Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 22 DE Janeiro 2016

 

O LATERAL esquerdo moçambicano Miro vai reforçar a equipa do Atlético Sport Aviação (ASA) na próxima época, segundo informou segunda-feira à Angop o vice-presidente, Cesário Ebo.

 

O internacional pelos “Mambas” evoluiu nas duas últimas épocas (2014 e 2015) no Bravos de Maquis. Antes, em 2013, alinhou pela Liga Desportiva de Maputo.

 

Miro já tinha manifestado a vontade de deixar o Bravos de Maquis, até porque o seu contrato tinha chegado ao fim, e não pretendia renovar, uma vez que a sua equipa desceu de divisão.

 

O experiente defesa vai agora para um clube da 1.ª Divisão, um histórico do futebol angolano. O ASA classificou-se na oitava posição. A formação afecta ao aeroporto foi campeã angolana em 2002, 2003 e 2004 sob liderança do luso Bernardino Pedroto.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:15
 O que é? |  O que é? | favorito

 

ESTA sexta-feira promete ser de bom básquete na capital do país com partidas aliciantes de seniores: em masculinos, o Maxaquene bate-se com o Desportivo (19.30 horas) e, em femininos, o Maxaquene defronta o Costa do Sol (18.00 horas).

 

Em femininos, “tricolores” e “canarinhas” jogam pelo primeiro lugar. É que à entrada da quarta jornada, a turma “canarinha” comanda com seis pontos, mais um que as “tricolores”. Trata-se de um desafio interessante e agradável de se seguir numa noite que se prevê seja emotiva quando Maxaquene e Desportivo, grandes rivais se baterem em masculinos.

 

Como tem sido tradição, “tricolores” e “alvi-negros” têm protagonizado acesos confrontos sempre que se defrontam e hoje não fugirá à regra.  

 

O Ferroviário, líder, joga à mesma hora no pavilhão do Desportivo com a UP. Os “locomotivas” são os únicos que ainda não perderam, mas terão que estar atentos ao jogo dos “universitários”, visto que já venceram o Maxaquene.

 

Em femininos, também no pavilhão dos “alvi-negros”, a turma da casa recebe às 18.00 horas a A Politécnica.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:08
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O CHINGALE prevê realizar os seus jogos referentes ao Moçambola da presente época no campo emprestado do Clube da União de Songo no Estádio 27 de Novembro devido à incapacidade financeira para a reabilitação do recinto de jogos do campo do Desportivo da cidade de Tete.

 

O facto foi quarta-feira revelado ao nosso Jornal por uma fonte da direcção daquela colectividade que por estas alturas se encontra empenhada à procura de parceiros para a disponibilização de recursos financeiros para a reabilitação de raiz do campo do Desportivo que ficou com a relva e piso completamente danificados em Dezembro último aquando do espectáculo musical do cantor Matias Damásio.

 

Estamos com poucos fundos próprios a tentar reajustar o solo e lançar a relva, mas devido a avarias constantes da máquina que puxam a água directamente do rio Zambeze, o trabalho está muito demorado e tudo indica que não vamos conseguir ter o campo à altura dos primeiros jogos do Moçambola pelo que equacionamos a realização dos mesmos no campo emprestado da União de Cahora Bassa”, disse.

 

Para além da obra do campo do Desportivo de Tete, o Chingale já tem as portas abertas do seu lar onde estão acomodados cerca de 22 elementos recrutados para a formação do plantel para a época futebolística deste ano que está prestes a arrancar

 

O treinador principal do Chingale de Tete, Abdul Omar, que confirmou o facto apontou que vai ser um pouco complicado a equipa treinar num campo pelado e realizar jogos no relvado para além de uma série de conjunturas técnicas e organizacionais que poderão deitar abaixo as expectativas que foram anteriormente definidas.

 

Nós como equipa técnica, fora do problema de campo, temos uma boa equipa para ombrear com qualquer adversário de gabarito no Moçambola, porque a nossa aposta é trazermos alegria aos nossos adeptos e simpatizantes”, disse Abdul Omar.

 

O timoneiro dos “canarinhos” do Zambeze afirmou que a equipa vai entrar no Moçambola a pensar nos lugares cimeiros, porque para além de contar com jogadores jovens e possantes, contratou algumas figuras de renome no futebol nacional como é o caso de Chana, Pelotão, entre outros que no meio dos jovens vão transmitir a sua experiência e ajudar o Chingale a amealhar pontos de jornada em jornada.

 

Alguns jogadores, embora com uma idade um pouco avançada, foram contratados para com a sua experiência combinar com os jovens jogadores que pela primeira vez militam nos jogos de alta competição do futebol moçambicano”, repisou Omar.

 

O treinador do Chingale, que diz não temer de nenhuma equipa no Moçambola, referiu que o principal problema que apoquenta a direcção do seu clube é o distanciamento que a colectividade está a enfrentar por parte dos dirigentes do partido e do Governo a todos os níveis na província, situação que contribui negativamente para a evolução do clube.

 

Em finais do ano passado, segundo o treinador do Chingale, uma alta individualidade do Executivo provincial abordado para conceder um apoio para a “poule” de apuramento recusou-se categoricamente a ajudar o clube, alegadamente porque a colectividade já possui dinheiro suficiente para a sua sustentabilidade.

 

Eu fazia parte da delegação que se dirigiu a essa individualidade a pedir ajuda e depois desta resposta ficamos automaticamente órfãos e sem ninho para a nossa protecção e o milagre veio de algumas personalidades que se simpatizaram com o clube e deram-nos uma mão que nos possibilitou que realizássemos as deslocações a Chimoio no jogo com Textáfrica e à Beira com o Sporting local”, afirmou Abdul Omar.

 

Relativamente aos reforços, Abdul Omar disse que o maior reforço foi a manutenção da equipa principal que conseguiu ascender ao Moçambola e outros novos jogadores dos clubes Achawa e Futebol Clube de Moatize e dois estrangeiros, sendo um guarda-redes de nacionalidade malawiana e um ponta-de-lança do Gana.

 

As inscrições ainda estão abertas e, segundo Abdul Omar, ainda se espera nos próximos dias a chegada de alguns jogadores zimbabweanos que demonstraram o seu interesse em jogar para o Chingale onde o vice-presidente do Clube de Chingale, Stiven Causendo, já está a efectuar os contactos para o prosseguimento dos trâmites legais em conformidade com os dispostos impostos pela estrutura máxima que regula o futebol moçambicano.

 

Entretanto apesar de alguns aspectos organizacionais um pouco por acertar, a equipa técnica do Chingale afirma que durante a primeira semana de treinos de adaptação dos jogadores, os indicadores são positivos e dentro das próximas duas semanas vai decorrer o processo selectivo dos jogadores para se formar a equipa principal do clube.

 

Dizer que estamos satisfeitos, pois a direcção tratou de criar condições para encontrar os jogadores em conformidade com o nosso pedido e pelos toques que estamos a realizar nesta segunda semana de treinos já estamos a identificar bons talentos, o que nos deixa à vontade e afirmarmos que temos homens para a batalha vitoriosa no Moçambola”, assegurou Omar.

 

Nos primeiros dias de Fevereiro, o Chingale vai apresentar a equipa aos sócios, dirigentes, adeptos e simpatizantes num jogo programado com uma equipa que milita no Campeonato Nacional do Zimbabwe.

 

Para além da nossa massa associativa, vamos igualmente convidar a direcção do Conselho de Administração da empresa Hidroeléctrica de Cahora-Bassa, (HCB) um dos nossos brilhantes parceiros, o Clube União de Cahora-Bassa, entre outros amigos do Chingale”, concluiu Abdul Omar, treinador principal do Clube dos Desportos do Chingale em Tete.

 

BERNARDO CARLOS

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:37
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A ESPINHA dorsal do 1.º de Maio de Quelimane, equipa que participará pela segunda vez consecutiva no Moçambola, sofreu uma forte razia com a saída de nove jogadores do onze que na temporada passada fez furor no campeonato.

 

A incerteza do seu retorno ao Moçambola devido a dificuldades financeiras fez precipitar as pedras chaves da equipa, nomeadamente Rodrigues, Nelson, Onélio, Muassano e Agenor para o Costa do Sol; Eurico e Dinho para Ferroviário de Nacala; Marcos para o Ferroviário da Beira, Júnior para Associação Desportiva do Songo, formações nas quais procuram afirmação e novas oportunidades no futebol nacional.

 

Na abertura das “oficinas”, na quarta-feira, no campo principal do Ferroviário de Quelimane, viram-se muitas caras novas e pouco conhecidas. O director desportivo do 1.º de Maio de Quelimane, Nelson Chagunda, disse que a sangria sofrida impõe grandes desafios à equipa técnica liderada por José Sábado, que tem de formar um novo conjunto à altura de enfrentar os chamados grandes da competição.

 

Neste momento contam-se 30 recrutas que, na época passada, militavam nas equipas do campeonato provincial de futebol e que estão à procura de um lugar no 1.º de Maio de Quelimane. Os trabalhos de preparação da nova época decorrem no campo do Ferroviário de Quelimane e, depois da primeira sessão vespertina, os treinos passam a ter lugar nas manhãs, no período das 10 às 12 horas.

 

A direcção tinha preparado dois jogos de controlo na vizinha República do Malawi, mas, devido a dificuldades financeiras, não será possível materializar tal plano. O director desportivo disse, em breve contacto com a nossa Reportagem, que a equipa poderá realizar jogos amistosos em Quelimane, sendo o primeiro com o Ferroviário, que também já abriu as “oficinas” com os olhos postos no “provincial” desta temporada.

 

Dos 30 “recrutas” serão apurados 14 para se juntar a outros 11 que fizeram parte do plantel do ano passado. Todavia, Nelson Chagunda afirmou que há neste momento a esperança de o clube vir a receber três jogadores congoleses, que vêm prestar testes para se aferir as suas capacidades. Para além destes, há um outro grupo de três jogadores de Maputo que manifestou interesse de ingressar no clube dos trabalhadores. Mas o grande problema neste momento é a falta de alojamento para recebê-los.

 

A equipa técnica é constituída por António Sábado, que será coadjuvado por César Teixeira e Vasco Noormamad.

 

Entretanto, o 1.º de Maio de Quelimane, que tinha sido despromovido, foi bafejado pela sorte e acabou sendo resgatado à luz das decisões da última Assembleia-Geral da Liga Moçambicana de Futebol, que aumentou o número de equipas do Moçambola de 14 para 16. A decisão foi muito aplaudida pela direcção, sócios e adeptos do clube, bem como por todos os zambezianos. Volvido um mês, veio o balde de água fria, quando, em conferência de imprensa, o patrono da equipa veio a público dizer que o 1.º de Maio não participaria no Moçambola caso não houvesse apoios para custear as despesas decorrentes da prova.

 

A província da Zambézia e o Governo local tremeram. Todavia, criou-se uma comissão que já está a angariar os fundos e apoios multiformes para viabilizar a participação da equipa.

 

As necessidades iniciais indicavam 15 milhões de meticais. Fontes próximas da comissão confidenciaram que uma boa parte do valor havia sido conseguida e que o governador da Zambézia vai falar hoje à imprensa sobre os fundos e apoios mobilizados e as modalidades de utilização do dinheiro.

 

Soubemos igualmente que alguns empresários prometeram prestar apoio e há pessoas singulares que, durante este período de incertezas, foram depositando valores simbólicos na conta do clube.

 

JOCAS ACHAR

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:27
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O GOVERNO, através do Ministério da Juventude e Desportos, homenageou, ontem, a Autoridade Tributária de Nampula pela conquista, em Dezembro, do tetra campeonato de voleibol da Zona VI de seniores masculinos.

 

A Vice-Ministra da Juventude e Desportos, Ana Flávia, que se encarregou de receber e homenagear os jogadores e representantes da Autoridade Tributária, assegurou que o Governo estará do lado dos campeões para superar as batalhas que se seguem. “Posso assegurar que o Governo está convosco e que vamos continuar a apoiar-vos dentro das condições disponíveis. Penso que vocês têm potencial para atingirem outros patamares em fases finais do Campeonato Africano”, afirmou, ajuntando que a equipa da AT já conquistou o seu espaço na Zona. “Vocês já deixaram a vossa marca a nível da zona VI. Ganharam quatro títulos seguidos, isso mostra que não têm adversários. Gostaria de ver-vos nos grandes campeonatos europeus e acredito que há qualidade para tal”, comentou.

 

Já o director-geral dos Serviços Comuns que falou em representação da AT, Venâncio Francisco, agradeceu o apoio que o Governo tem vindo a dar. “Em primeiro lugar espero que o ano 2016 seja de glórias para AT e dizer que os resultados se devem muito ao apoio que o Governo tem dado ao desporto nacional, neste caso particular ao voleibol. Esta equipa tem obtido bons resultados e é com muita satisfação e orgulho que testemunhamos esta homenagem”, frisou.

 

Fazendo o lançamento da participação da equipa na fase final do “Africano”, o director da Comunicação e Imagem da AT, Félix Moya, assegurou que está sendo feito muito esforço com outros parceiros para que a equipa participe na prova continental. “Como sabem a Autoridade Tributária é uma instituição do Estado e como tal depende do orçamento do Estado. Mas como disse estamos a trabalhar contando com apoio de mais parceiros”. 

 

Félix Moya afirmou ainda acreditar numa boa participação. “Penso que estão criadas as condições para se fazer mais e melhor. Esta equipa já conquistou o oitavo lugar num universo de 24 equipas. Acho que é um lugar prestigiante e acredito que com muito trabalho e estágios no exterior pode atingir patamares mais altos a nível de África e até contribuir para que a Selecção Nacional brilhe ao mais alto nível”, arrematou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:03
 O que é? |  O que é? | favorito
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
15
16
17
23
24
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO