Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 27 DE Novembro 2014

O TÉNIS espera uma melhorar a classificação e ganhar medalhas, diferentemente do que aconteceu há dois anos em que não logramos vencer nenhuma. Desta vez vamos com quatro tenistas, dois para cada sexo.

 

Temos saudades do nosso desempenho nos Jogos de 2010, na Suazilândia, onde ganhámos medalhas. Trabalhamos duas vezes ao dia para não perdermos o ritmo e refrescar continuadamente a equipa. Os seleccionados estão muito bem entrosados”, afiançou.

 

 

Fonte: Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:54
 O que é? |  O que é? | favorito

 

ESTAMOS a trabalhar para resultados, sobretudo para fazermos melhor que o segundo lugar que conseguimos nos jogos de há dois anos. Queremos, por outro lado, começar a traçar o futuro da selecção principal através destas miúdas.

 

Queremos potenciá-las física e tecnicamente. Neste momento trabalhámos com 14 jogadoras, mas apenas 12 vão a Bulawayo. Temos vindo a trabalhar no campo do Ferroviário de Maputo das 18 às 20 horas todos os dias e ao longo desta semana temos vindo a fazer jogos de controlo.”

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:50
 O que é? |  O que é? | favorito

NO atletismo adaptado, o trabalho não pára e está virado à conquista de mais medalhas. Queremos aumentar as medalhas de ouro nesta edição. Levámos 10 atletas, sendo cinco para cada sexo, e apostamos numa medalha de ouro por cada corredor.

 

As especialidades são T-11, 12 e T-13. Queremos ir ao pódio e melhorar a performance de Lusaka, para além de superar o que fizemos nos Jogos da CPLP, em Angola, este ano”, revigorou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:54
 O que é? |  O que é? | favorito

A Selecção Nacional de Basquetebol está bem, a trabalhar afincadamente há dois meses, com treinos bidiários. Embora haja problemas de campos, não cruzamos os braços e estamos a trabalhar para a revalidação do título conquistado há dois anos na Zâmbia.

 

 

Nos jogos de controlo que temos vindo a realizar constatámos que os jogadores estão num bom momento de forma, por isso estamos esperançosos num bom desempenho deles. O nosso foco é o título”, reforçou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:48
 O que é? |  O que é? | favorito
Quarta-feira, 26 DE Novembro 2014

O CAMPO principal de futebol do Clube Ferroviário de Quelimane transformou-se numa infra-estrutura imponente, moderna e magnífica mercê da colocação da relva sintética e reabilitação de parte significativa das suas componentes.

 

 

 

A reabilitação e colocação da relva sintética, segundo o vice-presidente da Federação Moçambicana de Futebol, António Chambal, resultou de uma doação de mais de 500 milhões de meticais da Federação Internacional de Futebol Amador (FIFA) com vista a conferir a província da Zambézia de um campo moderno com condições e padrões internacionais.

 

 

 

António Chambal, que falava há dias em Quelimane no acto que marcou a entrega do campo por parte da empreitada, afirmou que só com infra-estruturas modernas, reabilitadas e apetrechadas é possível desenvolver o futebol.

 

 

Ter uma relva sintética hoje é muito importante porque é o modelo de infra-estruturas que existem a nível mundial e não tem tempo limite de utilização, contrariamente à relva natural. Por isso, Zambézia tem um ganho extremamente importante”, disse António Chambal, para quem a infra-estrutura está ainda no período de garantia, podendo nos próximos tempos ser feito um trabalho de levantamento para identificar possíveis falhas que tenham existido para consequente correcção.

 

 

Chambal afirmou, na ocasião, que a Federação Moçambicana de Futebol vai dentro dos próximos dias comunicar ao organismo internacional a conclusão da obra para possível vistoria para depois se seguir a preparação da cerimónia de inauguração oficial. Antes disso, segundo Chambal, a FMF vai entregar primeiro ao Governo provincial da Zambézia para de seguida este devolver ao dono, neste caso o Clube Ferroviário de Quelimane, depois de completamente reabilitado.

 

 

O nosso maior desejo era ter em cada um dos distritos deste nosso país um campo como este para impulsionar o futebol, mas há uma forte limitação de recursos e, na medida do possível, vamos fazendo mais alguma coisa”, disse António Chambal, para quem a direcção do Ferroviário de Quelimane facilitou todo o trabalho.Todavia, afirmou que aspectos como, por exemplo, os balneários, cobertura da tribuna de honra, entre outros serão concluídos nos próximos dias.

 

 

Entretanto, o director provincial da Juventude e Desportos, Johane Muabsa, presente no dia da entrega, disse que há toda a necessidade de a empreitada concluir a reabilitação dos balneários, cobertura da tribuna de honra, sala de imprensa e melhorar algumas bancadas para que na próxima época, tanto os clubes que militam no “Provincial” como no Moçambola desfrutem de melhores condições de trabalho.

 

 

Segundo ainda Muabsa, para a cerimónia oficial de inauguração, ainda sem datas, o Governo provincial da Zambézia propôs à FMF a realização de um jogo amistoso entre a Selecção Nacional de Futebol os “Mambas” e a sua congénere ou do Malawi ou do Zimbabwe.

 

 

Com a entrega daquele campo, a cidade de Quelimane passa, a partir deste ano, a contar com dois recintos para jogos oficiais do Moçambola. Ainda este ano, o Governo provincial da Zambézia investiu na reabilitação do campo do Sporting de Quelimane para acolher partidas do Moçambola.

 

 

O campo do Ferroviário de Quelimane ora reabilitado tinha dimensões maiores, mas depois da colocação da relva sintética se ajustou às dimensões internacionais. As altercações ocorreram também a nível dos bancos técnicos; passando a ficar do lado da tribuna de honra e não próximo da cabine dos árbitros e imprensa como vinha acontecendo. A entrega daquela infra-estrutura foi efusivamente saudado pelos desportistas da província da Zambézia, mas não deixaram de reclamar a necessidade da construção de um Estádio Municipal na Cidade de Quelimane.

 

 

 

JOCAS ACHAR

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 14:28
 O que é? |  O que é? | favorito

O ANTIGO internacional moçambicano, Jorge Vulande, mais conhecido por Mavó nos meandros desportivos, afirma estar em franca recuperação depois de um aparatoso acidente de viação que sofreu a 26 de Abril de 2013, que o deixou à beira da morte.

 

 

 

 

Mavó sofreu acidente durante a viagem para a cidade da Beira onde ia tratar de assuntos familiares. Tudo aconteceu depois do rio Save, quando este perdeu o controlo da viatura em que se fazia transportar, tendo fracturado as duas pernas.

 

 

Hoje, Mavó já não precisa de muletas para se movimentar. Diz estar a recuperar bem, embora ainda coxeie e as sequelas do desastre sejam notórias. Num encontro de cortesia com o “Notícias”, no Estádio Nacional do Zimpeto, o antigo jogador do Ferroviário de Maputo, Costa do Sol, Chingale, HCB, entre outros, e da Selecção Nacional vincou que mesmo lenta a recuperação está acontecendo.

 

 

Agora me sinto bem. A recuperação está sendo lenta, mas ela vai acontecendo sem sobressaltos. Tiveram que introduzir dois ferros nas pernas, fiquei muito tempo de cama sem fazer nada, mas agora já consigo me movimentar”, disse.

 

 

Com uma lágrima no canto do olho, Mavó afirma que não chegou a ter e nem está a ter nenhum apoio. Pura e simplesmente teve que aguentar sozinho e com algum apoio familiar durante estes dois anos que nada faz para lhe render dinheiro.

 

 

Custeei pessoalmente todas as despesas, nenhum dos clubes onde joguei se aproximou para prestar algum auxílio. Mas dou graças a Deus porque a qualquer momento irei voltar ao convívio normal. Os médicos garantem que irei estar apto daqui a pouco”, explica.Mavó disse ainda que depois de “pendurar as chuteiras” tirou curso de treinador, tendo neste momento o nível II, mas ainda não teve oportunidade de mostrar os seus dotes de treinamento.

 

 

Tenho tentando emprego nalguns clubes, mas ainda não tive respostas das cartas que lá as meti. O Ferroviário, um dos clubes onde mais joguei, não se mostrou aberto para me receber”, avançou.

 

 

Durante a sua carreira, Mavó foi conhecido por seus arranques repentinos, mesmo com poucos espaços. Veloz, era um jogador de técnica apurada e municiador do jogo ofensivo, com uma forma peculiar de fazer remates à meia distância, que lhe conferiram muitos golaços.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 14:20
 O que é? |  O que é? | favorito

OS treinadores nacionais andam revoltados com a Federação Moçambicana de Futebol (FMF). Em causa está o adiamento do curso de nível A que devia ter acontecido de 11 a 25 deste mês na Academia Mário Coluna, na Namaacha. Os técnicos recusaram-se fazer o curso, alegadamente por falta de condições condignas para o efeito, sobretudo no capítulo de alojamento.

 

 

Segundo eles, a FMF quis hospedá-los em condições inóspitas (dormindo em beliches) num dos salões de reunião da Academia da Namaacha, durante 15 dias do curso. Como consequência, nenhum técnico admitiu aquelas condições, sendo que a FMF não teve outra saída senão adiar o curso chancelado pela Confederação Africana de Futebol (CAF), com o financiamento da FIFA.

 

 

Ao todo eram 28 técnicos moçambicanos, que deviam beneficiar deste curso, todos com o nível B, sendo que a partir desta capacitação passariam a ter o nível A, o mais alto. Para o curso, cada treinador havia pago 10.500 meticais como taxa de participação, verba que iria suportar as despesas dos materiais didácticos, de higiene e limpeza, alimentação e subsídios aos instrutores. O transporte é da responsabilidade da FMF.

 

 

LOGÍSTICA FORÇOU ADIAMENTO

 

 

De acordo com o director-técnico da FMF, Abdul Abdula, o adiamento do curso deveu-se à falta de condições logísticas, sobretudo aos problemas no alojamento dos treinadores. Segundo o dirigente, a Academia Mário Coluna possui sete casas, quatro em boas condições e outras três em estado crítico. Destas quatro casas em condições, três estão ocupadas pelos técnicos que trabalham naquele empreendimento desportivo e apenas uma é que está livre.

 

 

O mais grave é que os funcionários afectos na Academia não aceitam partilhar a mesma casa, e o gabinete técnico da FMF, segundo Abdula, não tem como os demover, pois não se envolve em problemas patrimoniais. “Estas sete casas se estivessem em condições e desocupadas, podíamos ter feito o curso sem problemas, pois podem albergar 28 pessoas. E nós quando fomos ao curso só tínhamos uma casa disponível que pode alojar quatro a seis pessoas, sendo que aos restantes treinadores sugerimos que dormissem num salão, nos beliches, o que declinaram”, explicou.

 

 

Continuou, dizendo que “entendo o por quê negaram, até porque têm toda razão. Reconheço que não é muito digno para eles. Também sou defensor de boas condições de hospedagem sempre que há curso do género, mas infelizmente não temos recursos. Já estive em academias financiadas pela FIFA, como é o caso de Portugal, Holanda, Alemanha e outros países, onde, de facto, as condições são outras. No Hotel Chissaca, ao lado da Academia por cada quarto, simples ou duplo, devíamos pagar três mil meticais e vezes 28 pessoas por 15 dias é muito dinheiro, não iríamos suportar. O que posso dizer é que neste tipo de situação, a FMF podia ser ajudada ou pelo ministério da tutela ou por outras entidades para minimizar os custos. Para este curso, há fundos da FIFA, mas não são destinados só para a formação de treinadores, são também para muitas outras actividades. Em relação à Academia, penso que o director da instituição devia fazer algum esforço no sentido de se montar casas pré-fabricadas e colocar as que já existem em boas condições”, atirou.

 

 

CAF ENTENDEU A SITUAÇÃO

 

 

Segundo Abdul Abdula, a CAF não reagiu negativamente ao adiamento do curso, entendeu as dificuldades da FMF, mas lamentou o facto de o instrutor ter vindo a Moçambique em vão. “Foi transtornante para todos. A CAF lamentou sobretudo pelo facto de o instrutor ter saído do seu país para se deparar com uma situação como esta. E nós tivemos que pagar uma diária de mil randes a ele, a hospedagem no Hotel Chissaca, alimentação e transporte de regresso à sua terra (Suazilândia) e, felizmente, ele compreendeu”, disse.

 

 

O nosso apelo vai aos treinadores que deviam entender esta situação. Eles têm toda a razão, mas não deviam falar deste assunto nas redes sociais, isso é feio”, lamenta. Abdula garantiu, por outro lado, que o curso será realizado em Novembro do próximo ano, por um período de 30 dias. “Já não é possível este ano ou no início do próximo, dado que quase todos os técnicos inscritos têm compromissos com os seus clubes em diferentes provas”.

publicado por Vaxko Zakarias às 13:56
 O que é? |  O que é? | favorito
9ª Jornada(e adiantadas):
Domingo, dia 23 de Novembro de 2014:
BENFICA DE   LAULANE                            02     CLUBE FEMININO DA MATOLA          00       
 
Adiantadas(para 10ª Jornada):
Sabado, dia 22 de Novembro de 2014:
CLUBE  DESPORTIVO  COCORICOO        00     COSTA  DO  SOL                                      02 
 
                                                CLASSIFICAÇÃO  ACTUALIZADA:

                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

  
POSIÇÃO
EQUIPA
J
V
E
D
GM
GS
DG
PTS
CD   DA                    COSTA DO SOL
11
08
02
01
26
10
16
26
AF  CLUBE    FEMININO  DA  MATOLA
11
05
03
03
20
14
10
18
ACADEMIA    MILITAR  FUTEBOL  CLUBE
09
05
01
03
13
09
04
16
SPORT   LAULANE  E  BENFICA
12
03
05
04
22
22
-00
14
CLUBE  DESPORTIVO  COCO RICOÓ
10
04
02
04
11
17
-06
14
CLUBE  DESPORTIVO  ABC
11
04
01
06
17
18
-01
13
UNIÃO DESPORTIVA  DE LICHINGA
10
03
02
05
10
12
-02
11
CLUBE DE DESPORTOS DE MUELÉ
10
02
00
08
06
21
-15
06
 
 
PROXIMOS  JOGOS:
 
11ª JORNADA

                                                                                  

  
DATA
H
JOGO
CAMPO
42
DOMINGO
30
15H00
UD  Lichinga      Vs       Academ. Militar
Municioap 1º de Maio
43
SABADO
29
15H00
Costa  do Sol   Vs    AFCF    da  Matola 
Costa do Sol
44
DOMINGO
30
15H00
Cocoricoo       Vs   ABC de  Quelimane
Estrela Vermelha da Beira
publicado por Vaxko Zakarias às 10:46
 O que é? |  O que é? | favorito
Terça-feira, 25 DE Novembro 2014

MALHANGALENE e Maxaquene sagraram-se, domingo, campeões de andebol a nível da cidade de Maputo de seniores masculinos e femininos, respectivamente, ao triunfarem nas finais decorridas no Pavilhão da Munhuana.

 

 

 

Malhangalene alcançou um triunfo folgado, vencendo o Costa do Sol, por 32-14. Não foi, como reflecte o resultado, uma final envolvente, muito menos enérgica como se esperava. Os “canarinhos”, que partiam para esta final motivados depois de eliminarem o Maxaquene nas meias-finais, não conseguiram travar o ímpeto ofensivo do seu opositor. Ao intervalo registava-se uma vitória da Malhagalene, por 22-10, o que já fazia antever um triunfo por uma margem alucinante. Yuri Linda foi o melhor marcador com oito golos.

 

 

À semelhança da final de masculinos, a de femininos foi ainda mais surpreendente dada a vitória esmagadora do Maxaquene sobre o Matchedje, por 30-13. Ninguém esperava no final deste desafio que as “tricolores” vencessem por uma vantagem de 17 golos, se se atender que estes embates têm sido marcados pelo equilíbrio.No entanto, a ausência de algumas jogadoras chaves na turma “militar” precipitou a derrocada das comandadas de Zécks, que ao intervalo já perdiam por 20-12. Eura Muianga foi a melhor marcadora com seis golos.

 

 

No jogo de apuramento do terceiro classificado, o Maxaquene beneficiou-se da falta de comparência do Clube de Boane para subir ao pódio em masculinos, enquanto a Faculdade de Educação Física bateu VBD Sport, por 31-20, em femininos.Refira-se que no próximo fim-de-semana se realizam as finais da Taça Maputo.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:42
 O que é? |  O que é? | favorito

ALBERTO Mamba, um dos melhores corredores moçambicanos da actualidade, foi o grande vencedor da nona edição da corrida Millenium bim que decorreu no passado sábado na capital do país.

 

 

 

Mais do que vencer a corrida, Mamba conseguiu revalidar o título e bater um recorde com o tempo de 39 minutos e cinco segundos na categoria de federados masculinos num percurso de 13 quilómetros.

 

 

Com o triunfo, Mamba recebeu um prémio de 28 mil meticais, dos quais 10 mil como bónus da revalidação. No ano passado, o corredor venceu com o tempo de 39 minutos e 29 segundos.Em femininos federados, o título foi para Naira Zunguene, que também repetiu a façanha do ano passado.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:22
 O que é? |  O que é? | favorito
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
15
16
22
23
24
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO