Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 16 DE Janeiro 2014

 

VICE-PRESIDENTE da Federação Internacional de Xadrez (FIDE), o zambiano Lewis Ncube a direita

 

O VICE-PRESIDENTE da Federação Internacional de Xadrez (FIDE), o zambiano Lewis Ncube, escalou há dias Maputo para se inteirar do nível do desenvolvimento da modalidade e das dificuldades existentes no processo visando estender a sua prática no país.

 

 

Isso acontece num ano em que a FIDE irá eleger um novo presidente em assembleia-geral a ter lugar de 10 a 14 de Agosto, na Rússia. Na corrida, estão os russos Kirsen Iluziminov, actual presidente, e Gary Kasparoy, antigo xadrezista e ex-campeão mundial.

 

 

Segundo a presidente da Federação Moçambicana de Xadrez (FMX), Selma Simango, a vinda de Lewis Ncube foi uma espécie pré-campanha a favor de Iluziminov. Aliás, os dois candidatos têm-se desdobrado ao nível de África à caça de votos.

 

 

O vice-presidente da FIDE assegurou o apoio material para a massificação de xadrez em 100 escolas do país, no âmbito do projecto “Chess in Schools” e que será levado a cabo pela FMX a partir de Fevereiro. A promessa foi feita durante a visita efectuada semana passada ao país, onde se inteirou do nível de desenvolvimento do xadrez nacional e das dificuldades que enfrenta.

 

 

Aliás, as promessas feitas por Lewis Ncube estão, de acordo com Selma Simango, assentes nesta perspectiva de caça ao voto em Moçambique na região africana.

 

 

Cada país africano deverá selecionar escolas nos quais irão ser implementados projectos de formação de formadores (seminários) e dos próprios atletas. As crianças beneficiárias do projecto terão apoio da FIDE em material de treinamento e escolar. O acordo com a FMX para implementação do projecto é de três anos e poderá ser alargado se o desempenho for bom. 

 

 

O próximo passo é coordenar com Ministério da Educação para a selecção das escolas. O arranque do projecto coincidirá com o início do ano lectivo”, afiançou.

 

 

NCUBE GARANTE APOIO LOGÍSTICO À FMX

 

 

A FIDE vai apoiar na logística em caso de participação da selecção nas competições internacionais. Aliás, a actual direcção garantiu a cobertura de despesas de participação da FMX no Congresso (assembleia-geral) que se avizinha.

 

 

Ele veio medir a tendência de voto porque há dois candidatos. Ver as reais condições de participação de Moçambique em eventos internacionais”, mencionou. 

 

 

Durante a visita de Lewis Ncube, a FMX falou das suas realizações e de parcerias que tem com o Governo e algumas instituições, para além do pedido de apoio para a formação de treinadores e árbitros do nível da FIDE.

 

 

Lewis Ncube prometeu envidar esforços para que esse desejo se concretize e assegurou, por outro lado, o apoio à selecção que participará nas próximas Olimpíadas, que se realizarão na Rússia.

 

 

Referir que a vinda de Ncube a Maputo foi antecedido de uma reunião preparatória e de consulta do Congresso realizado mês passado nos Emirados Árabes Unidos, no qual a FMX se fez representar por Selma Simango e ex-presidente da instituição, Pedro Chambule, actualmente presidente da Comissão Africana  de Xadrez Social.

 

 

O encontro, em que a FIDE a actual direcção da FIDE reuniu com representantes das federações da região da SADC, serviu igualmente de pré-campanha e decorreu à margem do campeonato africano de infantis.A FMX não movimenta actualmente infantis, daí que não participou do evento.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:55
 O que é? |  O que é? | favorito

DOIS jogadores que representaram o Ferroviário de Quelimane na época passada, nomeadamente Alimo e Chule, foram feridos na manhã de ontem num ataque registado em Muxúnguè.

 

Informações disponíveis dão conta de que Alimo está gravemente ferido porque foi atingido na cocha, estando a carreira e a vida em risco. No caso de Chule, sabe-se que foi ligeiramente atingido na barriga, embora careça de cuidados médicos.  

 

De acordo com o presidente do Clube do Chibuto, Simão Cossa, são quatro os jogadores provenientes do Ferroviário de Quelimane para reforçar o Chibuto, sendo que os restantes não foram atingidos porque seguiam viagem noutro carro.

 

No ataque de ontem, perpetrado pelos homens armados de Afonso Dhlakama, uma pessoa morreu e cinco ficaram feridas.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:45
 O que é? |  O que é? | favorito

JOÃO Eusébio é o escolhido para assumir as rédeas da equipa do Chibuto, depois de o técnico de 51 anos ter deixado o comando técnico do Chaves, da II Liga portuguesa, em Outubro passado.

 

Contudo, na verdade, era o nome de Filipe Moreira, outro português, que encabeçava a lista de possíveis sucessores de Vítor Pontes.

 

Caló, ex-técnico do Têxtil do Púnguè, será o adjunto de João Eusébio nesta nova época, na qual o único representante da província de Gaza no Moçambola pretende fazer melhor que o sétimo lugar alcançado em 2013.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:42
 O que é? |  O que é? | favorito

O COSTA do Sol seguiu sábado para um estágio de 10 dias na vila fronteiriça na Namaacha, onde prevê efectuar três a quatro jogos de controlo com equipas da Suazilândia. Dentre os jogadores que seguiram viagem, destaque para não inclusão do eterno capitão Mambo, que, pela informação avançada pela direcção do clube, não faz parte dos planos de Arnaldo Salvado para a presente época.

 

Deixam de não fazer também parte do plantel os avançados Macha e Themba; os médios Rivaldo, Tchaka e Nelson; os defesas Gildo e Mayunda e o guarda-redes Guirrugo. 

No que tange aos reforços. Estão até este momento garantidos os defesas James e Moses (ambos ex-Maxaquene), defesa central Obed Machava (ex-Académica), médio centro malawiano Kayira Chamando (Bullet FC do Malawi), avançado malawiano Zakaza (ex-FC de Cape Town).

 

Este jogadores e os que transitam da temporada passada estão no estágio, cujo termino está previsto para o dia 21. Mas, em Maputo, os “canarinhos” estarão praticamente em trânsito, visto que dois dias depois, ou seja no dia 23, partem para a cidade sul-africana de Joanesburgo, onde prevêem realizar desafios amigáveis com adversários locais.

A equipa treinada por Arnaldo Salvado, que regressa ao ninho do canário oito anos depois, vai procurar adquirir maior ritmo competitivo.

 

A direcção já fez saber que o jogo de apresentação aos sócios, adeptos e simpatizantes será no dia 1 de Fevereiro, no seu campo, às 16:00 horas, diante de uma equipa estrangeira, cujo nome ainda está por definir.

 

O jogo de apresentação será uma espécie antecâmara em relação ao futebol que os “canarinhos” poderão brindar aos seus adeptos na Taça de Honra/Top 8, prova que habitualmente se disputa no início do ano e que junta formações da capital do país, cinco do Moçambola (Liga, Ferroviário, Maxaquene, Costa do Sol e Desportivo) mais três do campeonato da cidade (Matchedje, Académica e Águias Especiais).

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:30
 O que é? |  O que é? | favorito

A DELEGAÇÃO moçambicana à terceira edição dos Jogos da Lusofonia deixou ontem a capital do país rumo a Goa, Índia, onde de 18 a 29 do mês em curso irá tomar daquele evento desportivo.

 

 

Ao todo Moçambique leva a Goa, com uma comitiva de cerca de 120 elementos, dentre eles 71 atletas, dirigentes, treinadores e jornalistas, com o destaque para o basquetebol que leva as seleções em ambos os sexos. Outras modalidades são o atletismo (três atletas e um treinador), judo (dois atletas e técnico) e voleibol de praia feminino.

 

 

Moçambique procurará neste evento apagar a má imagem deixada nas duas edições anteriores, onde ficou nos últimos lugares. O basquetebol feminino é, sem dúvidas, a maior esperança do nosso país em modalidades colectividades.

 

 

A Selecção Nacional procurará vencer esta competição que serve do primeiro teste na longa caminhada rumo ao mundial da Turquia que terá lugar em Setembro. Entretanto, na semana passada, o seleccionador nacional, Nazir Salé, mostrou-se cauteloso em relação ao desempenho da sua equipa, dado que dispôs de pouco tempo para preparar esta competição.

 

 

Já a Selecção masculina, o objectivo é melhor o desempenho da última edição dado que as hipóteses do título são remotas se se tiver em conta que Angola, Cabo Verde ou Portugal são os principais candidatos ao ceptro.No atletismo, Alberto Mamba é a grande esperança do nosso país, mas Sílvia Panguana e Creve Machava terão palavra a dizer.

 

 

No judo o veterano Edson Madeira é a principal referência, embora nas últimas competições internacionais em que participou não tenha conseguido bons resultados, a sua experiência pode falar mais alto em Goa.A comitiva moçambicana regressa a Maputo no dia 31 de Janeiro em curso.

 

Participam 12 países e uma região administrativa, nomeadamente Moçambique, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Índia, Portugal, São Tomé e Príncipe, Sri Lanka, Timor-Leste e Região Administrativa Especial de Macau,

 

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:13
 O que é? |  O que é? | favorito

MOÇAMBIQUE está praticamente fora da fase seguinte do CAN-Interno depois de ter perdido na noite de ontem, no Cape Town Stadium, com a Nigéria, por 4-2, em partida da segunda jornada do Grupo A. Com este resultado, só resta aos “Mambas” honrar as cores e bandeira nacional no próximo domingo frente ao Mali, no último encontro deste grupo.

 

Tal como aconteceu na primeira jornada diante da África do Sul, ontem, a Selecção Nacional voltou a denotar falta de ritmo competitivo e, acima de tudo, concentração nos momentos cruciais do jogo, pois não se compreende que uma equipa da dimensão de Moçambique sofra dois golos em dois minutos, depois de ter estado a ganhar.

 

Muita infantilidade por parte dos “Mambas” foi o que se viu ontem à noite aqui em Cape Town. Foram os nigerianos a criarem a primeira situação perigo logo aos dois minutos, com Soarito a ir à “queima” para evitar que a sua baliza fosse violada. Mas, os “Mambas” assentaram rapidamente o seu jogo. Pressionaram o adversário a toda largura do campo e, com alguma pontinha de sorte, adiantaram-se no marcador.

 

Vejamos como foi: Há um livre logo depois da linha divisória dos dois meio campos. Dário Khan ajeita o esférico à sua maneira. Arranca um portentoso remate. A bola só foi parar no fundo das redes nigerianas, que levaram as mãos à cabeça, uma vez que ninguém esperava que aquele tiro de longe fosse balançar as redes. Ainda se festejava o golo de Moçambique quando os nigerianos restabeleceram a igualdade aos 10 minutos, para logo, no minuto seguinte, passarem para a frente no marcador, num tento em que a defensiva teve largas culpas, já que o autor do tento aparece do lado direito a concluir uma jogada da esquerda. Referir que antes de entrar a bola ainda embateu na trave pela parte interna.

 

O jogo ganhou maior velocidade de parte a parte. Os moçambicanos estavam cientes dos erros que acabavam de cometer e partiram para o empate que não tardou a acontecer. Jogava-se o minuto 19 e num contra-ataque rapidíssimo, o guardião nigeriano é enganado por Manuelito que endossa o esférico para as suas costas. Diego, que vinha a acompanhar a jogada, apareceu para dar o toque final. Estava feita a igualdade, resultado com que se foi ao intervalo.

 

ERROS CLAMOROSOS

 

A segunda parte começa com uma perdida flagrante da Nigéria. Mas o pior ainda estava por vir. Estavam jogados 52 minutos. Há uma série de remates para a baliza moçambicana e num deles Dário Khan é acusado pelo árbitro de ter cortado a bola com a mão. A jogada é tão rápida que todo o “mundo” ficou com a impressão de que Dário fez o corte de cabeça, mas o juiz do encontro, perto do lance, assinala para a marca de grande penalidade. O próprio jogador não reclama e acaba dando razão ao árbitro. Os nigerianos convertiam o penalte e passavam para a frente no marcador. Desilusão total e completa.

 

Nem com isso os “Mambas” baixaram os braços, só que já tinham pela frente uma Nigéria motivada que só não chegou mais cedo ao quarto golo, porque Mio, aos 74 minutos, salvou sobre o risco fatal, com Soarito já fora dos postes. Porém, estava escrito que o dia não era dos “Mambas. A dominarem o jogo, foram surpreendidos aos 87 minutos por um golo um tanto ou quanto esquisito. O avançado nigeriano aproveita-se de uma falha da defesa e só picou o esférico para o fundo da baliza. Soarito nada podia fazer. O jogo terminava para a desilusão dos moçambicanos, que desta vez jogaram o suficiente para merecerem outro resultado. A equipa de arbitragem, tirando aquele lance de penalte, que precisamos de rever, esteve bem.

 

Vejamos como alinharam os “Mambas” no encontro de ontem: Soarito, Monis (João Mazive), Dário, Chico II, Miro, Diogo (Lanito), Manuelito, Kito, Josemar (Belito), Mário e Maninho.

 

 

GIL CARVALHO, em Cape Town

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:51
 O que é? |  O que é? | favorito
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
18
19
25
26
27
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO