Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 05 DE Dezembro 2013

TERMINA esta tarde a Copa UP, evento que durante cinco dias (desde o dia 1 até hoje) juntou perto de 300 participantes, entre estudantes, professores e funcionários da Universidade Pedagógica.


 

Nesta que é a primeira edição, o evento abrange apenas a zona sul, mais concretamente atletas das delegações de Massinga, Maxixe (Inhambane), de Gaza e da UP-Sede (Maputo), que competem no futebol, futsal e xadrez (apenas em masculinos), basquetebol e voleibol (em ambos os sexos).


 

Segundo Palma Pinto, chefe da comissão organizadora da Copa, a prova visa o intercâmbio entre os estudantes, docentes e funcionários da instituição, para além de aproximar ainda mais toda a família UP, que é bastante vasta.


 

A fonte avançou ainda que no próximo ano a prova irá abranger a zona centro e posteriormente o norte do país.“Queremos que o estudante do sul conheça o do centro ou do norte, pois a UP é uma família, é a mesma academia, independentemente da província onde se localiza a delegação”, frisou.


 

Hoje, último dia das competições, todas as modalidades estarão em movimento, com o voleibol (14.00  horas) e o basquetebol (17.00 horas) no campo do Ferroviário da baixa, futebol (14.00 horas) no antigo Campo do Atlético Muçulmana na Matola e o futsal (13.00 horas) no pavilhão anexo do Ferroviário.No final das competições haverá uma marcha pelas artérias da capital do país e depois a cerimónia de premiação das equipas e jogadores que se destacaram.




Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:36
 O que é? |  O que é? | favorito
tags:

O TRIO Futebol Clube BSK, BTC e Colectividade Praia já têm garantida a presença na segunda fase da Copa 2M em Futebol da Praia que decorre na Costa do Sol.As três equipas traduziram em vitórias os seus embates da quinta jornada da prova e viram as lideranças reforçadas. Depois de bater Pescas FC à tangente (4-3), BSK viu a liderança reforçada, passou a somar 15 pontos, mais cinco que o adversário da tarde que ocupa o segundo lugar do Grupo “A”.


 

Ainda no mesmo grupo, Mahotas derrotou Polana-Caniço, por 7-6. Com este resultado, Mahotas manteve-se no terceiro lugar, enquanto Polana-Caniço permanece “lanterna vermelha” do grupo, sem qualquer ponto.


 

No Grupo “B”, BTC precisou de uma vitória à murros para isolar-se no comando com 12 pontos, diante do Vulcano FC, por 3-2. Este resultado deixa BTC apurado, sendo que doravante a batalha será travada pelo segundo lugar entre o Six Strings e Vulcano, ambos com nove pontos. Six Strings venceu Amigos da Mafalala, por 7-3, saldo que afunda ainda mais a equipa derrotada que neste momento ainda não pontuou.


 

No Grupo “C”, a situação é idêntica, Colectividade da Praia lidera com 12 pontos, mercê de uma vitória difícil frente a Zingas, por 4-3. Âncora Beach Clube ascendeu ao segundo posto com nove pontos, após golear Amizade FC, por 3-0. Amizade ilumina o fundo da tabela sem qualquer ponto.


 

No próximo domingo, roda a sexta jornada, por sinal a última da primeira fase.A prova termina a 15 de Dezembro corrente, com a realização de duas partidas, uma referente à final e outra de atribuição do terceiro lugar.




Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:21
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O JUDOCA nacional Neuso Sigaúque ficou afastado do Grand Slam de Tóquio, Japão, no primeiro combate, ao ser derrotado pelo holandês Mooren Jeroem.


 

Neuso enfrentou muitas dificuldades, conforme já se esperava, pois pela frente teve, na categoria de menos 60 quilos, um detentor de vários títulos mundiais, número 37 do ranking mundial. Sublinhe-se que Neuso, 73.° classificado no ranking, não conseguiu somar pontos para melhorar a sua posição na tabela dos melhores judocas mundiais.


 

MAIS COMBATES


 

Ainda enquadrado no circuito de torneios de judo no continente asiático inicia amanhã o Gran Slam da Coreia do Sul, onde Moçambique estará representado por Edson Madeira e Neuso Sigaúque.


 

Edson Madeira, na categoria de menos 73 quilos, defronta na estreia o espanhol Wematsu, enquanto Neuso Sigaúque bate-se com o japonês Kawabata Ryo. O objectivo nestas provas é conquistar pontos para melhorar no ranking mundial, sendo que a partir de Junho próximo todos os pontos conquistados começam a valer para a ida aos Jogos Olímpicos-Rio de Janeiro 2016.


 

Refira-se que Neuso Sigaúque e Edson Madeira são principais candidatos a representarem o país nas Olimpíadas do Rio de Janeiro.




Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:12
 O que é? |  O que é? | favorito

SEMPRE disse que Maputo e Moçambique me acolheram bem. Sempre fui bem tratado. E é preferível estar num país longe de casa onde sou reconhecido como treinador de topo do que estar em Portugal e ser apenas mais um”, comentou Litos, treinador da Liga Muçulmana, campeão de Moçambique, em entrevista a A BOLA TV.


O treinador português justificou o recuo na vontade de estar mais perto da família e a renovação do contrato com “o gosto e a responsabilidade de ver crescer um trabalho de sucesso”.


Fui surpreendido com um almoço de jogadores e não fui insensível ao apelo para que renovasse. Falei de novo com a família e acho que o trabalho em curso, o clube e o país merecem que fique mais um ano”, acrescentou.


Litos reconheceu que não fica insensível ao problema dos raptos em Maputo e tensão militar no centro de Moçambique, mas acredita que “a paz vai voltar, porque o povo merece, um povo trabalhador, humilde e que sabe receber muito bem”.



Naturalmente que essas notícias afectam sempre, tomo algumas precauções, em especial à noite, mas não posso viver obcecado com isso sob pena de nem conseguir trabalhar nem desfrutar deste maravilhoso país”.



REVOLUÇÃO EM MARCHA


Em termos desportivos, Litos fala de uma “revolução no plantel” e não esconde que “o trabalho de substituição de vários jogadores será muito complicado”.

É muito, muito difícil encontrar jogadores como Zainadine, Miro, Josemar ou Sonito. Por isso, vamos ter uma equipa diferente.


E se há um ano, com o trabalho feito e esta equipa, assumimos de peito aberto a candidatura ao título, para 2014 seremos mais moderados sem abdicarmos das nossas responsabilidades”, concluiu.



Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:04
 O que é? |  O que é? | favorito

A PARTICIPAÇÃO do nosso país no Campeonato do Mundo de Basquetebol, em seniores femininos, que terá lugar próximo ano na Turquia, está tremida. Em causa está uma dívida da Federação Moçambicana de Basquetebol (FMB) para com a FIBA, num valor estimado em 150 mil dólares norte-americanos.


 

De acordo com o presidente da FMB, Francisco Mabjaia, a dívida é referente à organização do Campeonato Africano de Basquetebol em Setembro último em Maputo, por sinal prova que abriu caminho para a Selecção Nacional apurar-se para o “Mundial”.


 

Na verdade, prosseguiu Mabjaia, um país quando organiza uma competição sob a égide da FIBA tem o dever de pagar uma taxa, referente aos direitos publicitários, imagem e outros serviços comerciais daquele organismo que automaticamente passa a anfitrião.


 

Aconteceu, porém, ainda de acordo com o presidente da FMB, que no nosso país as empresas potenciais patrocinadoras e beneficiárias das publicidades e exposição da sua imagem durante um evento daquela magnitude não responderam devidamente, ou seja, não corresponderam às expectativas.


 

As nossas empresas não corresponderam, anunciaram pouco e nós é que entrámos em prejuízo. Noutros países quando há eventos como aquele, as empresas até concorrem para poderem ser os patrocinadores, mas no nosso caso tivemos de bater a porta até ao pormenor para conseguirmos algum apoio”, explicou.


 

Em face deste cenário, a FMB teve um prejuízo de 26 milhões de meticais, verba que constitui uma dívida com diversas entidades que prestaram serviços durante o “afrobasket”.


 

Neste momento estamos à procura desse dinheiro para liquidarmos as dívidas. Estamos a trabalhar com o Governo e com as empresas no sentido de nos apoiarem. A FIBA não deu prazo para liquidarmos o passivo, mas o certo é que sem pagarmos os 150 mil dólares não iremos participar do Mundial”, prosseguiu.


 

Mabjaia foi mais longe, adiantando que o valor ora em dívida geralmente um país anfitrião paga antes do início da competição que acolhe, sendo que o nosso país escapou a essa regra devido à simpatia que granjeou junto daquele organismo internacional, que pelos mesmos motivos baniu o Senegal.


 

No ano passado participámos do torneio pré-olímpico na Turquia graças à suspensão do Senegal por dívidas para com a FIBA. Em condições normais nem teríamos estado lá, o que significa que se não cumprirmos teremos o azar dos senegaleses”, avisou.



 

A terminar, Mabjaia tranquilizou os amantes do basquetebol, vincando que há perspectivas de solução da crise, até porque o Ministério da Juventude e Desportos, representante do Governo no processo, está aberto a apoiar.Saliente-se que Moçambique apurou-se para o “Mundial” graças ao segundo lugar conquistado no Afrobasket de Maputo.



Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:50
 O que é? |  O que é? | favorito
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
16
17
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO