Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 01 DE Fevereiro 2016

adj-abel-xav.gif

 

Abel Xavier vai trabalhar com dois adjuntos, sendo que, como dissemos, depois da indicação de Alcides Chambal pela FMF, o técnico principal tem a liberdade e responsabilidade de indicar o segundo adjunto para completar a equipa técnica, que ao que se disse virá de Portugal.

 

Ninguém se digna a revelar a identidade de tal figura, mas consta-nos que é alguém da confiança de Abel Xavier, em virtude de já ter trabalhado consigo em Portugal nas equipas por onde passou como treinador, nomeadamente Olhanense, Farense e Desportivo das Aves.

 

Para os adjuntos de Abel Xavier nas três equipas que o técnico já orientou e, na análise, deu com um dado curioso que pode conduzir a uma pista: Daniel Castro – um jovem português de 31 anos, natural de Vila Nova de Cerveira – é o único adjunto que já trabalhou com Abel Xavier em todos os clubes que já orientou, pelo que poderá ser essa a escolha.

 

 

Fonte:Desafio

 
 
publicado por Vaxko Zakarias às 10:47
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O dossierseleccionador nacional” está fechado, com a apresentação, segunda-feira última, de Abel Xavier como técnico dos Mambas nos próximos dois anos. O luso-moçambicano, que está de visita aos clubes do Moçambola, terá como adjuntos Alcides Chambal e um outro que virá de Portugal, indicado pelo próprio Abel Xavier. Provavelmente Daniel Castro.

 

A indicação do novo seleccionador de Moçambique foi uma longa-metragem com um enredo recheado de quase todos os condimentos que se exigem a uma película para despertar interesse, mas no final do dia prevaleceu aquilo que, em primeira mão, o nosso semanário sempre vinha dizendo: Abel Xavier é o novo seleccionador nacional. E é mesmo!

 

Abel foi apresentado num ambiente bastante concorrido, na sede da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), para onde afluíram diversas individualidades desportivas nacionais e estrangeiras, havendo a assinalar que o dia foi tão importante ao ponto de merecer do canal público uma cobertura televisiva em directo.

 

O novo seleccionador começa a trabalhar, oficialmente, hoje, segunda-feira, mas semana passada Abel Xavier não enjeitou o ensejo de fazer uma espécie de “pré-época”, que consistiu na visita a alguns clubes, nomeadamente o Costa do Sol (quinta-feira) e Liga Desportiva de Maputo, no dia seguinte, com o objectivo de ter os primeiros contactos com os palcos e protagonistas do Moçambola.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:41
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O Clube de Natação Golfinhos de Maputo revalidou, ao princípio da tarde de ontem, o título de campeão nacional absoluto de natação do Verão, piscina longa (50 metros), na prova que vinha decorrendo desde quarta-feira na piscina olímpica do Complexo Desportivo do Zimpeto.  

 

Para a conquista do título, os Golfinhos, que este ano contam com a contribuição dos atletas que deixaram o "extinto" Desportivo, nem precisaram de ter um domínio absoluto, e só venceram o título geral de femininos com 328 pontos, à frente do Ferroviário da Beira, que ficou pelos 247, e mais distantes dos Tubarões, que se ficaram pelos 141 pontos, perdendo o título conquistado o ano passado.

 

Este trio de equipas é que se rivalizou neste evento mesmo em masculinos, em que, pela primeira vez, os Tubarões de Maputo venceram o seu primeiro título neste ao somar 614 pontos, mais 31 que os Golfinhos, com 583, enquanto o Ferroviário da Beira somava 482.

 

 

Fonte:Desafio

publicado por Vaxko Zakarias às 10:37
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O seleccionadornacional, Elísio Manhiça, diz que o balanço da competição não é positivo, mas a equipa técnica e os pugilistas fizeram o possível para dignificar a pátria. Até este momento, dos sete combates que envolveram moçambicanos, apenas três forma ganhos, dois por Lourenço Cossa e um por Paulo Jorge.

 

Não temos varinha mágica para fazer mais do que isto perante tantas adversidades que tivemos antes do torneio. Primeiro: só começámos a treinar duas semanas antes. Segundo: a prova este ano aconteceu mais cedo por causa dos Jogos Olímpicos, tendo nos apanhado de certa forma desprevenidos.

 

Mas no meio de tudo isto há uma ‘mão’ que não nos quer bem. Se forem a reparar irão constatar que não temos nenhum atleta do Estrela Vermelha, campeão nacional, por isso fizemos algumas adaptações na convocatória, pois os pugilistas do Estrela tinham sido convocados. Não conhecemos as razões da sua ausência, o que é certo é que preteriram as convocatórias, numa causa que é nacional”, revelou evitando entrar em pormenores sobre o assunto.

 

 

SÉRGIO MACUÁCUA

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:12
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O PRESIDENTE da federação moçambicana de boxe (FMBoxe) Big-Ben, disse no final da competição que apesar de todos os problemas logísticos e ou organizacionais que a prova teve, os objectivos previamente delineados foram alcançados. Segundo Big-Ben, o principal objectivo era conferir rodagem aos atletas nacionais por forma a chegarem ao Campeonato Africano com ritmo competitivo, não só interno, mas de cariz internacional.

 

O objectivo não era só ganhar medalhas de ouro. Era também rodar os atletas que vão ao “Africano” que serve de qualificação para os Jogos Olímpicos, competição que esperamos estar presentes, não estamos proibidos de sonhar. Tivemos um bom número de medalhas, mas infelizmente, em masculinos não conseguimos ouro mas estamos confiantes nos desafios futuros”, disse o presidente da FMBoxe.

 

Big-Ben faz um balanço positivo do Zonal e promete mais trabalho neste mês que nos separa do Campeonato Africano que terá lugar em Março nos Camarões.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:08
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Penso que fiquei derrotado psicologicamente. Chegámos ao pavilhão e esperámos horas a fio sem saber o que estava a acontecer. Os nossos combates aconteceram muito fora da hora prevista, o que não nos ajudou.

 

Em relação à luta tenho a dizer que foi renhida, mas o cansaço veio ao de cima, por isso não foi possível ganhar. Agora é levantar a cabeça, trabalhar-se para o Campeonato Africano. Queria apelar para que os nossos responsáveis olhassem para nós, pois iremos dar o nosso máximo para dignificar a pátria. Há coisas que devem ser corrigidas no nosso boxe”, salientou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:05
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Foi uma final difícil contra um grande adversário do Botswana. A luta da final foi condicionada por várias coisas, por isso que perdi da forma como perdi. Primeiro estava preparado para combater às 15.00 horas, e só fui entrar no ringue depois das 20.00 horas.

 

Entrei sem ter almoçado, portanto, debilitado. Fui atacado, por outro lado, por ansiedade, pois nunca chegava a hora de eu competir. A dada altura reinou a incerteza, tudo isso não foi bom para mim, acredito que para toda a nossa Selecção”, atirou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:01
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Durante o combate denotei muita falta de resistência devido ao fraco ritmo competitivo. Esta competição apanhou-nos em contrapé.

 

Tivemos muito pouco tempo para nos preparar. Os nossos treinos não eram feitos no ringue, mas a competição foi mesmo no ringue.

 

Tivemos menos de duas semanas de trabalho e quando se chega à competição pouco ou nada se pode fazer perante adversários que há muito estavam em actividade. A luta foi chata para mim, mas mesmo assim dei tudo para ganhar”, lamenta.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:58
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Sinto-me lisonjeada por mais um título nesta competição, o terceiro consecutivo. A vitória de hoje foi fruto de muito treino, trabalho de equipa e união no seio do grupo. Hoje (sexta-feira) tive um combate muito duro, com uma adversária forte e com muita rodagem, mas felizmente consegui vencer. Queria, por outro lado, deixar um apelo às meninas do país, que o boxe não é um bicho-de-sete-cabeças. As mulheres também podem singrar nesta modalidade”, disse.

 

AGORA A BATALHA É PELOS JOGOS OLÍMPICOS - segundo Rady Gramane

 

Tive uma boa final ao enfrentar uma adversária forte, com um peso ligeiramente superior ao meu, o que de certa forma dificultou a minha acção. O mais agravante foi de ter regressado do defeso, depois das festas do Natal e do Fim-do-ano, portanto, sem muito ritmo, mas consegui uma auto- superação, levando de vencida o combate da final. Agora vem o Campeonato Africano em Março, é uma prova que tentarei dar o meu máximo para chegar em boa forma, pois quero lutar por aquilo que todo o atleta sonha: chegar aos Jogos Olímpicos”, vincou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:46
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Moçambiqueficou na terceira posição no Campeonato Africano de Boxe da Zona IV, Botswana e África do Sul, foram os países que ocuparam o primeiro e segundo lugares, respectivamente.

 

A Selecção Nacional conseguiu um total de 10 medalhas, sendo duas de ouro, proeza conseguida em femininos por Ângela Machanguana e Rady Gramane, três de prata, por Paulo Jorge, Lourenço Cossa e Isac Dimande e cinco de bronze.

 

Botswana foi o vencedor absoluto da competição, com nove medalhas, cinco de ouro, quatro de prata e uma de bronze. Os tswanas revalidaram o título conquistado no ano passado em Pretória, capital sul-africana.

 

 A África do Sul ficou em segundo também pelo segundo ano consecutivo, com duas medalhas de ouro, cinco de prata e duas de bronze. Angola ficou em quarto com duas de ouro, uma de prata e duas de bronze. A Namíbia ficou em quinto com uma de ouro, e três de bronze. A Suazilândia ocupou, uma vez mais, o último posto, com uma de ouro e duas de bronze.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:41
 O que é? |  O que é? | favorito

 

NA hora do balanço do Campeonato Africano de Boxe da Zona IV, no qual Moçambique terminou em terceiro lugar, os pugilistas nacionais queixam-se do curto período de preparação que tiveram para enfrentar o evento desta envergadura, com o agravante de a mesma não ter acontecido num ringue, como tendo sido os principais condicionantes.

 

Os atletas deploraram ainda a longa espera para competirem no dia da final, onde ficaram esperar de quatro horas que o previsto. Enquanto isso, a Federação Moçambicana de Boxe (FMBoxe), na pessoa do seu presidente Big-Ben, fala de algumas vantagem em se ter acolhido aquele evento na capital do país, pois, permitiu medir o grau de preparação dos nossos atletas rumo ao “Africano” que serve de trampolim para os Jogos Olímpicos, para além de conferir a necessária rodagem à Selecção Nacional.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:00
 O que é? |  O que é? | favorito
Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
20
27
28
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO