Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 19 DE Fevereiro 2016

 

A PISCINA Olímpica do Zimpeto acolhe, a partir de amanhã, o Campeonato de Natação de Verão da Cidade de Maputo, evento que vai contar com perto de 200 atletas em representação do Ferroviário, Golfinhos, Tubarões, Naval, Nguenhas e das escolas de formação afectos àquele recinto desportivo.

 

O campeonato, que se prolongará até ao dia 28, tem a particularidade de ser disputado na base de mínimos. Ou seja, só pontuarão os nadadores que obtiverem os mínimos de participação. Isto visa, segundo a organização, conferir maior competividade às provas, o que permitiráaos atletas melhorarem os seus tempos.

 

Aliás, as expectativas são maiores, uma vez que o campeonato pode servir de tira-teimas entre os nadadores do topo que se notabilizaram nos últimos Campeonatos Nacionais de Verão disputados recentemente também na Piscina Olímpica do Zimpeto. Entre eles está Denilson da Costa, o único que se fará presente no campeonato em perspectiva do quarteto que concorre para os mínimos olímpicos. Lembrar que é o único do quarteto que nada intramuros, enquanto o resto está  no estrangeiro. 

 

A disputa começa com provas de fundo, nomeadamente 800 e 1500 livres, e 40x50 livres estafetas, isto no período de manhã. Já no período da tarde, será a vez de provas curtas (50 costas e mariposa), meio-fundo (200 bruços) e 4x200 livres estafetas.

 

No domingo, serão movimentadas as provas de 50 bruços, 200 livres e 400 estilos, mais 4x50 estilos estafetas, isto de manhã. À tarde, estão agendadas as provas de 100 mariposa e bruços; 200 costas e 4x50 livres.

 

Salientar que o Golfinhos, vencedor absoluto dos últimos “Nacionais” de Verão, é o maior candidato ao título.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:37
 O que é? |  O que é? | favorito

 

DESPORTIVO-Ferroviário (20.00 h) e Costa do Sol-Ferroviário (18.30 h), em seniores masculinos e femininos, respectivamente, são os jogos de cartaz da primeira jornada do Campeonato de Basquetebol da cidade de Maputo, que arranca esta noite.

 

Os femininos são os primeiros a entrarem em acção no Pavilhão do Desportivo, num embate que ainda não se viu este ano. O Costa do Sol conquistou, na passada terça-feira, o Torneio de Abertura, prova em que o Ferroviário não marcou presença por ter estado a observar um período de descanso, depois de ter participado na Taça dos Clubes Campeões Africanos em Dezembro último. Será, portanto, um duelo apetecível, visto que as “canarinhas” estão motivadas por essa conquista recente e defrontam aquele que em termos teóricos é o seu mais sério concorrente na luta pelo título, sem descurar o Maxaquene que já deu mostras no Torneio de Abertura estar recheado de executantes de enorme requinte.

 

Em masculinos, à semelhança dos femininos, espera-se um duelo extremamente equilibrado entre Desportivo e Ferroviário. Os “alvi-negros” recebem uma turma “locomotiva” com a moral em alta após a conquista do Torneio de Abertura, e procurarão vingarem-se dos desaires verificados ainda este mês.

 

Outras partidas agendadas para esta noite, em femininos, são as seguintes: Maxaquene-Desportivo (18.00h); Maxaquene-A Politécnica (19.30h) e Aeroporto-Costa do Sol (19.30h, Pavilhão da A Politécnica).

UP fica de fora devido ao número impar de equipas.

 

 Amanhã, sábado, realiza-se a segunda jornada em masculinos. O Costa do Sol joga, a partir das 17.30 horas, no Pavilhão do Desportivo, com o Ferroviário. À mesma hora, o Maxaquene recebe o Aeroporto.

 

A abrir a ronda, A Politécnica joga, às 16.30 horas, no seu pavilhão, com UP. O Desportivo fica de fora devido ao número impar de equipas.

 
 
 
Fonte:Jornal Noticias
 
publicado por Vaxko Zakarias às 12:19
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O MAXAQUENE lidera a Taça de Honra em futebol depois da vitória, ontem, frente ao Estrela Vermelha, por 2-0, em partida inserida na segunda jornada e que teve como palco o campo do Costa do Sol. Trata-se de segunda vitória consecutiva depois de vencer, na estreia, no passado sábado, a Liga Desportiva, por 2-1.

 

O Maxaquene volta a entrar em cena, amanhã, devendo defrontar o Costa do Sol, no reduto deste, em partida da terceira ronda. A anteceder ao encontro, o Desportivo medirá forças com o Estrela Vermelha, em jogo atrasado da primeira jornada. Os “alaranjados” jogam novamente no dia seguinte, no mesmo recinto, frente à Liga Desportiva.

 

LUCKMAN REACENDE CHAMA “TRICOLOR”

 

 

O avançado nigeriano, Luckman, esteve ontem em evidência ao marcar os dois tentos que ditaram a vitória do Maxaquene frente ao Costa do Sol. Explorando a sua técnica individual e a sua capacidade de execução e finalização, o nigeriano marcou primeiro aos 62 minutos, aproveitando a atrapalhice da defensiva contrária num lance que o Estrela tentava sair da sua zona de rigor.

 

Feito isto, Luckman deu-se ao luxo de tirar pela frente dois contrários antes de surpreender Carlos com uma colocação rápida que encontrou o guarda-redes “alaranjado” desprevenido, aos 70 minutos.

 

Os tentos acabaram justificando a entrada galopante dos “tricolores” na segunda parte, depois de uma actuação pouco convincente na primeira. Neste período, a assistiu-se a uma tentativa de parte a parte em pôr em prática o seu estilo de jogo, mas a coisas saíram com alguma perfeição para o Estrela Vermelha, que, com um futebol de pé para pé, caracterizado por passes curtos e demarcações rápidas, conseguiu chegar ao reduto mais recuado dos “tricolores”, mas sem encontrar os caminhos para a baliza defendida por Guirrugo.

 

O Maxaquene tentou, com o seu futebol mais directo e objectivo, lançar alguns tiros junto à grande área “alaranjada”, mas foi menos activo, enquanto não acertasse em pleno nas transições e também nos remates. Precisava de energia para um futebol mais progressivo, o que conseguiu concretizar já na etapa complementar com as mutações feitas. Aliás, tinha de o fazer, como o Estrela o fez, tendo em conta que este torneio é essencialmente destinado à rodagem das equipas e, sobretudo, para experimentação e enquadramentos dos seus reforços. Para além de ser uma oportunidade para ensaiarem os seus modelos de jogo para os compromissos que se avizinham, com destaque para o Moçambola.

 

Das novas aquisições, o técnico “tricolor”, Chiquinho Conde, lançou os meio-campistas Manuelito (ex-Liga Desportiva) e Massaua (ex-Ferroviário de Nampula), e o “central” Bruno, este último no seu primeiro ano de seniores (ascendeu de juniores).

 

Já na etapa complementar, o Chiquinho Conde lançou Dangalira (ex-Ferroviário de Maputo) e Fugy, que também ascendeu este ano aos seniores. Mas para melhorar os níveis de produção da equipa, mandou entrar os experientes Wisky, no lugar do também nigeriano Ockan, ambos “trincos”. Aliás, conclui-se que o Maxaquene vale pela “espinha dorsal” que manteve do plantel do ano passado, porquanto Talapa e Tobías, que vem sendo utilizados como alternativas no meio-campo e no ataque, foram os mais notáveis comparativamente às novas aquisições.

 

Por seu turno, o Estrela, que procura coesão na equipa, denotou algum valor colectivo, mas precisa de mais experiência para ser mais ousado. Mauro e Lóló, ambos vindos do Maxaquene, e Allan (ex-Liga Desportuva) entraram de início e mostraram serviço. Ou seja, souberam encaixar-se no conjunto, que, igualmente, está assente na “espinha dorsal” que foi a base de projecção dos “alaranjados” ao Moçambola. Ainda jogaram Debrah (ex-Ferroviário), Zequito (ex-Ferroviário de Nacala) e David (ex-Costa do Sol) e Sissoko, que curiosamente passou pelo Maxaquene.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO: Samuel Chirindza, auxiliado por João Paulo e Carlos Mussane. O quarto árbitro foi Paulo Cumbe.

 

ESTRELA VERMELHA – Castro; Allan (Sissoko), Obed, Anselmo e Kley; Dino, Mauro (Debrah), Loló e Gregório; Dani (David) e Mandinho (Zequito).

 

NAXAQUENE – Guirrugo; Bernardo, Nito, Bruno e Mayunda; Ockan (Wisky), Massaua, Nelson (Fugy) e Manuelito (Talapa); Luckman (Tobias) e Isac (Dangalira).

 

 

SALVADOR NHANTUMBO

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:52
 O que é? |  O que é? | favorito

 

ARRANCA hoje a época de hóquei em patins com a realização da Supertaça a ser disputada entre o Estrela Vermelha e o Ferroviário, a partir das 20.45 horas, no pavilhão da primeira equipa.

 

Estrela Vermelha disputa esta prova na qualidade de campeão, enquanto o Ferroviário se faz presente por ter sido finalista vencido da Taça Maputo, que também foi ganha pelos “alaranjados”.

 

O Estrela, que há dois anos a esta parte vem dominando o hóquei em patins, parte para esta competição com algumas alterações efectuadas a nível do plantel. No defeso viu sair dois avançados, Kevin Pimentel para o Desportivo e Mercy Mungói para o Ferroviário.

 

Sem essas duas unidades de excelente qualidade, Pedro Pimentel, treinador do Estrela Vermelha, procurou colmatar indo buscar Nuno Tavares ao Ferroviário, um jogador que conhece bem e que orientou quando jogou pelo Desportivo, clube onde fez toda a sua formação. A pergunta que se coloca é que Estrela teremos esta época? Uma coisa é certa, a permanência dos irmãos Esculudes, Kiko e Maninho, principais unidades da equipa e ainda do experiente guarda-redes Lucas Cossa, colocam a equipa “alaranjada” como favorita a vencer a Supertaça.

 

Nesta partida, será interessante ver Mercy Mungói e Nuno Tavares a defrontarem as suas ex-equipas. Será um detalhe a parte nesta partida da qual se espera muita emoção. Não menos interessante será ver Arnaldo Queiróz a defender a baliza do Ferroviário, ele que rompeu um vínculo com o Desportivo, de mais de duas décadas. Portanto, esta será uma partida com muitas atracções.

 

A anteceder a este “apimentado” desafio realizam-se dois embates, a partir das 19.00 horas: Desportivo-Koka Missava, em iniciados e juvenis.

 
 
Fonte:Jornal Noticias
 
publicado por Vaxko Zakarias às 11:49
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O FERROVIÁRIO da Beira acaba de assegurar a contratação de um atacante de nome Tsepo, de nacionalidade sul-africana, com vista à materialização do seu objectivo que é de conquistar o Moçambola edição-2016.

 

O treinador-adjunto e porta-voz da equipa técnica do Ferroviário da Beira, Valy Ramadane, disse em entrevista ao nosso Jornal que o jogador vai ser uma mais-valia para o sector atacante devido a sua larga experiência, pois passou por grandes clubes sul-africanos, com destaque para Mamelod Sundowns, Orlando Pirates e Bidvest.

 

Ramadane revelou ainda que o atleta assinou por uma época, estando uma eventual renovação dependente do seu desempenho na presente temporada.

 

A fonte informou ainda que além de Tsepo o Ferroviário acaba de contratar os defesas Edgar e Edy provenientes das equipas locais do Têxtil e Sporting, respectivamente.

 

O adjunto do zambiano Wedson Nyirenda reconheceu estarem criadas as condições para que o Ferroviário desta vez conquiste o canecão da maior prova futebolística do país.

 

A moral está em alta para todo o grupo de trabalho, daí que estejamos convictos na obtenção de bons resultados nesta época. O Ferroviário sempre iniciou mal o Moçambola, mas acreditamos que desta vez o cenário será diferente”, assumiu Ramadane.

 

Estamos satisfeitos com os estágios

 

O treinador adjunto do Ferroviário da Beira revelou igualmente que a equipa técnica que integra está satisfeita com os estágios que tiveram lugar em Gondola e na vizinha África do Sul, pois serviram para recuperar a condição física dos jogadores depois de três meses de férias.

 

Valy explicou que o estágio de Gondola serviu apenas para juntar o grupo de trabalho, enquanto o da África do Sul era para a equipa efectuar alguns jogos de rodagem.

 

Na África do Sul realizámos três jogos de controlo, não estávamos preocupados com os resultados, mas com a prontidão de cada jogador. Notamos com satisfação que todos estavam a responder cabalmente às expectativas da equipa técnica”, congratulou-se Valy Ramadane.

 

Quadrangular no fim-de-semana

 

O FERROVIÁRIO da Beira organizou um torneio quadrangular que vai ter lugar este fim-de-semana nesta cidade envolvendo quatro equipas, nomeadamente Ferroviário de Maputo, Estrela Vermelha da Beira, Caps United do Zimbabwe e naturalmente o anfitrião, o Ferroviário local.

 

No sábado, o Ferroviário de Maputo e Estrela Vermelha da Beira vão protagonizar a abertura do torneio, para depois descerem ao relvado os donos da casa e a turma zimbabweana.

 

LAITON SIFA

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:29
 O que é? |  O que é? | favorito
Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
20
27
28
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO