Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 10 DE Maio 2016

 

A província de Gaza, concretamente a cidade de Xai-Xai, será palco da décima terceira edição do Festival Nacional dos Jogos Desportivos Escolares em 2017.

 

Os organizadores do evento, na semana passada realizaram, na capital de Gaza, as cerimónias do lançamento do evento, que foram dirigidas pelo Ministério da Juventude e Desportos, Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano e pelo Governo da província de Gaza.

 

A última província a acolher este evento foi Cabo Delgado e já fez a passagem de Testemunho para a província de Gaza.

 

Antes de fazer o lançamento do festival em Gaza, os organizadores reuniram-se em Maputo para informar que os preparativos desta décima terceira edição dos Jogos Escolares Gaza 2017 já iniciaram.

 

Informaram no encontro que as condições das infra-estruturas da província devem ser melhoradas e há necessidade de reduzir os custos.

 

A vice-ministra da Juventude e Desporto, Ana Flávia Azinheira, presente na reunião, de trabalho disse: “As escolas já começaram a competir com vista a participar no festival dos Jogos Escolares. Mas, queremos melhorar para que não se olhe para este evento como apenas um festival, mas sim como uma competição séria para que haja frutos que possam ser enquadrados em equipas profissionais”.

 

Azinheira afirmou ainda que para que isso se concretize deve-se melhorar o marketing para atrair os empresários que podem dar mais apoio. Para Azinheira, os professores também devem ter cursos de treinador, para que não se limitem como simples professores de Educação Física.

 

 

Fonte:Opais

publicado por Vaxko Zakarias às 12:07
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A UNIVERSIDADE Pedagógica (UP) e o Costa do Sol decidem hoje, a partir das 19.00 horas, no pavilhão d’A Politécnica, a última vaga das meias-finais do Campeonato de Basquetebol da Cidade de Maputo, em seniores masculinos.

 

As duas equipas irão fazer o terceiro e último jogo dos quartos-de-final, disputado em play-off, a melhor de três jogos. Com efeito, no primeiro embate, disputado na sexta-feira, os “pedagogos” bateram o Costa do Sol, por 59-55. Mas no segundo jogo, disputado sábado, o Costa do Sol redimiu-se ao ganhar por 80-60, ou seja, por 20 pontos de diferença, adiando a decisão para esta noite. Aliás, o embate desta noite é um autêntico tira-teimas.

 

Noutro confronto dos “quartos”, o Desportivo despachou o vizinho e rival Maxaquene, por 2-0. Assim, no primeiro embate venceu, por 65-49, e no segundo ganhou por esclarecedores 97-50.

 

Nas meias-finais, os “alvi-negros” irão medir forças com a A Politécnica, que nos “quartos” eliminou, de forma categórica, o Aeroporto, também por 2-0. No primeiro jogo os “politécnicos” ganharam por 111-47 e no segundo venceram por 111-41.

 

O vencedor do embate desta noite irá medir forças com o Ferroviário noutra meia-final. o play-off das meias-finais comporta um total de cinco jogos.

 

TUDO DEFINIDO EM FEMININOS

 

Em seniores femininos, as meias-finais já estão decididas, ou seja, já há um emparelhamento. O Costa do Sol mede forças com o Maxaquene e a A Politécnica bate-se com o Ferroviário. Teoricamente, os “canarinhos” e “locomotivas” são favoritos, e podem repetir a final do ano passado, ganha pelo Ferroviário.

 

A série da meia-final inicia-se na noite da sexta-feira, decorrendo, à semelhança dos masculinos, no melhor de cinco jogos.

 

Refira-se que o Desportivo é campeão em título em masculinos e o Ferroviário em femininos.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:22
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A ENH de Vilankulo assaltou o pódio do Moçambola-2016, depois de receber e ganhar o 1.º Maio de Quelimane, por 2-0, em partida da oitava jornada da prova.

 

Com o triunfo, os “hidrocarbonetos” passaram a somar 15 pontos, os mesmos que União Desportiva do Songo e Liga Desportiva de Maputo, que ocupam o primeiro e segundo lugares, respectivamente.

 

A equipa de Inhambane tem vindo a fazer uma campanha interessante esta temporada, na qual já superou dois gigantes, nomeadamente o Maxaquene e o Costa do Sol. Na próxima ronda, a equipa comandada pelo croata Boris Pusic desloca-se a Maputo para medir forças com o Desportivo.

 

GOLO MONUMENTAL DE ELDINHO

 

A ENH FC de Vilankulo regressou sábado aos triunfos.  A vitória da equipa treinada por Boris Pusic, conseguida na segunda parte da contenda, foi resultado de um esforço redobrado, uma vez que os visitantes tudo fizeram para impedir que a sua baliza fosse violada, mas aos 56 minutos Eldinho, um jovem com potencial, num livre fora da área, “levantou” o estádio com um golo monumental.

 

Os quelimanenses não baixaram os braços, acreditaram sempre que poderiam chegar pelo menos ao empate, por isso se mantiveram sempre organizados, controlando as movimentações de  Emmanuel e Amarash, autênticos quebra-cabeças para o bloco defensivo dos visitantes.  Por vezes, os pupilos de António Sábado eram obrigados a recorrer a faltas para parar estes dois jovens, enquanto Mathombe fazia “estragos” no flanco esquerdo.

 

Apesar de os quelimanenses terem feito de tudo para chegarem ao empate, foi Gimo, um talentoso e rápido jogador, lançado a meio da segunda parte, a sentenciar a partida aos 90 minutos, através de um remate rasteiro e bem colocado à entrada da área.

 

A equipa de arbitragem realizou um bom trabalho.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO: Sérgio Rumbane, auxiliado por José Mhula e Adão Tsucane. Quarto árbitro: Celso Alvacao

 

ENH: Acácio; Campira, Barnabas, Filipe e Sergito; Abílio, Amarash, Malhombe e Eldinho; (Paninga) Emmanuel  (Moses), e Eurico (Gimo).

 

1.º DE MAIO:Agnaldo; Danito, Freeday, Pase, Ulire, Mamudo (Michael); Abílio, Musano (Mainho) e Joaquim ( Blauane); Maxi e Dilo.

 

DISCIPLINA: Cartão amarelo para Mussano e Emmanuel do ENH.

 

GOLOS: Eldinho e Gimo para ENH.

 

VICTORINO XAVIER

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:39
 O que é? |  O que é? | favorito

 

ARRANCAM hoje, na Beira, os Campeonatos Nacionais de Natação de Inverno. O evento, que regressa à piscina de 50 metros do Ferroviário da Beira, depois de sensivelmente seis anos, vai contar com mais de 150 nadadores em representação de algumas províncias que praticam a modalidade no país.

 

Os “Nacionais” em perspectiva, e que servem para aferir o nível dos atletas em competições de Inverno, poderão não contar com o Golfinhos, que conquistou os campeonatos realizados ano passado na Piscina Olímpica do Zimpeto.

 

Segundo a Federação Moçambicana de Natação (FMN), o Golfinhos depara-se com alguns problemas logísticos. A FMN procura a todo custo resolver o problema, tendo em conta a pertinência da presença do campeão em título no evento. Para já, estão confirmados, da província (cidade) anfitriã, o Ferroviário e Náutico. Aguardava-se ontem pela confirmação da Universidade Pedagógica, que já havia manifestado o desejo de participar no evento. De Maputo, estão confirmados o Ferroviário, Tubarões e o Naval; de Tete, a equipa das escolas da associação provincial. A União Desportiva do Songo depara-se igualmente com problemas logísticos, que a FMN procura, igualmente, resolver. Por último, de Nampula, está confirmado o Ferroviário local.

 

Espera-se que o evento, que regressa ao seu verdadeiro palco - a piscina de 50 metros dos “locomotivas” da Beira -, seja concorrido, pois apura os campeões em masculinos e femininos, por categorias, a título individual e colectivo e o campeão absoluto.  

 

Salientar que se realiza desde sábado na Beira um curso internacional de juízes e cronometristas de nível I e II promovido pela Federação Internacional de Natação (FINA). Nele participam 30 cursantes, todos nacionais, sob orientação do especialista português Tiago Marques. Os primeiros três dias foram reservados a aulas teóricas. Os participantes serão hoje e amanhã submetidos a aulas práticas, tendo como testes os próprios “Nacionais”.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:09
 O que é? |  O que é? | favorito

 

COM a manutenção já perdida, o Levante UD, de Simão Mathe, recebeu e venceu o Atlético de Madrid, por 2-1, em partida da 37.ª jornada da Liga Espanhola. Vitória pouco saborosa para Simão e companhia, mas com consequências drásticas para a equipa derrotada.

 

Não é para menos, é que com a derrota no terreno do Levante, o Atlético perdeu a corrida rumo ao título espanhol, agora com apenas dois gigantes na disputa, o líder Barcelona e o Real Madrid, que vai a um ponto dos catalães.

 

Com a vitória, o Levante passou a somar 32 pontos, mas não conseguiu sair do último lugar. Na última jornada, que se disputa no próximo fim-de-semana, a Simão e seus companheiros resta jogar pela honra, pois o jogo não será mais do que de despedida do principal escalão do futebol espanhol.

 

MEXER VOLTA A TROPEÇAR

 

 

O Rennes, de Mexer, voltou a tropeçar na Liga Francesa, ao perder com o Montpellier, por 2-0. Com a derrota, ficou definitivamente abortado o sonho de participar nas competições europeias na próxima temporada. O Rennes soma 52 pontos, no sétimo lugar, insuficiente para a turma de Mexer disputar as eliminatórias de acesso à Liga Europa.

 

Em Portugal, o Nacional da Madeira, de Witness Quembo, não foi para além de uma igualdade a duas bolas na recepção ao Belenenses. O Nacional empata na véspera da difícil deslocação ao Estádio da Luz, onde vai medir forças com o Benfica que luta pelo título, em partida da 34.ª e última jornada da Liga Portuguesa. Os madeirenses somam 38 pontos, na 10.ª posição, ou seja, há muito que têm a permanência garantida.

 

DOMINGUEZ RECEBE O NOVO CAMPEÃO

 

 

Na África do Sul, o Bidvest Wits, de Dominguez, tem a particularidade de receber amanhã o novo campeão sul-africano, o Sundowns, em partida da 29.ª ronda da Primeira Liga do país vizinho. O jogo está marcado para as 19.30 horas. Tanto para Bidvest, como para o Sundowns, o desfecho da partida não irá mudar nada para as contas finais. A equipa de Dominguez já tem o segundo lugar assegurado.

 

À mesma hora, o Platinium Stars recebe o Bloemfontein Celtic, equipa de Hélder Pelembe. O Bloemfontein está na 12.ª posição com 32 pontos, ou seja, já tem garantida a manutenção.

 

A Liga sul-africana termina a 21 deste mês.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:00
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A SELECÇÃO Nacional de futebol de sub-20 cumpre esta manhã, no Estádio da Machava, o terceiro dia de treinos depois de retomar os trabalhos, semana passada, com vista ao jogo com o Lesotho, no dia 21 do mês em curso, em Maputo, a contar para a primeira “mão” da segunda eliminatória de qualificação ao CAN-2017, cuja fase final terá lugar na Zâmbia.

 

Nesta primeira fase, os “Mambinhas” trabalham às terças, quartas e quintas-feiras, no Estádio da Machava e campo do Ferroviário da Baixa.

 

Depois de superarem as Maurícias, os sub-20 desdobram-se agora para encarar um Lesotho que participou no último Campeonato Africano das Nações, portanto já com alguma tarimba ao nível desta competição. Para fazer face ao desafio, o seleccionador nacional, Arnaldo Ouana, chamou mais jogadores para uma nova triagem. São 26 atletas, alguns já consolidados, outros em observações e novas caras. Para o técnico, não há lugares cativos na Selecção, pelo que só os mais dedicados farão parte do grupo.

 

Não há muitas novidades, mas sim algumas caras novas, jogadores que vinham trabalhando connosco e que tivemos que resgatá-los para a nova triagem”, explicou Ouana.

 

Para já, o técnico dos sub-20 convocou três guarda-redes, sete defesas, oito médios e 10 avançados, entre eles médios ofensivos e de construção. A presença de mais avançados denota a maior preocupação no capítulo de finalização. Arnaldo Ouana, que foi um dos grandes artilheiros da Selecção Nacional, reconhece a falta, de modo geral, de matadores. Por isso, entende que devem ser forjados a partir da base.

 

Quanto à eliminatória com Lesotho, Arnaldo Ouana não deixa promessas, senão muito trabalho como maior enfoque no capítulo da finalização.

 

Perdemos, na primeira eliminatória, muitas oportunidades devido à inexperiência e ausência de matadores. Ressentimo-nos, na segunda “mão”, da fadiga por termos viajado em cima do joelho, mas aguentámos a pressão e transitámos”, comentou.

 

Sobre o adversário, o timoneiro dos “Mambinhas” disse que, para além do facto de ter participado no último CAN, o Lesotho é uma equipa bem organizada.

 

Pode já não contar com todos jogadores do último CAN, mas é uma equipa muito forte”, revelou.

 

 

Quanto ao ambiente de trabalho, Arnaldo Ouana afirmou que no seio da equipa se vive uma atmosfera sã, visto que os jogadores têm manifestado muita vontade de aprender, acrescentando que está programado um estágio de uma semana a anteceder o jogo, com a chegada, no domingo, dos atletas provenientes das províncias para o arranque de um trabalho já com todo grupo na segunda-feira.

 

Há esta infelicidade de não podermos contar com os atletas das províncias antes da semana de jogo por razões administrativas”, lamentou Ouana. 

 

EIS OS PRÉ-CONVOCADOS

 

Maxaquene - Eduardo Mondlane, Bruno Langa, Cândido Mate, Edilson Soares, Victor Mário e Domingos Macandza.

Ferroviário de Maputo - Philipe Macuiane, André Manhiça (Neldinho), Mário Capena, Adriano dos Santos e Francisco Mabote.

Liga Desportiva - Leandro Caiado, Omualdo Chume e Edmilson Macuácua.

Desportivo - Dinis Ibraimo, Nilton Guilube e Alfredo Malate.

Costa do Sol - Osvaldo José e Domingos Fortence.

Ferroviário da Beira - Mussa Amadeu.

Estrela Vermelha de Maputo - António Muquetua e Yuran Ribeiro.

Têxtil de Púnguè - Blessinga Kuluja

Estrela Vermelha da Beira - Márcio Gimo

Desportivo de Lichinga - Elcino Celestino

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:50
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O NULO registado no embate entre os ferroviários de Maputo e da Beira foi sinónimo de fracasso de parte a parte.

 

Depois de uma primeira parte equilibrada, em que o lance mais vistoso pertenceu ao Ferroviário da Beira, naquele falhanço de Gildo depois do centro bem colocado de Nelito, aos 20 minutos, a etapa complementar foi caracterizada por um jogo mais aberto por parte dos “locomotivas” da capital, que procuravam a todo custo a vitória, enquanto os forasteiros defendiam-se com garra, reagindo em contra-ataque, mas sem grande impacto. 

 

Faltou ousadia e determinação de ambos os lados, mas o Ferroviário da capital teve o privilégio de capitalizar o seu jogo ofensivo na segunda parte, durante a qual deteve maior posse de bola, pecando no capítulo da finalização. 

 

Aliás, a defesa beirense tinha um patrão chamado Cufa, que anulou muitas investidas dos donos da casa. Nesta fase Edmilson tomou várias iniciativas pelo flanco esquerdo, com cruzamentos tensos para a área, ora travados e por vezes sem encontrar a resposta dos atacantes. 

 

Mas foi com o remate do meio da rua que o defesa esquerdo do Ferroviário obrigou Soarito a uma palmada para canto, aos 48 minutos. 

 

Este lance denotou a entrada fulgurante dos caseiros para etapa complementar. Dez minutos depois Timbe, na conversão de um livre pela direita, cruzou para Lewis, de cabeça, cabecear com classe, mas a bola foi desviada da trajectória da baliza por um contrário sobre a linha de golo. O Ferroviário teve que se desdobrar no seu sector defensivo, uma vez que o seu meio campo estava tomado com a entrada do esquerdino Diogo e do médio ofensivo Manucho. Fruto do seu empenho, mais uma investida anulada por Cufa. Jair cruzou pela direita e o “central” beirense antecipou por pouco Manucho, que lançou o pé para o desvio, aos 70 minutos.

 

Por estas alturas já não se via a acção dos visitantes, uma vez empurrados para a sua zona. Houve algumas tentativas de contra-ataque inglórias. Por último, Paulo, que entrou para substituir Jair, embrulhou-se com o esférico quanto tentava interceptar a mais um centro de Edmilson, aos 80 minutos. Daí para a frente os visitantes começaram a gerir o tempo e por via disso conseguiram sair da Machava com um ponto.

 

A equipa de arbitragem foi impecável.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO: Mário Tembe, auxiliado por Zacarias Baloi e Abibo Adinane. O quarto árbitro foi Aureliano Mabote.

 

FER. MAPUTO – Leonel; Chico, Jeitoso e Edmilson; Timbe, Gito (Diogo), Sassi e Jair (Paulo); Lewis e Maurício (Manucho).

 

FER. BEIRA – Soarito; Moniz, Emineme, Cufa e Edson; Thomas, Gildo, Mfiki (Mussa) e Babo; Nelito (Dayo) e Belito (Tsepo).

 

DISCIPLINA: cartões amarelos para Jeitoso, da equipa da casa; Emineme e Mfiki.

 

QUADRO DE RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO ACTUAL

 

Desportivo de Maputo-Fer. Nacala (0-0)

ENH-1.º de Maio de Quelimane (2-0)

Chibuto-Desportivo de Niassa (4-0)

Desportivo de Nacala-Liga (0-0)

Chingale-UDS (0-2)

Fer. Maputo-Fer. Beira (0-0)

Fer. Nampula-Costa do Sol (2-1)

Estrela-Maxaquene (3-2)

 

                                           J        V       E       D       G                 P

 

UD SONGO                           8       4       3       1       9-2               15

Liga Desportiva                     8        4       3       1      10-5             15

ENH                                     8       4       3       1       9-6              15

Clube do Chibuto                   8       3       5       0       8-2              14

Fer. Maputo                          8       4       2       2       10-6            14

Fer. Beira                              8       4       2       2       9-5              14

Maxaquene                            8       3       3       2       12-8            12

Estrela Vermelha                    8       2       6       0       9-7              12

Fer. Nampula                         8       3       2       3       7-6              11

Costa do Sol                          8       2       3       3       13-15          9

Desp. Nacala                         8       1       4       3       6-8              7

Desp. Maputo                        8       1       3       4       6-10           6

1.º Maio Quelimane                8       1       3       4       5-12            6

Desp. Niassa                          8       1       4       3       2-9              6

Chingale                                8       1       2       5       7-12            5

Fer. Nacala                            8       0       4       4       4-10            4

 

Próxima jornada (9.ª): Desportivo de Maputo-ENH, 1 de Maio de Quelimane-Chibuto, Desportivo de Niassa-Desportivo de Nacala, Liga-Chingale, UD do Songo-Ferroviário de Maputo, Ferroviário da Beira-Ferroviário de Nampula, Costa do Sol-Estrela Vermelha de Maputo e Ferroviário de Nacala-Maxaquene.

 

 

SALVADOR NHANTUMBO

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:37
 O que é? |  O que é? | favorito
Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
21
22
23
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO