Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 16 DE Maio 2016

 

AO quinto jogo em casa, o Costa do Sol ganhou, finalmente, por 2-1, ao Estrela Vermelha, fazendo desta forma as pazes com os seus adeptos.

 

Aquela velha máxima: "quem não marca sofre" é perfeitamente aplicável aos 45 minutos iniciais, pois o Costa do Sol teve maior posse de bola, dominou e criou situações para marcar. Parkim com um remate do meio da rua obrigou Frenque a uma defesa arrojada; Avelino também pós à prova os reflexos do keeper e ainda cabeceou à trave, antes de Manucho desferir um portentoso remate fazendo o esférico passar a rasar o poste, mas Kley, defesa direito, a concluir com muita classe uma jogada envolvente iniciada por si mesmo. Gervásio que tocou pela primeira vez na bola aos 42 minutos teve que ir buscá-la no fundo da baliza aos 46. Foi um enorme balde de água fria para a turma canarinha que e um momento de exaltação para os alaranjados que ainda nada tinham feito para merecer o golo.

 

A boa atitude dos canarinhos na primeira parte foi coroada pelo empate. Estavam decorridos seis minutos da segunda parte quando Gregório marcou na própria baliza na tentativa de aliviar o esférico, após cruzamento tenso de Parkim. O lance gerou alguma polémica, visto que o auxiliar tinha anulado a jogada por julgar fora-de-jogo, mas valeu em última instância a posição do árbitro em validar o golo. Lalá foi lançado em campo e foi ele que deu a vitória aoscanarinhos através de forte remate aos 87 minutos quando todos já esperavam por um empate. Antes o avançado tinha tido uma perdida clamorosa. Até ao final, os canarinhos poderiam ter feito mais golos.

 

O árbitro do encontro, Samuel Chirindza, fez um bom trabalho.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO: Samuel Chirindza, auxiliado por Olívio Saimone e Dias Sigaúque. Quarto árbitro: Lucas Jumisse.

 

COSTA DO SOL: Gervásio; João Mazive, Gerson, Aguiar e Pai; Chimango, Onélio (Josemar) e  Rúben; Manucho (Nelson), Avelino (Lalá) e Parkim.

 

ESTRELA: Frenque; Allan, Gabito, Obed e Kley; Dino, Debrah, Loló (Mauro) e Gregório (Zequito); Dany e Rachide (Betinho).

 

DISCIPLINA: Amarelo para Gerson.

 

IVO TAVARES

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:41
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A LIGA Desportiva de Maputo deu lição de bem jogar numa partida em que o timoneiro da equipa, Dário Monteiro, lançou o malawiano Josephy Kamwende, avançado que ajudou a Liga a conquistar o título em 2013 e que regressa sensivelmente dois anos depois de representar o TP Mazembe da República Democràtica do Congo.

 

 

Sem alinhar de início, o “matador”, como é tratado no seio da Liga, deu-se ao luxo de exibir o seu charme, como excelente distribuidor e catalizador do ataque, isto já na fase complementar, durante a qual a equipa da casa nada mais fez do que expor o seu futebol perante o desespero dos visitantes.

 

Aliás, a Liga já havia resolvido o jogo na etapa inicial, com quatro golos, dois dos quais de autoria de Telinho, que estava muito endiabrado, dando o pontapé de saída para a goleada. Fruto do seu empenho e da sua elevada capacidade ofensiva, a Liga marcou três golos em 15 minutos. Ou seja, já vencia por 3-0 ao fim do primeiro quarto da contenda, tendo o “central” Bheu quem abriu o activo, de cabeça, aos 10 minutos. Dois minutos depois, Telinho, em tarde sim, bisou.

 

Surpreendido pelos factos no terreno, o Chingale tentou reagir, mas a margem de desvantagem já pesava na sua consciência, daí que as suas tentativas tenham fracassado.

 

A Liga acelerou ainda mais, sufocando a defensiva do Chingale. E, em mais um cruzamento de Daínho, pela direita, Andro encolheu-se para, com um desvio rasteiro, de cabeça, elevar a contagem para 4-0. Nem com isso o Chingale deixou de lutar.

 

Terminou a primeira parte e iniciou a segunda com o Chingale um pouco equilibrado, a tentar dar resposta a uma grande desvantagem e não conseguiu. A Liga, apostada na maior circulação de bola, manietou o adversário e acabou marcando mais um golo por Daínho, já no período de compensação.

 

O trabalho da equipa de arbitragem, dirigida por Afonso Xavier, fez um trabalho limpo.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO: Afonso Xavier, coadjuvado por Amisse Juma e Adão Tsucane. O quarto árbitro foi Filimão Filipe.

 

LIGA DESPORTIVA: Milagre; Noberto (Kito), Gildo, Bheu e Osvaldo; Momed Hagi (Geraldo), Daínho, Liberty e Andro; Telinho (Josephy) e Elías II.

 

CHINGALE: Dawuda; Supa, Fred, Mohamed e Makako (Flávio); Palatão (Kelo), Nuno, Charly (Gabito), Henry e Osvaldo; Chana.

DISCIPLINA: cartão amarelo para Gildo.

 

SALVADOR NHANTUMBO

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:37
 O que é? |  O que é? | favorito

Desportivo de Maputo-ENH (0-0  )

1° de Maio de Quelimane-Chibuto (0-0  )

Desportivo de Niassa-Desportivo de Nacala (0-0 )

Liga-Chingale (5-0  )

UD do Songo-Ferroviário de Maputo (1-0)

Ferroviário da Beira-Ferroviário de Nampula (1-1 )

Costa do Sol-Estrela Vermelha de Maputo ( 2-1 )

Ferroviário de Nacala-Maxaquene (0-0 )

 

                                            J           V         E          D           G                     P

 

Liga Desportiva                      9          5          3          1          15-5                 18

UD Songo                             9          5          3          1          10-2                 18

ENH                                     9          4          4          1          9-6                   16

Clube do Chibuto                  9          3          6          0          8-2                   15

Fer. Beira                             9          4          3          2          10-6                 15

Fer. Maputo                          9          4          2          3          10-7                 14

Maxaquene                           9          3          4          2          12-8                 13

Estrela Vermelha                   9          2          6          1          10-9                 12

Fer. Nampula                        9          3          3          3          8-7                   12

Costa do Sol                         9          3          3          3          15-16               12

Desp. Nacala                         9          1          5          3          6-8                   8

1.º Maio Quelimane               9          1          4          4          5-12                 7

Desp. Niassa                         9          1          5          3          2-9                   7

Desp. Maputo                        8          1          3          4          6-10                 6

Chingale                               9          1          2          6          7-17                 5

Fer. Nacala                           9          0          5          4          4-10                 5

 

PRÓXIMA JORNADA:  ENH-Ferroviário de Nacala, Chibuto-Desportivo de Maputo, Desportivo de Nacala-1° de Maio, Chingale-Desportivo de Niassa, Ferroviário de Maputo-Liga Desportiva de Maputo, Ferroviário de Nampula-União Desportiva do Songo, Estrela Vermelha-Ferroviário da Beira e Maxaquene-Costa do Sol.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:30
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A ALTERAÇÃO dos estatutos eleitorais da Federação Moçambicana de Patinagem será apreciada e posteriormente aprovada no decorrer de uma Assembleia-Geral extraordinária agendada para o dia 28 do mês em curso na sede daquele organismo, localizada no Estádio Nacional do Zimpeto.

 

No mesmo encontro serão apreciados os regulamentos de adesão de membros efectivos e eleitoral. 

 

Lucas Chachine, presidente da Assembleia-Geral, quando contacto pelo “Notícias” não avançou com a proposta a ser apresentada, explicando que este assunto está a ser gerido internamente (a nível da comissão) mas, segundo fontes seguras, a comissão encarregue de fazer a alteração dos estatutos eleitorais, bem como preparar a eleição do novo corpo directivo da FMP, tem como proposta mais sólida a inclusão da Associação de Patinagem da Cidade de Maputo (APCM), do Núcleo de Quelimane e dos clubes no grupo de membros com direito a voto. A congregação das listas “A” e “B”, encabeçadas por Nicolau Manjate e Carlos Sousa (Cazé), os candidatos a presidente da “patinagem”, numa única, é outra hipótese provável, mas que ainda carece de análise por parte dos oito membros fundadores da FMP.

 

Recorde-se que a eleição do presidente da FMP deveria ter acontecido no dia 28 de Fevereiro, mas acabou por ser adiada, porque era necessário incluir as agremiações e clubes, o que implicaria a alteração dos estatutos eleitorais já que estes só davam direito a voto aos membros fundadores, nomeadamente Nicolau Manjate, Carlos Sousa, Maria José, Gilberto Fizamo, Pedro Tivane, Carlos Laice, Sidique Aly e Sandro dos Santos. Aliás, conforme explicou na altura Lucas Chachine, os estatutos tinham algumas imprecisões que no seu entender devem ser revistas num espaço de 90 dias.

 

Nicolau Manjate concorre a um segundo mandato, após quatro anos de uma direcção marcada pelo quarto lugar no “Mundial” de San Juan-2011, enquanto Cazé, um homem teve uma passagem pelo hóquei, enquanto atleta, dirigente e médico, surge disposto a voltar a “pegar” na modalidade.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:24
 O que é? |  O que é? | favorito
Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
21
22
23
27
28
29
30
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO