Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 20 DE Maio 2016

 

A PISTA de tartan do Parque dos Continuadores foi ontem entregue ao Fundo de Promoção Desportiva (FPD), dono da obra, depois de seis meses de obras de reabilitação levadas à cabo por um empreiteiro chinês.

 

Com um custo global de 19 milhões e 663 mil meticais desembolsados pelo Estado através do FPD, as obras de remodelação obedeceram três fases, nomeadamente a remoção do tartan velho, a limpeza e a colocação do novo tartan, com as dimensões anteriores, ou seja, pista principal de quatro metros, com seis palmilhas cada, mas com oito para as corridas de 110 metros.

 

No acto da entrega da obra, a família do atletismo, representada por Azarias Samuel, da associação da modalidade a nível da capital do país, avançou com algumas observações à volta da infra-estrutura, sobretudo no tocante aos marcos.

 

Por exemplo, nas demarcações das distâncias na pista dos 110 metros, a cor recomendada pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF) é a branca, mas no “Continuadores” é cinzenta.

 

Para os 10 mil metros obstáculos, as marcações deviam ser brancas, mas o empreiteiro optou pelo azul. O separador da pista e o relvado deve ter, segundo recomendações internacionais, uma linha de alumínio para facilitar o trabalho de observação dos atletas durante a corrida pelos oficiais e juízes.

 

Na zona do lançamento de dardo, a distância é de 20 metros no “Continuadores”, quando a IAAF recomenda que sejam 30.

 

São observações que o empreiteiro, representando por Chong Min Voo, prometeu rectificar dentro de dias, embora lamente o facto de a família do atletismo ter ficado distante dos trabalhos durante os seis meses que a empreitada durou.

 

Chong Min garante que fora a estes aspectos, a pista está em condições e obedeceu os padrões actuais recomendadas pela IAAF, que não tinha antes da sua reabilitação.

 

ADAMO BACAR, DIRECTOR-GERAL FPD: A PARTIR DA PRÓXIMA SEMANA ESTARÁ PRONTA PARA ATLETISMO

 

O director-geral do FPD, Adamo Bacar, avançou na ocasião que a pista será entregue à família do atletismo a partir da próxima semana, período que, segundo os abalizados na matéria, a obra estará pronta para o desporto.

 

Porém, Bacar deixou claro que a obra será gerida pelo FPD, até que apareça um parceiro idóneo e em condições de manter a infra-estrutura em boas condições. ”Tivemos uma parceria antes da reabilitação que não deu certo, e agora queremos uma outra que traga benefícios mútuos, através da criação de infra-estruturas adjacentes, mas compatíveis com o desporto e aprovadas pelo Município”.

 

Quanto à inauguração oficial da obra, Bacar disse que a mesma será feita depois de uma coordenação com os representantes dos praticantes do atletismo, nomeadamente a Associação da Cidade de Maputo e a Federação, encontro que provavelmente irá acontecer para a semana, no qual a família da modalidade vai avançar com as suas propostas para o melhor uso do recinto desportivo.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:59
 O que é? |  O que é? | favorito

 

GANHOU a equipa que procurou o golo; o colectivo que dominou todas as fases da partida e protagonizou as jogadas mais vistosas do encontro. Um outro desfecho que não fosse uma vitória do Costa do Sol (1-0) diante do Estrela seria totalmente injusto, pois o jogo só teve um sentido único: os “canarinhos”  a atacaram e os “alaranjados” limitando-se a assistir as trocas de bola rápidas entre Parkim e Ruben.

 

Foi um regalo ver a forma como aquela dupla se entende. Parkim, muito activo em todo o jogo, foi protagonista de uma jogada repleta de técnica. Flectiu para a zona central, partindo da ala esquerda, e, já no canto da grande área, “encheu” o pé. A  bola, à medida que se aproximava da baliza de Frenk, parecia ganhar vida própria, tal a forma como foi ganhando força até rasar a trave. Domínio total dos treinados de Sérgio Faife.

 

 

O futebol apoiado assente num 4x4x2 funcionava quase que na perfeição, embora pecasse por ser pouco objectivo, mas estava visto que o golo do Costa do Sol era uma questão de tempo, até porque os comandados de Chaquir não tinham argumentos para contrariar quer que fosse.

 

O início da segunda parte foi “pintado” por uma obra-prima, cuja autoria foi de Parkim, Ruben e Lalá. Que grande troca de bola à entrada da grande área. Tudo ao primeiro toque até ao remate por cima. Há quem na bancada comparou a jogada deste trio à da tripla do Barcelona: Messi, Suarez e Neymar (MSN). E a verdade seja dita, o trio “canarinho” não ficou muito a perder a habilidade dos craques “catalães” neste lance. Mas estava escrito que a tarde seria de Pai. Pai, o defesa esquerdo “canarinho”, marcou um golo que tão cedo não se esquecerá. Com um remate mais em jeito do que em força tirou as medidas ao guarda-redes que estava mal colocado entre os postes. Estava feita a justiça, aos 65 minutos, uma vantagem que poderia ser mais expressiva, caso a turma “canarinha” tivesse tido frieza para materializar as oportunidades criadas.

 

Arlindo Silvano, árbitro do encontro, fez bom trabalho.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO: Arlindo Silvano, auxiliado por Carlos Guambe e Pedro Justino. Quarto árbitro: Zefanias Chijamela.

 

COSTA DO SOL: Gervásio; João Mazive, Gerson, Aguiar e Pai; Chimango, Onélio (Josemar), Manucho (Nelson) e Parkim; Ruben e Lalá (Manuelito).

 

ESTRELA: Frenk; Kley, Gabito, Anselmo e Allan; Dino, Loló (Délcio), Gregório e Madinho (Debray); David (Rachide) e Mauro.

 

IVO TAVARES

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:37
 O que é? |  O que é? | favorito

 

NUMA tarde em que os avançados do Maxaquene estiveram com a pontaria desafinada, foi Butana, um defesa, a mostrar como se faz. Foi ele que marcou o único golo que “arrumou” a Liga Desportiva. É caso para dizer que quem não tem cão caça como gato.

 

O golo do triunfo dos “tricolores” surge no período de compensações, portanto aos 46 minutos da primeira parte. Apesar da etapa inicial ter sido marcada, durante maior de tempo, pelo equilíbrio, a vantagem dos comandados de Chiquinho Conde acabou-se justificando pelos melhores últimos 10 minutos, durante os quais o Maxaquene esteve mais afoito no ataque e até poderia ter marcado não fosse o remate desastroso de Isac, na resposta ao passe de cabeça de Luckman.

 

Importa também que se diga que a equipa “tricolor” teve os deuses do seu lado em duas jogadas em que a Liga teve tudo para marcar. Primeiro foi Dainho a falhar o alvo já sem o guarda-redes na baliza, numa jogada que parece ter partido de uma situação de fora-de-jogo. Depois foi Zicco a fazer ainda o pior, já que, depois de tirar Guirrugo do caminho, e com a baliza escancarada, simplesmente não correu para dar o toque vitorioso. Incrível. Talvez por isso tivesse sido substituído por Elias, na segunda parte, numa altura em que a Liga dava tudo em campo para chegar ao empate. E até ficou muito próximo de o conseguir num lance em que Whisk quase oferecia o ouro ao bandido, quando fez um mau atraso e colocou a bola a mercê de Andro, que por pouco fazia o golo. Mas valeu a intervenção do próprio Whisky.

 

Até ao final, os comandados de Dário Monteiro esboçaram muitas jogadas de ataque; bombearam bolas para área, mas a equipa “tricolor” esteve bem a defender e até poderia ter aumentando a vantagem se tivesse, em contra-ataque, aproveitado os espaços cedidos pela Liga.

 

Samuel Chirindza e seus pares fizeram um trabalho digno de registo.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO: Samuel Chirindza, auxiliado por Baltazar Hilário e Venastácio Cossa. Quarto árbitro: Artur Sitoe.

 

MAXAQUENE: Guirrugo; Butana, Nito, Bernardo e Paíto; Whisky, Okhan, Dangalira (Nelson) e Mayunda; Isac e Luckman (Fachy).

 

LIGA:Milagre; Kito (Norberto), Chico, Gildo e Osvaldo; Hagy, Dainho, Joseph (Geraldo) e Liberty; Andro e Zicco (Elias).

 

DISCIPLINA: Amarelo para Gildo, Elias e Liberty (Liga) e Whisky (Maxaquene).

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:24
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O DETENTOR da Taça de Moçambique, a Liga Desportiva de Maputo, foi, ontem, prematuramente, afastado da prova, pelo Maxaquene, por 1-0, em partida da segunda eliminatória da fase da cidade.

 

Enquanto isso, o Costa do Sol venceu o Estrela Vermelha pela mesma contagem. Assim, os “tricolores” e os “canarinhos” juntam-se ao Ferroviário, Desportivo e 1.º de Maio, na fase regional sul.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:13
 O que é? |  O que é? | favorito

 

SÃO decididas esta noite as duas últimas vagas para as finais do Campeonato de Basquetebol da cidade Maputo, em ambos os sexos, com a efetivação de duas partidas no pavilhão do Desportivo.

 

Em seniores masculinos, o Desportivo mede forças com a A Politécnica, a partir das 20.00 horas, sendo que em caso do triunfo os “alvi-negros” transitam para a final, dado que têm neste momento uma vantagem de 2-1, nos três anteriores encontros efectivados, nestas meias-finais disputadas no sistema de play-off de cinco jogos.

 

À A Politécnica, a missão é espinhosa, pois precisa de vencer para empatar a eliminatória, o que forçaria o quinto e último jogo.

 

Em femininos, o Costa do Sol está em bom plano com uma vantagem de 2-1 sobre o Maxaquene. O jogo de hoje pode ser da confirmação da hegemonia “canarinha”, mas o Maxaquene terá uma palavra a dizer. O desafio tem início às 18.00 horas.

 

Refira-se que o Ferroviário já está na final em ambos os sexos. Em masculinos bateu o Costa do Sol, por 3-0, e em feminino derrotou a A Politécnica, também por 3-0.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:06
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A DÉCIMA ronda do Moçambola será marcada por dois embates aliciantes entre quatro candidatos ao título, com maior destaque para a recepção ao Costa do Sol pelo Maxaquene, domingo, às 15.00 horas, no Zimpeto.

 

Maxaquene-Costa do Sol é o clássico de duas equipas aflitas, e que a estas alturas andam feridas no seu orgulho, dada a campanha titubeante que têm vindo a fazer na presente edição do Moçambola.

 

Há quatro jornadas que o Maxaquene não ganha. O Costa do Sol regressou aos triunfos na semana passada, apenas o terceiro, em nove partidas nas quais já viu a sua baliza violada por 16 vezes.

 

Abaixo do meio da tabela, os dois gigantes têm, no domingo, um tudo ou nada. Ambos estão proibidos de perder mais pontos, isto se quiserem continuar na rota do título, pois o pelotão da frente tem vindo a acelerar à cada jornada.

 

A partida é aguardada com enorme expectativa pelos adeptos de ambos os conjuntos, o que se esperar seja bem disputada. Olhando para os últimos confrontos entre ambos, há uma clara vantagem para os “tricolores”, que no ano passado venceram nas duas voltas.

 

No domingo a história pode ser outra, os “canarinhos” estão reanimados com o triunfo na ronda anterior, enquanto os “tricolores” procuram se livrar do marasmo de empates alternados com derrotas.

 

Ainda no domingo, no Estádio da Machava, teremos um “derby” entre o Ferroviário de Maputo e a Liga Desportiva. Embate entre duas equipas que estão no pelotão da frente e que certamente procurarão ganhar para manter as posições e os objectivos de chegar ao título intactos.

 

Há mais pressão para o Ferroviário que na ronda anterior saiu derrotado do Songo, numa altura em que os “muçulmanos” goleavam o Chingale, no seu campo.

 

O Desportivo desloca-se ao difícil terreno do Chibuto. Os “guerreiros” partem em vantagem, jogando em casa e atendendo e considerando a campanha que têm vindo a fazer. Os “alvi-negros”, apesar de jogarem um bom futebol, continuam sem pontaria afinada e com erros defensivos inaceitáveis.

 

O Estrela Vermelha recebe o Ferroviário da Beira, num jogo cujo prognóstico é complicado. Os “alaranjados” já deram o alerta suficiente para serem devidamente respeitados, pelo que o Ferroviário da Beira, mesmo com o seu historial de bons resultados em Maputo, não pode ser considerado favorito.

 

Mas a 10.ª jornada abre amanhã com quatro jogos. A sensacional ENH recebe o aflito Ferroviário de Nacala. Em Nacala, o Desportivo local defronta o 1.º de Maio de Quelimane, num duelo de duas equipas do mesmo “campeonato”. Em Tete, o Chingale recebe o Desportivo do Niassa, uma oportunidade para os “canarinhos” se redimirem da goleada sofrida na Matola, na semana passada.

 

Por último um jogo que se espera escaldante em Nampula. O Ferroviário local medirá forças com a União Desportiva do Songo, um dos comandantes da prova. Será um dos jogos com maior assistência, que irá monopolizar as atenções desta ronda.

 

Todos os jogos têm início às 15.00 horas.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:49
 O que é? |  O que é? | favorito
Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
21
22
23
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO