Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 15 DE Abril 2015

ev.jpg

 

O ESTRELA Vermelha somou a terceira vitória consecutiva no Torneio de Preparação de hóquei em patins, ao golear o Ferroviário por 5-1, em jogo da terceira jornada.

 

O Estrela comanda isolado com nove pontos e bem lançado para conquistar o título. Mas é preciso ressalvar que o Desportivo, que venceu Académica por 2-1, soma seis pontos e continua a depender de si para conquistar o troféu.

 

Na próxima jornada Desportivo e Estrela medem forças. Uma vitória dos “alvi-negros” coloca-os em igualdade pontual com os “alaranjados”, mas se acontecer o inverso o troféu estará entregue aos comandados de Pedro Pimentel.

 

O Torneio de Preparação serve para dar maior rodagem aos atletas que integram os trabalhos da Selecção Nacional, que há mais de um mês se prepara para o Mundial do Grupo “A”, a decorrer em Junho na França.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:30
 O que é? |  O que é? | favorito

BOXE.gif

 

A SELECÇÃO Nacional de Boxe, que de 21 a 26 do mês em curso irá fazer parte do Campeonato Africano da modalidade a nível da Zona IV, a ter lugar na capital da África do Sul, Pretória, está a fazer os últimos acertos rumo àquela competição.

 

A equipa nacional tem vindo a fazer treinos bidiários no Pavilhão do Estrela Vermelha, sob o comando técnico de Lucas Sinóia, seleccionador nacional, aprimorando os aspectos técnico-tácticos e pormenores defensivos.

 

O “Africano” de Pretória vai apurar atletas para os Jogos Africanos, que terão lugar em Brazzaville, na República do Congo, em Setembro, daí que Moçambique encarra esta competição com muitas cautelas e responsabilidade.

 

Aliás, os Jogos Africanos irão servir de trampolim para os Jogos Olímpicos Rio de Janeiro-2016. Assim, os atletas que ocuparem o pódio qualificam-se directamente para a prova continental.

 

Moçambique viaja para a capital da África do Sul com 20 pugilistas, sendo 16 masculinos e quatro femininos, segundo a convocatória da Federação Moçambicana de Boxe (FMBoxe).

 

O objectivo do nosso país é pelo menos levar metade destes pugilistas aos Jogos Africanos e no mínimo um quarto destes para os Jogos Olímpicos do próximo ano.

 

Em 2012, nas Olimpíadas de Londres, Moçambique participou com apenas um pugilista, Juliano Máquina, na categoria dos 49kg.

 

A delegação moçambicana deixa a capital do país domingo, via terrestre, rumo a Pretória, com regresso previsto para uma semana depois.

 

Tomarão parte desta prova, além de Moçambique, a África do Sul, Suazilândia, Lesotho, Botswana, Maurícias e Zimbabwe.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:24
 O que é? |  O que é? | favorito

VOLEI.gif

 

A CIDADE de Maputo irá acolher na sexta-feira e sábado o Torneio de Voleibol de Praia da Zona VI, que serve de qualificação para os Jogos Africanos a decorrer este ano no Congo-Brazaville.

 

Esta decisão saiu do Congresso da Confederação Africana de Voleibol (CAVB) realizado recentemente no Cairo, Egipto. Concorriam, a par de Moçambique, o Malawi e Namíbia. No entanto, pesou para a decisão o facto de a Federação Moçambicana de Voleibol (FMF) ter organizado com sucesso o torneio de apuramento para a fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos, prova ganha em seniores masculinos pela Autoridade Tributária, equipa de Nampula, um feito que acabou também tendo influência nesta escolha.

 

Moçambique deposita enormes esperanças de qualificação para os Jogos Africanos, já que vem demonstrado muita força a nível da Zona VI.

 

Participam na prova as selecções de Moçambique, Angola, Botswana, Lesotho, Zâmbia e Zimbabwe.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:02
 O que é? |  O que é? | favorito

BEIRA.gif

 

O FERROVIÁRIO da Beira recebe esta tarde o seu homónimo de Nacala, em partida em atraso referente à quarta jornada do Campeonato Nacional de Futebol, Moçambola-2015.

 

Marcado para as 15.00 horas, o jogo é de extrema importância para os dois conjuntos. O Ferroviário da Beira, que já assumiu o desejo da luta pelo título, encara o embate como uma oportunidade para se aproximar do pelotão da frente, pelo que tudo fará para sair vitorioso perante o seu público.

 

Já os de Nacala sabem que um triunfo nesta partida pode lhe tirar da zona de despromoção, onde convivem com o Desportivo de Maputo e ENH de Vilankulo, os dois menos bem classificados.

 

No Chiveve o favorito é o Ferroviário da Beira, mas a turma de Nacala já deu provas de ter um grande potencial.

 

Os “locomotivas” da Beira estão em sexto lugar, com seis pontos, com possibilidades de alcançar os nove pontos do seu homónimo de Maputo, que ocupa o segundo lugar. As duas equipas têm um jogo em atraso entre si referente à quinta ronda.

 

O duelo desta tarde será dirigido por António Munguambe, que terá como auxiliares Júlio Muianga e Carlos Manuel. O quarto árbitro é Afonso Xavier.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:56
 O que é? |  O que é? | favorito

O INCOMÁTI de Xinavane perdeu a liderança do Campeonato Provincial de Futebol de Maputo, na sequência da derrota inesperada frente ao estreante Clube dos Amigos por 1-2, em partida da quinta jornada.

 

É a grande surpresa da jornada, considerando que o Incomáti é o principal candidato à conquista do título. Com a vitória, o Clube dos Amigos passa a somar 12 pontos, em primeiro lugar, mais dois que os “açucareiros”.

 

Noutras partidas o Magika derrotou a Maragra por 3-0, naquele que é o resultado mais desnivelado da ronda. O Clube da Manhiça perdeu por uma bola sem resposta na recepção ao Ntumbuluku.

 

O Ngomane empatou com Mozambique a uma bola. A Escola de Sargentos bateu o Desportivo da Matola por 2-0.

 

SURPRESAS NA CAPITAL

 

Dois resultados pouco esperados marcaram o arranque do Campeonato da Cidade de Maputo. O 1.º de Maio derrotou o campeão em título Estrela Vermelha por 2-1 e a Academia Mano-Mano bateu a Académica por uma bola sem concorrência.

 

As Águias Especiais derrotaram o Ferroviário “B” por 2-0. O Matchedje goleou o Vulcano por 3-0.

 

Estes resultados deixam os “militares” na liderança com três pontos, os mesmos do trio 1.º de Maio, Academia Mano-Mano e Águias Especiais.

 

CHÓKWÈ COMANDA EM GAZA

 

Após vitória sobre o Macuácua por uma bola sem resposta, a Associação Desportiva de Chókwè assaltou a liderança do “Provincial’’ de Gaza, com 10 pontos, mas um que o segundo classificado, Ferroviário de Xai-Xai.

 

Os “locomotivas”, por sua vez, derrotaram 3 de Fevereiro por 2-0. Patrice Lumumba bateu o Estrela Vermelha por 1-0. O Ferroviário de Mabalane venceu o Teka Mahala por 2-0 e o Chidenguele não foi para além de um empate na recepção ao Clube de Bilene.

 

TÊXTIL REGRESSA COM UM EMPATE

 

O Têxtil de Púnguè não foi para além de um empate no seu regresso ao Campeonato Provincial de Sofala, depois de ter descido de divisão no Moçambola do ano passado. Os “fabris” empataram a uma bola frente ao Sporting da Beira.

 

Outro regressado, o Estrela Vermelha da Beira, foi mais feliz, ao derrotar o FC Beira por 1-0. O Agressema de Marromeu goleou o Pipeline por 4-1. O Matchedje bateu as Águias do Dondo por 2-0. O resultado mais desnivelado foi conseguido pelo Ferroviário da Beira “B”, que ganhou ao Nhamatanda por 6-0.

 

MONAPO NA FRENTE

 

Em Nampula rodou a terceira ronda do campeonato, marcada pelo adiamento de alguns jogos. O Benfica de Monapo recebeu e venceu o seu homónimo de Nampula por 2-0, passando desta forma a liderar a prova com seis pontos, mais um que a Liga Desportiva também do Monapo.

 

A Casa Issufo derrotou o Clube Onhipiti por 2-1. Malema vergou o Clube de Angoche por 4-2 e a Liga Desportiva de Monapo não foi para além de um nulo na recepção ao Sporting de Nampula. O resultado custou a liderança à equipa de Monapo.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:52
 O que é? |  O que é? | favorito

tenistas.jpg

 

 

 

A TRIPLA moçambicana constituída por Cláudia Sumaia, Marieta Nhamitambo e Ilga João sucumbiu ontem na estreia com Macedónia no Grupo “D” da Fed Cup, em Montenegro, um torneio de “grand slam” para o qual Moçambique participa pela primeira vez na história do ténis mundial depois que se tornou membro de pleno direito da Federação Internacional da modalidade (ITF) em 2012.

 

Numa série onde está igualmente Namíbia e Moldóvia, a equipa nacional, acompanhada pela “capitã” Cláudia Bulha, perdeu nos primeiros dois jogos em singulares e não resistiu também na partida de pares, sucumbindo com o agregado de 3-0.

 

A equipa de todos nós volta a entrar em acção hoje frente a Moldóvia. De salientar que são quatro grupos que disputam o acesso às meias-finais, sendo que transita em cada série um país.

 

A expectativa moçambicana é de conseguir uma participação que dignifique o país, o que passa por ganhar alguns jogos desta fase preliminar.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:27
 O que é? |  O que é? | favorito
tags:
Terça-feira, 14 DE Abril 2015

 

 

NATACAO.gif

 

O CLUBE de Natação Golfinhos de Maputo conquistou a 25.ª Torneio Internacional Joaquim Chissano, prova que teve lugar no fim-de-semana na Piscina Olímpica do Zimpeto, com a participação de oito clubes nacionais e um misto da Suazilândia.

 

A prova marcou o regresso do Golfinhos ao trono da natação, depois de alguns anos em que o rival Tubarões vinha-se impondo, conquistando títulos atrás de títulos.

 

O Tubarões ficou em segundo lugar da tabela geral, ficando o pódio completo com Ferroviário da Beira, de uma competição disputada em ambos os sexos.

 

Por género, o Tubarões foi campeão em masculinos, seguido de Golfinhos e Ferroviário da Beira, segundo e terceiro classificados, respectivamente.

 

Em femininos, a hegemonia foi do Golfinhos. O segundo lugar foi para o Ferroviário de Maputo e o pódio foi completado pelo Ferroviário da Beira.

 

Em termos individuais, o destaque foi para Valdo Lourenço, Jalik Tavares, Mário Aliang e Justino Pale, Anyka Tavares (Golfinhos). Domingas Muanheze, do Ferroviário de Maputo.

 

Denilson das Costa, Ahllan Bique, Géssica Stagno, Jéssica Francisco, Gizela Cossa, Edilson Paco, Valentim da Costa (Tubarões). Do Ferroviário da Beira destacaram-se Juneid Cane, Rúben Frio e Layla Taquidir.

Pelo Naval brilharam Kaio Faftine e Carlos Teresa.

 

A competição decorreu em três jornadas, sendo que duas no sábado, uma de manhã e outra no período de tarde. A terceira e última jornada teve lugar na manhã de domingo.

 

A prova teve uma organização conjunta da Associação de Natação da Cidade de Maputo e a Federação Moçambicana da modalidade, tendo contado com a participação de nove clubes, nomeadamente o Ferroviário, Desportivo, Golfinhos, Tubarões, Nguenhas e Naval, em representação da capital do país.

 

 Das províncias estiveram os Ferroviários da Beira e de Nampula, sendo que do estrangeiro se destaca a participação de um misto da Suazilândia.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:01
 O que é? |  O que é? | favorito

HOQUEI.gif

 

DECORREU na manhã de sábado um torneio de hóquei em patins a nível de escolas de formação com o pavilhão do Estrela a registar uma boa moldura humana.

 

Durante pouco mais de quatro horas, os espectadores testemunharam ao surgimento de novos talentos. Houve jogadas e golos de belo efeito. É necessário que haja o devido acompanhamento e apoio de cada um dos fazedores da modalidade para que esses talentos continuem a evoluir a cada jogo e que outros craques de palmo e meio possam emergir.

 

Houve ainda um jogo de hóquei feminino que vai ganhando cada vez mais aderência.

 

Fonte:Jornal Noticias

 

publicado por Vaxko Zakarias às 10:52
 O que é? |  O que é? | favorito

BASQUETE-6.gif

 

LUTA titânica no Campeonato de Basquetebol da Cidade de Maputo entre o Ferroviário e o Desportivo pelo trono. Na dupla jornada do fim-de-semana a batalha ficou ainda mais vincada, com as duas formações a traduzirem em vitórias os seus embates, deixando tudo à estaca zero, empate na pontuação, 23 cada com a vantagem para os “locomotivas’’.

 

Na sexta-feira, a contar para a 11.ª jornada, o Ferroviário mediu forças com o Costa do Sol a quem venceu por 61-46. Foi uma partida difícil, na qual a experiência dos “locomotivas” teve que vir ao de cima nos minutos cruciais do encontro para acabar com a resistência “canarinha”.

 

Na mesma noite, o Desportivo vergava o Aeroporto, por 93-39. A UP “A” derrotou a A Politécnica por 56-50 e o Maxaquene bateu a UP “B”’ por concludentes 80-36.

 

No sábado rodou a 12.ª ronda, os “locomotivas” bateram copiosamente o Aeroporto, por 130-43. Os “alvi-negros” derrotaram a UP “B”’, por 83-43, mantendo a perseguição ao líder. O Costa do Sol impôs-se frente a A Politécnica, por 80-65 e a UP “A” bateu o Maxaquene por escasso três pontos de diferença, 70-67.

 

Em femininos, rodou a oitava jornada, na qual o destaque vai para a vitória do Costa do Sol diante do Desportivo, por 110-14.

 

No jogo ficaram à vista as fragilidades das “alvi-negras’’. O Ferroviário derrotou a Politécnica, por 55-50 e o Maxaquene suplantou a UP, por 57-42.

 

A prova é liderada pelo Ferroviário com 16 pontos, mais dois que o segundo classificado, Costa do Sol.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:40
 O que é? |  O que é? | favorito

ERROS crassos da equipa de arbitragem que ajuizou o jogo entre ENH de Vilankulo e Clube de Chibuto ditaram o empate a zero.

 

Aos seis minutos Gonçalves, na marcação de um livre, leva a bola a “furar” as redes da baliza a guarda de Zacarias e resvala para além do campo. Célio Mugabe, primeiro árbitro auxiliar que acompanhava o ataque dos donos da casa, indica para um fora-de-jogo quando se festejava golo dentro e fora do campo.

 

Embora se tenha mostrado algo arrependido pelo sucedido e perante os protestos dos jogadores locais que cercaram o fiscal, o árbitro manteve-se firme não mais alterou a sua posição.

 

O jogo prosseguiu com a ENH na mó de cima e aos 19 minutos mais um erro da arbitragem. Machava é travado em falta na grande com Célio Mugabe a fazer vista grossa. Neste lance, o atacante ficou maltratado e precisou de assistência da equipa médica.

 

Na segunda parte, houve menos casos polémicos e começa com António a ficar perto do golo. Insatisfeito com a produção, Eurico da Conceição fez mexidas que entretanto não surtiram efeitos desejados. Na tentativa de ganhar a todo o custo, colocou o central Hilário à ponta de lança e Gonçalves, médio-volante, passou também para o ataque, deixando o seu lugar entregue a Matlombe.

 

Se o técnico da ENH baralhava tudo, o mister do Chibuto, Victor Urbano, mandou baixar as linhas para conter o ímpeto atacante dos donos da casa. Esta estratégia valeu a pena, já que os “guerreiros” levaram um ponto para casa.

 

O jogo terminou sem abertura de contagem muito por culpa do árbitro que invalidou um golo da ENH e negou a marcação de uma grande penalidade a favor dos visitantes.

 

FICHA TÉCNICA  

 

ARBITRO: Sérgio Rumbana, auxiliado por Célio Mugabe e Carlos Mussane. Quarto árbitro foi Castro Azarias.

 

ENH:Abdul, Moses, Ali Cadre, Filipe e Sérgio, (António) Eunísio, Abílio, Gonçalves e Kuigongo, Jorge (Matlombe) e Eurico, (Hilário).

 

CHIBUTO: Zacarias, Nhabanga, Omar, Duda, Chaguala; Narciso, Palatão, (Adebayor) Jossias, Cedric, (Luís) Machava (Lelo) e Johane.

 

ACÇÃO DISCIPLINAR:Cartão amarelo para Abílio da ENH e Nhabanga e Omar do Chibuto.

 

VICTORINO XAVIER

 

ENH EMPATA E CONTINUA EM ÚLTIMO

 

A VIDA continua difícil para a ENH de Vilankulo na sua estreia no Moçambola, particularmente no que às contas da manutenção diz respeito. Depois da goleada sofrida semana passada diante do Ferroviário de Maputo, na Machava, os “hidrocarbonetos’’ não conseguiram superar o Chibuto em casa, um adversário do seu ‘’campeonato’’.

 

O empate sem golos diante dos ‘’guerreiros’’ mantém o representante de Inhambane em último lugar, com apenas quatro pontos, os mesmos do Desportivo de Maputo e Ferroviário de Nacala.

 

Entretato, o campeonato é liderado pelo Maxaquene com 12 pontos, mais um que a Liga Desportiva de Maputo, segundo classificado. O Ferroviário de Maputo, não obstante ter menos um jogo, aparece me terceiro com nove pontos, mas com possibilidade de colar-se ao Maxaquene se vencer na recepção ao seu homónimo da Beira, próxima semana.

 

A VIDA continua difícil para a ENH de Vilankulo na sua estreia no Moçambola, particularmente no que às contas da manutenção diz respeito. Depois da goleada sofrida semana passada diante do Ferroviário de Maputo, na Machava, os “hidrocarbonetos’’ não conseguiram superar o Chibuto em casa, um adversário do seu ‘’campeonato’’. O empate sem golos diante dos ‘’guerreiros’’ mantém o representante de Inhambane em último lugar, com apenas quatro pontos, os mesmos do Desportivo de Maputo e Ferroviário de Nacala.

 

Entretato, o campeonato é liderado pelo Maxaquene com 12 pontos, mais um que a Liga Desportiva de Maputo, segundo classificado. O Ferroviário de Maputo, não obstante ter menos um jogo, aparece me terceiro com nove pontos, mas com possibilidade de colar-se ao Maxaquene se vencer na recepção ao seu homónimo da Beira, próxima semana.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:32
 O que é? |  O que é? | favorito
Abril 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO