Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sábado, 09 DE Maio 2015

gov.png

 

 

AS federações nacionais já dispõem de fundos para cobrir as actividades previstas para a presente época. Para o efeito, o Fundo de Promoção Desportiva, instituição através do qual o Estado comparticipa nas actividades desportivas, assinou ontem os contratos-programa que formalizam a entrega dos respectivos fundos às federações nacionais para o seu funcionamento e para os eventos previstos nos respectivos calendários da presente temporada.

 

O FPD desembolsou uma média de 54 milhões de meticais repartidos para todas federações e a Liga Moçambicana de Futebol.

 

Deste montante, as federações de futebol, basquetebol e atletismo receberam, como têm sido habitual, maior fatia. Tal como no ano passado, as três federações foram comtemplados com nove, cinco e três milhões de meticais. A Liga Moçambicana de Futebol é a quarta instituição maior comtemplada, com dois milhões de meticais.

 

O FPD manteve, em grande modo, os montantes distribuídos pelas federações no ano passado e aumentou a fatia para a premiação desportiva, que, de perto de três milhões, passou para cerca de seis milhões de meticais.

 

De modo geral, a comparticipação do Governo para a actividade desportiva subiu de 51.224.500,00 para 54.090.870,00 meticais.

 

 Falando depois de proceder à assinatura dos mesmos com representantes das federações e na presença da Imprensa, o director do Fundo de Promoção Desportiva (FPD), Inácio Bernardo, vincou que o Estado não financia o desporto, mas apenas comparticipa, convidando as instituições desportivas nacionais a encontrarem soluções adicionais junto de parceiros para cobrirem o que falta nos seus orçamentos.

 

A expectativa do Fundo com os acordos rubricados é, segundo Inácio Bernardo, que as federações percebam claramente que é uma comparticipação que o Governo faz.

 

Entretanto, Bernardo reafirmou que o FPD está a busca de alternativas para reforçar o orçamento que lhe é alocado pelo Governo para comparticipar nas actividades do movimento associativo desportivo, lembrando que a alteração do próprio estatuto orgânico do FPD, no ano passado, tem em vista esse objectivo, na perspectiva de rentabilizar cada vez mais a sua capacidade financeira e o património desportivo nacional. Salientou que é com esse objectivo que o Fundo olha para o Estádio Nacional do Zimpeto, bem como ao Parque dos Continuadores e os complexos desportivos de Gondola e Municipal de Pemba.

 

SALVADOR NHANTUMBO

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 19:59
 O que é? |  O que é? | favorito

ben.png

 

O PROJECTO de angariação de sócios para o Benfica de Portugal em Moçambique, mais conhecido pelo slogan Benfica à sua porta”, vai apoiar financeiramente a Associação Amigos de Nyusi (ANYUSI) com vista a implantação dos seus programas de acção social.

 

Para o efeito, foi rubricado na manhã da quinta-feira um memorando de entendimento entre as duas entidades, no qual se prevê que cinco por cento das receitas do “Benfica à sua porta” revertam a favor da ANYUSI.

 

O acordo tem duração de três anos, podendo ser renovado por igual período. Os valores serão canalizados pela ANYUSI às crianças carenciadas, uma das vocações daquela organização.

 

Momentos após o memorando, o coordenador da ANYUSI na cidade de Maputo, Carlos Mourinho, disse que era uma honra para a agremiação que dirige, bem como para os moçambicanos carenciados, pois o apoio do “Benfica à sua porta” trará muitos benefícios.

 

Somos uma instituição de acção social e ficámos sempre honrados quando recebemos apoio para podermos ajudar o próximo. Numa primeira fase queríamos comprar carteiras para as escolas. Já identificámos algumas escolas com este problema. Nos próximos tempos iremos expandir a iniciativa para as restantes províncias. Esta é, sem dúvidas, uma mais-valia e estamos felizes com o gesto”, frisou.

 

O gestor do projecto “Benfica à sua porta”, Assif Sadrudine, disse, por sua vez, que abraçou a ANYUSI por ter percebido que é uma organização com fins filantrópicos, visando melhorar a vida dos próximos. Destacou o facto de o projecto empregar 1100 jovens, 110 por cada província, como uma mais-valia, pois estes eram até então desempregados.

A partir de amanhã (ontem) estes jovens começam a distribuir os kits contendo os produtos do Benfica, em todas as capitais provinciais. Terão seus rendimentos e esperámos empregar mais jovens, pois estamos a trabalhar em coordenação com o Conselho Nacional da Juventude, que nos apoia na identificação de jovens desempregados”, frisou.

 

O “Benfica à sua porta” é um projecto que visa aumentar o número de sócios daquele clube português em Moçambique, Angola e África do Sul.

 

Fonte:Jornal Noticias

 

 

publicado por Vaxko Zakarias às 19:49
 O que é? |  O que é? | favorito
Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
16
17
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO