Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 26 DE Outubro 2016

 

NATURALMENTE o homem mais “feliz do mundo”, o presidente do clube, Boaventura Mahave, numa breve entrevista à saída do aeroporto, começou por realçar o facto de esta conquista acontecer exactamente na altura em que a colectividade completa 92 anos de existência.

 

Destacou também os 35 anos que passam desde que a cidade da Beira ganhou um campeonato nacional de futebol pelo Têxtil do Púnguè.

 

Humildemente, Mahave não puxou os louros si e ao seu elenco, preferindo dizer que este era o resultado de um trabalho continuado, começado por outros dirigentes do clube. “Ao longo dos anos houve muitos altos e baixos, mas desta vez conseguimos ganhar o campeonato, e penso que fomos justos vencedores”.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:03
 O que é? |  O que é? | favorito

 

LEVADO aos ombros pelos seus jogadores no Songo, à chegada à Beira, Aleixo Fumo não conseguia esconder a sua satisfação, mas sem perder a serenidade que o caracteriza. Disse-nos que estava emocionado pelo carinho e forma como, apesar da hora adiantada, as pessoas permaneceram no aeroporto para os receber.

 

Isso dá muito mais valor à nossa vitória e ao nosso sentimento de missão cumprida. Todos merecemos este triunfo há bastante tempo. O segredo foi a colaboração de todos. O grupo estava coeso, a direcção também”. A terminar, Aleixo Fumo prometeu oferecer aos sócios e simpatizantes uma boa tarde de futebol no próximo domingo para a consagração, no jogo com a Liga Desportiva.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:57
 O que é? |  O que é? | favorito

 

ENTRE muitos abraços, ainda conseguimos conversar com o melhor jogador em campo no Songo, o central Cufa, que disse que era uma alegria imensa ver pessoas à espera apesar da hora, mesmo sendo meio de semana.

 

E acho que, se não fosse por isso, mais pessoas estariam aqui. Quanto ao campeonato, nos últimos dois anos fomos ficando nos segundos lugares e vencendo as taças. Mas já era pouco para nós. Felizmente, desta vez conseguimos, com muito sacrifício, ser campeões”, regozijou-se o central, que para alguns aficionados merecia uma oportunidade nos “Mambas”.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:53
 O que é? |  O que é? | favorito

 

PASSAVAM precisamente 30 minutos depois da 1.00 hora da madrugada desta terça-feira quando a aeronave que trazia de regresso à casa os novos campeões nacionais de futebol aterrou no Aeroporto Internacional da Beira, onde uma imensa multidão os aguardava desde as 18/19 horas do dia anterior.

 

O estado do tempo na cidade de Maputo, em particular, e em outros pontos da região sul era a explicação sobre o atraso do avião da companhia de bandeira.

 

Foi assim que a hora da chegada da equipa passou por algumas indefinições, até que ficou assente que seria à meia-noite. Mas isso voltou a não acontecer. Mesmo assim, tal estava longe de poder demover os dirigentes, sócios e simpatizantes, que continuavam a aguardar religiosamente pelos novos heróis do Chiveve.

 

 

A espera já ia bem longa quando foi amainada com a chegada da governadora Helena Taipo. Mesmo assim, ainda passaram bons minutos até que o aparelho trazendo os jogadores do Ferroviário da Beira “bateu” na pista do aeroporto. Era 1.30 hora, mais coisa menos coisa.

 

Aí foi a apoteose. Os atletas desceram do avião e percorreram alguns metros até ao local onde os esperavam a governadora de Sofala, Maria Helena Taipo e esposo; o membro da Comissão Política de assistência a Sofala, Eneas Comiche; o primeiro-secretário da Frelimo em Sofala, Paulo Majacunene; o administrador da Beira, João Oliveira; o representante do presidente do Conselho Municipal da Beira, o vereador Jose Manuel; e outros dirigentes a vários níveis.

 

Mas como o momento era efectivamente de festa, o protocolo foi quebrado. O grosso dos jovens entusiastas presentes não esperou, por isso juntando-se aos atletas para os cumprimentar, abraçar, beijar e levá-los ao colo, como foi com Moniz, o autor do golo no Songo.

 

A muito custo, o protocolo oficial foi sendo cumprido, com a governadora de Sofala a dirigir algumas palavras de muito apreço pelo feito aos jogadores, até à saída do recinto aeroportuário onde os cumprimentou um a um.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:46
 O que é? |  O que é? | favorito

 

DÁRIO Monteiro, antigo futebolista e agora treinador, diz que pretende voltar rapidamente ao activo, isto depois de experiências pelo Desportivo de Maputo (2015) e Liga Desportiva este ano, onde foi despedido a meio da temporada.

 

Em declarações ao “Notícias”, o antigo pota-de-lança disse que, depois de sair da Liga Desportiva, teve proposta de um clube da capital do país que milita no Moçambola, mas declinou, pois o projecto não o fascinou, para além de que queria dar tempo ao tempo.

 

Neste momento, o técnico diz ter enorme expectativa em relação ao Moçambola-2017, no qual pretende abraçar projecto de qualquer clube, seja de Maputo seja de outa parte do país.

 

Um treinador vive treinando. Se não treina desaprende e fica desactualizado. Sou jovem e ambicioso, por isso o meu desejo neste momento é trabalhar. Tenho a certeza de que tenho competência, os que já viram as equipas treinadas por mim sabem do que estou a falar”, sublinhou.

 

Dário Monteiro fez uma resenha das experiências que teve no Desportivo e na Liga, afirmando que são duas realidades muito diferentes, embora sejam do mesmo futebol.

 

Temos, de um lado, um clube histórico mas que anda de crise em crise, sobretudo administrativa. Esse é o caso do Desportivo, que a estas alturas joga para se manter no Moçambola (…desceu de divisão este ano) e, doutro lado, temos um clube grande que todos os anos luta pelo título, ou seja, a exigência é máxima, até porque tem todas as condições e é de longe mais bem organizado, com salários e prémios altos pagos a tempo”, assinalou.

 

O “Notícias” quis perceber o que esteve por detrás do sucesso no Desportivo (manteve a equipa no Moçambola, depois de a encontrar em maus lençóis) e do fracasso na Liga, mesmo com todas as condições acima descritas.

 

No Desportivo tive ao meu lado o mister Calton Banze. Este senhor ajudou-me bastante e eu aproveitei muito a sua sabedoria. É um homem do futebol que deu uma preciosa ajuda. Na Liga já não tinha omister Calton. Acredito que com ele teríamos chegado longe. Ademais, no Desportivo tive mais apoio de dentro, embora a situação se tenha deteriorado quando o presidente na altura, pessoa que me convidou para o projecto (Michel Grispos), começou a ser contestado”, explicou.

 

Dário foi mais longe, ajuntando que na Liga houve alguns focos de sabotagem, mas que não o demoveram. “Continuei a fazer o meu trabalho. Praticávamos o melhor futebol, o azar foram aquelas derrotas consecutivas em casa que fizeram com que fóssemos despedidos, mas são coisas do futebol.

 

Tivemos o domínio de todos os jogos que realizámos no Moçambola e não chegámos a sofrer mais que um golo por jogo, isso só se consegue com o trabalho. O maior problema do plantel foi a ineficácia, nalguns momentos até posso dizer que foi mera infelicidade”, observou.

 

Depois de encerrar a carreira em 2012 pelo Desportivo, Dário foi à Espanha, onde frequentou o curso de treinador UEFA/Pro, tendo estagiado no Moreirense, clube da primeira Liga portuguesa.

 

Regressou ao país, onde treinou a selecção sub-17 de 2014 até 2015, quando foi convidado pelo Desportivo para dirigir o plantel principal. Este ano treinou a Liga Desportiva de Maputo, por sinal os únicos dois clubes por que jogou em Moçambique.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:28
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O BANCO de Moçambique (BM) sagrou-se sábado vencedor da Taça da Liga Metical em futebol ao derrotar na final o First National Bank (FNB) por 1-0, numa partida que teve lugar no Estádio Nacional do Zimpeto.

 

Com o triunfo, o Banco Central redimiu-se do título falhado no campeonato, vencido justamente pelo FNB. A Taça da Liga Metical decorreu num sistema a eliminar, envolvendo todas as equipas que estavam no torneio regular.

 

GOLEADAS NO FUTSAL

 

 

Na Liga Bancária de Futsal, a ronda foi marcada por muitas goleadas e, consequentemente, muitos golos. O FNB cilindrou o Standard Bank por 7-3, o Banco Único bateu o Moza Banco por 4-2 e a Socremo derrotou o Banco de Moçambique por 6-4.

 

Por sua vez, oCapital Mais goleou o Banco ABC por 6-1, sendo que o jogo mais equilibrado foi o que opôs o Barclays ao Millennium bim, com a segunda equipa a vencer por tangenciais 2-1.

 

Em femininos, o Banco de Moçambique cilindrou o FIPAG por 6-1, o Standard Bank goleou o BCI por 3-0. Ficou adiado o embate entre LAM e Millennium bim.

 

BCI NÃO VACILANO BÁSQUETE

 

 

No torneio de basquetebol, o BCI está cada vez mais embalado. Seis jogos, seis vitórias. Desta vez, a vítima do “banco daqui” foi o Moza, derrotado por 42-34. A Mcel venceu o Standad Bank por 31-15. O Bim e o Banco Único protagonizaram o jogo mais equilibrado, com a primeira equipa a ganhar por um ponto de diferença (38-37). Já o Banco de Moçambique conseguiu o resultado mais desnivelado no encontro mais produtivo da ronda, ao aplicar 71-44 ao FNB. Todos os embates são referentes à sexta jornada.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:53
 O que é? |  O que é? | favorito
Outubro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
15
16
17
22
23
29
30
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO