Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 08 DE Janeiro 2014

O MUNDO do futebol, em particular Portugal, uniu-se na tristeza no último adeus a Eusébio, sepultado segunda-feira após milhares de pessoas terem seguido o seu funeral por Lisboa no segundo de três dias de luto nacional.

 

O corpo de Eusébio esteve exposto em câmara ardente na casa do seu amado Benfica entre a tarde de domingo e o início da tarde de segunda-feira, e milhares de pessoas passaram pelo féretro para prestarem a sua homenagem, algumas das quais esperaram mais de duas horas para tal. Foi uma jornada emocional, cujo momento mais alto ocorreu quando, respeitando um dos últimos desejos do dianteiro de Portugal, o caixão percorreu uma volta ao relvado antes de ser pousado no círculo central. As 15 mil pessoas presentes entoaram o hino do Benfica, ao qual espontaneamente se seguiu o hino português. Eusébio não era apenas do Benfica; pertencia a toda a gente.

 

 

O trajecto em redor do relvado foi acompanhado pela canção Con Te Partirò (Contigo Partirei), interpretada por Andrea Bocelli, ecoada através da instalação sonora do estádio. O tenor italiano, fã de Eusébio desde a adolescência, era amigo próximo da lenda portuguesa, de quem recebeu, em Dezembro de 1997, uma camisola autografada do Benfica, por ocasião da presença em Lisboa para o lançamento do seu multi-premiado álbum Romanza.

 

 

 

Eusébio deixou o estádio do Sport Lisboa e Benfica pela última vez e o cortejo fúnebre iniciou o trajecto até aos Paços do Conselho, onde foi alvo de curta homenagem da parte da cidade de Lisboa e dos seus munícipes, encabeçados pelo edil António Costa. A comitiva atravessou o centro de Lisboa através das principais avenidas (Avenida da República e Avenida da Liberdade), das praças mais importantes (Saldanha, Restauradores, Rossio e, também, Marquês de Pombal, onde os adeptos do Benfica costumam se juntar para festejar as conquistas mais importantes do clube).

 

O circuito foi seguido por largos milhares de pessoas, sempre a aplaudir ruidosamente e a exibir bandeiras e cachecóis do Benfica e de Portugal, perfazendo um mar vermelho. Muitos mais assistiram aos acontecimentos em directo, transmitido pelas três estações televisivas nacionais a emitir em sinal aberto, assim como pela Benfica TV.

 

A procissão terminou na Igreja do Seminário, no Largo da Luz, não muito longe do Estádio da Luz, onde foi celebrada uma missa de corpo presente, com o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, e o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, entre outros ilustres convidados, plantel e equipa técnica, dirigentes e antigos jogadores e familiares. Questionado sobre a gigantesca homenagem manifestada pelos portugueses pelo desaparecimento de Eusébio, Cavaco Silva disse: "É uma comoção nacional. Dá uma boa ideia da sua grandeza como pessoa e desportista."

 

 

 

Num dia cinzento e chuvoso em Lisboa, as nuvens pareceram reflectir a tristeza à medida que a chuva foi caindo com maior intensidade perto do final do funeral, no Cemitério do Lumiar, onde o caixão chegou acompanhado de cânticos "Tu És o Nosso Rei, Eusébio". Apesar de atrasado pela imensa multidão presente no local, Eusébio foi enterrado finalmente quando eram pelas 20:37 horas de Maputo, menos duas horas em Lisboa, Portugal.

 

O Governo português decretou três dias de luto nacional. Entretanto, fala-se de nomear o estádio do Benfica em sua honra, assim como da transladação do corpo para Panteão Nacional, em Lisboa, de modo a ficar sepultado junto de outras figuras ilustres da História do país. À segunda-feira o Panteão encerra e pareceu também que o mesmo se passou em Lisboa.

 

MAPUTO RENDE HOMENAGEM

 

 

 

 

Na capital moçambicana, cidade de Maputo, o Pantera Negra foi homenageado por diversas figuras ligadas ao desporto e ao Governo. A cerimónia decorreu na rua que leva o seu nome, situado no bairro da Mafalala, onde ele nasceu e começou a dar os primeiros toques na bola (feita de trapo). O encontro carregado de emoção na Mafalala foi antecedido por um momento não menos comovente na Igreja da Munhuana, onde foi rezada uma missa pela paz à alma do melhor futebolista moçambicano de todos os tempos.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:56
 O que é? |  O que é? | favorito

A SELECÇÃO Nacional de Futebol deixa hoje Joanesburgo rumo à Cidade do Cabo, onde vai disputar o CAN-Interno que se inicia no sábado.Os “Mambas” encontram-se em Joanesburgo desde o dia 2 de Janeiro em curso, tendo feito um jogo de controlo frente à Mauritânia, no qual perderam, por 3-2, naquele que foi o seu quarto embate de preparação.

 

Nos restantes três desafios, Moçambique empatou sem golos diante da Namíbia, tendo de seguida perdido frente ao Zimbabwe, por 2-1, antes de uma igualdade a uma bola com a Suazilândia, por sinal no último confronto antes de deixar Maputo.

 

 

Os “Mambas” estreiam-se logo no jogo inaugural agendado para sábado às 18:00 horas, defrontando a anfitriã África do Sul. Além dos “Bafana Bafana”, a turma moçambicana terá como opositores a Nigéria (15 de Janeiro, às 20:00 h) e Mali (19 de Janeiro, às 19:00 h).

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:45
 O que é? |  O que é? | favorito

O DIRECTOR-GERAL do Instituto Nacional do Desporto (INADE), António Munguambe, convidou os parceiros, nomeadamente as federações nacionais e empresas presentes no acto da apresentação da identidade corporativa da instituição a envidarem esforços, tendo em conta os grandes compromissos internacionais previstos para o presente ano, designadamente Jogos da Lusofonia, da CPLP, do SCSA e Commonwealth, entre outros eventos.

 

Falando após a apresentação das novas instalações onde funciona o INADE, no Estádio Nacional do Zimpeto, Munguambe assegurou que a instituição que dirige vai continuar a promover a massificação desportiva, sem deixar de lado o apoio à alta-competição.

 

Agradeceu o apoio prestado pelo Ministério da Saúde para a criação do Centro de Medicina Desportiva, que permitirá que a saúde do atleta melhore cada vez mais, concorrendo deste modo para o seu bom desempenho em campo.

 

A inauguração do Centro de Medicina e do lançamento da identidade corporativa do INADE acontecem num ano de muitos desafios pelo que convidamos as federações e empresas a trabalharem connosco para os compromissos que se avizinham”, reiterou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:42
 O que é? |  O que é? | favorito

O CENTRO de Medicina Desportiva entrou ontem em funcionamento com a inauguração oficial dirigida pelo ministro da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana Júnior, numa cerimónia que contou com a também presença do titular da pasta da Saúde, Alexandre Manguele, e de representantes das federações e associações desportivas, entre outras figuras nacionais e internacionais convidados para o efeito.

 

O Centro de Medicina Desportiva, consubstanciado na política estratégica do desenvolvimento do desporto e cujo projecto foi idealizado há anos, é uma instituição que está subordinada ao Instituto Nacional do Desporto (INADE), e vem preencher uma grande lacuna que existia no sistema desportivo nacional, nomeadamente a ausência de um laboratório para exames médicos dos atletas.

 

O centro conta com gabinetes médico e de antidoping, sala de fisioterapia, que abrange sectores de quimioterapia e de massagens, e ginásio para a recuperação física.

Segundo a doutora Adélia Ndeve, responsável pelo centro, a sala de antidoping vai servir como local de atendimento médico, quando não solicitado para os seus serviços específicos, acrescentando que é um dos maiores ganhos que o Centro de Medicina Desportiva trouxe, sendo um serviço obrigatório na prática desportiva.  

 

Adélia Ndeve anotou que a inauguração é a concretização de um sonho antigo, visando atender a saúde dos atletas e prestar cuidados clínicos especializados, quer no âmbito médico, quer na área de traumatologia. O centro, que contempla ainda uma sala de tratamentos e locais de observação, vai prestar serviços aos amadores e interessados.

A fonte falou do intercâmbio com o Instituto de Medicina Desportiva de Portugal para a formação de pessoal que trabalhará no Centro de Medicina Desportiva, atendendo que abrange áreas especializadas, o que exige também uma formação especializada.

 

Eles virão cá fazer a formação. Já vieram dar um curso de medicina desportiva. Aliás, há muita gente no sector da Saúde interessada em trabalhar nesta área de medicina desportiva”, ajuntou.

 

Ndeve anotou que o Centro de Medicina Desportiva vai, numa primeira fase, contar com a colaboração do Centro de Saúde do Zimpeto para afeitos de assistência, enquanto se forma o pessoal especializado para a área. 

 

Questionado sobre se as províncias seriam abrangidas neste processo, Ndeve salientou que o objectivo é ampliar, criar outros sectores, tendo em conta que o principal alvo neste processo é o atleta.

 

Já idealizámos, e o que estava previsto era ter centros de medicina desportiva também nas zonas norte e centro. Uma vez que as inspecções médicas são obrigatórias, teremos que ter 65 unidades sanitárias a funcionar. Aliás, antes do centro, temos unidades sanitárias e se for no âmbito específico melhor será”, concluiu.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:35
 O que é? |  O que é? | favorito
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
18
19
25
26
27
31
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO