Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 15 DE Fevereiro 2016

 

Foi mesmo lamentável o espetáculo que o Ferroviário e o Costa do Sol proporcionaram ao público que se fez presente em bom número ao Estádio da Machava na tarde sábado. Jogo pobre, sem cabeça, tronco, nem membros. Duas equipas apáticas, com jogadores pesados e a denotarem problemas técnicos graves. Que pobre partida de futebol foi aquela!

 

O nulo encaixa-se como uma luva na mão. Um jogo sem oportunidades de golo. Mais do que isso sem criatividade. Foram penosos aqueles 90 minutos da tarde de sábado. Aliás, em campo estava o campeão e vice-campeão nacionais, para além de serem as equipas mais ganhadoras da história do nosso futebol. A expectativa era acrescida, a exigência também, mas deu no que deu, burla aos adeptos!

 

A primeira parte termina sem nenhum lance digno de realce, mas com o Ferroviário a jogar mais no meio-campo contrário. Numa jogada furtuita Eric viu o seu “balão” a bater na trave antes de o esférico se perder para lá da linha de fundo. Jogava-se o minuto 23. Alguns minutos volvidos Jeitoso tentou dar um jeito de livre, mas a bola saiu por cima.

 

O intervalo chegou sem as equipas deslumbrarem. No reatamento houve uma ligeiríssima melhoria, mas foi preciso se esperar até ao minuto 80 para um lance que merecesse registo.

 

O avançado “canarinho” tentou a sua sorte à distância, mas não acertou o alvo. Sobre o minuto 90 Bill remata em jeito para o ângulo superior esquerdo da baliza do Costa do Sol, mas Jonas fez uma enorme defesa. Já nas compensações, numa altura em que o Ferroviário carregava, Timbe, de livre, viu o seu remate colocado a ser defendido por Jonas para canto.

 

Pelo que se fez durante os 90 minutos nenhuma das equipas merecia outro resultado.

 

FICHA TÉCNICA

 

FERROVIÁRIO: Leonel; Jeitoso (Chico), Edmilson, Sassi, Jair (Bill), Chiza, Eric (Manucho), Mambucho, Mastyle (Timbe), Lewis (Maurício) e Miamy.

 

COSTA DO SOL: Jonas; Manuelito, Gerson, Dito, Nelson, Mustafa (Chimango), Josimar (Rodrigues), Manucho, Rúben, Parkim (Hélio) e Cosme (Lalá).

 

SÉRGIO MACUÁCUA

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 13:49
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O MAXAQUENE teve uma entrada auspiciosa na edição 2016 da Taça de Honra a nível da cidade de Maputo ao levar de vencida a Liga Desportiva por 2-1, numa jornada marcada pelo nulo no duelo entre o Ferroviário e o Costa do Sol, que proporcionaram um pobre espectáculo ao público que afluiu em bom número ao Estádio da Machava naquela tarde de sábado.

 

São adeptos estes que estavam ansiosos em ver, nalguns casos, pela primeira vez as suas equipas, para a partir daí começarem a projectar aquilo que pode ser a época-2016 já em curso, mas temos a certeza de que são poucos os simpatizantes daquelas quatro equipas que saíram daquele mítico estádio satisfeitos com o futebol que lhes foi apresentado.

 

“TRICOLORES” SOUBERAM ANDAR ATRÁS DO PREJUÍZO

 

No confronto com os “muçulmanos” os “tricolores” souberam andar atrás do prejuízo, dado que foram os primeiros a sofrer, logo aos 10 minutos, com o golo a ser apontado pelo possante Sonito.

 

O avançado da Liga recebeu com frieza um centro bem tirado por Norberto, que ganhou na oposição de Paíto no corredor direito, fazendo o 1-0, que abria daquela forma as hostilidades.

 

O Maxaquene não se intimidou, tentou corrigir alguns erros cometidos logo à entrada, foi se aproximando do meio-campo contrário, sendo que dez minutos volvidos restabeleceu a igualdade, numa jogada à papel químico da que deu o tento “muçulmano”.

 

No corredor esquerdo coube a Mayunda a assistência, num cruzamento que caiu no coração da pequena área, com Mauro a “fuzilar” de cabeça.

 

Até ao intervalo o jogo foi ganhando alguma emotividade, mas tanto no Maxaquene, como na Liga é notória a presença de muitos jogadores muito aquém das suas formas, para além de excesso de peso para um atleta de alta competição.

 

Há dois lances dignos de créditos antes do descanso, um para cada lado. Hagy, do lado “muçulmano”, tentou a sua sorte de longe, mas viu o seu remate tocar num contrário e perder-se para lá da linha do fundo. Canto que não resultou. Já sobre o minuto 45 Isac ganhou espaço pela direita para fazer um cruzamento milimétrico, mas a bola, antes de chegar a Mauro, foi cortada para canto. Foi-se assim ao intervalo.

 

No reatamento Luckman, acabado de entrar, tentou um remate de longe, mas não tirou bem as medidas da baliza de Milagre. A bola saiu ao lado. As oportunidades escasseavam, as substituições que vinham sendo feitas às catadupas não resultavam. Afinal a solução estava naqueles que foram escalados de início. Isac, 69 minutos, operou a reviravolta, ao concluir com sucesso um cruzamento milimétrico de Butana, perante a passividade da defensiva “muçulmana”.

 

O resultado não mais se alterou, até porque os “muçulmanos” pouco ou nada fizeram para reverter o cenário.

 

FICHA TÉCNICA

 

MAXAQUENE: Guirrugo; Butana, Nito (Massava), Wisky, Paíto (Bruno), Mayunda (Luckman), Okhan, Manuelito (Terra), Mauro (Nelson), Isac e Dangalira.

 

LIGA DESPORTIVA: Milagre; Norberto (Bhéu), Chico, Elias (Edson), Osvaldo, Hagy, Liberty (Telinho), Nando (Andro), Daínho, Zicco (Geraldo) e Sonito (Ussama).

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 13:35
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O FERROVIÁRIO conquistou sábado à noite, no pavilhão do Maxaquene, o Torneio de Abertura de Basquetebol de seniores masculinos ao vencer o Costa do Sol por 87-47.  A vitória dos “locomotivas” no segundo jogo da final dos “play-off” foi esmagadora.

 

 

Não se esperava um triunfo por uma margem de 40 pontos, já que o Costa do Sol tinha, na sexta-feira (perdeu por 65-61), dado muita luta, mas no sábado isso esteve muito longe de acontecer.

 

Os comandados de Milagre Mabote (Mila) entraram com tudo, reflexo disso é que no primeiro período já venciam por 28-15. A equipa de Amândio Sefácio cometia erros de palmatória no sector defensivo. Dava muitas facilidades. Custódio Muchate e Ermelindo Novela passeavam a classe e marcavam pontos para todos gostos e feitios. Nem parecia se tratar de um jogo decisivo.

 

 

O público que compôs consideravelmente as bancadas dos “tricolores” assistia ao desenrolar do jogo sereno, não havia muito para emoção. Ao intervalo o vencedor estava praticamente encontrado, com o Ferroviário a sair a ganhar por 49-27, uma vantagem de 22 pontos, que embora no básquete seja algo recuperável neste desafio era algo impossível pela força que a “locomotiva” imprimia. Os restantes períodos, terceiro e quarto, serviram apenas para confirmar a superioridade dos “verde-e-brancos”: venceram por 62-33 e 87-47, respectivamente.

 

Os postes do Ferroviário, Custódio Muchate e Ermelindo Novela, foram os melhores marcadores, com 17 pontos. Esta vitória torna desnecessária a realização de um terceiro jogo de “play-off”, que seria já amanhã. 

 

IVO TAVARES

 

Fonte:Jornal noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:18
 O que é? |  O que é? | favorito

 

 

basquete.jpg

 

O COSTA do Sol e o Maxaquene vão decidir amanhã, entre si, o vencedor do Torneio de Abertura de Basquetebol em seniores femininos, depois de terem repartido as vitórias nos dois primeiros jogos da final dos “play-off”, a melhor de três.

 

No primeiro encontro, realizado sexta-feira, o Costa do Sol venceu por 53-45 e no sábado o Maxaquene ganhou por 68-65, obrigando, desta forma, a realização de um terceiro jogo.

 

No que concerne ao embate de sábado importa referir que foi disputado a um ritmo intenso e o vencedor só foi mesmo encontrado nos últimos 11 segundos, quando o Maxaquene obteve uma vantagem de três pontos graças a uma jogada de ataque rápido bem convertida por Tânia. As “tricolores” souberam, com inteligência e serenidade, dar a volta a uma desvantagem (65-63) verificada no último minuto da contenda.

 

Diga-se que por aquilo que apresentou ao longo dos quatro períodos a equipa “tricolor” acabou sendo justa vencedora, pois dominou quase todos os momentos do encontro. Entrou bem no primeiro período, tendo ganho por 23-21. No segundo esmoreceu e as “canarinhas”, orientadas pela treinadora-jogadora Deolinda Ngulela, igualaram a 37 pontos, resultado verificado ao intervalo.  No terceiro período o Maxaquene esteve brilhante, tendo saído a vencer por 53-46.

 

A perder por sete pontos, sabia-se que nos últimos dez minutos o Costa do Sol tinha que dar tudo por tudo se quisesse ficar com o troféu da abertura já no sábado. Bem que tentou, uma vez que, conforme foi referido, chegou a estar na posição de vencedor, mas falhas defensivas e na finalização foram cruciais para saírem derrotadas e serem obrigadas a um terceiro jogo.  Denise, extremo do Maxaquene, foi a melhor marcadora, com 14 pontos.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:02
 O que é? |  O que é? | favorito

 

ENH FC vai submeter na próxima Assembleia-Geral da Liga Moçambicana de Futebol (LMF) uma proposta para a utilização de cinco jogadores estrangeiros por jogo, com o objectivo de conferir mais dinâmica na equipa.

 

De acordo com o presidente daquela colectividade, Acomo King, esta ideia tem como suporte a necessidade de tornar o futebol moçambicano mais competitivo, além de atiçar no seio do plantel a necessidade de trabalho, única forma para cada atleta merecer confiança da equipa técnica.

 

Ao passarmos de três para cinco jogadores estrangeiros por equipa em cada jogo, não só saem a ganhar as equipas, mas também o futebol moçambicano, pois, haverá mais espectáculo. O público vai marcar presença nos recintos desportivos para ver o espectáculo e a receita da bilheteira vai melhorar”, disse King.

 

 King explica que a inclusão de cinco estrangeiros por equipa, para além de impulsionar o desempenho dos jogadores nacionais, vai revolucionar a marca do nosso futebol e os potenciais patrocinadores vão se interessar ainda mais pelo futebol.

 

De resto não será uma decisão espectacular porque muitos países fazem isso, portanto, se calhar em África, o nosso país pode ser o único que não usa cinco estrangeiros numa equipa, assim é necessário adequar os sistemas de jogo do nosso país aos demais”, deseja Acomo King.

 

ENH conta com sete estrangeiros, nomeadamente Aly Cadre, Moses, Beranabas (defesas), Amarachi e Etim (médios) e os avançados Chijoke e Sande.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:39
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O INTERNACIONAL moçambicano Clésio Baúque, que recentemente foi transferido do Benfica para Panetolikos da Grécia, espreita amanhã a sua segunda aparição com as cores daquele clube helénico, depois da estreia na segunda-feira contra o Panionos (0-2), numa partida em que esteve em campo durante 64 minutos.

 

No domingo, a equipa de Clésio recebe o Levadiakos, em partida da 22.ª jornada a liga grega. Depois do desaire semana passada, o Panetolikos está obrigado a ganhar amanhã. Neste momento, a equipa soma 26 pontos na sétima posição, num campeonato liderado folgadamente pelo Olympiacos com 61, mais 19 que o segundo classificado, o AEK de Atenas.

 

SIMÃO DESLOCA-SE SOB PRESSÃO

 

 

Na Espanha, o Levante de Simão Mathe Jr. desloca-se ao terreno do Eibar, naquela que é tida como uma partida de duas equipas do mesmo “campeonato”, pois lutam desesperadamente para não descer de divisão.

 

A situação não é nada boa para a equipa de Simão que ocupa justamente o último lugar da La Liga, com apenas 17 pontos, volvidas 23 jornadas, de uma prova liderada pelo Barcelona, com 54.

 

Esta partida da 24.ª ronda é de capital importância para a equipa de Simão e companhia, pois um desaire poderá deixar marcas profundas. Tem lugar domingo às 20:15 horas de Maputo.

 

Em Portugal, o Nacional de Witness Quembo recebe o todo-poderoso Sporting, um dos líderes da liga. Jogo difícil para a turma do internacional moçambicano, numa altura em que o Nacional atravessa um mau momento de forma.

 

A partida tem lugar hoje, a partir das 21.30 horas. O Nacional soma 21 pontos, em 21 rondas disputadas.

 

PELEMBE EM ACÇÃO NA RAS

 

 

Na África do Sul, Hélder Pelembe estará em acção amanhã, numa partida que o Bloemfontein Celtic recebe o Chippa United. A partida é pontuável para a 19.ª jornada da liga sul-africana.

 

O Bloemfontein Celtic está na nona posição com 22 pontos, em 18 jogos. O Bidvest Wits do outro internacional moçambicano Dominguez não entrará em acção na liga sul-africana, em virtude de estar a participar nas Afrotaças este fim-de-semana.

 

Dominguez e companhia estão nas Seychelles, onde vão jogar esta tarde com Lightstars em partida da Taça da CAF.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:17
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O FERROVIÁRIO de Nacala, um dos representantes da província de Nampula no Moçambola deste ano, ora treinado por Nacir Armando, equaciona realizar os seus jogos na cidade de Nampula, caso a Direcção do rival Desportivo, também daquela cidade portuária, mantenha a decisão de agravar as taxas de aluguer do sintético da “Bela Vista”, campo que desde 2014 acolhe os jogos daquela competição.

 

O porta-voz dos “locomotivas” nacalenses, Molide Sempre, disse a jornalistas que os valores que a equipa do Desportivo pretende e se propõe a cobrar para o Ferroviário de Nacala realizar os seus jogos durante o presente ano são insuportáveis, e caso a Direcção “canarinha” finca-pé “não nos resta outra alternativa senão ir disputar os jogos do Moçambola e da Taça BNI na cidade de Nampula”, vincou.

 

“Esperávamos que a Direcção do Desportivo encontrasse um meio-termo para usarmos o campo da Bela Vista, como aconteceu na época passada, mas com estes valores que nos apresentam não nos resta mais nada senão accionar o plano B, que é jogar na cidade de Nampula”, disse o porta-voz do clube, que reiterou não haver espaço para negociação, caso os valores indicados não baixem.

 

Se coincidência ou não, Nacir Armando é pela segunda vez que treina uma equipa de Nacala e que se vê na obrigação de realizar os seus jogos fora desta cidade.

 

 Em 2013 quando treinou o Desportivo de Nacala e conseguiu uma manutenção tranquila, esta equipa realizou todos os seus jogos no “25 de Junho” na cidade de Nampula, e na presente temporada, que está no comando do Ferroviário de Nacala, vai voltar a jogar naquele recinto.

 

O Desportivo avançou com 80 mil meticais para os jogos do Moçambola, 40 mil para as partidas da Taça da Liga BNI e 20 mil para “amigáveis”, como sendo os valores a cobrar pelo aluguer do campo da Bela Vista, justificando para o efeito a subida dos custos de manutenção do campo sintético que, segundo o vice-presidente desta colectividade, tratando-se de um piso artificial à medida que é usado não há forma de renascer.

 

No ano passado, o Desportivo de Nacala cobrava ao Ferroviário da mesma cidade pela utilização do mesmo recinto 45 mil meticais por jogo que esta equipa disputava referente ao Moçambola e 10 mil os da Taça da Liga-BNI.

 

Aquilo que passava por simples rumores que circulavam nos corredores da equipa do Desportivo de Nacala, em que os adeptos desta equipa afirmavam que sem desembolsar 100 mil o Ferroviário local não haveria de utilizar o Campo da Bela Vista na presente temporada, já se afigura quase realidade, porque mesmo com a mediação do Governo local, na pessoa do administrador Assane Ussene, que tentou persuadir para que ambas as partes chegassem a consenso, não valeu a pena.

 

Atendendo que as duas equipas são locais e os nacalenses gostam muito de futebol, acredito que a nossa sala de visitas continua a acolher todas as semanas jogos do Moçambola. Sei que o Desportivo está preocupado com a manutenção do seu campo, mas nós como Governo estamos a trabalhar para encontrar consensos entre as duas direcções”, vaticinou, na altura, o administrador Assane Ussene, quando ainda o Desportivo de Nacala não tinha respondido a carta do Ferroviário sobre a utilização do Campo da Bela Vista.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:08
 O que é? |  O que é? | favorito

 

ARRANCA hoje a Taça de Honra em futebol a nível da cidade de Maputo, prova que serve de preparação para as equipas da capital que participam do Moçambola, com dois duelos electrizantes no Estádio da Machava.

 

A partir das 14.00 horas, o Maxaquene mede forças com a Liga Desportiva. Um “derby” entre duas equipas que nos últimos anos têm vindo a cultivar uma grande rivalidade.

 

Para o Maxaquene será a primeira aparição pública nesta sua nova versão, enquanto para os “muçulmanos” esta será a segunda partida, dado que no sábado jogaram e perderam com o Ferroviário na final da Supertaça.

 

Às 16.00 horas, o Ferroviário, campeão nacional, mede forças com o vice-campeão, Costa do Sol. É o “clássico” dos clássicos entre as duas equipas mais gloriosas do futebol nacional.

 

O Ferroviário já se mostrou aos seus adeptos no torneio quadrangular que decorreu há semanas na capital do país, para além de no sábado ter ganho a Liga Desportiva na Supertaça, disputada no Zimpeto, enquanto para o Costa do Sol será o primeiro contacto com a massa associativa nesta nova temporada.

 

Fica adiado o confronto entre o Desportivo e o Estrela Vermelha, a pedido dos “alvi-negros”.

 

A Taça de Honra será disputada no sistema clássico de todos-contra-todos numa única volta. A prova é organizada pela Associação de Futebol da Cidade de Maputo, que segundo o seu secretário-geral, Orlando Chamusse, este ano não tem patrocinador.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:55
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O INTERNACIONAL moçambicano, Elias Pelembe, mais conhecido por Dominguez nos meandros futebolísticos, estará neste fim-de-semana envolvido nas Afrotaças, mais concretamente na pré-eliminatória de acesso à fase de grupos da Taça da Confederação (CAF), pelo seu Bidvest Wits da África do Sul.

 

O Bidvest Wits desloca-se às Seychelles para medir forças com Lightstars FC em jogo da primeira “mão” da pré-eliminatória. A partida terá lugar amanhã, a partir das 16.00 horas, no Emitie Stadium, em Praslin.

 

Será a primeira partida do craque moçambicano para as Afrotaças com a camisola do Bidvest, depois de tê-lo feito pelo SuperSport United e mais recentemente pelo Sundowns, clubes que representou na terra de Nelson Mandela.

 

Entretanto, na noite de terça-feira, Dominguez e companhia saíram derrotados na recepção ao Mamelodi Sundowns, por 1-2, em partida da 19.ª jornada da liga sul-africana.

 

Naquele que era a partida mais esperada da ronda, a equipa do moçambicano perdeu a oportunidade de se aproximar dos “canarinhos” na liderança da prova.

 

Com a derrota, o Bidvest manteve os 36 pontos na segunda posição, menos nove que o Sundowns que comanda o campeonato.

 

ARBITRAGEM MOÇAMBICANA

 

Coincidência ou não, a verdade é que o jogo entre Lightstars FC das Seychelles e o Bidvest Wits será dirigido por uma equipa de arbitragem moçambicana, nomeadamente Samuel Chirindza, como árbitro principal, João Paulo, primeiro auxiliar, e Teófilo Mungói, como segundo coadjuvante.

 

Portanto, este será o jogo mais moçambicano desta ronda das Afrotaças, pois, para além do malabarista Dominguez, os árbitros são do solo pátrio, algo raro.

 

Samuel Chirindza é árbitro internacional já há alguns anos, sendo um dos mais cotados juízes nacionais da actualidade. Os seus auxiliares vão dando os primeiros passos além-fronteiras, mas pelo que temos visto das suas actuações internamente sempre tiveram arbitragens seguras.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:35
 O que é? |  O que é? | favorito
Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
20
27
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO