Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 31 DE Maio 2016

 

A LDM passa a ter uma equipa de futebol feminino, o grupo de jovens que participavam em campeonatos representando o Bairro Infulene e outros bairros,passam a vestir as cores da LIGA DESPORTIVA DE MAPUTO .
Lembrar que as mesmas são vencedoras da copa coca-cola e Copa Mutola e vão representar Moçambique na Suécia na Copa Gothia.

"Que o desporto seja sempre uma escola de amizade "

publicado por Vaxko Zakarias às 10:44
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A preparação das selecções nacionais que irão representar o país na X edição dos Jogos da CPLP, a terem lugar de 17 a 24 de Julho, no Arquipélago de Cabo Verde, já ganha forma. As federações nacionais estão a terminar os preparativos dos documentos afins, tendo o dia 30 de Junho sido estabelecido como data-limite.

 

Quinta-feira foi a última reunião. A partir do próximo dia 09 de Junho, os encontros passarão a ser quinzenais, em razão da aproximação da data de partida para a Ilha do Sal.

 

Do encontro realizado semana passada, Rui Albasini, representante do Instituto Nacional do Desporto (INADE) saiu bastante satisfeito pelo interesse demonstrado pelas federações nacionais, em termos de cumprimento dos prazos estabelecidos para a entrega da documentação para a participação dos jovens nestes jogos, que envolvem a faixa etária abaixo de 16 anos.

 

Albasini diz estar feliz, porque tem a certeza de as selecções estarem todas a preparar-se, razão pela qual tem a garantia de poder ter todos os dados os documentos prontos, nos prazos estabelecidos, que é o dia 30 de Junho.

 

Para além da documentação para a emissão de passaportes, mediante a apresentação de uma autorização escrita dos pais ou encarregados de educação, todos os envolvidos na deslocação a Cabo Verde deverão tomar a vacina contra a febre-amarela.

 

Em termos de documentação, a preocupação era na modalidade de andebol, pois ainda faltava um atleta seleccionado da Província de Gaza, mas com total garantia de se ultrapassar o problema de imediato, uma vez que as inspecções médicas para esta modalidade estão marcadas para o período de 16 a 21 de Junho próximo.

 

Quanto ao regulamento de competições, Albasini recomendou, uma vez mais, a leitura atenta de dos documentos disponíveis, para se evitarem surpresas no terreno e disse mais:

 

– A partir deste momento, todas as federações nacionais podem interagir com as suas congéneres cabo-verdianas, para eventuais esclarecimentos, recomenda Rui Albasini.

 

 

 

Fonte:Desafio

publicado por Vaxko Zakarias às 09:51
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A direcção do Grupo Desportivo de Maputo decidiu arregaçar as mangas e partir à busca de soluções rápidas e eficazes para os maus resultados que a equipa de futebol vem tendo. A derrota frente ao Desportivo de Nacala, na última quarta-feira, precipitou o afastamento de Uzaras Mohamed, que deu lugar à entrada de João Chissano.

 

Ao cabo de 11 jornadas, UzarrasMahomed, ex-treinador “alvi-negro” conseguiu somar apenas sete pontos, frutos de uma vitória, quatro empates e seis derrotas. Resultados negativos para quem luta pela manutenção.

 

A contratação de João Chissano e Mano Mano, duas figuras que num passado recente estiveram à frente do comando técnico da Selecção Nacional de Futebol, constitui uma prova inequívoca de que o clube precisava de tomar uma atitude objectiva e ousada face ao alerta vermelho. E fê-lo para a surpresa de muitos!

 

Mesmo perante a crise financeira o clube vem vivendo, com alguns salários em atraso, a direcção liderada por Danilo Correia não poupou esforços na busca de parcerias e financiamento para garantir a contratação destes dois técnicos que se acredita que possam devolver a identidade ganhadora do clube.

 

Depois um longo período de interregno sem treinar João Chissano regressa aos relvados disposto a fazer valer a sua competência e ajudar o Desportivo a sair do lugar que se encontra. João Chissano que na passada quarta-feira rubricou um contrato válido até o final da época assume que não foi tarefa fácil ter que aceitar este desafio, mas que no entanto acabou por aceita-lo pelo projecto que lhe foi apresentado ter sido do seu agrado. Aliás, o mesmo chegou a referir que abraçou o projecto por acreditar que os grandes os grandes desafios estão reservados as  grandes pessoas!

 

Primeiro dizer que treinar o Desportivo, independentemente da situação que se encontra,  é sempre um desafio. O Desportivo é um histórico do nosso futebol e também faz parte da vida dos moçambicanos duma ou de outra forma. Esse foi um dos principais motivos que fizeram com que eu aceitasse cá colaborar com o meu saber, com a minha experiência, minha capacidade e minha inteligência. Não sou mágico para tirar o Desportivo do lugar que se encontra para a primeira posição. Mas, como se costuma dizer,  grandes desafios estão reservados a grandes pessoas.  Estou em crer que a união de toda a família “alvi-negra “ podemos fazer o melhor e devolver a alegria que sempre caracterizou o clube, disse o técnico.

 

 

Fonte:Desafio

publicado por Vaxko Zakarias às 09:43
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O presidente da Comissão de Gestão do Grupo Desportivo de Maputo, Danilo Correia, acredita que mesmo perante a crise financeira que o clube atravessa, dias melhores virão. O mesmo tenciona, na próxima assembleia-geral, apresentar um plano empresarial ambicioso, cheio de realismo e capaz de tirar o clube da crise em que se encontra.

 

Aos 95 anos de existência, a completar amanhã, dia 31 de Maio de 2016, o Grupo Desportivo de Maputo continua a atravessar momentos atribulados que até certo ponto descaracterizam a grandeza deste histórico emblema nacional.

 

O presidente da Comissão de Gestão do Desportivo de Maputo, Danilo Correia, entende que este mau momento tem afectado negativamente o clube e reconhece também que os resultados desportivos da equipa não são bons, mas não admite que estes derivem da falta de pagamento dos salários.

 

– Nesta fase em que estamos devo dizer que os resultados que a equipa de futebol está a produzir não são bons. E para contornar isso mudámos a equipa técnica. Optámos por contratar João Chissano por achar que ele possui o perfil, experiência e características de um treinador que pode nos ajudar a resolver o problema do Desportivo. Está estabelecido que o primeiro objectivo passa por garantir a manutenção e depois conseguir estar entre os seis primeiros lugares na tabela classificativa. A comissão de gestão está a tentar cumprir com o mandato até o dia 2 de Julho, data em que se vai realizar a Assembleia Geral. Vamos igualmente apresentar o resultado da auditoria e iremos fazer um informe resumido do que aconteceu de Fevereiro até hoje.

 

 

 

Fonte:Desafio

publicado por Vaxko Zakarias às 09:29
 O que é? |  O que é? | favorito
Quinta-feira, 26 DE Maio 2016

 

A Federação Internacional de Futebol (FIFA) lançou um concurso público que oferecerá a África Subsariana direitos de difusão das suas competições a decorrerem este ano através da FIFA-TV, soube-se de fonte desportiva no local, citada pela Panapress.


Trata-se do Mundial de Futebol Feminino dos Sub-17 (Jordânia-2016), do Mundial de Futebol Feminino da FIFA dos Sub-20 (Papua-Nova-Guiné-2016), e do Mundial FIFA de Futebol de Sala (Futsal), na Colômbia. Esta última prova com participação assegurada da selecção Nacional de Moçambique.


Segundo um relatório no seu site internet, a FIFA-TV precisou que as empresas e organismos de radiodifusão interessados em postular o direito de difundir estas competições devem contactá-la, o mais tardar, a 10 de junho de 2016.

 

 

Fonte:Opais

publicado por Vaxko Zakarias às 12:57
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A UNIÃO Desportiva do Songo regressou à liderança do Moçambola-2016, após vencer na tarde de ontem, em casa, ao Estrela Vermelha por 2-0 e beneficiar da derrota do Clube do Chibuto e o empate da Liga Desportiva de Maputo, em jogos pontuáveis para a 11.ª jornada.

 

A UD do Songo, que há duas semanas liderava a prova mor do futebol moçambicano, passou a somar 21 pontos e agora tem como perseguidores mais próximos a ENH de Vilankulo FC e Ferroviário de Maputo, segundo e terceiro classificados, respectivamente.

 

A ENH recebeu e venceu o Clube do Chibuto por 1-0. O anterior líder caiu em Chibuto e baixou para o sexto lugar, com 18 pontos, facto que reflecte o quanto a luta pelo comando está renhida. 

 

Nessa “dança” de sobe e desce o Ferroviário de Maputo subiu ao terceiro lugar sem precisar de jogar, na medida em que o Desportivo do Niassa protagonizou uma inédita falta de comparência na presente edição do Moçambola. Ainda não se sabe os motivos para esta ausência do representante do Niassa, mas de acordo com um dos membros da Liga Moçambicana de Futebol (LFM), a falta de comparência aconteceu também na habitual reunião técnica e ainda revelou o facto de o relvado nem sequer ter beneficiado das habituais marcações.   

 

O Maxaquene, por sua vez, baixou para o oitavo lugar, ao ser derrotado diante do Ferroviário da Beira por 2-0. Os “tricolores” somam 16 pontos e estão agora a cinco da liderança, enquanto os “locomotivas” aproximaram-se dos lugares da frente, sendo agora quinto classificados, com 19.

 

Com o deslize já mencionado do Chibuto, a Liga, que recebeu o Ferroviário de Nampula, perdeu uma soberana oportunidade de ser o novo líder, ao empatar a uma bola.

 

Quem continua de mal a pior é o Desportivo de Maputo, que, ao perder em casa frente ao homónimo de Nacala por 2-0, caiu para o último lugar.

 

Em situação não menos preocupante encontra-se o Costa do Sol, que voltou a perder, desta feita no reduto do Ferroviário de Nacala, por 1-0. Com este triunfo os nacalenses deixaram a zona de despromoção e fizeram “voar” os “canarinhos” para o 11.º lugar, com apenas 12 pontos. Começa a ficar muito difícil, embora ainda faltem 19 jornadas para o final do campeonato, os comandados de Sérgio Faife entrarem na luta pelo título. Sublinhe-se que o Ferroviário de Nacala somou a sua primeira vitória no Moçambola.

 

O 1.º de Maio goleou o Chingale por 3-0 e também deixou os lugares de descida de divisão.

 

Eis os jogos da próxima jornada: Chibuto-Ferroviário de Nacala, Desportivo de Nacala-ENH de Vilankulo, Chingale-Desportivo de Maputo, Ferroviário de Maputo-1.º de Maio de Quelimane, Ferroviário de Nampula-Desportivo de Niassa, Estrela Vermelha-Liga Desportiva de Maputo, Maxaquene-União Desportiva do Songo e Costa do Sol-Ferroviário da Beira.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:42
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A LIGA Desportiva tentou até que se fartou, mas não conseguiu lograr o seu desejo de vencer frente a um Ferroviário de Nampula resistente e ousado.

 

Com a lição bem estudada, reconhecendo poderio da Liga no meio-campo e a velocidade e rapidez com que se desdobra para o ataque, Arnaldo Salvado, timoneiro dos “locomotivas”  nampulenses, povoou o meio-campo, cortando as linhas de passe e perturbando as movimentações da Liga a partir do miolo, com uma forte pressão sobre o adversário quando na posse de bola.

 

Foi com esta estratégia e uma luta incansável dos seus jogadores que o Ferroviário de Nampula arrancou o precioso ponto fora de casa perante um adversário com tamanha qualidade e que dispõe de jogadores de grande calibre, mas que ontem foram postos à prova, sendo que o empate se encaixa neste que foi um jogo bem disputado e no qual os artistas deram tudo quanto sabem na matéria de jogar futebol.

 

Entrando de forma destímida e ousada, o Ferroviário de Nampula foi quem primeiro chamou atenção à defensiva da Liga, dando sinal de que estava decidido a dar tudo para sair do embate com um resultado positivo. Numa situação de três contra um, o artilheiro Vivaldo atrapalhou-se já no interior da grande área, quando pensou entre fazer o passe ou atirar, perdendo o controle da bola, isto aos quatro minutos.

 

Mas a Liga reagiu imediatamente, chamando a si a responsabilidade de fazer vincar de que, enquanto anfitrião, tinha a obrigação de fazer mais do que o seu adversário. Mas encontrou uma forte resistência perante a consistência demonstrada pelos “locomotivas” no meio campo e na sua zona defensiva. Dificilmente a Liga conseguiu romper o último reduto dos nampulenses, que se defenderam com galhardia e controlaram todas as movimentações da equipa da casa, visando chegar com sucesso à baliza bem defendida por Pinto. Porque era difícil romper a grande área dos visitantes, pela zona frontal, a Liga teve que apostar nos flanqueamento e dessa forma conseguiu abrir o activo, aos 11 minutos, quando o esquerdino Andro cruzou para Daínho, no segundo poste, encostar o pé a visar. Foi uma autêntica falha dos “centrais”, que não souberam se antecipar à entrada do avançado da Liga, que vinha de trás para frente. O mesmo Andro chamou Pinto para uma defesa apertada para canto, aos 29 minutos, numa jogada de contra-ataque rápido e que encontrou a defesa “locomotiva” desprevenida.

 

A batalha no meio-campo subiu de nível e o Ferroviário esforçou-se bastante perante a animosidade da Liga, já motivada pela vantagem no marcador. Mas a Liga era também consistente a defender-se. Porem, Geraldo acabou metendo água naquele lance em que tinha a bola controlada, mas brincou com o serviço, ao não despachar de imediato o esférico da zona de perigo, e Vivaldo, próximo, interceptou o esférico, obrigando o meio-campista da Liga a cometer falta para a grande penalidade, bem assinalada pelo juiz da partida, António Munguambe. Chamado a cabrar, o “capitão” Dondo converteu o castigo com êxito para 1-1, aos 40 minutos.

 

Com empate, as duas equipas foram para o intervalo. No regresso a Liga subiu em bloco, procurando o golo da vitória, mas o Ferroviário fez um jogo inteligente. A equipa não se aventurou, fechou-se no meio-campo, fazendo uma larga cortina, saindo sempre que fosse necessário e com algum perigo. Numa das saídas, Banda, a meio do meio campo do adversário, desferiu um portentoso remate, que obrigou Artwell a uma palmada para canto. De seguida Imo desviou quase a contar ao centro tenso de Ndaziona. Feito isto, o “capitão” da Liga, Momed Hagi, ofereceu a bola a Kuwali, quando tentava sair da zona defensiva, só que o remate do avançado “locomotiva” saiu alto. Daí para frente viu-se uma Liga pressionante e um Ferroviário defensivo, batalha que foi até ao fim dos 90 minutos regulamentares e quatro de compensação.

 

Bom trabalho da equipa da arbitragem.

 

FICHA TÉCNICA

 

LIGA DESPORTIVA – Artwell; Norberto, Gildo, Bheu e Osvaldo; Momed Hagi, Daínho, Geraldo (Ussama) e Andro; Zicco (Mário) e Sonito (Liberty).

 

FER. NAMPULA – Pinto; Gervásio, Salomão, Jemes e Dondo; Kalanga, Banda, Imo (Gildo) e Ndaziona; Vivaldo (Hipo) e Kuwali (Amadú).

 

DISCIPLINA: Cartões amarelos para Geraldo; Pinto e Jemes.

 

SALVADOR NHANTUMBO

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:36
 O que é? |  O que é? | favorito

ENH-Chibuto (1-0)

Desportivo de Maputo-Desportivo de Nacala (0-2)

1.º de Maio de Quelimane-Chingale (3-0)

Desportivo do Niassa-Ferrroviário de Maputo (falta de comparência do Desportivo de Niassa)

Liga-Ferroviário de Nampula (1-1)

UDS-Estrela (2-0)

Ferrroviário da Beira-Maxaquene (2-0)

Ferroviário de Nacala-Costa do Sol (1-0)

 

 

                                                J          V        E          D         G                     P

 

UD Songo                                11        6          3          2          12-3                 21

ENH                                        11        5          5          1          10-6                 20

Fer. Maputo                             11        6          2          3          11-7                 20

Liga Desportiva                         11       5          4          2          16-7                 19

Fer. Beira                                 11        5          4          2          14-8                 19

 

Clube do Chibuto                     11        4          6          1          10-3                 18

Fer. Nampula                           11        4          4          3          10-8                 16

Maxaquene                              11        4          4          2          13-8                 16

Desp. Nacala                           11        3          5          3          12-8                 14

Estrela Vermelha                     11        2          7          2          12-13               13

Costa do Sol                           11        3          3          5          15-18               12

1.º Maio Quelimane                 11        2          4          5          8-16                 10

Fer. Nacala                              11        1          6          4          5-10                 9

Chingale                                  11        2          2          7          8-20                 8

Desp. Niassa                           11        1          5          5          2-10                 8

Desp. Maputo                         11        1          4          6          7-14                 7

 

PRÓXIMA JORNADA: Chibuto-Ferroviário de Nacala, Desportivo de Nacala-ENH de Vilankulo, Chingale-Desportivo de Maputo, Ferroviário de Maputo-1.º de Maio de Quelimane, Ferroviário de Nampula-Desportivo de Niassa, Estrela Vermelha-Liga Desportiva de Maputo, Maxaquene-União Desportiva do Songo e Costa do Sol-Ferroviário da Beira.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:29
 O que é? |  O que é? | favorito

 

REGRESSAR aos “quarteirões”, onde a equipa até já esteve em 2013, é uma questão de tempo para o Desportivo, que neste Moçambola vai de mal a pior. Ontem foi mais uma derrota, num daqueles jogos que é proibido perder pontos.

 

Mais do que derrota “alvi-negra”, foi uma vitória bem conseguida pelos nacalenses, que até podiam ter saído do Zimpeto com uma mão cheia de golos.

 

Depois de uma entrada com algum fulgor, a criar mossa junto à baliza “canarinha”, o Desportivo cedo foi controlado e nalguns momentos domado pela equipa de Nacala. Com muitas perdas de bola no meio-campo e com falhas e desatenção defensivas, a equipa da capital foi em muitas ocasiões apanhada em contrapé, valendo a atenção do guardião e desacerto dos avançados do Desportivo de Nacala. O primeiro aviso foi dado por Tawanda, que aos 18 minutos rematou forte de longe com a bola a sair caprichosamente ao lado, com Zé já batido. O Nacala galvanizava-se e foi para cima dos “alvi-negros”. Numa tentativa de sair a jogar, Fanuel ofereceu o esférico a Adebayor, que se viu isolado na área, mas a rematar ao lado. O desnorte “alvi-negro” acentuava-se, no meio-campo Danito não aguentava com as encomendas e no ataque o trio Orlando, Jojó e Calton estava desorientado. De longe, descaído à direita, Daúdo esticou, mas Zé adiou o golo nacalense com uma defesa incompleta.

 

Na recarga Adebayor rematou para o poste, antes do milagroso alívio. Com o Nacala na mó de cima foi-se ao intervalo.

 

O segundo tempo quase abria com um golo dos visitantes, com Binó a aparecer sozinho na cara de Zé, que lhe proporcionou mais uma defesa espectacular. Mas aos 51 o guardião do Desportivo não teve hipóteses de adiar o já há muito esperado golo do Nacala. Há canto na direita para o segundo poste, com Kikito a cabecear em jeito de passe para Adebayor, na boca da baliza, fazer o 1-0. Daí em diante foi a gestão dos nacalenses, que no entanto não paravam de ameaçar o segundo, que surgiu aos 81 minutos por intermédio de Belo, que acabou com todas dúvidas quanto ao desfecho, apesar de Malate, na única oportunidade do Desportivo, já ao cair do pano ter rematado para o poste. O Desportivo não merecia outro resultado. Afonso Xavier fez um bom trabalho e optou por deixar os jogadores serem os verdadeiros artistas.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO:Afonso Xavier, auxiliado por Baltazar Nhacume e Carlos Guambe. O quarto foi Felisberto Timane.

 

DESPORTIVO: Zé; Sidique, Sabito, Fanuel, Malate; Cândido, Rachid, Danito; Orlando (Milton); Jojó (Quaresma) e Calton.

 

DESP.NACALA: Brayd; Isaías, Tawanda, Mitter, Tawinha; Délcio, Binó (Belo), Sanito, Kikito (Inácio); Daudo e Adebayor.

 

DISCIPLINA: Amarelo para Daúdo (D. Nacala).

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:03
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A ORGANIZAÇÃO dos Jogos Olímpicos do Rio anunciou que vai distribuir 42 preservativos por cada um dos 10.500 atletas participantes na competição que se realiza de 5 a 21 de Agosto deste ano.

 

Ao todo serão distribuídos 450 mil contraceptivos (300 mil a homens e 150 mil a mulheres), mais 300 mil do que nos Jogos de Londres, em 2012.

 

Distribuiremos 450 mil preservativos aos atletas a partir de 24 de Julho, data da abertura da Cidade Olímpica”, explicou um porta-voz do Comité Rio-2016. “O Brasil encoraja muito as relações sexuais protegidas e os atletas são um exemplo para a população. Eles podem desempenhar um papel importante na luta contra a SIDA”, acrescentou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:22
 O que é? |  O que é? | favorito
Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
21
22
23
27
28
29
30
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO