Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 31 DE Março 2016

 

12923173_1120803634630997_2968557890207287008_n.jp

 

Foi entregue ontem as instalações da Associação de atletismo Cidade de Maputo(AACM),no âmbito da promessa eleitoral feita a quando da  eleição a FMA por Shafee Sidat , está é a 8  brevemente completamos faltando apenas 3.

 

12919686_1120803674630993_1838303322863039900_n.jp

 

A associação foi Totalmente reabilitada, mobilada, climatizada,e informatizada.

 

As instalações ora melhoradas serão inauguradas hoje, a partir das 16.30 horas, num evento que contará dos responsáveis da FMA, clubes, Ministério da Juventude e Desporto, entre outras entidades.

 

As obras de reabilitação duraram cerca de três meses e consistiram na pintura, mudança de tecto e no apetrechamento com materiais.

 

12938316_1120803704630990_1920560625750757565_n.jp

 

A reabilitação da sede da AACM surge no contexto da promessa eleitoral do presidente da FMA, Shafee Sidat, de dotar todas as associações de atletismo de sedes e instalações próprias.

 

Com efeito, já foram reabilitadas ou construídas as sedes das associações de Inhambane, Sofala, Tete, Zambézia, Manica e Gaza, para além da capital do país.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:31
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O CIRCUITO de Manutenção Física António Repinga continua votado ao abandono, com vários automobilistas a utilizar o seu pátio para o estacionamento das suas viaturas.

 

Localizado na baixa da cidade de Maputo, aquele circuito de manutenção física é de referência a nível nacional, mas está penosamente a desaparecer, para o desespero dos desportistas e outras pessoas que no fim do dia normalmente demandam o espaço para a pratica de exercícios físicos.

 

Ali proliferam viaturas de todas as marcas e modelos, escasseia o espaço para uma verdadeira manutenção física, incluindo para os transeuntes. O espaço já há anos que anda abandonado. Nele já foram organizados eventos que em nada tem a ver com o desporto, casos de espectáculos musicais e outras actividades afins.

 

O estacionamento de carros no “Repinga”, para além de ofuscar a beleza do espaço, assim como perturbar aos utentes, degrada o relvado e contribui para a diminuição de espaços verdes naquele recinto.

 

Para além das viaturas estacionadas, no “Repinga” proliferam indivíduos de conduta duvidosa, que colocam em perigo a integridade física dos poucos que nas manhãs e no fim do dia demandam o recinto para exercícios.

 

Várias vozes surgiram criticando o estado de abandono a que aquele circuito está votado, mas ninguém moveu palha. “Repinga” continua numa situação lastimável. O lugar não dignifica a António Repinga, um dos melhores corredores que o país viu nascer.

 

Mas neste momento em que o Conselho Municipal de Maputo, proprietário do espaço, ainda não juntou verbas para o seu melhoramento, a questão que fica é a seguinte: quem “manda” naquele circuito de manutenção física?

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:22
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O MÍTICO Estádio da Machava, localizado no vale do Infulene, nos arredores da capital do país, terá novo nome a partir de 9 de Abril, data em que se realiza a Assembleia-Geral Ordinária do Ferroviário de Maputo, na qual a mudança da designação daquele recinto desportivo está no topo da agenda.

 

Inaugurado a 30 de Junho de 1968, num jogo entre as selecções de Portugal e do Brasil, o Estádio da Machava pode vir a sofrer a segunda mudança de nome, pois foi até antes da independência nacional Estádio Salazar.

 

Já há alguns nomes propostos, mas a decisão só será tomada depois da deliberação dos sócios, numa Assembleia-Geral que se espera concorrida.

 

Segundo um comunicado do Ferroviário de Maputo que o “Notícias” teve acesso, para além da mudança do nome do estádio deliberar-se-á a troca da relva sintética no campo de futebol daquele recinto pelo relvado natural, como foi durante muito tempo.

 

Ainda na reunião magna serão discutidos e aprovados os relatórios das actividades e contas de 2015, a proposta da revisão dos estatutos, revisão de quotas, constituição do Conselho Consultivo e o preenchimento de vacaturas.

 

O encontro tem início às 09.00 horas na sede do clube, fundado em 1924. O Ferroviário de Maputo é o clube que mais modalidades movimenta na capital do país, ao todo nove, nomeadamente o futebol, atletismo, basquetebol, ciclismo, ginástica, hóquei em patins, natação, boxe e karaté.

 

O clube completa este ano 92 anos de existência.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:16
 O que é? |  O que é? | favorito

 

ARRANCA a 23 de Abril próximo, nas três zonas do país, o Campeonato Nacional da II Divisão, também denominada Divisão de Honra, com o envolvimento de 29 equipas, sendo 11 do centro, dez do sul e oito do norte.

 

No sul tomarão parte da competição a Académica, Matchedje e 1.º de Maio (cidade de Maputo). O Incomáti de Xinavane, Clube dos Amigos da Matola e Ntumbuluku (província de Maputo). Associação Desportiva do Chókwè, Ferroviário de Xai-Xai e Associação Desportiva de Macuácua (Gaza) e Palmeiras de Homoíne (Inhambane).

 

No centro irão disputar a prova a Universidade Pedagógica, Pipeline e Textáfrica (Manica). Ferroviários de Quelimane e de Mocuba e o Sporting de Quelimane (Zambézia). Achawa FC e Angónia (Tete). Sporting, Estrela Vermelha e Têxtil de Púnguè (Sofala).

 

Na zona norte teremos a Liga Desportiva, Ferroviário e Associação Desportiva, todos de Pemba (Cabo Delgado). Angoche FC e Benfica (Nampula). Ferroviário, Águias Especiais e Universidade Pedagógica de Lichinga.

 

A prova disputar-se-á no sistema clássico de todos-contra-todos em duas voltas, transitando para o Moçambola o primeiro classificado de cada região.

 

Este é o regresso da II Divisão sete anos depois. A Federação Moçambicana de Futebol (FMF), entidade que gere a prova, interrompeu esta competição alegando problemas de fundos e falta de sustentabilidade da prova.

 

Este ano a FMF prevê anunciar para breve o patrocinador oficial da prova. A reintrodução da II Divisão faz parte das promessas eleitorais do actual elenco federativo, encabeçado por Alberto Simango Jr.

 

A prova prolongar-se-á até Outubro, revogando expressamente as “poules” de apuramento zonais, competições que envolviam campeões e vice-campeões provinciais de cada zona.

 

JOGOS DA PRIMEIRA JORNADA

 

ZONA SUL

 

AD. Chókwè-1.º Maio de Maputo

Amigos da Matola-Ntumbuluku

Ferroviário de Gaza-AD Macuácua

Plameiras de Homoíne-Incomáti

Académica-Matchedje

 

CENTRO

 

UP de Manica-Pipeline de Manica

Textáfrica-Ferrovário de Quelimane

Sporting de Quelimane-Estrela Ver. Beira

Ferroviário de Mocuba-Sporting da Beira

Angónia-Textil de Púnguè

Fica de fora o Achawa FC, de Tete.

 

NORTE

 

Liga Desportiva de Pemba-Águias Especiais

Angoche-UP de Lichinga

Benfica de Nampula-Ferroviário de Pemba

Ferroviário de Lichinga-AD Pemba

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:07
 O que é? |  O que é? | favorito

DA 1.ª JORNADA EM ATRASO

 

Ferroviário de Maputo-Desportivo de Nacala (3-0)

UD do Songo-Liga Desportiva de Maputo (0-0)

 

CLASSIFICAÇAO ACTUAL

 

 

                         J           V          E         D         G         P

 

*UD SONGO            3          1          2          0          1-0       5

Costa do Sol               2          1          1          0          6-5       4

ENH                           2          1          1          0          2-1       4

Fer. Beira                    2          1          1          0          1-0       4

Fer. Maputo                1          1          0          0          3-0       3

Maxaquene                 2          1          0          1          4-3       3

*Desp. Nacala            3          1          0          2          2-4       3

1.° de Quelimane        2          0          2          0          3-3       2

Estrela Vermelha        2          0          2          0          0-0       2

Clube do Chibuto       2          0          2          0          0-0       2

Fer. Nacala                 1          0          1          0          2-2       1

Chingale                     1          0          1          0          2-2       1

Liga Desportiva          1          0          1          0          0-0       1

Desp. Niassa               2          0          1          1          0-1       1         

Fer. Nampula              2          0          1          1          0-2       1

Desp. Maputo             2          0          0          2          3-6       0

 

Têm três jogos porque jogaram na abertura do Moçambola em partida adiantada referente à oitava jornada

 

Próxima jornada (3.ª):Ferroviário da Beira-Desportivo de Maputo, Maxaquene-Chibuto, Costa do Sol-ENH, Ferroviário de Nacala-Ferroviário de Maputo, UD Songo-1.º Maio de Quelimane, Liga Desportiva-Desportivo do Niassa, Ferroviário de Nampula-Chingale e Estrela Vermelha-Desportivo de Nacala.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:47
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O FERROVIÁRIO de Maputo estreou-se ontem no Moçambola-2016 goleando, no Estádio da Machava, o Desportivo de Nacala por 3-0, em partida atrasada referente à primeira jornada.

 

Noutro jogo também em atraso e referente à mesma ronda a Liga Desportiva de Maputo foi travada também na estreia, em Tete, pela União Desportiva do Songo, com um empate sem abertura de contagem. Este empate tem sabor de vitória para a equipa do Songo, que passou a liderar a prova isolada com cinco pontos, tendo como directos perseguidores o Costa do Sol, ENH e Ferroviário, todos com quatro pontos. 

 

O Moçambola prossegue no fim-de-semana que se aproxima com a realização da terceira jornada, na qual o destaque vai para o embate entre o Ferroviário da Beira e Desportivo de Maputo no Chiveve.

 

FER. MAPUTO, 3 - DESP. NACALA, 0 - Ressuscitou e arrasou…!

 

O FERROVIÁRIO de Maputo teve de repensar no seu jogo para dar a volta a um cenário que o vulgarizou durante uma primeira parte improdutiva e ao fim da qual o Desportivo de Nacala merecia ter saído a vencer pelo menos por uma bola.

 

Os nacalenses acabaram pagando a factura cara pelos desperdícios nalguns lances com selo de golo, todos registados na etapa inicial da contenda, resultantes de uma actuação ousada e excepcional e aproveitando-se do mau momento em que os “locomotivas” atravessaram quase em todos sectores, nomeadamente desinteligências do eixo central à defensiva, uma fraca mobilidade no meio-campo e clarividência no sistema ofensivo.

 

Detalhadamente, dizer que Calima e Jeitoso, que faziam a dupla de “centrais”, foram muitas vezes encontrados em contrapé, enquanto os laterais Elísio e Edmilson não conseguissem travar a progressão dos nacalenses pelos corredores direito e esquerdo, respectivamente. Por via disso, Romão e Adebayor, que faziam a dupla de ataque, apareceram em posições privilegiadas de atirar, muitas vezes solicitados por Ramudua, que fazia a ala direita, mas sem atinar com a baliza.  

 

Já no miolo os “locomotivas” não tinham mobilidade suficiente para catapultar o ataque. Talvez a opção por dois médios defensivos, nomeadamente Timbe e Sassi, tenha influenciado para isso, enquanto Diogo e Jair acusassem algumas dificuldades para fazer a diagonal pelas alas esquerda e direita, face à pressão que os nacalenses empreendiam à entrada do seu último reduto, com uma defesa que se revelou tão compacta até à altura que sofreu o primeiro golo. Assim, nem o “capitão” Luís, muito menos o apático Miamy, tiveram espaço de manobra na frente do ataque. Perdiam-se entre a defensiva nacalense e muito menos conseguiam segurar o esférico nalgumas tentativas ensaiadas com apoio de Diogo e Jair, também indolentes. Aliás, as jogadas do Ferroviário morriam à entrada da segunda metade dos nacalenses. 

 

Portanto, o favoritismo do Ferroviário acabou sendo reduzido ao fracasso e foi por algum tempo vulgarizado perante a capacidade técnica e táctica dos nacalenses, que, com colocações rápidas e projectadas em profundidade para as pedras mais soltas, surpreenderam os “locomotivas”.

 

Foi perante estas fragilidades que o Desportivo se notabilizou, aparecendo de forma subtil próximo à baliza defendida por Germano, com passes mais precisos e rápidos. E por sinal os nacalenses foram os primeiros a dar o aviso à navegação, quando Ramudua centrou de direita para o isolamento de Romão, mas sem ângulo suficiente para enganar Germano, aos 22 minutos.  

 

Foi o princípio da tremedeira no reduto “locomotiva”, uma vez que, de seguida, Adebayor não acertou na tentativa de remate de primeira, depois de desenhar um belo “chapéu” a Jeitoso. A bola foi para as nuvens.

 

O Ferroviário só reagiu já no último quarto da primeira metade, primeiro quando Luís, junto da linha limite da pequena área, pela direita, e depois de tirar um pela frente, fez passe atrasado para Jair atirar. Mas não o fez e sua tentativa de colocar a bola para Miamy foi anulada. Porém, teve nota assinalável naquele remate devolvido pelo poste, aos 44 minutos. Os quatro minutos de compensação ainda deram susto aos “locomotivas”, numa altura que engendravam algumas saídas acertadas. Mas por duas vezes quase foram encontradas em contra-pé em contra-ataques rápidos. Para além daquele tiro bem direccionado de Ramudua, que provocou susto. A bola quase beijou o travessão.

 

A segunda parte arranca com o protagonismo “locomotiva”, que ia sendo fortalecido pelas alterações feitas no xadrez. Mas antes disso Miamy, após uma combinação entre Luís e Jair, foi projectado para a finalização e ofereceu o esférico ao guarda-redes Brayd. Logo de seguida aconteceu o golo que iria desnortear os nacalenses. Diogo foi chamado a cobrar um pontapé de canto e a bola foi pra si devolvida, tendo cruzado novamente para Jeitoso saltar alto e colocar a bola de cabeça no fundo das malhas.

 

Era o 1-0, aos 50 minutos, que mudou a história do jogo a favor dos “locomotivas”. Os nacalenses ficaram desnorteados e foram empurrados para o seu reduto. Mas reagiram de vez em quando. Ramudua veio de novo à carga, solicitando a intervenção de Adebayor, com um centro para o remate. Simulou que deixava a bola para um companheiro que nem viu e a bola rasgou a boca da baliza aos 65 minutos.

 

E o Ferroviário não brincou com serviço. Edmilson subiu pelo corredor esquerdo. Já no meio-campo nacalense cruzou com mestria para Luís cabecear para defesa incompleta de Brayd. Sassi fez a emenda para 2-0, aos 70 minutos. Os nacalenses tentaram redimir-se, com Adebayor a fazer o esférico beijar o travessão depois de tirar dois pela frente, aos 74 minutos.

 

Daqui, a equipa da casa relaxou o suficiente, enquanto o adversário, já totalmente desnorteado, ia atrás do prejuízo. Mas não conseguiu, porque Luís matou o jogo naquele lance que o baixinho Gito, lançado para o ataque na segunda parte, mostrou serviço. Rasgou o meio-campo nacalense um pouco pela direita e centrou para o “capitão” fazer o 3-0, para o fim do sonho nortenho.

 

José Maria Rachide, um árbitro por excelência, deixou a equipa jogar e foi mais pedagógico do que repressivo. 

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO: José Maria Rachide, auxiliado por Domingos Machava e Carlos Manuel. O quarto árbitro foi Ema Novo.

 

FERROVIÁRIO DE MAPUTO – Germano; Elísio, Calima, Jeitoso e Edmilson; Timbe, Diogo (Muandro), Sassi e Jair; Luís (Eric) e Miamy (Gito).

 

DESPORTIVO DE NACALA – Brayd; Tawanda, Rasta, Tawinha e Mitter; Délcio, Ramudua, Bello (Zidane) e Daúdo (Zé); Romão (Cota Ndenga) e Adebayor.

 

SALVADOR NHANTUMBO

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:31
 O que é? |  O que é? | favorito
Quarta-feira, 30 DE Março 2016

 

A ATLETA paralímpica, Edmilsa Governo, qualificou-se, no fim-de-semana, para os Jogos Paralímpicos, que terão lugar a 8 a 18 de Setembro, no Rio de Janeiro, no Brasil, logo a seguir aos Jogos Olímpicos, que também terão lugar naquela cidade brasileira, em Agosto.

 

A proeza foi conseguida na Tunísia, onde a atleta moçambicana participou no Meeting Internacional de Túnis (IPC-Athletics) que serviu de qualificação eliminatórias para aquele evento continental, tendo conseguido a qualificação nos 200 e 400 metros, na classe T-12, ao ficar em primeiro lugar nas respectivas finais.

 

Edmilsa conseguiu duas medalhas de ouro, uma em cada especialidade, na classe T-12.

 

Edmilsa Governo é considerada a melhor atleta moçambicana da actualidade, tendo no ano passado conseguido a única medalha de ouro para Moçambique nos Jogos Africanos que tiveram lugar em Brazzaville, na República do Congo.

 

Governo torna-se assim o primeiro atleta paralímpico nacional a conseguir os mínimos para aqueles jogos.

 

Outros que não conseguiram o apuramento em Túnis, mas que ainda estão na rota de qualificação, são Denise das Dívidas que conseguiu uma medalha de prata nos 100 metros femininos, classe T-13, e HilárioChavela, prata nos 200 metros masculinos, T-12.

 

Refira-se que antes dos Jogos Paralímpicos, Edmilsa Governo tem uma bolsa para o estágio no centro de alto rendimento de Lisboa, Portugal, com vista a chegar àquele evento planetário em melhor forma física.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:56
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A SELECÇÃO Nacional de futebol de Sub-20 iniciou segunda-feira, no Estádio da Machava, a fase intensiva de preparação para a recepção, este sábado, da sua congénere das Maurícias, em partida da primeira “mão” da primeira eliminatória de acesso à fase final do CAN-2017.

 

Esta fase será caracterizada por treinos diários até sexta-feira. Para já, os “Mambinhas” vão concentrar-se (iniciar o estágio) a partir de amanhã, data prevista para a chegada das Maurícias.

 

O seleccionador nacional, Arnaldo Ouana, já fez a triagem de 25 jogadores, com os quais trabalha pensando numa estratégia para fazer face a várias adversidades, a começar pelo tempo de trabalho que é escasso – “Mambinhas” trabalham há três semanas – e o facto de o treinador dos Sub-20 ter sido indicado recentemente.

 

Portanto, pouco conhece os jogadores, maior parte dos quais são novos. Perante os factores mencionados, Arnaldo Ouana não teve alternativas para fazer uma triagem mais abrangente, tendo recorrido a grosso modo de jogadores dos clubes do Moçambola sediados em Maputo.

 

Apenas Mussa, meio-campista do Ferroviário da Beira, e dois atletas do Macuacua FC, equipa que milita no campeonato provincial de Gaza, juntam-se aos do Ferroviário, Liga Desportiva, Maxaquene, Desportivo e Estrela Vermelha, todos de Maputo e no Moçambola.

 

Salientar que os “Mambinhas” fizeram um jogo de controlo frente à Suazilândia, há mais de uma semana, na Academia Mário Esteves Coluna, na Namaacha, tendo vencido por 1-0. Foi através deste jogo que Arnaldo Ouana teve a oportunidade de observar os jogadores de que dispõe neste momento dum grupo inicialmente constituído por 35 atletas.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:48
 O que é? |  O que é? | favorito

 

MAIS um piloto acaba de ser indicado pelo Automóvel & Touring Clube de Moçambique (ATCM) para representar o país no Troféu da Academia de Karting da Federação Internacional de Automobilismo, que começa a ser disputado em Abril que espreita.

 

Trata-se de Jeffrey Novela, nova revelação de karting, uma modalidade do desporto motorizado, e que acaba de ascender à classe Max Júnior (13 a 15 anos). No ano passado esteve a competir nos Maxterino (7 a 13 anos), tendo dado boas indicações ao terminar o campeonato em terceiro lugar, depois de ter estado várias vezes no pódio.

 

O torneio, que envolve perto de 50 talentosos pilotos do mundo, compreende três fases pontuáveis ao fim das quais se apuram os melhores. A primeira será disputada de 21 a 24 de Abril, em Paris, na França; a segunda de 24 a 16 de Junho, em Portimão, Portugal; e a última de 2 a 4 de Setembro, em Kristianstad, na Suécia. Portanto, é uma espécie de montra para os clubes internacionais escolherem os seus futuros pilotos.

 

Jeffrey Novela é o segundo piloto a beneficiar desta possibilidade de competir ao lado de pilotos que rodaram em outros tipos de pistas internacionais. O primeiro foi Laher Maciel, o actual campeão dos Max Júnior, que ano passado competiu na Espanha, Bélgica e Alemanha, tendo tido um desempenho relativamente aceitável.

 

Nas vésperas de se estrear entre os jovens pilotos de calibre internacional, Jeffrey Novela, que se prepara afincadamente no kartódromo do ATCM, diz que a sua escolha constitui um duplo desafio, sendo que parte para uma primeira experiência internacional e em grandes pistas internacionais. O segundo desafio é que coincide no ano que ascendeu de uma classe para outra, ou seja, ao volante de um novo kart (125 cc)   e que exige de si força e inteligência.

 

Questionado se estava preparado para enfrentar pilotos e pistas internacionais, Jeffrey Novela disse que ser bom competir fora para ganhar mais experiência e acompanhar o andamento de outros. Manifestou extrema satisfação pela oportunidade de poder conhecer pilotos doutros países e nível.

 

É um desafio, porque a classe para a qual transitei exige mais força e táctica e é isso que vou poder explorar no torneio”, comentou.

 

Da sua trajectória, Jeffrey Novela teve como melhor classificação o segundo lugar na quinta prova (antepenúltima) do campeonato de karting, isto em Maxterino. Na sua estreia como Max Júnior, no arranque do campeonato da cidade este mês, o jovem piloto foi quinto, numa classe onde as referências são Laher Maciel e Karl Pitzer, respectivamente campeão e vice-campeão.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:25
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A SEDE da Associação de Atletismo da Cidade de Maputo (AACM) está com uma nova cara, depois das obras de reabilitação e apetrechamento levadas a cabo pela Federação Moçambicana da Modalidade (FMA).

 

As instalações ora melhoradas serão inauguradas hoje, a partir das 16.30 horas, num evento que contará dos responsáveis da FMA, clubes, Ministério da Juventude e Desporto, entre outras entidades.

 

As obras de reabilitação duraram cerca de três meses e consistiram na pintura, mudança de tecto e no apetrechamento com materiais.

 

A reabilitação da sede da AACM surge no contexto da promessa eleitoral do presidente da FMA, Shafee Sidat, de dotar todas as associações de atletismo de sedes e instalações próprias.

 

Com efeito, já foram reabilitadas ou construídas as sedes das associações de Inhambane, Sofala, Tete, Zambézia, Manica e Gaza, para além da capital do país.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:11
 O que é? |  O que é? | favorito
Março 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
19
20
25
26
27
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO