Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 22 DE Janeiro 2014

AKIL Marcelino, novo treinador do Desportivo de Nacala, foi recebido, sábado, em apoteose naquela cidade portuária situada no norte do país, por milhares de adeptos do clube, que fará o seu segundo ano no escalão máximo do futebol nacional.

 

 

Com muitos anos de experiência no Moçambola, Akil Marcelino é visto pela direcção dos “canarinhos” de Nacala e massa associativa como um homem certo, ou seja capaz de levar a bom porto os destinos de um Desportivo de Nacala que luta por uma manutenção tranquila, como aconteceu no ano passado, sob o comandado de Nacir Armando.

 

 

 

Foi, de resto, um momento de festa nas ruas, com dezenas de carros a percorrem várias artérias da cidade e a desaguarem no campo da Bela Vista, local onde Akil Marcelino viria a ser apresentado oficialmente como treinador da equipa nacalense.

 

 

A apresentação do jovem técnico, que ano passado treinou, já no fim da época, o Vilankulo, foi marcada por um jogo que envolveu veteranos das cidades de Nacala e Monapo e serviu para testar o relvado sintético.De realçar que o Desportivo de Nacala terminou o campeonato do ano passado em oitavo lugar.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 13:20
 O que é? |  O que é? | favorito

OS Campeonatos Nacionais de Natação de Verão, que deviam arrancar hoje na Piscina Raimundo Franisse, na cidade de Maputo, foram definitivamente adiados para a próxima semana. A Federação Moçambicana da modalidade (FMN) alegou como motivos de adiamento questões administrativas e organizacionais.

 

Os “Nacionais”, que decorreriam de hoje até sábado, terão lugar de 29 do mês em curso a 2 de Fevereiro que se aproxima.

 

 

Entretanto, os representantes dos clubes inscritos para o evento, nomeadamente as associações de Maputo (ANCM) e Sofala (APNS), manifestaram a sua indignação pelo adiamento do evento a 24 horas do seu arranque, sublinhando que não é primeira vez que a FMN age assim, recordando situações semelhantes registadas nos últimos “Nacionais”, que sofreram sucessivos adiamentos.Revelou que o início dos “Nacionais” tinha inicialmente sido marcado para o dia 16 de Janeiro.

 

O secretário-geral da ANCM, Caetano Rúben, disse ontem que os clubes filiados à agremiação estão desapontados com a situação. Indignado está igualmente o Ferroviário da Beira, único representante da APNS no evento, confirmada a desistência do Clube Náutico e Universidade Pedagógica, também da capital provincial de Sofala.

 

 

Aliás, os “locomotivas” da Beira são os maiores prejudicados pela surpreendente decisão. Segundo fonte do clube, os “locomotivas” haviam já mobilizado todos recursos logísticos com vista à participação nos “Nacionais” e comprado passagens na quarta-feira passada. A viagem dos beirenses para Maputo estava marcada para segunda e ontem, visto que a comitiva estava dividida em dois grupos.

 

 

Tivemos informação verbal do secretário-geral da APNS de que os campeonatos foram adiados. Disse que recebeu a notícia telefonicamente do secretário-técnico da FMN, Rui Xavier, no sábado. A informação colheu-nos de surpresa e muita indignação, porque já tínhamos comprado as passagens e com este adiamento à última hora teremos que pagar custos adicionais às Linhas Aéreas de Moçambique por causa dos transtornos causados à empresa”, lamentou a fonte. Afirmou que foi com muito esforço que o clube conseguiu garantir passagens para alguns atletas, devido aos custos, depois de a FMN ter apresentado dificuldades em comparticipar nas despesas de transporte para os clubes visitantes.

 

 

Na impossibilidade de viajarmos via terrestre, devido aos ataques dos homens armandos da Renamo no troço Muxúnguè/Save, tivemos que reduzir o número de atletas devido aos custos. Aliás, na impossibilidade de a FMN comparticipar nos custos de transporte, o Clube Náutico e Universidade Pedagógica da Beira viram-se obrigados a desistir do evento”, contou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:18
 O que é? |  O que é? | favorito

O FERROVIÁRIO de Quelimane não via realizar os seus jogos em casa devido aos sucessivos adiamentos na colocação da relva sintética no seu campo, o que tem ditado atrasos numa altura em que cerca de dois meses nos separam daquela que é a fina-flor do futebol nacional.

 

Será um regresso sem muito brilho dos “locomotivas” de Quelimane, que ascenderam ao Moçambola 12 anos depois da última presença e sete anos após a presença da província da Zambézia na prova.

 

Segundo Bernardo Gonçalo, presidente do clube, os trabalhos de montagem da relva sintéticas, que já se encontra em Quelimane, estavam previstos para muito antes do arranque do Moçambola, mas, desconhecem-se até ao momento as razões que estão a condicionar o projecto, uma vez que a relva já está na posse da Direcção Provincial da Juventude e Desportos da Zambézia.

 

De facto, corremos o risco de poder ver comprometido o sonho de jogarmos em casa. Até aqui, não sabemos quando é que o trabalho vai iniciar. Por aquilo que sabemos, uma equipa técnica deveria deslocar-se a Quelimane para trabalhar os solos do nosso campo para, de seguida, dar lugar aos trabalhos, mas até aqui nada aconteceu”, disse o dirigente.

 

Tudo está neste momento dependente da decisão da Federação Moçambicana de Futebol e da Liga Moçambicana de Futebol, que deverão dar desfecho ao caso. Aliás, o projecto visando a colocação da relva sintética no campo do Ferroviário é da iniciativa da FMF, em parceira com o Governo provincial.

 

Salientar que a colocação da relva sintética leva entre dois a três meses. Para além dos problemas do relvado, o campo não tem balneários e sala de imprensa em condições, recinto adequado para o estacionamento de viaturas. Está também prevista a intervenção nas bancadas, especialmente na tribuna de honra.

Refira-se que o representante da Zambézia ganhou a “Poule” de apuramento ao Moçambola 2014, a nível da zona centro do país.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:13
 O que é? |  O que é? | favorito

HAVERÁ um espírito mau que persegue os “Mambas”? Mas que demónio será esse? Haverá cura? Estas e outras questões – tantas – são chamadas na avaliação da participação da Selecção Nacional no CAN Interno, que ainda decorre na África do Sul.

 

 

Sem pretendermos lesar a quem quer que seja, os “Mambas” estão com problemas sérios. Um dos quais é da concentração no campo e o outro que julgamos importante chamar para o debate, relaciona-se com o aspecto motivacional.

 

 

Foi notório duramente a sua participação no CAN Interno, pelo menos no Grupo A, sediado na Cidade do Cabo, que a Selecção Nacional em nenhum momento se concentrou para um dos três jogos que tinha pela frente.

 

 

Primeiro foi frente à África do Sul, em que perdemos de forma estranha. Quando desembarcámos, quarta-feira do dia 8, já sabíamos que os “Bafana-Bafana” acabavam de se concentrar na mesma semana, portanto segunda-feira, dia 6, porque as equipas não queriam ceder os jogadores para a Selecção. Uma das razões que evocavam é que, apesar da prova se realizar no seu espaço, não era oficialmente reconhecida pela FIFA.

 

Os clubes, profissionais que são na África do Sul, entendem que os seus jogadores só podem ser dispensados para a Selecção quando se trata de disputar uma prova sob alçada da Federação Internacional da modalidade.Segundo soubemos, o Governo sul-africano teve que intervir para conseguir convencer os clubes a cederem os jogadores.

 

 

Este desentendimento entre os clubes e a equipa técnica dos “Bafana-Bafana” foi do conhecimento dos “Mambas” e havia necessidade de se tirar proveito dessa desorganização, só que chegada a hora do jogo, os moçambicanos tremeram por todos os lados. Notava-se que os “Bafana-Bafana” não eram os mesmos que vimos no “Mundial” de 2010. Não tinham aquela coesão e fulgor que nos habituaram neste tipo de competições.

 

 

Aliás, sofreram o primeiro golo fruto dessa falta de coesão. Só que incompreensivelmente os “Mambas” recuaram muito cedo e cederam terreno ao adversário. Metiam água por todos os lados. Assustavam-se com alguns nomes de jogadores sul-africanos que lhes apareciam pela frente. Estavam mesmo trémulos e quando é assim, o resultado é sempre negativo. Acabamos perdendo, por 3-1.No mesmo dia, no encontro seguinte, o Mali batia a Nigéria, por 2-1.

 

 

Até aqui tudo continuava em aberto. Qualquer uma das quatro selecções podia se qualificar. Cabia a Moçambique ganhar os restantes dois frente à Nigéria e ao Mali. Por aquilo que os nigerianos tinham feito contra os malianos, todos estávamos confiantes que era possível uma vitória dos “Mambas”. João Chissano, técnico principal, acreditava num milagre, só que…

 

 

A HISTÓRIA REPETE-SE!

 

 

Já no jogo seguinte com a Nigéria, os “Mambas” voltaram a cometer os mesmos erros do embate inaugural diante da África do Sul. Foram os primeiros a marcar. Entretanto, num espaço de dois minutos sofreram dois golos e de forma infantil. Erros defensivos e de marcação do tamanho do mundo.Mas, ainda foram a tempo de recuperar a desvantagem e empatarem o jogo ainda na primeira parte.

 

 

Todos se questionavam! Curiosamente, no intervalo do jogo, cruzei-me com o conceituado técnico luso-moçambicano Carlos Queirós, na sala VIP, com quem me tinha saudado na abertura da prova no mesmo local.

 

 

Perguntou-me o que se estava a passar com a nossa Selecção. Por saber que ele, talvez, como especialista tivesse já identificado o problema dos “Mambas” (quem sabe?) só abanei a cabeça e ele entendeu que eu também não tinha resposta para tal questionamento. Só lhe disse, quando já ia começar a segunda parte, que tudo ainda era possível. Até porque o jogo estava em 2-2 e Moçambique nem estava a jogar mal, só se desconcentrava nos momentos cruciais.

 

 

Porém, para a minha e, talvez, para a desilusão de todos, incluindo os sul-africanos que apoiavam os “Mambas”, uma vez que o seu adversário seguinte era a Nigéria, acabámos por sofrer mais dois golos, também de forma infantil, pois tivemos oportunidades para “matar” o jogo e não o fizemos, acabando por pagar cara a factura.

 

 

Era o fim da travessia do deserto. O sonho de nos qualificarmos para a fase seguinte no primeiro CAN Interno que participamos ruía. Ninguém encontrava explicações para esta forma de actuar dos “Mambas”. Mas uma coisa era certa. Todos éramos unânimes em afirmar que os “Mambas” sofrem de uma doença gravíssima chamada desconcentração e que desemboca na desmotivação total.

 

 

CHANCE DE QUALIFICAR “BAFANA-BAFANA”

 

 

À entrada da última jornada do grupo, a África do Sul comandava com os mesmos quatro pontos do Mali, com quem havia empatado na segunda ronda. Moçambique, apesar de já estar afastado da fase seguinte, ainda entrava nas contas dos donos da casa.

 

 

E como? Os “Mambas” tinham que bater o Mali e a África do Sul perder com a Nigéria por uma margem mínima. Moçambique chegou a alimentar o sonho dos “Bafana-Bafana”, quando, tal como aconteceu nos outros dois anteriores encontros, marcou primeiro. Nessa altura, e noutro campo, os anfitriões também perdiam com os nigerianos.

 

Só que esta nossa Selecção comete erros imperdoáveis. Consentiu o empate e o mesmo demónio reapareceu. Mesmo jogando com alguma classe, João Mazive, no último minuto de compensação, agarrou um adversário na área. Sinceramente, mesmo que o árbitro quisesse fazer vista grossa ao lance, não era possível e ninguém o perdoaria pelo clamoroso erro. Foi penalte e perdemos, mais uma vez, de forma incrível e inadmissível.

 

 

Feitas bem as contas, Moçambique tinha a obrigação de fazer muito e melhor, pelo menos, neste grupo. Pelo que: todos somos chamados a reflectir sobre vários aspectos que estarão por detrás destes insucessos dos “Mambas”, porque solução urgente se precisa, sob o risco de continuarmos a manchar o nome e cores deste país nas provas internacionais.É caso para questionar que demónio é esse que persegue os “Mambas” e como afastá-lo?

 

GIL CARVALHO

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:50
 O que é? |  O que é? | favorito

A SELECÇÃO Nacional de Futebol caiu dois lugares no “ranking” da FIFA, actualuizado no fim-de-semana, tendo saído da 118.ª para a 120.ª posição, agora com 256 pontos, menos 15 do que na actualização anterior.

 

 

O fraco desempenho no CAN Interno, sobretudo nos jogos contra a África do Sul e Nigéria, teriam contribuído de forma decisiva para a queda dos “Mambas”.A tabela da FIFA não teve qualquer alteração nos primeiros 25 lugares. Continua a ser liderada pela Espanha, campeã mundial e bicampeã europeia, seguida da Alemanha, Argentina, Colómbia e Portugal.

 

 

Nesta última classificação, as três equipas que mais pontuaram foram: Arábia Saudita – agora na posição 73, contra a posição 87, que ocupava na última actualização. A selecção do Egipto somou mais 10 pontos, tendo saido da posição 41 para a 31. E, finalmente, os Emiratos Árabes Unidos subiram para a posição 63, contra a antiga 71, com a pontuação a subir oito pontos.

 

 

Nas três maiores descidas nesta última actualização estão as equipas de Gabão – com uma descida de sete pontos, agora na posição 77, contra a anterior 85; Gâmbia desceu sete pontos e agora está na posição 138, contra a 131 da última classificação. Por último, a Jordânia, também com uma descida de sete pontos, agora está na posição 72, depois de ter estado na 65.ª na última actualização.

 

 

A próxima actualização será efectuada no dia 13 de Fevereiro.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:35
 O que é? |  O que é? | favorito
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
18
19
25
26
27
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO