Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 29 DE Novembro 2013

A SELECÇÃO Nacional de futebol seguiu ontem para a cidade de sul-africana de Nelspruit, onde vai, durante pouco mais de uma semana, efectuar um estágio competitivo, tendo em vista o jogo de preparação para o CAN-Interno-África do Sul 2014, frente ao Zimbabwe previsto para o dia 8 de Dezembro próximo.



 

É bem provável que os “Mambas” venham a realizar partidas de controlo diante de equipas locais. A confirmar-se seria mais uma oportunidade para João Chissano tirar ilações sobre a condição física dos seus jogadores.



 

Em Nelspruit, a equipa técnica vai potenciar mais os aspectos de cariz táctico e técnico, já que no que toca à condição física parece estar salvaguarda se se atender que todos os integrantes da Selecção Nacional vêm de uma temporada desgastante ao serviço dos respectivos clubes. Aliás, sendo a equipa moçambicana composta por muitos jogadores novos, como são os casos de Daúdo, que se transferiu do Desportivo de Nacala para a Liga Muçulmana e Lanito, do Desportivo, prevê-se um trabalho aturado para João Chissano para integrar essas novas unidades no modelo táctico a ser usado no CAN-Interno.



 

Naquela cidade vizinha de Nelspruit, os “Mambas” irão dar continuidade às sessões de treino que iniciaram há sensivelmente um mês com as sessões de treino no campo do 1° de Maio. Sublinhe-se que o jogo aprazado para o dia 8, em Harare, diante do Zimbabwe, será o segundo teste, na campanha de preparação para o CHAN, depois de já ter empatado a zero bolas, em Whindoek, com a Namíbia.



 

 A Selecção Nacional participará pela primeira vez no CAN-Interno, prova destinada aos jogadores que actuam nos campeonatos internos dos respectivos países e fará as honras da abertura da prova, no dia 11 de Janeiro próximo, medindo forças com a anfitriã África do Sul.João Chissano convocou para o estágio 27 atletas, sendo que apenas 20 serão convocados para o amigável com os zimbabweanos. Eis a lista.



 

LISTA DOS 27 CONVOCADOS


 

LIGA MUÇULMANA: Miro, Chico II, Imo, Josemar e Sonito;

 

FERROVIÁRIO DA BEIRA: Reinildo, Maninho, Mário, Nelito e Moniz;

 

COSTA DO SOL: Dário Khan,  João Mazive,  Manuelito II,   Dito, Alvarito;

 

FERROVIÁRIO DE MAPUTO: Diogo, Pinto, Chico e Barrigana;

 

MAXAQUENE: Gabito, Kito e Isac;

 

DESPORTIVO DE NACALA: Daúdo e Victor

 

HCB: Soarito 

 

FERROVIÁRIO DE NAMPULA: Belito

 

DESPORTIVO: Lanito



Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:18
 O que é? |  O que é? | favorito
Terça-feira, 26 DE Novembro 2013

O TÉCNICO Lucas Barrarijo era um homem feliz no final do encontro. Pouco falador, o treinador dos “locomotivas” não conseguia conter-se de emoção por ter ganho esta que é a sua primeira Taça de Moçambique/mcel como timoneiro.

 

 

 

Sinto-me lisonjeado por ter vencido uma Taça de Moçambique/mcel pela primeira vez, é a minha primeira conquista e que catapulta a minha careira. Entrámos bem para o jogo. Jogámos desinibidos, trocámos a bola como sabemos fazer. Podíamos ter saído da primeira parte a ganhar, mas o nulo prevaleceu, que para mim foi lisonjeiro para o Chibuto. Na segunda parte pressionámos mais e conseguimos chegar aos golos que tanto procurávamos”, disse.

 

 

Para Barrarijo, o trunfo para a vitória na final foi jogar bem durante os 90 minutos e marcar golos nos momentos certos.Quanto ao seu futuro, o técnico dos “locomotivas” escusou-se a falar do assunto, deixando claro que a sua vontade é continuar de verde-e-branco ao leme.

 

 

MERECEMOS - MÁRIO

 

 

AUTOR de um golaço que coloriu, de uma vez por todas, a sua grande exibição na final, Mário, a mais cintilante estrela do Ferroviário da Beira, advoga que a equipa mereceu vencer a partida e consequentemente a Taça, mesmo reconhecendo que não foi fácil.

 

 

Foi um grande jogo, as duas equipas estiveram muito bem em campo, daí que não foi fácil para vencermos. Procurámos o golo, depois de uma primeira parte empatados a zero, na segunda entrámos mais aguerridos e marcámos".

 

 

Mário não tem explicação para descrever o golo que marcou (o segundo do encontro). “Penso que foi uma inspiração do momento. Não sei o que me vinha na alma quando fiz aquilo, o importante é que ganhámos”.

 

 

 

O avançado recusa-se a falar do seu futuro, mas deixou claro que como qualquer atleta sonha com altos voos na carreira.

 

Em relação às Afrotaças diz não ter nada a dizer, pois “agora é o momento de festa”, limitando-se a afirmar que temos de trabalhar muito para essa competição.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:58
 O que é? |  O que é? | favorito

FIZEMOS uma temporada fantástica. É com muita pena que não vencemos esta Taça que tanto queríamos. Aliás, os jogadores e a direcção por aquilo que fizeram ao longo do ano mereciam um triunfo nesta prova. Mas penso que esta derrota não apaga tudo aquilo que fizemos. Chegámos pela primeira vez a uma final e melhorámos a nossa classificação em relação à época anterior”, disse Pontes.

 

 

Quanto ao jogo: na primeira parte o Ferroviário da Beira dominou os acontecimentos e na segunda parte acho que equilibrámos, mas sofremos um golo. Na tentativa de respondermos tivemos algumas jogadas de golo iminente que desperdiçamos, e num contra-ataque o nosso adversário fez o 2-0, matando a partida. O Ferroviário foi, quanto a mim, um justo vencedor”, descreveu Vítor Pontes.

 

 

Quanto ao futuro, Pontes foi cauteloso. “Ainda vamos sentar com a direcção para fazermos o balanço da época e depois iremos juntos decidir o que é melhor para as partes e para o clube. Por agora tudo está em aberto”, sublinhou o técnico português.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:52
 O que é? |  O que é? | favorito

O FERROVIÁRIO da Beira e Clube do Chibuto proporcionaram sábado uma final electrizante. Daquelas que os amantes do futebol moçambicano já não estavam habituados a ver. Tratou-se de um jogo aberto e com condimentos doutro planeta. É caso para dizer: que grande final da Taça de Moçambique/mcel!


Zimpeto viveu uma tarde-noite de festa no sábado, e como no futebol não há festa sem o público, este fez questão de marcar uma presença massiva naquele majestoso recinto desportivo. Cerca de 15 mil pessoas assistiram ao jogo da final da Taça de Moçambique entre o Ferroviário da Beira e Chibuto e não se arrependeram.

Os artistas proporcionaram um belíssimo espectáculo, que culminou com aquele golo do outro mundo, apontado pelo endiabrado Mário.


O público comportou-se de forma ordeira, sem comprometer o espectáculo. Antes pelo contrário foi o público que puxou pelos artistas no relvado. Houve vibração, cânticos e ovações.


Os adeptos do Chibuto, por sinal os que estiveram em maior número, souberam estar à altura dos acontecimentos. Mesmo depois de verem a baliza da sua equipa violada, continuaram a puxar nela, até ao “check-mate” assinado por Mário.


Já os adeptos dos “locomotivas” vibraram até se fartarem, sobretudo quando surgiram os dois golos que selaram a vitória e a consequente conquista da Taça de Moçambique/mcel pela segunda vez na sua história.


Viu-se naquela tarde/noite uma enorme moldura humana que dificilmente se vê nas partidas que acontecem na capital do país, onde a média de assistência tem sido de 500 pessoas por jogo, à excepção de alguns “derbies”.



No final, o Chibuto soube reconhecer o mérito do adversário, dando a mão à palmatória, enquanto o Ferroviário da Beira regozijava-se por tamanha conquista.


Técnicos e jogadores do Ferroviário da Beira estavam, obviamente, satisfeitos com a conquista da almejada Taça de Moçambique/mcel pela segunda vez, depois do sucesso de 2005. Os treinadores são de opinião que este era o título que faltava à equipa depois de uma excelente temporada que culminou com o segundo lugar no Moçambola. Já os atletas defendem que venceu o melhor e, na óptica deles, o Ferroviário da Beira foi quem mais procurou ganhar a final do Zimpeto, apesar de reconhecerem que não foi fácil triunfar perante um Chibuto que teve uma boa postura em campo.




Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:34
 O que é? |  O que é? | favorito

MUITO emocionado, Vítor Matine, técnico-adjunto dos “locomotivas”, disse que a sua equipa mereceu ganhar, até porque, segundo ele, foi a única que procurou vencer.



Estamos de parabéns, parabenizar a direcção e aos nossos adeptos que sempre nos apoiaram, o futebol é isto, é emoção e depois de uma missão, bem cumprida, estamos a pensar nas merecidas férias.


Vamos falar de contratos dos jogadores, dos técnicos e das Afrotaças oportunamente, por agora estamos em festa”, rematou.



Questionado sobre a forma como festejou os golos, Matine respondeu: “hoje fui jovem, festejei como se fosse o “special one” (José Mourinho), foi um momento de grande emoção”, explicou.




Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:29
 O que é? |  O que é? | favorito

AUTOR de um golaço que coloriu, de uma vez por todas, a sua grande exibição na final, Mário, a mais cintilante estrela do Ferroviário da Beira, advoga que a equipa mereceu vencer a partida e consequentemente a Taça, mesmo reconhecendo que não foi fácil.


 

Foi um grande jogo, as duas equipas estiveram muito bem em campo, daí que não foi fácil para vencermos. Procurámos o golo, depois de uma primeira parte empatados a zero, na segunda entrámos mais aguerridos e marcámos".



 

Mário não tem explicação para descrever o golo que marcou (o segundo do encontro). “Penso que foi uma inspiração do momento. Não sei o que me vinha na alma quando fiz aquilo, o importante é que ganhámos”.



 

O avançado recusa-se a falar do seu futuro, mas deixou claro que como qualquer atleta sonha com altos voos na carreira.Em relação às Afrotaças diz não ter nada a dizer, pois “agora é o momento de festa”, limitando-se a afirmar que temos de trabalhar muito para essa competição.



Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:22
 O que é? |  O que é? | favorito

TALVEZ o jogador revelação da época 2013, Nelito, ponta-de-lança que o Ferroviário da Beira foi buscar em Quelimane, diz sentir muito orgulhoso por ter conseguido vencer a taça, depois de ajudar o seu clube a conquistar o segundo lugar no Moçambola, logo no seu primeiro ano na alta roda do futebol nacional.



É muito especial para mim conseguir estas duas conquistas no ano de estreia. Tenho agora 25 anos e espero continuar a progredir com este clube com que tenho mais dois anos de contrato”, disse, para depois agradecer à família e amigos, para além de colegas e equipa técnica pela ajuda que lhe têm dado para o progresso da sua careira.



Em relação à sua convocatória para a Selecção Nacional, Nelito afirma que é fruto do trabalho que tem vindo a fazer e acrescenta que quem acompanha o futebol nacional não ficou surpreso com a sua convocatória.



Tenho vindo a trabalhar com esse sonho. Espero chegar lá e mostrar o meu valor e jogar. Gostava de singrar na selecção”. Quanto à vitória frente ao Chibuto disse que foi difícil e que a sua equipa desperdiçou algumas oportunidades claras de golo, mas no fim foi feliz.



Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:17
 O que é? |  O que é? | favorito

O RENASCIDO médio emprestado pelo Maxaquene ao Ferroviário da Beira, Carlitos, considera a vitória da sua equipa justa, salientando que foi obra de muito trabalho, concentração e coesão do grupo.



Foi um bom jogo, tive um lance de infelicidade no qual falhei um golo de forma inacreditável. Mas logo a seguir encontrámos o caminho de chegar à baliza adversária, vencemos e estamos de parabéns. Sempre acreditámos que iríamos vencer o jogo e felizmente isso concretizou-se”.



Carlitos falou pouco do seu futuro, limitando-se a dizer que ainda tem dois anos de contrato com o Maxaquene, não sabendo se irá continuar na Beira ou regressar à procedência. Quanto às Afrotaças, é de opinião que o clube do Chiveve irá fazer uma boa campanha.



Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:11
 O que é? |  O que é? | favorito

PARA Maninho o jogo foi muito bem disputado por duas equipas que fizeram uma boa época. “Foi uma boa partida e felizmente vencemos. Fomos uma equipa aguerrida e com muita atitude em campo. O Chibuto reagiu bem, impôs o seu jogo, mas no futebol só ganha uma equipa e fomos nós os felizardos, até porque fomos mais atrevidos”, disse Maninho.



Segundo o avançado dos “locomotivas”, nas Afrotaças o Ferroviário da Beira terá uma palavra a dizer. “Acredito que podemos ir longe, temos uma boa equipa”.




Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:04
 O que é? |  O que é? | favorito
Quarta-feira, 13 DE Novembro 2013

 

 

A FAMÍLIA do Mahafil está em festa. A equipa principal de futebol conquistou, no último sábado, a Taça Maputo, vencendo, na final, o 1° de Maio, por 2-0.

 

O Mahafil, uma das colectividades de maior tradição na cidade de Maputo, fecha o ano com a chave de ouro, depois de ter, mais uma vez, falhado a conquista do Campeonato da Cidade.


 

Na final de juniores, o Costa do Sol fez a festa ao bater a Academia da Namaacha, por 2-1.Em juvenis coube ao Ferroviário comemorar, ao superar o Maxaquene, nos penaltes, por 3-1. No final do tempo regulamentar e no prolongamento as duas equipas estavam empatadas a um golo.



Nos iniciados, o troféu ficou na posse da Liga Muçulmana que bateu o Zixaxa, por 3-1. 



Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:40
 O que é? |  O que é? | favorito
Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO