Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 28 DE Janeiro 2016

 

O NOVO seleccionador nacional, Abel Xavier, irá treinar para além dos “Mambas” a Selecção Sub-23, que dentro em breve terá compromissos internacionais relativos à eliminatórias para os Jogos Africanos de 2019 e CAN de categoria.

 

O fato foi avançado pelo presidente da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), Alberto Simango Jr. durante a cerimónia da apresentação do novo timoneiro dos “Mambas”, que tem um contrato com duração de dois anos.

 

A medida é conferir mais sintonia entre os Sub-23 e a selecção principal, visto que a primeira é que lança gradualmente os jogadores que compõem a segunda. Aliás, Abel Xavier terá de fazer o mesmo que os seus antecessores, nomeadamente Mart Nooij, Gert Engels e João Chissano, que sempre dirigiram as duas selecções simultaneamente.

 

 

Simango acrescentou que a chegada de Abel Xavier não vai alterar a composição do Gabinete Técnico da FMF, que passará a se denominar Departamento Técnico, segundo os novos ditames da FIFA.

 

O Gabinete Técnico, avançou Simango, será reforçado em termos de quadros, pois, segundo ele, o director do gabinete apenas não é suficiente.

 

Sentimos que há necessidade de se ter mais quadros no Gabinete Técnico. Vamos colocar mais técnicos nele e esses irão trabalhar directamente com o novo seleccionador nacional”, esclareceu.

 

O presidente da FMF deixou claro que as restantes selecções de base terão os respectivos técnicos, casos de Sub-17 e Sub-20.

 

Abel Xavier, recorde-se, será coadjuvado por Alcides Chambal e um português que ele próprio irá indicar.

 

Para além de resultados desportivos, a FMF quer Xavier melhore a qualidade competitiva da Selecção Nacional.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:25
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A EQUIPA feminina da Escola Secundária Nelson Mandela, terceira classificada na última edição do Torneio Interescolar “Basket-Show”, que envolve juvenis, participa a partir de hoje até sábado no intercâmbio anual entre similares de alguns países africanos na vizinha África do Sul.

 

No evento, no qual Nelson Mandela será acompanhada pela equipa da Escola Americana de Maputo, são esperadas mais de 40 equipas do nosso continente em representação da anfitriã África do Sul, que participa com perto de 20 equipas, Moçambique, Suazilândia, Botswana, República Democrática de Congo, entre outras.

 

Salientar que Nelson Mandela participa pela segunda vez consecutiva, tendo no ano passado sido através da sua equipa masculina, por sinal bi-campeã do “Basket-Show”. A equipa masculina foi, para além de vencedora do “Basket-Show” nas duas últimas edições, a segunda melhor no último intercâmbio que teve lugar em Sun John’s College School, também em Joanesburgo.

 

Nelson Mandela quer, através destes torneios, aprimorar as suas capacidades com a finalidade de atacar o desporto federado. Aliás, já compete em federados em representação da Autoridade Tributária no Torneio de Abertura da Cidade de Maputo, isto em juvenis masculinos e iniciados femininos.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:50
 O que é? |  O que é? | favorito

 

DOIS elementos nocivos enfermam o Torneio de Futebol Infanto-Juvenil, vulgo Bebec, ao nível da cidade de Maputo. São eles o álcool e as imoralidades (insultos de toda dimensão) que os adeptos transportam para a festa da rapaziada.

 

Os distúrbios havidos no último sábado, no campo do Aeroporto “B”, e que acabaram abortando a final masculina entre George Dimitrov e Polana-Caniço, constituem prova de que a organização do evento deve ser revisto para salvaguardar os seus propósitos, que é a ocupação da pequenada durante as férias escolares, proporcionando-lhe um ambiente são e saudável, de modo que não se envolvam em vários males que enfermam a sociedade, entre eles o próprio álcool, as drogas e o HIV & SIDA.

 

O comportamento dos adultos acaba influenciando negativamente nas crianças, contrastando os objectivos para os quais este evento foi criado.

 

Aliás, nem os “slogans” colocados à vista de todos nos recintos de jogos onde o torneio desenrola conseguem travar o ambiente promíscuo que é transportado pelos adultos à festa da rapaziada. Por exemplo, a presente edição das Férias Desportivas, e em particular o Bebec, decorre sobre os lemas tais como: “Diga Não ao Consumo do Álcool e Outras Drogas: Faça Escolhas Saudáveis”; “Drogas Não, Destroem a Você e à Sua Família. Caminhemos Juntos Sem Drogas Rumo à Paz”; e “Caro Jovem, Caro Estudante, Afaste-se das Bebidas Alcoólicas, São Drogas que Matam”.

 

Em suma, as férias desportivas têm sido guiadas pelo lema: “Por Um Desporto Livre do HIV & SIDA e Drogas. Saber é Vencer”. Trata-se de um lema que é especialmente virado para os adolescentes e jovens, que são os maiores alvos dos vários males sociais, por serem mais vulneráveis. 

     

HOUVE ALERTA SOBRE A SITUAÇÃO DO CAMPO

 

Terá havido negligência sobre o alerta dos riscos que implicaria a marcação da final para o campo do Aeroporto “B”. De acordo com comentários de membros da Comissão Técnica do Bebec, a organização terá sido advertida que o campo do Aeroporto não oferecia segurança. Primeiro por não ter rede que separa o rectângulo de jogos e o espaço reservado para os adeptos. Segundo, face ao facto de as duas equipas arrastarem consigo grande multidão, para além da forte rivalidade entre si. Isso acabou sendo provado no terreno.

 

Apesar de estar bem vedado, acomodar mais gente e constituir um bom exemplo do que deve ser feito em prol da promoção do desporto nas comunidades, o campo do Aeroporto “B” não correspondeu às expectativas da organização do Bebec, que ao projectar a fase final para aquele recinto queria aproximar o evento às comunidades e permitir que mais gente assista os jogos, tornando a festa da pequenada mais animada.

 

A fraca presença da Polícia ou segurança também não ajudou muito.

 
 
 
Fonte:Jornal Noticias
 
publicado por Vaxko Zakarias às 10:14
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A Vice-ministra da Juventude e Desportos, Ana Flávia Azinheira, foi quem procedue a abertura oficial do Campeonato Africano de Boxe da Zona IV, tendo na ocasião dito que o desporto é uma grande marca das políticas do Governo.

 

A vice disse que o executivo tem vindo a aprimorar as políticas com vista a se incentivar a prática do desporto.

 

Apraz-nos ver atletas de vários países reunidos em moçambique por causa do desporto, em particular do boxe. Aqui estão os melhores da nossa zona que vão colocar em prática os seus valores no ringue”, frisou a vice-ministra, para quem este evento constitui um momento impar para todos os países presentes, pois fortifica os laços de amizade e vizinhança.

 

Estendeu a mão à Federação Moçambicana de Boxe (FMBoxe) pela iniciativa de levar o evento para o nosso país, bem como todos outros envolvidos directa e indirectamente nesta causa.

 

SÉRGIO MACUÁCUA

 

 

Fonte:Jornal Noticias

 

publicado por Vaxko Zakarias às 09:36
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Lourenço Cossa não conseguia esconder a alegria no final do combate no qual levou de vencida um pugilista suázi, dai que se mostra doravante confiante e optismista para as lutas que se seguem.

 

 Para Lourenço, o triunfo é um prémio para o moçambicano que esteve no pavilhão e os que nele não estiveram, pois bem merece, pois o país tem um potencial no desporto.

 

Este é um prémio para o povo. Penso que merece coisas destas, num país onde há muitos bons desportistas. Por outro lado, tenho a dizer esta vitória mostra que Moçambique está presente nesta prova para ganhar e eu acredito que iremos longe, mas precisámos de um empurrão dos que estão em cima (dirigentes), devem olhar por nós com mais carinho”, apelou o pugilista.

 

Em relação ao combate em si, teceu os seguintes comentários: “não foi um combate fácil, apesar de ser um adversário que o conheço, pois lutámos no ano passado em Pretória. Esta foi uma vitória de muito treino, concentração, e acima de tudo atenção em campo. Nesta

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:30
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O PUGILISTA moçambicano Lourenço Cossa teve uma estreia auspiciosa no Campeonato Africano de Boxe da Zona IV.

 

Os combates arrancaram ontem na capital do país, ao vencer o seu congénere da Suazilândia, que responde por Sibonelo NDzimandze, na categoria dos 69kgs, por 2-1.

 

Num combate renhido e decidido ao pormenor, Lourenço teve que se aplicar a fundo para derrotar um adversário que bem o conhece, não fosse a luta que travaram há sensivelmente um ano em Pretória, também ganho pelo moçambicano.

 

No primeiro assalto Lourenço levava uma clara vantagem, mas pecava por estar um tanto ou quanto ansioso, o que teve efeitos negativos no segundo assalto, no qual este viu o suázi a recuperar a desvantagem, equilibrando a contenda.

 

Aliás, nesta etapa Lourenço Cossa começava a denotar alguns sinais de exaustão, mas o público que tanto puxou por ele acabou sendo determinante para que recuperasse o tempo perdido. 

 

Já no terceiro assalto o moçambicano apareceu mais esclarecido, domou o suázi, desferindo-lhe fortes golpes, deixando-lhe nalguns momentos tonto.

 

Nesta fase Lourenço atacava quase que de forma ininterrupta, confundindo o adversário, que recorreu várias vezes às cordas ou aos cantos para evitar as fortes investidas do moçambicano. 

 

Sibonelo é um pugilista também forte a atacar, mas peca por não ter técnica e por ser pouco astuto, o que lhe conferiu a derrota, naquele que foi o último combate dos cinco disputados na tarde de ontem.

 

Entretanto, Moçambique não entrou bem nesta prova, ao perder em femininos logo na estreia, na divisão dos 48-51, com Benilde Macaringue a ser despachada por um T.K.O, ou seja, K.O técnico, por incapacidade de continuar a contenda que travou com Bathabile Ziqubu, da vizinha África do Sul.

 

Num combate com apenas um sentido, a moçambicana foi de longe inferior à sul-africana, que fez o seu bel-prazer no ringue. Apurada tecnicamente e com sinais claros de rodagem e experiência, Bathabile começou a denotar o poder de fogo logo no primeiro assalto, no qual os seus golpes apanharam a moçambicana desprevenida.

 

Sem grande experiência nessas andanças, Benilde girava desnorteada pelo ringue. Aguentou os dois primeiros assaltos, mas no início do terceiro viu-se obrigada a abandonar o ringue por incapacidade. 

 

Ainda em femininos, Keamogetse Kenosi, do Botswana, bateu Nomusa Ngema, da África do Sul, nos 57-60kgs.

 

Nos dois combates em masculinos o tswana Kabelo Bagwasi derrotou o sul-africano Ayabonga Sonjica, nos 60kgs. A África do Sul redimiu-se nos 64kgs, onde Asanda Gingqi levou de vencida Thabiso Dlamin.

 

Ontem, primeiro dia, houve cinco combates, sendo três em masculinos e dois em femininos. Hoje teremos 13 combates com início previsto para as 16.00 horas no pavilhão do Estrela Vermelha.

 

Moçambique terá seis pugilistas em acção, nomeadamente Hélio Castelo (contra um sul-africano), Watch António (contra um tswana), Paulo Jorge (um Suázi), André Chaúque (um angolano), Lourenço Cossa (um sul-africano) e Gabriel Albino (diante de um angolano).

 

Refira-se que os vencedores desta prova apuram-se para o “africano”, que terá lugar em Marco, nos Camarões, competição que serve de acesso aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro que terão lugar em Agosto.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:01
 O que é? |  O que é? | favorito
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
15
16
17
23
24
30
31
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO