MAXAQUENE conquistou o Campeonato de Andebol de seniores femininos com uma vitória sobre o Costa do Sol, por 30-16, em jogo da oitava e última jornada.

 

As “tricolores” fizeram um jogo tranquilo. Não acusaram a pressão de terem que vencer para conquistarem o título. Muito pelo contrário, apresentaram-se no rectângulo de jogo, muito confiantes. Aliás, a vantagem de 14 golos é bem elucidativa.

 

 O Maxaquene com 23 pontos, resultantes de oito vitórias, um empate e zero derrotas, enquanto o Costa do Sol encerrou a sua participação com 17 pontos.

 

O Matchedje, principal concorrente da equipa “tricolor” na luta pelo título, venceu por expressivos, 36-6, a VBD Sport. As “militares” ocuparam o segundo lugar com 19 pontos. Sublinhe-se que acabaram perdendo o título nas derrotas diante do rival Maxaquene na primeira e segunda voltas.

 

Já em seniores masculinos, a corrida ao título continua em aberto, embora Malhangalene, após o triunfo sobre o Maxaquene, por 16-15, esteja em perfeitas condições de se sagrar campeão já na próxima jornada.

 

Com quatro jornadas ainda por efectuar, a equipa da Malhangalene soma 24 pontos, fruto de oito vitórias em igual número de jogos, e tem como perseguidor directo o Costa do Sol que venceu a VBD Sport, por 33-26. Os “canarinhos” somam 23 pontos, mas têm um jogo a mais que Malhangalene.

 

No jogo entre Matolinhas e Sansão Muthemba, a segunda equipa levou a melhor, por 22-16. Com esta vitória, os “estudantes” asseguraram o quarto lugar, mas ainda podem chegar ao terceiro.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:15
 O que é? |  O que é? | favorito

 

 

 

ALBERTO Mamba foi o grande destaque da Corrida Millennium Bim -13 quilómetros, realizada sábado na capital do país, ao sagrar-se vencedor nos federados masculinos e bater o recorde da prova com o tempo de 40.11.05 minutos.

 

O anterior pertencia a Flávio Silholhe e estava fixado em 40,33 minutos.

 

Alberto Mamba, atleta da UP, que na edição passada, a 10º, tinha ficado de fora da competição, retornou em grande para destronar do trono o seu grande adversário, Flávio Siholhe, que teve que se conformar com a segunda posição com o tempo de 41,11, 65 minutos.

 

O terceiro classificado Cris Aníbal do Ferroviário de Maputo. O atleta fez os 13 quilómetros com a marca de 41,40 minutos.

 

Além de arrecadar os troféus, os três primeiros classificados foram premiados monetariamente. Alberto Mamba foi o mais premiado. Recebeu 40 mil Meticais, 20 mil pelo primeiro lugar e 20 mil por ter batido o recorde.

 

Já o segundo e terceiro classificado foram agraciados com 15 e 10 mil Meticais. Os mesmos prémios foram entregues as primeiras três nos federados femininos. Zeferina Marinho da UP, 51.14.50 minutos, Madalena do Sport Clube de Chimoio, 56.56.48 minutos e Aninha Quizito do Ferroviário da Beira, 57.54.35 minutos, ocuparam a primeira, segunda e terceira posições, respectivamente.

 

Nos populares, Constatino Fongo e Olga Daniel foram os vencedores em masculinos e femininos, respectivamente. Nos veteranos 1 e 2, em masculinos, cortaram a meta em primeiro Daniel Lobo e Sousa Daniel em masculinos. Em femininos, a prova foi ganha por Vitória Joaquim e Sina Jaime.

 

Esta prova, que já faz parte do calendário desportivo do atletismo a nível nacional e internacional é organizada pelo Millennium Bim em parceria com a Associação de Atletismo da Cidade de Maputo e visa promover, através da prática do desporto, estilos de vida saudáveis e assim contribuir para o bem-estar de todos os participantes.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:08
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O ESTRELA Vermelha conquistou pela terceira vez consecutiva o Campeonato Nacional de Kimura-Shukokai. A prova decorreu no pretérito fim-de-semana na cidade da Beira, província de Sofala.

 

Desta vez a festa foi na cidade da Beira, tendo ficado evidente o domínio dos treinados de Celso Massuque, que mais uma vez não deram muitas chances aos seus adversários. Na final venceram o Ferroviário de Maputo, após combates acerados. 

 

Participaram no campeonato, equipas das províncias de Maputo, Sofala e Manica nas modalidades de kata (demonstração) e kumite (combate).

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:03
 O que é? |  O que é? | favorito
Novembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
15
19
20
26
27
28
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO