Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 19 DE Setembro 2013

INICIA amanhã, na capital do país, o Campeonato Africano de Basquetebol em seniores femininos, Afrobasket, com as selecções nacionais do Egipto e do Senegal a medirem forças a partir das 9.30 horas, naquele que será o embate de abertura.



As delegações completaram-se ontem, depois de na terça-feira ter desembarcado a comitiva senegalesa. Os embates terão lugar no mítico pavilhão do Maxaquene, local que irá acolher a cerimónia de abertura que se inicia às 18.15 horas.



Logo a seguir à cerimónia de abertura entra em cena a Selecção Nacional diante do Zimbabwe, um jogo agendado para as 19.30. A fechar a jornada, Angola bater-se-á com a Nigéria e, pelo meio, irão jogar Costa do Marfim-Argélia, Mali-Cabo Verde e Camarões-Quénia.



Para além dos árbitros acompanhantes (já em Maputo), o evento contará com quatro juízes neutros, nomeadamente Elena Chernova (Rússia), Inci Elif (Turquia), Bousseta Chahinaz (Marrocos) e Banza Kalume (RD Congo).

 



EIS A COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS



GRUPO A: Moçambique, Senegal, Costa do Marfim, Argélia, Egipto e Zimbabwe.


GRUPO B: Angola, Mali, Camarões, Quénia, Cabo Verde eNigéria.



PAVILHÃO PRONTO



O PAVILHÃO do Maxaquene, recinto que vai acolher os jogos da 22ª edição do Afrobasket feminino, está pronto para a partir de amanhã hospedar a festa continental. Até ao fim da manhã de ontem, os técnicos da empresa fornecedora de cadeiras e materiais de escritório estava a concluir os trabalhos de montagem do lugar reservado aos juízes e cronometristas.


O piso já está em condições, assim como o lugar reservado aos delegados e comissários da FIBA-África.



São ao todo cerca de 200 lugares reservados aos organizadores, comissários e jornalistas, o que vale dizer que o público terá menos outros tantos assentos. Ainda na manhã de ontem foi montado um espaço onde irão trabalhar os operadores de câmara de diferentes televisões que irão cobrir o evento.

Foi ainda reservado um espaço para a televisão pública, por sinal o canal que irá transmitir os jogos em directo.



Enquanto isso, o pessoal destacado para as limpezas empenhava-se em fazer os últimos retoques ao piso do pavilhão, bem como aos corredores. A tribuna de honra está devidamente separada do público, facto facilitada pelas cerca de 150 cadeiras montadas debaixo para os homens da FIBA e outros elementos.



Em relação à iluminação, foi reforçada com 22 lâmpadas projectoras com alta voltagem, que se juntam às 36 já existentes, o que confere ao pavilhão uma boa visibilidade.

Há cadeiras nos bancos de suplentes e a quadra já foi delimitada, faltando apenas o desfile dos artistas.




Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:53
 O que é? |  O que é? | favorito

O GOLFINHOS dominou o Torneio de Abertura de Natação da Cidade de Maputo, mais conhecido por “Seis Horas de Maputo”, que serviu de rodagem das equipas inscritas para as diferentes competições da época 2013/2014 organizadas pela associação da modalidade na capital (ANCM).



 

Sem dominar todos os escalões, o Golfinhos foi o vencedor absoluto na soma dos pontos conseguidos em masculinos (31550) e femininos (27600), totalizando 59150. Ficou em segundo lugar em ambos os sexos, aproveitando-se do facto do Tubarões, que dominou em masculinos, com 32500 pontos, não ter conseguido a melhor pontuação em femininos. O Tubarões ficou em terceiro lugar, com 20600, e teve, no total, 53100 pontos.


O vencedor de femininos foi o Ferroviário, com 27750 pontos. Porém, os “locomotivas” não se fizeram presentes em masculinos, contribuindo para que o Golfinhos ganhasse vantagem na contagem geral.



 

Salientar que “Seis Horas de Maputo”, que contou com uma equipa mista de populares, também antecede a deslocação da selecção de Maputo à Mphumalanga, na vizinha África do Sul, onde este fim-de-semana participará no torneio regional.



Feito isto, Maputo acolherá o “Golfinhos Sprint”, de 19 a 20 de Outubro, que também junta países da região.Já em Novembro, a ANCM promoverá a Taça Maputo e o Torneio “Tânia Anacleto”, que é uma prova de velocidade. Aliás, antes do “Tânia Anacleto”, decorrerá a Travessia Maputo/Catembe, alusiva ao 10 de Novembro, Dia da Cidade de Maputo.Por último, em Dezembro, acontecerá o mais esperado Campeonato de Verão.



Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:44
 O que é? |  O que é? | favorito

O DESPORTIVO bateu o vizinho Maxaquene por 56-52, em partida mais importante da sétima jornada da Taça Maputo em basquetebol. Com o triunfo, os “alvi-negros” têm tudo em aberto para lutar pelo título com o líder Ferroviário.



Os “locomotivas”, por sua vez, derrotaram copiosamente a simpática Bela Rosa, por “chapa-100”, ou seja, 118-37, 81 pontos de diferença que ilustram o quão as duas formações estão desniveladas.


Numa jornada amputada devido a problemas de iluminação no Pavilhão do Ferroviário, os “tricolores” redimiram-se da derrota frente ao Desportivo, ao vencer no sábado A Politécnica por 58-50, em jogo a contar para a oitava ronda.



A Universidade Pedagógica bateu a Bela Rosa por 45-36. Não se efectivou o Costa do Sol-Aeroporto devido à insuficiência da iluminação conforme nos referimos.

Em femininos o Maxaquene esteve bem, ao bater A Politécnica B por 58-47. Por seu turno, o Costa do Sol venceu o Desportivo por 39-32. Devido aos supracitados problemas, não se realizou o Ferroviário-A Politécnica.



Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:32
 O que é? |  O que é? | favorito

EM partida cujos jogadores aparentavam um enorme desgaste físico, o Ferroviário de Maputo tentou avocar o controlo dos acontecimentos, ante uma equipa que viajou de Chiveve para Machava com lição bem estudada, não perder, mas não significando isso, fazer um jogo manifestamente defensivo.



Isso fez com que o jogo fosse muito disputado a meio-campo, com uma titânica luta pela posse do esférico. Decorriam dez minutos quando Luís, na sequência de uma triangulação com Diogo e Danito, fez um remate cá do meio da rua para a defesa atenta de Willard, antes de Diogo cobrar um livre na direita que culmina com um cabeceamento certeiro de David. Assim, os “locomotivas” da capital adiantavam-se no marcador, passavam 22 minutos.



As coisas pareciam correr com feição ao Ferroviário de Maputo. Até porque Danito Nhamposse montara um 4x1x3x2 para fazer face a um 4x4x1x1 projectado por Lucas Barrarijo. Sem muitas jogadas vistosas, as duas equipas foram ao intervalo, sendo que no reatamento a equipa da casa agigantou-se, procurando dilatar o “score”, mas em vão, pois Danito (Parruque) e pouco depois Barrigana não foram suficientemente destros para baterem Willard.



Barrarijo descobriu cedo que a sua equipa acusava algum desgaste e, consequente, falta de acutilância ofensiva, sendo que logo de seguida fez descansar as suas unidades mais utilizadas e preponderantes, os internacionais Mário, Maninho e Reinildo, este último que deu lugar a Dário, que logo na sua primeira jogada “entoou” um autêntico “hino” ao futebol.



Ganha a bola no meio-campo, galga terreno, passa por três adversários e na “meia-lua” faz um portentoso remate que só foi parar no fundo das redes de Gervásio, era o empate que castigava a sonolenta defensiva dos “locomotivas” da capital, o que deixa tudo em aberto para o jogo da segunda “mão” na Beira.



Momentos antes do apito final, Nelito (isolado na área) podia ter dado cambalhota ao resultado, mas tirou mal as medidas a Gervásio.



Aureliano Mabote (regressado depois do castigo que se seguiu à má arbitragem no Liga Muçulmana-Costa do Sol) voltou a demonstrar que não é árbitro para a alta competição. Fez um trabalho muito contestado pelas duas equipas.



FICHA TÉCNICA


ÁRBITRO: Aureliano Mabote, auxiliado por Júlio Muianga e Salomão José. Quarto foi Felisberto Timane.

FERROVIÁRIO DE MAPUTO: Gervásio; Danito, Zabula (Mambucho), Salomão, David, Butana, Cândido, Barrigana (Burramo), Eurico (Innocent), Diogo e Luís.

FERROVIÁRIO DA BEIRA: Willard; Moniz, Caló, Emídio, Edson, Maninho (Mponga), Timbe, Carlitos, Reinildo (Dário), Mário (Énio) e Nelito.

DISCIPLINA: Amarelos para Salomão e Innocent, ambos do Ferroviário de Maputo.




Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:16
 O que é? |  O que é? | favorito

O DESPORTIVO de Maputo e o Têxtil do Púnguè foram as únicas equipas que venceram, na tarde de ontem, os encontros da primeira “mão” dos oitavos-de-final da Taça de Moçambique/mcel, por isso estão em vantagem para os derradeiros embates.



 

Os “alvi-negros” bateram o Incomáti, em Maputo, por 2-1, enquanto os “fabris” da Manga derrotaram o Ferroviário de Nampula, por uma bola sem concorrência.Os outros restantes dois embates terminaram empatados. O Ferroviário de Maputo recebeu, no Estádio da Machava, e igualou a um tento com o seu homónimo da Beira. O Desportivo de Tete, por sua vez, não foi para além do 0-0 na recepção ao Clube do Chibuto.



 

Com estes desfechos, adivinha-se uma segunda “mão” bastante renhida, mesmo para as equipas que estão em vantagem, uma vez no terreno alheio outro galo poderá cantar.



Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:08
 O que é? |  O que é? | favorito
Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
15
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO