Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 12 DE Setembro 2013

AS selecções nacionais de voleibol de sala, em seniores masculinos e femininos, intensificam a preparação tendo em vista as eliminatórias zonais-VI de acesso ao Campeonato do Mundo da modalidade que terá lugar no próximo ano.


Com efeito, a selecção masculina que vai participar de 7 a 13 de Outubro próximo do Torneio Zonal na capital do Botswana, Gaberone, trabalha tendo as atenções viradas para um dos lugares do pódio, pois estes dão acesso directo à fase africana, por sinal a etapa seguinte, que é a última antes do “Mundial” que terá lugar na Polónia, em 2014.



A equipa nacional já está no terreno há algumas semanas a preparar esta importante competição, até porque a palavra de ordem é a qualificação para o “Mundial”.


Já a selecção feminina, que estará nas eliminatórias zonais que terão lugar na capital zambiana, Lusaka, de 23 a 28 de Outubro, não quer repetir as dificuldades que teve no Torneio Subzonal em Maputo, no passado mês de Julho, daí que trabalha afincadamente para limar algumas lacunas evidenciadas nas subzonais da capital do país.



Aliás, a equipa nacional irá encarar os jogos com mais cautelas, até porque selecções bem conhecidas e aguerridas como as da Suazilândia e Botswana (que foram adversárias em Maputo) voltarão a cruzar o caminho das moçambicanas em Lusaka.



À semelhança das eliminatórias masculinas, para a fase seguinte transitam, directamente, os três primeiros classificados. A fase africana terá lugar em Dezembro, num país ainda por indicar, enquanto o “Mundial” feminino será na Itália.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 14:06
 O que é? |  O que é? | favorito

OS atletas paraolímpicos, Pita Rondão e Maria Muchavo, vão representar Moçambique no torneio internacional de atletismo de Viena, que acontece anualmente naquele país europeu.


Pita Rondão e Maria Muchavo irão competir nos 200 e 400 metros, nas categorias de T-11 e T-12, respectivamente. Os dois atletas deixam Maputo no dia 25 do mês em curso rumo à capital austríaca, para a competição que se inicia no dia 28.


Refira-se que recentemente Maria Muchavo bateu o recorde africano nos Mundiais da sua especialidade, sendo que neste torneio, segundo ela, irá tentar chegar ao recorde do Mundo.


Pita Rondão e Maria Muchavo, recorde-se, representaram Moçambique nos Jogos Paraolímpicos de Londres-2012, para além de terem participado nos Jogos da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP) que tiveram lugar em Lisboa, Portugal e nos Jogos da SCSA que decorreram na Zâmbia, sendo neste momento tidos como os mais badalados atletas paraolímpicos nacionais.



Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 14:02
 O que é? |  O que é? | favorito

O BASQUETEBOLISTA Heldo Bié foi eleito o jogador mais valioso (MVP) da sétima edição do torneio interescolar “Basket Show”, que terminou no sábado na capital do país.

Heldo Bié é atleta da Escola Secundária Zona Verde, por sinal a vencedora do torneio pela segunda vez consecutiva.



Bié destacou-se pela sua forma de abordagem do jogo, coordenador de todo sistema ofensivo da sua equipa, para além de ser um jovem perigoso debaixo da tabela.O melhor marcador da prova foi Júlio Abel, também da Escola Secundária Zona Verde, o que demonstra o quão foi forte o domínio daquela instituição no certame.



Entretanto, no sábado houve um jogo entre os jogadores que mais se destacaram na prova, com um misto denominada Alfa a bater Beta, por 35-29.As equipas vencedoras e os atletas que mais se destacaram foram galardoados, ontem, na sede da empresa patrocinadora do evento.



DOIS NA SELECÇÃO SUB-16


Entretanto, para além de Heldo e Júlio, outros atletas destacaram-se na prova, casos de Lauren Langa e Titos Fernando, ambos da Escola Secundária Noroeste I que caíram nas graças do seleccionador nacional dos sub-16 em masculinos, Rui Rafael.


Os dois atletas foram convocados para os próximos compromissos da Selecção Nacional, depois de terem estado num “Clinic” organizado pela FIBA-África. 

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:57
 O que é? |  O que é? | favorito

 

 

O CIRCUITO regional de ténis júnior já mexe. A sensivelmente uma semana e meia do evento, a decorrer em Maputo, a organização diz que todas as condições foram criadas para que o evento tenha lugar de 21 a 28 nos “courts” do Jardim Tunduru.


Para já, espera-se que perto de 100 tenistas da região austral participem no evento, que é pontuável para o “ranking” mundial da categoria.



Enquanto isso, sete tenistas nacionais participarão na primeira etapa a decorrer no Botswana de 15 a 19 do mês em curso. Do grupo, dois foram bonificados com direito de participar num centro de treinamento em Gaborone durante alguns dias que antecedem o circuito na sequência dos melhores resultados por si conseguidos em torneios regionais realizados no ano passado. São eles Bruno Nhavene e Marleta Nhamitambo, que deixaram Maputo na segunda-feira em direcção à capital tswana, onde já se juntaram a uma equipa dos melhores da região, que, para além de direito a treinos sob assistência técnica da ITF, terão uma participação grátis no evento.



O restante grupo parte para Gaberone esta sexta-feira. Trata-se de Armindo Nhavene Júnior, Kelven Maposse, Hélder Simão, Miriam Oliveira e Érica Nicole.



TUDO A POSTOS



O presidente da Federação Moçambicana de Ténis (FMT), Valige Tauabo, assegurou que as condições para a realização do evento estão sendo asseguradas na medida do possível, sendo que o Governo garantiu a hospedagem na Vila Olímpica. Como anfitrião, a FMT deve garantir, para além do alojamento dos visitantes, a alimentação e transporte interno.



O dirigente não confirmou os países que farão parte do evento, pois as inscrições, que se prolongarão até dia 13, são feitas a nível da Confederação Africana da modalidade (CAT), que, por seu turno, irá enviá-las à FMT.Salientou que não serão estabelecidos limites de participação aos tenistas nacionais, sendo esta uma oportunidade para exibirem o seu talento e elevar os níveis de competitividade.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:22
 O que é? |  O que é? | favorito

 

 

O FERROVIÁRIO de Maputo conquistou o primeiro Torneio Regional-Sul de Boxe, que juntou cerca de 50 pugilistas oriundos das províncias de Inhambane, Gaza e cidade de Maputo.A capital do país, com dois clubes e duas academias, nomeadamente o Ferroviário de Maputo, Matchedje e as academias Lucas Sinóia e Paulo Jorge, foi a que mais atletas teve no certame que durou três dias no Estádio Nacional do Zimpeto.


O Ferroviário venceu em quase todas as categorias, 49 quilogramas, 57, 60, perdendo apenas nos 65 a favor do Matchedje que fora segundo classificado, que mesmo assim foi a grande decepção do evento.



Aliás, os “militares” são actuais campeões nacionais em título, mas viram os seus atletas mais badalados, casos de Watch António e Francisco Máquina a serem eliminados prematuramente.Gaza participou com cinco atletas, sendo que três deles foram finalistas vencidos na divisão dos 49 e 57, e 60 quilogramas.



A província de Inhambane teve sete atletas na competição, mas os seus representantes estiveram muito aquém do nível dos seus adversários.Houve também boxe feminino da Academia Lucas Sinóia, por sinal a única que fomenta a participação de mulheres na modalidade.No cômputo geral, a cidade de Maputo é que foi a grande vencedora desta prova, que segundo a federação serve de rodagem aos atletas, pois o ciclo competitivo na região sul e no país em geral, é bastante curto.


A prova serviu, por outro lado, para preparar e fazer uma triagem dos atletas nacionais para as competições internacionais que se avizinham, casos do torneio internacional, que em princípio, terá lugar na África do Sul, juntando o país anfitrião a Moçambique, Suazilândia e Botswana, e o Campeonato Africano que irá decorrer no Togo.



Segundo o presidente da FMBoxe, Big-Ben, a próxima etapa do certame desta natureza será a zona centro, onde a cidade de Chimoio vai acolher de 27 a 29 do mês em curso o “regional”, juntando cinco províncias, nomeadamente Manica, Tete, Zambézia, Sofala e Nampula, esta última convidada em virtude de ser a única que pratica boxe no Norte.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:17
 O que é? |  O que é? | favorito

CLUBES filiados à Associação de Natação da Cidade de Maputo (ANCM) juntam-se sábado na Piscina Raimundo Franisse para a abertura da época, com a disputa do torneio Seis Horas de Maputo, que serve de rodagem das equipas inscritas para a temporada 2013/2014.


Esta edição poderá ser a mais concorrida se se confirmar a presença dos clubes inscritos, com destaque para o reaparecimento do Naval e da estreia de novas equipas, tais como o Nguenhas e a Escola Americana. Infelizmente, o Clube Naval não marcará presença no “Seis Horas de Maputo”, preparando a sua aparição nas provas oficiais que terão início ainda este mês.


Para o Torneio de Abertura, que realizar-se-á num único dia, estão confirmadas as presenças do Ferroviário, Desportivo, Golfinhos, Tubarões e Nguenhas. As equipas competem em simultâneo, sem agrupamento dos escalões, ganhando aquela que obtiver melhor pontuação durante seis horas de competição em todos os estilos. A participação está aberta também a populares.



Entretanto, a abertura da época será seguida da participação da selecção de Maputo num torneio regional, em Mphumalanga, na África do Sul, no dia 21 de Setembro, no qual farão parte nadadores do país anfitrião, da Suazilândia e Angola.


  

Feito isso, será a vez do “Golfinhos Sprint”, de 19 a 20 de Outubro, que junta em Maputo também os nadadores daqueles países da região.



Já em Novembro, a ANCM promoverá a Taça Maputo e o torneio “Tânia Anacleto”, que é uma prova de velocidade, respectivamente no início (2 e 3) e meados (16 e 17) do mês. Aliás, antes do “Tânia Anacleto”, decorrerá a Travessia Maputo/Catembe alusiva ao 10 de Novembro, dia da cidade de Maputo.Por último, em Dezembro, acontecerá o mais esperado campeonato de Verão. 




Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 13:12
 O que é? |  O que é? | favorito

 

 

A EQUIPA feminina de basquetebol de seniores feminina é esperada hoje na capital do país, após cumprir um estágio de sensivelmente um mês em Cuba.

Com pouco mais de uma semana para o início do Afrobasket, prova que começa a ser disputada a partir do dia 20 em Maputo, a turma moçambicana inicia próximo sábado a última etapa de preparação já no pavilhão do Maxaquene, palco que acolherá o evento.


Serão cerca de sete dias de treino que a equipa nacional aproveitará para se adaptar ao renovado piso dos “tricolores” e afinar a pontaria, bem como aprimorar os níveis tácticos e técnicos.



Com ritmo competitivo praticamente afinado após cumprir estágios em três países: Japão, Portugal e Cuba, curiosamente de continentes diferentes, os treinos devem ser bem mais leves até para descomprimir à carga de treinos que trazem dos estágios nos países supracitados.


Moçambique fará as honras de abertura no dia 20 defrontando o Zimbabwe, teoricamente uma das mais acessivéis do grupo “B”, onde terá a companhia do Senegal, vice-campeã, Egipto, Costa do Marfim e Argélia.



Em relação à chegada das outras selecções, soube-se do presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol, Francisco Mabjaia, que são esperadas nos dias 17 e 18.

Angola, campeã africana, está no grupo “A” juntamente com o Mali, Camarões, Quénia, Cabo Verde e Nigéria. 


Entretanto, tem lugar no final desta manhã, (11:00 horas), na capital do país, uma Conferência de Imprensa cuja agenda é o ponto de situação da organização do Afrobasket feminino.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:07
 O que é? |  O que é? | favorito

A SELECÇÃO Nacional de hóquei em patins realizou três bons testes frente ao Óquei de Sintra, Paços de Arcos e Salesiana vencendo-os no estágio que realiza em Portugal tendo em vista a preparação para o Mundial do “Grupo A”, prova que decorrerá nas cidades angolanas de Luanda e Namibe de 20 a 28 do mês em curso.



No primeiro encontro, os hoquistas moçambicanos impuseram uma derrota ao Óquei de Sintra, por 4-2, com os golos a serem marcados por Mário Rodrigues, autor de um “hat-trick”, Nuno Araújo.


Contra o Paços de Arcos, um adversário de maior expressão, o que exigiu da equipa nacional um esforço redobrado, Spiros Esculudes (Kiko) e Frederico Saraiva (Fredy) fizeram os golos no triunfo, por 2-1.  



Contra o Salesiana, os pupilos de José Querido passearam a classe e aplicaram uma goleada de 6-0. Marcaram Mário Rodrigues (2), Ivan Esculudes (Maninho), Nuno Araújo, Félix Gomes e Filipe Nabais (Filipinho).



A equipa moçambicana vai se afinando e mostrando que está no caminho certo com estes triunfos sobre clubes de um país com tradição no hóquei mundial.

Moçambique vai ainda realizar mais três jogos amigáveis já hoje diante do Oeiras, sendo que amanhã e na sexta-feira defronta o Famalicão e Póvoa de Varzim.



A selecção moçambicana deixa Portugal no dia 17, próxima terça-feira com destino a capital angolana, Luanda. No dia 21 parte para o Namibe, onde vai disputar a fase de grupos, mas antes da partida marcará presença, no dia 20, na cerimónia de Abertura que ficará marcada pelo jogo entre Angola e África do Sul.



Moçambique disputa a primeira fase com Itália, Colômbia e Estados Unidos. Os dois primeiros apuram-se para os quartos-de-final e disputam em Luanda, a fase do “mata-mata”.A equipa moçambicana, a par da Itália, é candidata a rumar aos “quartos”.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:00
 O que é? |  O que é? | favorito

O MAXAQUENE passou ontem da sexta para a terceira posição ao vencer, em jogo em atraso da 16ª jornada, o Vilankulo, por 2-1. Os “tricolores” continuam, deste modo, firmes na luta pelo título, visto que passaram a somar 29 pontos, menos um que a Liga e dois que o Clube de Chibuto.Apesar de ter começado a perder, o Maxaquene mostrou, ontem, veia de campeão ao dar à volta ao marcador diante do Vilankulo FC.



 

A missão dos treinados de Arnaldo Salvado, conforme já se esperava, não foi nada fácil. A jogar contra um Vilankulo que precisava de pontuar para fugir aos lugares da zona de despromoção, encontrou muitas dificuldes, pois teve que se bater contra uma equipa aguerrida e que veio com a licção muito bem estudada. Akil Marcelino meteu jogadores combativos, que anularam durante boa parte dos minutos iniciais, Kito, Eboh, alguns dos médios mais criativos.



 

Com o jogo controlado e com mais bola no pé, os visitantes aperceberam-se que podiam colher mais do que um empate, pois, passaram a jogar no meio campo dos “tricolores” e foi numa dessas investidas que Gildo foi para cima da defesa e desprovido de marcação encheu o pé para um grande golo. Acácio até chegou a tocar na bola, mas esta vinha tão “quente” que não foi possível pará-la.



 

A partir daí viu-se um Maxaquene mais solto à procura do golo do empate. A pergunta que se faz é por que razão não teve a mesma atitude antes do golo sofrido? O certo é que ia pagando a factura muito cara. Não pagou para o susto, mas teve que correr atrás do prejuízo durante largo período do jogo e só aos 37 minutos igualou a partida num belo cruzamento de Kito e bem concluído, já dentro da pequena área, por Eboh. O mesmo jogador poderia aos 41 minutos ter avolumado o marcador numa altura em que a turma “tricolor” já explanava melhor o seu futebol. Mas foi com um empate a uma bola que se chegou ao intervalo.



 

O Maxaquene regressou melhor para o segundo tempo. Mais afoita no ataque, mais confiante a defender e preciso a atacar. Acercou-se com maior perigo da baliza defendida por Martinho. Pelo menos por duas vezes ficou perto de passar para frente do marcador. Não fosse a falta de pontaria dos seus avançados, outro galo cantaria. Foi preciso esperar até ao minuto 65 para os anfitriões fazerem balançar as redes outra vez. Desta vez Chikuepo foi o autor do golo que colocou o Maxaquene na posição de vencedor pela primeira.



 

Até ao final do encontro, o Vilankulo ainda tentou chegar ao empate, mas todas as suas tentativas esbarraram na sólida defesa do combinado “tricolor”.

 

 Arão Júnior, árbitro do encontro, realizou um bom trabalho.



 

FICHA TÉCNICA


 

ÁRBITRO: Arão Júnior, auxiliado por Célio Mugabe e Estrela Gonçalves. Quarto árbitro: Paiva Dias


 

MAXAQUENE:Acácio; Calima, Gabito, Moses e Campira; Payó, Macamito, Kito (Jair) e Eboh (Marvin); Maurício e Chikwepo (Mfiki).


 

VILANKULO FC: Martinho; Serginho (Osvaldo), Norberto, Madeira e Hilário (Félio); Abílio, Cumbula, Ali e Matlombe; Gildo e Fernando (Tenday).


 

DISCIPLINA:Amarelo para Gabito e Madeira


 

GOLOS: Gildo (8 min), Eboh (37 min) e Chikwepo (65 min)




Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:39
 O que é? |  O que é? | favorito
Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
15
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO