Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 23 DE Janeiro 2014

A EQUIPA principal de futebol do Clube dos Desportos da Costa do Sol apresenta-se à sua massa associativa no próximo dia 2 de Fevereiro, nas suas instalações, acto que será seguido de uma partida amigável contra uma formação estrangeira.

 

 

O adversário dos “canarinhos” na apresentação, de acordo com um dirigente do clube, deverá vir da Suazilândia ou África do Sul, sendo que as equipas seleccionadas nestes dois países vizinhos já aceitaram o convite, faltando a opção por parte do Costa do Sol.

 

 

O Costa do Sol deixa hoje a vila fronteiriça da Namaacha onde esteve a cumprir um estágio pré-competitivo de 10 dias, no qual realizou algumas partidas de carácter amigável. Amanhã, sexta-feira, os “canarinhos” regressam ao estágio, desta feita, na África do Sul.

 

 

Sabe-se que os treinados de Arnaldo Salvado irão estagiar primeiro na cidade de Nelspruit e depois em Joanesburgo, sendo que o regresso está previsto para 1 de Fevereiro, na véspera da apresentação oficial.

 

 

De acordo com Garrido Jeremias, director executivo da colectividade, tudo está sendo feito para que o Costa do Sol reconquiste o título. “Estamos a preparar a época com maior cuidado possível. O nosso objectivo, como sempre, é lutar pelo título que infelizmente nos últimos anos nos tem fugido. Queremos mudar alguma coisa na forma de ser e estar. Estamos de jejum há muito tempo”, frisou.

 

 

A fonte foi mais longe ajuntando que “os nossos mais directos adversários reforçaram-se à altura das exigências das provas que se avizinham. Têm jogadores de grande craveira e não podemos ficar ao lado disso. Temos de nos arrumar também”, sublinhou.

 

 

Em relação ao número de reforços, o nosso interlocutor revelou que o Costa do Sol assegurou oito novos jogadores até ao momento, mas ainda está tudo aberto para mais entradas.

 

 

São reforços os defesas James, Campira e Moses (ambos ex-Maxaquene), Obed Machava (ex-Académica), médio centro malawiano Kayira Chamando (Bullet FC do Malawi), avançado malawiano Zakaza (ex-FC de Cape Town) e mais dois juniores que deverão ser promovidos por Arnaldo Salvado.Deixam de fazer também parte do plantel os avançados Masha (zambiano) e Themba (sul-africano); os médios Rivaldo, Tchaka e Nelson; os defesas Gildo e Mayunda e o guarda-redes Guirrugo. 

 

 

Para esta temporada o clube terá cinco jogadores estrangeiros, por sinal o número máximo de expatriados admitidos por lei.Dos reforços alguns são juniores promovidos e os restantes conseguidos no mercado.Refira-se que o Costa do Sol é o clube mais troféus no país, com nove campeonatos ganhos e 11 Taças de Moçambique.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:52
 O que é? |  O que é? | favorito

A DESORGANIZAÇÃO e a alegada prepotência do presidente da Federação Moçambicana de Andebol (FMAND), Alberto Graziano, podem estar por detrás dos sucessivos adiamentos dos “Nacionais” de andebol referentes à época desportiva 2013.

 

Segundo uma fonte da FMAND, o presidente daquela agremiação quer fazer tudo sozinho, não dando espaço aos restantes membros do seu elenco, situação agravada com o facto de não aceitar a opinião dos outros.

 

No entanto, reagindo as acusações que lhe são feitas, Alberto Graziano confirma não haver datas para realização dos “Nacionais” e que tudo estará definido depois de conhecida a província que sediará as provas.

 

 “Estamos a trabalhar no assunto. Não sabemos ainda quando e onde iremos realizar os “Nacionais”. Temos de lançar um concurso para vermos qual é a província que se candidata”, explicou ao nosso jornal Graziano.

 

Só depois de sabermos qual é a província que vai acolher os campeonatos nacionais é que teremos as datas. Vamos decidir nessa altura, por enquanto estamos a trabalhar no assunto”, insistiu Graziano.

 

O facto é que desde a ascensão ao cargo de presidente da FMAND nos meados do ano passado, Graziano ainda não moveu uma “palha”. Ou seja, de lá até ao momento a instituição que dirige ainda não realizou qualquer prova e as selecções nacionais estão paradas.

 

A última vez que Moçambique competiu foi no Campeonato Africano que teve lugar em Djibuti, na altura a FMAND era dirigida por outro elenco. Esta situação está a colocar a liderança de Alberto Graziano em causa, com alguns companheiros seus a questionarem o seu desempenho nos bastidores.

 

De realçar que no ano passado os “Nacionais” deviam ter acontecido em Chimoio no início de Dezembro, mas Alberto Graziano adiou a competição na altura alegando a tensão político-militar. Na mesma altura aventou-se a hipótese de transferir a prova para a capital do país, mas debalde.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

 

 

 

publicado por Vaxko Zakarias às 12:44
 O que é? |  O que é? | favorito

TEM lugar no final da tarde de hoje (17.00 horas) uma palestra na Faculdade de Medicina da Universidade Eduardo Mondlane, na qual evocar-se-á a vida e obra do luso-moçambicano Eusébio da Silva Ferreira, falecido há pouco mais de duas semanas em Lisboa.

 

 

Segundo Filipe Cabral, coordenador da iniciativa, estão convidados estudantes, docentes e o público em geral para assistirem a palestra.

 

 

Ainda em memória daquele que é consensualmente o melhor jogador que Moçambique o viu nascer, será organizado, no sábado, um jogo, no campo do Costa do Sol, denominado Seis Horas de Futebol, por sinal dia em que o “Pantera Negra” completaria 72 anos.A iniciativa da homenagem a Eusébio é dos desportistas em parceira com Associação de Futebol da Cidade de Maputo.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:32
 O que é? |  O que é? | favorito

DEZENAS de adeptos do Ferroviário de Maputo aplaudiram de pé o internacional moçambicano Gabito quando este foi anunciado por Palma Pinto, porta-voz da colectividade, como novo reforço.

 

Foi o momento mais alto da cerimónia de apresentação dos “locomotivas” realizada na manhã de ontem no campo da baixa.

 

O nome do defesa central há muito que era comentado como reforço, mas ainda não tinha sido apresentado publicamente com a camisola dos “locomotivas”. Confirma-se assim a troca das cores tricolores pelo verde-e-branco naquela que foi a transferência mais inesperada e comentada até ao momento.

 

 

Para além de Gabito, foram apresentados mais nove novos atletas. Trata-se dos guarda-redes Mpoya (ex-Têxtil do Púnguè) e Leonel (ex-Estrela Vermelha); médios: Mupoga, Timbe (ex-Ferroviário da Beira), Aurito (ex-HCB), Tchitcho II (ex-Sporting de Quelimane), Belo (ex-Clube do Chibuto) e o avançado zimbabweano Chitalu (ex-Power Dynamos).

 

 

Ainda na lista de jogadores que representarão o Ferroviário é de realçar Ramos, Edmilson, Major, jovens talentos que ascenderam dos juniores à equipa sénior, e os regressos de quatro jovens que estavam emprestados: Calton Parruque (Desportivo), Manucho (Têxtil do Púnguè), Bill (Desportivo de Nacala) e Nelson (Académica).  

Como se pode depreender, a direcção apostou muito na contratação de médios, um sector que denotou muitas fragilidades na época passada. O ataque é também uma das linhas que mereceu duras críticas no ano passado, pelo que as portas continuam abertas à entrada de novos jogadores, conforme referiu Palma Pinto na conferência de imprensa que se seguiu à apresentação das novas caras.

 

Da época passada transitam 17 jogadores. Estes foram igualmente apresentados e a julgar pelos aplausos ficou assente que a nova jóia da coroa é o internacional moçambicano Diogo. Terá conquistado muitos fãs com a belíssima prestação no CAN Interno, onde apontou dois golos. Com mais quatro anos de contrato, o médio é o principal “reforço” dos locomotivas para este ano, que não descartaram a hipótese de este vir a deixar a equipa caso surja uma proposta irrecusável. Danito Parruque, Whisky e Luís, os mais experientes no plantel, também foram acarinhados pela massa associativa e adeptos.

 

Eis a lista completa dos jogadores que jogaram na época passada e que continuam a merecer a confiança da equipa técnica: Pinto e Germano (guarda-redes); Chico, Mabucho, Salomon, Jeitoso (defesas); Innocent, Diogo, Barrigana, Andro, Whisky, Tchitcho I, David, Danito Parruque (médios); Sankhanie e Luís (avançados).

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:57
 O que é? |  O que é? | favorito

PROVOCOU enorme espanto, em particular no seio dos “mass media”, a não apresentação de Victor Pontes como treinador do Ferroviário de Maputo. Ao contrário do que se difundiu nos mais prestigiados e credíveis órgãos de informação do país, o técnico português ainda não tem nada acertado com os “locomotivas”, sendo apenas um dos muitos treinadores, onde constam um espanhol e brasileiro, em análise pela direcção para dirigir os destinos da equipa, segundo esclareceu Palma Pinto. “Victor Pontes é um dos nomes que estamos a avaliar. Como ele há outros treinadores, cujos nomes não podemos avançar para não atrapalhar as negociações, mas nos próximos dias deverá ser anunciado”, afirmou.

 

Enquanto a direcção não acerta a vinda de um técnico estrangeiro, a aposta continuará a residir num homem da casa, Danito Nhamposse, que na época passada “pegou” na equipa a meio do Campeonato Nacional. Aliás, Palma Pinto não descartou a hipótese de Danito vir a ser escolhido como treinador principal caso não se chegue a acordo com um estrangeiro. “Porquê não Danito Nhamposse? Ele orientou a equipa no ano passado e mostrou ter qualidade para o fazer”, comentou.

Danito Nhamposse vai trabalhar com Victor Magaia, seu adjunto, que se irá encarregar da preparação dos guarda-redes

 

JOGOS DE CONTROLO NA NAMAACHA

 

O FERROVIÁRIO já trabalha, desde a semana passada, a todo o gás no seu campo da baixa e até ao dia 26 do mês em curso, ou seja próximo domingo, continuará a efectuar sessões de apuramento físico naquele recinto desportivo.

 

A segunda fase de preparação arranca no dia 27, segunda-feira, com a partida para a vila da Namaacha, local escolhido para dar continuidade para aprimorar a componente física e dar início aos trabalhos técnicos e tácticos.

 

Na Namaacha, de acordo com Palma Pinto, porta-voz dos “locomotivas”, estão previstos quatro jogos de controlo diante de equipas suázis e nacionais. Pretende-se com essas partidas incutir nos jogadores ritmo competitivo e consolidar o grupo, visto há muitos jogadores novos.

 

O estágio termina no dia 6 de Fevereiro e dois dias depois a turma “locomotiva” participará na Taça de Honra/Top 8, uma prova que congregará equipas da capital do país. Será mais um torneio que servirá de preparação para tomar parte na prova-mor do futebol, o Moçambola, cujo início está previsto para segunda semana de Março.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:09
 O que é? |  O que é? | favorito
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
18
19
25
26
27
31
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO