Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sábado, 06 DE Fevereiro 2016

 

ALBERTO Mamba, da Universidade Pedagógica, Delegação de Maputo, venceu a segunda légua (12 quilómetros) alusiva às festividades do 44.º aniversário da cidade da Matola, que ontem se assinalou, enquanto Zeferina Marinho também da mesma colectividade chegou em primeiro nos femininos.

 

A prova, que movimentou perto de 200 corredores, nas categorias de federados, populares, veteranos e de pessoas portadoras de deficiência, em ambos os sexos, contou com a participação de velocistas sul-africanos e swásis, alguns dos quais ocuparam também lugares do pódio.

 

Alberto Mamba e Zeferina Marinho amealharam, com os feitos, a premiação máxima (cinco mil meticais cada), entanto que federados, para além de troféus e telemóveis atribuídos por aquela empresa de telefonia móvel.

 

Mamba evidenciou-se em masculinos, deixando para atrás Denderme Domingos e o sul-africano Prince Ndlovo, também com direito à premiação. Receberam três e dois mil meticais e troféus,  respectivamente.

 

Enquanto isso, Zeferina Marinho superou Naira Zunguene e Isabel Aleixo. Estas receberam igualmente três e dois mil meticais, para além de troféus.  

 

Entretanto, a premiação foi a mesma para as restantes categorias. O primeiro, segundo e terceiros classificados receberam, para além de troféus, respectivamente três, dois e 1500 meticais.

 

Em veteranos, a proeza foi cometida por Jacinto Alberto e Florência Lumbela. Jacinto Alberto dominou a corrida à frente de Rego Luís Parruque e do sul-africano Molisi Dludlu. Por seu turno, Florência Lumbela deixou para atrás Victória Joaquim e Fernanda Cândido.

 

Já em populares, os vencedores foram Marcelo Mota e Olga Sofia. Mota teve como directos perseguidores Barnabasse Matambo e Arlindo Mafuel. Olga Sofia destacou-se à frente de Sibonguile Miguel e Carlota Nascimento. Nesta categoria, destaca-se a desqualificação de Napoleão Gomes, que seria o legítimo vencedor da prova, por alegada falsificação de idade.

 

A categoria de pessoas portadoras de deficiência teve a particularidades de ser mista, portanto envolvendo cadeiras de rodas e triciclos. Mário Bernardo e Verónica de Fátima foram os vencedores. Abdul Remane e João Massango ocuparam os lugares subsequentes, em masculinos. Em femininos, os detentores do segundo e terceiro lugares são Detinha Américo e Lourence Fabião.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:13
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A SELECÇÃO Nacional de futebol subiu sete lugares no “ranking” da FIFA, actualizado quinta-feira, ao sair do 109.° para o 102.° lugar com 334 pontos.

 

Sem ter realizado qualquer encontro, os “Mambas” subiram graças à queda de outras selecções que vão realizando jogos em datas-FIFA.

 

A nível de África, a equipa moçambicana ocupa o 26.° lugar com o mesmo número de pontos. A Costa do Marfim, campeã africana, continua a liderar com 828 pontos.

 

Entre as selecções lusófonas, destaque para a subida de Cabo Verde ao 33.º posto, sendo a única dentro do ‘top-100’. Angola 111.ª, Guiné-Bissau 147.º, São Tomé e Príncipe 159.º estão em posições bem mais modestas.

 

O “ranking” continua a ser dominado pela Bélgica.

 

TOP TEN DO “Ranking” da FIFA

 

1. (1) Bélgica, 1.494

2. (2) Argentina, 1.455

3. (3) Espanha, 1.370

4. (4) Alemanha, 1.347

5. (5) Chile, 1.293

6. (6) Brasil, 1.251

7. (7) Portugal, 1.219

8. (8) Colombia, 1.211

9. (9) Inglaterra, 1.106

10. (10) Áustria, 1.091

 
 
Fonte:Jornal Noticias
 
publicado por Vaxko Zakarias às 11:31
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O ENH FC quer atacar os lugares cimeiros na edição-2016 do Moçambola, por sinal o seu segundo ano na prova máxima do futebol nacional, na qual pretende se afirmar de uma vez por todas.

 

A promessa é do presidente da colectividade, Acomo King, que avança que para a concretização deste objectivo, o clube abriu cordões à bolsa e foi ao mercado interno e estrangeiro buscar jovens que se encaixam nas pretensões do representante de Inhambane.

 

Queremos atrapalhar os considerados candidatos naturais à conquista das provas domésticas, nomeadamente o Moçambola, a Taça de Moçambique e a Taça da Liga-BNI, além dos torneiros que a equipa principal vier a participar”, disse.

 

É neste contexto, segundo ele, que foram contratados 11 jogadores que se juntaram aos sobreviventes da razia feita ao plantel passada para formar um conjunto composto por 25 jogadores.

 

As novas caras são o guarda-redes Acácio, ex-Liga Desportiva de Maputo, os médios Rachide, ex-Maxaquene, Paulo, ex-Costa Sol, o avançado Avelino, ex-Incomáti. De fora de portas foram contratados na Nigéria o defesa-central Bernabas, o médio-volante Amarachi e o avançado Chijoke.

 

Permanecem no clube os guarda-redes Abdul e Dionísio. Os defesas Campira, Paulino, Ali Cadre, Moses e Abílio; médios Mathlombe, Hilário, Gonçalves e Paninga; e os avançados Eurico, Sande e Emanuel Etim.

 

 Em observação, estão Vling, ex-HCB, Maurício, ex-Desportivo de Maputo, Carlitos ex-Associação Desportiva de Pemba, e Eldinho, ex-Ferroviário de Inhambane.

 

 Não fazem parte da equipa da capital turística de Inhambane, por opção técnica, oito atletas que são: Kingongo, Cândido, Betinho, Martinho, Tawinha, Mwinhe, Valdo e Jorge.

 

Para conferir mais traquejo e formar um conjunto coeso e bastante competitivo, a equipa que continua sob a batuta do croata Boris Pusic vai observar a partir de segunda-feira a segunda fase da sua preparação já na capital do país, onde deverá participar em alguns torneios com equipas da cidade de Maputo, como são os casos do Desportivo, Costa do Sol, Estrela Vermelha e outras participantes do Moçambola.

 

Não obstante o grande investimento feito pelo clube na contratação de jogadores com grande margem de progressão e com uma técnica bastante apurada e ter assegurado a continuidade da sua maior estrela do época passada, Etim, bastante assediado pelos chamados colossos nacionais, Acomo King disse que o objectivo não é o título.

 

Somos novos no futebol nacional, esta época será o nosso segundo ano no Moçambola, precisamos de aprender muito, embora reconhecendo as nossas capacidades. O que é verdade é que esta equipa será melhor do que a do ano passado. Em cada jogo entraremos em campo de peito aberto, com humidade e respeito para com todos adversários”, disse Acomo King.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:27
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O ENH FC, depois de um início titubeante na época passada, chegando mesmo a pôr em causa a sua manutenção no Moçambola, foi ao mercado reforçar todos sectores desde o banco técnico até à direcção do clube.

 

Para o banco foi-se buscar o croata Boris Pusic que coordenava uma academia de futebol na Nigéria. A direcção reforçou-se com a contratação do ex-internacional, Tomás Inguane, como director desportivo, além de alguns jogadores com destaque para Emanuel Etim, neste momento o menino maravilha de Vilankulo. O representante de Inhambane é tido como clube um dos estáveis do Moçambola, uma questão, no entanto, não aceite pelo presidente Acomo King.

 

Somos um clube igual aos outros, não temos tanto dinheiro como se pensa. Temos limitações financeiras como outros também. Os valores dos contratos e salários não andam longe da maioria dos clubes do país. Os jogadores aceitaram a base estabelecida”, disse King, sem revelar o valor mínimo nem máximo dos contratos, muito menos dos salários.

 

Entretanto, para conferir espectáculo ao Moçambola, o presidente da ENH FC disse que vai defender na próxima assembleia-geral da Liga Moçambicana de Futebol (LMF) a autorização para a utilização de cinco estrangeiros em cada jogo por equipa e não três tal como se verifica actualmente.

 

King explica que a inclusão de cinco estrangeiros por equipa, além de impulsionar o maior desempenho dos jogadores nacionais, vai revolucionar a marca do nosso futebol e os espectadores voltarão aos campos do futebol e os patrocinadores vão interessar-se ainda mais pelas provas nacionais.

 

De resto não será uma decisão espectacular, porque muitos países fazem isso, portanto se calhar em África, o nosso país pode ser o único que não usa cinco estrangeiros numa equipa. É necessário adequar os sistemas de jogo do nosso país aos dos demais”, deseja Acomo King.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:33
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A mudança de nomes de alguns clubes emergentes, como a Liga Muçulmana de Maputo para Liga Desportiva de Maputo e HCB para União Desportiva de Songo, está a agitar igualmente a ENH FC que não põe de lado a possibilidade de trocar de nome.

 

Acomo King não confirma nem desmente a ideia, pois, segundo defendeu, tudo depende das decisões que saírem da assembleia-geral do clube a ter lugar nos próximos dias na cidade de Maputo.

 

Não sabemos e nem nos interessa saber o que provocou a mudança de nome do HCB, nem mesmo da Liga Muçulmana. Neste momento estamos focados na preparação da nossa equipa, havendo necessidade para o efeito tudo será feito àluz do dia, sem voltas”, prometeu o presidente do clube.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:27
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Durante a entrevista, o presidente da ENH FC manifestou alguma indignação pela notícia posta a circular em alguns meios de comunicação pelas redes sociais indicando que Boris Pusic impôs condições insuportáveis para continuar a treinar a Selecção Nacional de futebol, os “Mambas”.

 

Nós como direcção do clube, onde trabalha o Boris, não recebemos nenhuma notificação da necessidade da continuação do Boris ao serviço dos 'Mambas', até ele não foi contactado depois dos dois jogos com o Gabão”, explicou, acrescentando que o próprio treinador pode explicar melhor.

 

Interceptado durante os treinos da sua equipa em Vilankulo, Boris Pusic confirmou as declarações do seu presidente, acrescentando que, depois dos dois jogos com Gabão, nunca falou nem viu a cara de alguém da FMF.

 

Desde que voltámos do Gabão não recebi no mínimo uma chamada de alguém da FMF para agradecimento pelo trabalho que realizei na Selecção Nacional, por isso é absurdo quando se fala de exigências para treinar a Selecção, porque até hoje estou à espera que, no mínimo, digam obrigado por ter aceitado estar à frente dos 'Mambas' em dois jogos”.

 

Nessa pequena conversa, Pusic disse que Abel Xavier tem tudo para fazer bom trabalho nos “Mambas”, porque Moçambique tem talentos, faltando, no entanto, uma preparação na base, objectividade no trabalho e profissionalismo.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:13
 O que é? |  O que é? | favorito

 

DISPUTA-SE esta tarde (15.15 horas), no Estádio Nacional do Zimpeto, a final da Supertaça Mário Coluna, partida que colocará frente-a-frente o Ferroviário de Maputo, campeão nacional, e a Liga Desportiva, vencedora da Taça de Moçambique.

 

Derby” este que abre a nova temporada futebolística, neste caso a de 2016 que terá Moçambola, Taças de Moçambique e da Liga-BNI como pratos fortes.

 

Partida importante para as duas formações que dentro em breve estarão nas Afrotaças, com o Ferroviário a deslocar-se a Botswana a 12 deste mês para medir forças com Mochudi Chiefs e os “muçulmanos” à espera do vencedor da eliminatória entre Ajax Cape Town e Sagrada Esperança, da África do Sul e Angola, respectivamente.

 

Numa altura em que ainda não começaram as competições futebolísticas a nível doméstico, é difícil avançar com prognósticos. Esta partida servirá para os treinadores tirarem as primeiras ilações sobre o real valor das respectivas equipas, bem como o nível de adaptação dos reforços.

 

É neste contexto que surge a questão: Ferroviário de Maputo ou Liga Desportiva: quem será o vencedor?

 

A Liga ganhou as três últimas edições desta competição, enquanto a última vitória do Ferroviário remonta de 2012. Os “muçulmanos”, por via disso, até podem ter algum favoritismo, pois estão um tanto ou quanto mais familiarizados com esta prova de apenas uma partida.

 

Para além de servir de preparação para as Afrotaças, esta partida pode ser antecâmara rumo ao Moçambola, que em princípio arranca a 12 de Março.

 

Na partida desta tarde, caso não haja vencedor nos 90 minutos, recorrer-se-á ao prolongamento de 30 minutos. Se a igualdade prevalecer vai-se à lotaria dos penalties até se encontrar o vencedor.

 

O vencedor arrecadará um troféu e medalhas. Enquanto o vencido terá apenas medalhas.

 

Entretanto, a nível da capital do país, terá lugar amanhã, `as 15.30 horas, no campo do Matchedje, a Supertaça da Cidade, envolvendo o Matchedje (campeão) e Águias Especiais (vencedores da Taça Maputo).

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:49
 O que é? |  O que é? | favorito
Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
20
27
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO