Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sábado, 09 DE Maio 2015

gov.png

 

 

AS federações nacionais já dispõem de fundos para cobrir as actividades previstas para a presente época. Para o efeito, o Fundo de Promoção Desportiva, instituição através do qual o Estado comparticipa nas actividades desportivas, assinou ontem os contratos-programa que formalizam a entrega dos respectivos fundos às federações nacionais para o seu funcionamento e para os eventos previstos nos respectivos calendários da presente temporada.

 

O FPD desembolsou uma média de 54 milhões de meticais repartidos para todas federações e a Liga Moçambicana de Futebol.

 

Deste montante, as federações de futebol, basquetebol e atletismo receberam, como têm sido habitual, maior fatia. Tal como no ano passado, as três federações foram comtemplados com nove, cinco e três milhões de meticais. A Liga Moçambicana de Futebol é a quarta instituição maior comtemplada, com dois milhões de meticais.

 

O FPD manteve, em grande modo, os montantes distribuídos pelas federações no ano passado e aumentou a fatia para a premiação desportiva, que, de perto de três milhões, passou para cerca de seis milhões de meticais.

 

De modo geral, a comparticipação do Governo para a actividade desportiva subiu de 51.224.500,00 para 54.090.870,00 meticais.

 

 Falando depois de proceder à assinatura dos mesmos com representantes das federações e na presença da Imprensa, o director do Fundo de Promoção Desportiva (FPD), Inácio Bernardo, vincou que o Estado não financia o desporto, mas apenas comparticipa, convidando as instituições desportivas nacionais a encontrarem soluções adicionais junto de parceiros para cobrirem o que falta nos seus orçamentos.

 

A expectativa do Fundo com os acordos rubricados é, segundo Inácio Bernardo, que as federações percebam claramente que é uma comparticipação que o Governo faz.

 

Entretanto, Bernardo reafirmou que o FPD está a busca de alternativas para reforçar o orçamento que lhe é alocado pelo Governo para comparticipar nas actividades do movimento associativo desportivo, lembrando que a alteração do próprio estatuto orgânico do FPD, no ano passado, tem em vista esse objectivo, na perspectiva de rentabilizar cada vez mais a sua capacidade financeira e o património desportivo nacional. Salientou que é com esse objectivo que o Fundo olha para o Estádio Nacional do Zimpeto, bem como ao Parque dos Continuadores e os complexos desportivos de Gondola e Municipal de Pemba.

 

SALVADOR NHANTUMBO

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 19:59
 O que é? |  O que é? | favorito

ben.png

 

O PROJECTO de angariação de sócios para o Benfica de Portugal em Moçambique, mais conhecido pelo slogan Benfica à sua porta”, vai apoiar financeiramente a Associação Amigos de Nyusi (ANYUSI) com vista a implantação dos seus programas de acção social.

 

Para o efeito, foi rubricado na manhã da quinta-feira um memorando de entendimento entre as duas entidades, no qual se prevê que cinco por cento das receitas do “Benfica à sua porta” revertam a favor da ANYUSI.

 

O acordo tem duração de três anos, podendo ser renovado por igual período. Os valores serão canalizados pela ANYUSI às crianças carenciadas, uma das vocações daquela organização.

 

Momentos após o memorando, o coordenador da ANYUSI na cidade de Maputo, Carlos Mourinho, disse que era uma honra para a agremiação que dirige, bem como para os moçambicanos carenciados, pois o apoio do “Benfica à sua porta” trará muitos benefícios.

 

Somos uma instituição de acção social e ficámos sempre honrados quando recebemos apoio para podermos ajudar o próximo. Numa primeira fase queríamos comprar carteiras para as escolas. Já identificámos algumas escolas com este problema. Nos próximos tempos iremos expandir a iniciativa para as restantes províncias. Esta é, sem dúvidas, uma mais-valia e estamos felizes com o gesto”, frisou.

 

O gestor do projecto “Benfica à sua porta”, Assif Sadrudine, disse, por sua vez, que abraçou a ANYUSI por ter percebido que é uma organização com fins filantrópicos, visando melhorar a vida dos próximos. Destacou o facto de o projecto empregar 1100 jovens, 110 por cada província, como uma mais-valia, pois estes eram até então desempregados.

A partir de amanhã (ontem) estes jovens começam a distribuir os kits contendo os produtos do Benfica, em todas as capitais provinciais. Terão seus rendimentos e esperámos empregar mais jovens, pois estamos a trabalhar em coordenação com o Conselho Nacional da Juventude, que nos apoia na identificação de jovens desempregados”, frisou.

 

O “Benfica à sua porta” é um projecto que visa aumentar o número de sócios daquele clube português em Moçambique, Angola e África do Sul.

 

Fonte:Jornal Noticias

 

 

publicado por Vaxko Zakarias às 19:49
 O que é? |  O que é? | favorito
Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
16
17
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO