Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 08 DE Novembro 2013

A PRESENTE edição da Travessia Maputo-Catembe, a realizar-se na manhã de amanhã, decorrerá no sentido contrário de modo a proporcionar maior participação dos citadinos em virtude das celebrações do 26.º aniversário da urbe, a 10 de Novembro.


 

A Associação de Natação da Cidade de Maputo, organizadora do evento, reservou mil dólares para o vencedor, em masculinos e femininos, 750 e 500 para o segundo e terceiro classificados, também em ambos os sexos, facto que faz antever maior participação e concorrência pelos preciosos prémios monetários. Como tem sido habitual, a travessia contará com a participação de estrangeiros. A grande novidade é a integração de “masters”, ou seja antigos nadadores de ambos os sexos com a idade superior a 25 anos, nacionais e estrangeiros.


 

Concorrem para os lugares do pódio nadadores como Valdo e Raquel Lourenço, curiosamente irmãos e detentores de títulos. Valdo dominou as últimas três edições, enquanto Raquel destacou-se nas duas últimas. Contam-se igualmente nadadores como Valdo João, Jéssica Cossa e entre outros.



 

Salientar que as inscrições terminam a 5 de Novembro e o evento está orçado em perto de um milhão e quatrocentos mil meticais, contando com o apoio do Município de Maputo e outras instituições públicas e privadas.


 

O ponto de partida é a Escola Superior de Ciências Náuticas, onde os participantes deverão concentrar-se às 7.00 horas.A festa de premiação acontecerá no Restaurante Diogo, na Catembe.




Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:39
 O que é? |  O que é? | favorito

REGRESSAM este domingo, na Costa do Sol, em Maputo, as emoções de futebol de praia, com o lançamento, na tarde da quarta-feira da Copa 2M, prova que irá juntar 12 equipas, distribuídas em três grupos.

 

 

 Na primeira fase, as equipas irão jogar num sistema de todos-contra-todos em duas voltas, sendo que a segunda fase será a eliminar até se encontrar um vencedor. A prova é levada a cabo pela Prosport, uma entidade vocacionada na organização de eventos desportivos, em parceira com a empresa Cervejas de Moçambique (CDM).

 

 

Falando em nome da CDM, José Moreno, director comercial da instituição, disse que “é uma tradição da empresa que representa apoiar eventos desportivos, pois acreditámos no desporto e na sua força aglutinadora. O desporto movimenta massas, contribui para a coesão social e para uma sociedade cada vez mais unida”, sublinhou.

 

 

Disse, por outro lado, que esta iniciativa visa promover a descoberta de novos talentos e a limpeza nas praias, pois, segundo ele, as praias são dos maiores tesouros que Moçambique possui.

 

 

Em representação da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), Filipe Johane destacou o facto de Moçambique ter tradição na modalidade, tendo já participado em eliminatórias para os campeonatos do mundo.

 

 

Explicou que é a exiguidade financeira que faz com que a FMF não preste atenção para o futebol da praia, avançando que o futebol e o futsal em si já levam um enorme “bolo” ao órgão reitor do futebol moçambicano.

 

 

É de opinião que com esta iniciativa da Prosport e CDM estão criadas as condições para que definitivamente Moçambique coloque o seu nome na modalidade, até porque tem um potencial sustentado por mais de 2500kms da costa que o país possui. Revelou que em Fevereiro, Maputo irá acolher um curso de treinadores e árbitros de futebol da praia para actualização das regras. O mesmo será ministrado pelos instrutores da FIFA.

 

 

Por último, em nome do Governo, Rui Albasini dirigente do Instituto Nacional do Desporto vincou que “o executivo está ao lado deste projecto. Vamos alavanca a modalidade depois do fracasso dos anos passados”, disse.

 

 

Avisou que antes de se sonhar alto é preciso se criar raízes dentro do país, só depois disso é que se deve pensar em qualificação para um mundial. O vencedor desta competição terá um prémio monetário de cinco mil dólares, para além de troféus e medalhas. O segundo classificado terá direito a três mil. O terceiro irá arrecadar dois mil. Serão igualmente premiados os melhores jogador, marcador e o guarda-redes menos batido da prova.

As competições na areia no país voltam cerca de 10 anos depois.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:17
 O que é? |  O que é? | favorito
tags:

O DUELO entre os vizinhos –Maxaquene e Desportivo –é o mais aliciante da quarta jornada (em atraso) do Campeonato de Basquetebol da Cidade de Maputo, em seniores masculinos.


Dois vizinhos e arqui-rivais brigam esta noite (18.00 horas) no pavilhão do Maxaquene, com olhos postos na liderança que neste momento é detida pelo Ferroviário.

Locomotivas” que esta noite batem-se com a simpática Bela Rosa, em partida referente à sexta jornada. O embate tem início às 19.30 no pavilhão dos “alvi-negros”.

Amanhã joga-se a sétima ronda, com o Maxaquene a medir forças com a modesta Bela Rosa às 19.30 horas no seu pavilhão.



às 16.00 horas, o Ferroviário bate-se com Aeroporto, no pavilhão dos “alvi-negros”. O Desportivo terá pela frente o Costa do Sol, às 18.30 horas, no pavilhão da primeira equipa.

Às 16.30 horas, no pavilhão da A Politécnica, a equipa da casa defronta a Universidade Pedagógica.



Em femininos, esta noite (19.00 horas), a A Politécnica A bate-se com o Ferroviário, no pavilhão dos “tricolores”. Amanhã, a A Politécnica B mede forças com a Universidade Pedagógica, no seu pavilhão, a partir das 15.00 horas. Trinta minutos mais tarde, o pavilhão do Maxaquene irá acolher o duelo entre o Costa do Sol e a Liga Muçulmana. Os jogos em seniores femininos são referentes à quarta jornada.



Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:13
 O que é? |  O que é? | favorito

 


TÊXTIL do Púnguè, Chingale, Vilankulo e Estrela Vermelha da Beira são as equipas que estão em risco de não fazerem parte do Moçambola-2014.

É certo que dois deste quarteto vão acompanhar o já despromovido Matchedje aos “quarteirões” na próxima época, pelo que a ronda deste fim-de-semana, a 25.ª e penúltima jornada, ganha contornos dramáticos.



Com as faixas de campeão já entregues à Liga Muçulmana – no último domingo – as atenções centram-se inteiramente nesse despique dramático pela manutenção. O campo do Ferroviário da Manga estará, ao que tudo indica, a rebentar pelas costuras quando a bola começar a rola no Têxtil do Púnguè-Vilankulo, a partir das 15.00 horas, mesmo horário das restantes partidas.



Quis o destino que num momento tão delicado para ambos os conjuntos houvesse um confronto directo, numa altura em que estão na zona de despromoção, o que faz com que a margem de erro seja nula. Uma derrota pode ser fatal para qualquer um dos lados, sendo que no caso do Têxtil dirá adeus às lides superiores do futebol moçambicano caso não vença. Importa que se diga que os “fabris” da Manga têm feito do factor casa, ao longo da prova, o seu principal talismã, pois, contam com um público eufórico e que seguramente farão vida difícil aos “marlins”.



O Chingale, que está um lugar acima da linha de água, joga no campo do Ferroviário da Beira. Os tetenses vão fazer uma deslocação a um dos adversários mais implacáveis quando se apresenta em casa. A avaliar por este cenário, os pupilos de Ferreirinha têm a obrigação de se apresentar muito acima do que fizeram esta época para somarem os três pontos, face a uma turma beirense que quererá consolidar a segunda posição e reconquistar o estatuto de vice-campeão.



“CLÁSSICO” OFUSCADO


Costa do Sol-Ferroviário de Maputo é um dos desafios mais convidativos do futebol moçambicano, no entanto, este “clássico”, embora a rivalidade esteja presente, não tem o mesmo glamour de outros tempos, a seguir pelo débil rendimento de “canarinhos” e “locomotivas”, que há quatro épocas vêm-se apresentando muito abaixo das reais capacidades. Há muitas jornadas arredados da luta pelo título, jogarão por objectivos que não têm sido os seus: melhorar a classificação. 


  

No Songo, a HCB bate-se com a campeã Liga Muçulmana, uma partida que se reveste de pouca importância dada a situação já definida de ambas as equipas na classificação.

Noutras partidas, o Maxaquene joga, fora, com o Ferroviário de Nampula, e o Macthedje recebe o Desportivo de Nacala.




Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:46
 O que é? |  O que é? | favorito
Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO