Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 26 DE Abril 2013

ARRANCA esta noite o Torneio da Abertura em Basquetebol sénior masculino e feminino na cidade de Maputo. A jornada inaugural ficou amputada, com algumas equipas a pautarem por não tomar parte da ronda, alegadamente por questões organizacionais.

 

Assim, o arranque será dado às 18.30 horas com o Ferroviário a medir forças com A Politécnica, em femininos. Em masculinos, os “locomotivas” defrontam a Universidade Pedagógica, um duelo marcado para as 20.00 horas.

 

 

Amanhã, sábado, o Aeroporto esgrime-se com o Desportivo da Matola, em seniores masculinos, desafio cujo início está agendado para as 16.20 horas, para as 18.00, o Costa do Sol ter pela frente A Politécnica, partida que irá fechar a ronda.

 

 

Todos os jogos terão lugar no campo do Ferroviário.As restantes equipas, nomeadamente Maxaquene, Liga Muçulmana e Desportivo, ainda não se inscreveram no certame, alegadamente por questões organizacionais.

 

 

Refira-se que este torneio devia ter arrancado a sensivelmente duas semanas, mas por falta de recintos para os jogos, a Associação de Basquetebol da Cidade de Maputo, organizadora da prova, viu-se obrigada a adiar sucessivamente a competição.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:30
 O que é? |  O que é? | favorito

FICOU pelos quartos-de-final a excelente prestação da equipa moçambicana da Autoridade Tributária no Campeonato Africano de Voleibol, em seniores masculinos, prova que decorre em Tripoli, capital líbia, ao ser derrotado pelo Al Ahly Tripoli, por 3-0 (25-18, 25-18, 25-15)

 

A Autoridade Tributária falha, desta forma, o apuramento para as meias-finais e vai jogar frente ao Ahly Benghazi, também da Líbia, para a quinta posição.

 

 

Noutros jogos dos quartos-de-final, o Sfaxien da Tunísia venceu o Swahili da Líbia, por 3-0 (25-14, 30-28, 25-18), enquanto o Prisons do Quénia bateu o FAP dos Camarões, pelo mesmo resultado mas com os seguintes parciais (25-20, 25-21, 28-26).Noutro desafio, o Esperance de Tunis derrotou o Al Ahly Benghazi da Líbia, por 3-0 (25-18, 25-21, 26-24).

 

 

JOGOS DAS MEIAS-FINAIS



Prisons (Quénia)-Sfaxien (Tunísia)

Al Ahly Tarablus (Líbia)-Esperance (Tunísia)

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:07
 O que é? |  O que é? | favorito

OS atletas pré-seleccionados para a formação das equipas que irão representar a província da Zambézia no XI Festival Nacional dos Jogos Desportivos Escolares que terão lugar em Julho próximo, na cidade de Tete, pedem as autoridades de Educação e Cultura apoio a todos os níveis.

 

Os atletas querem um cronograma sério de treinos, reforço de equipamento e material desportivo bem como lanches para motivar mais os jogadores. Os pré-seleccionados mostram-se agastados com o que tem sido prática neste evento em que a preocupação dos dirigentes a diferentes níveis só começa a se fazer sentir a escassos dias do início das competições.

 

 

Os atletas são de opinião que fazendo as coisas em cima de “joelho”, a possibilidade de exigir resultados positivos a diferentes selecções é remota.

 

 

Numa mensagem apresentada há dias na cidade de Quelimane, por ocasião do encerramento da fase provincial dos Jogos Desportivos Escolares, evento que juntou atletas e técnicos, os jogadores apelaram ao governo provincial da Zambézia a ser mais sério no desafio de melhorar os resultados desportivos.

 

 

Gostaríamos que da intenção se passasse à prática. Nós já demonstrámos que temos potencial, mas falta o carinho e atenção nos aspectos que podem contribuir para o sucesso da participação da província da Zambézia”, lia-se na mensagem apresentada pelos atletas.

 

 

Na prática faltam dois meses e meio, mas os centros de treinos ainda não foram abertos tanto na cidade de Quelimane bem como nas sedes distritais. Os atletas e os técnicos têm sido as vítimas mais sacrificadas visto que quando pedem condições de treinamento nunca são ouvidos, mas os dirigentes sempre exigem resultados. Há vezes em que os próprios técnicos têm de sacrificar os seus pobres salários para a aquisição do material desportivo e atender as doenças e preocupações pessoais dos atletas e as chefias pouco se preocupam com isso, por isso, os atletas asseveraram muito a questão da seriedade e sensibilidade da Direcção Provincial da Educação e Cultura da Zambézia.

 

 

No total são 128 atletas de diferentes disciplinas desportivas seleccionados na fase provincial do festival dos jogos escolares nas modalidades de futebol, basquetebol, salto de corta, voleibol, andebol e atletismo. O objectivo das suas reivindicações é solicitar condições motivacionais para competir em igualdade circunstancial com os outros atletas das restantes províncias e nas modalidades que mais se destacaram.

Afirmaram que se aquelas condições não forem criadas, a província da Zambézia poderá passar vergonha na fase nacional.

 

 

Entretanto, o Governador da Zambézia, Joaquim Veríssimo, reconheceu a legitimidade das preocupações apresentadas pelos atletas e técnicos e comprometeu-se a criar condições básicas para que a preparação das equipas da Zambézia seja coroado de êxitos. Segundo Veríssimo, a fase que se segue é crucial e exige um grau diferente de responsabilidade por parte do Governo, técnicos e atletas para elevar através do desporto o nome da província da Zambézia.

 

 

O edil de Quelimane, Manuel de Araújo, disse, por sua vez, que o país deve ser construído com uma juventude saudável e a prática do desporto é uma das vias. É nesta perspectiva que Manuel de Araújo apelou a todos os atletas e técnicos a pautarem por uma atitude responsável durante a preparação e participação da fase nacional dos Jogos Desportivos Escolares. A XXVI edição dos jogos escolares terminou na sexta-feira em Quelimane.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:20
 O que é? |  O que é? | favorito
 

A decisão surge na sequência das conversações, na passada terça-feira, entre a direcção do clube de Inhambane e a Liga Moçambicana de Futebol (LMF). No encontro entre as duas entidades, foi sanado o diferendo que os opunha e que tinha a ver, essencialmente, com a realização de jogos às quartas-feiras, facto que sujeitava a formação de Vilankulo a penosas e longas viagens via terrestre, sem tempo para treinar ou sequer descansar.

 

 

Superado o diferendo, que punha em causa a boa imagem do Moçambola, as duas partes voltaram quarta-feira a sentar-se à mesma mesa, desta feita na presença da Imprensa, para explicarem o que afinal teria acontecido para abalar a prova.

 

 

 Yassin Amuji, presidente do Vilankulo FC, começou por caracterizar a semana passada como agitada para o futebol nacional, para o seu clube e para a imagem que se pretende transmitir em relação ao campeonato. “O que aconteceu não dignifica em nada o nosso futebol, sobretudo numa altura em que se procura afirmar-se no contexto africano, mas não tínhamos outra saída. As constantes deslocações, devido aos jogos a meio da semana, estavam a desgastar demasiadamente a nossa equipa e os jogadores já evidenciavam claramente o cansaço”, vincou.

 

 

O dirigente acrescentou que “não havia condições para continuarmos naquela situação penosa. Felizmente, com boa vontade, bom senso e respeito da Liga Moçambicana de Futebol para com os seus associados, os jogos às quartas-feiras foram retirados”, ajuntou.

 

 

Yassin disse ainda que a reunião com a Direcção da LMF, encabeçada pelo respectivo presidente, Alberto Simango Júnior, decorreu numa atmosfera de camaradagem e os “marlins” saíram satisfeitos com os esclarecimentos dados e com as decisões tomadas.

 

 

O patrono do Vilankulo terminou dizendo que “não temos razões de queixas. Estamos satisfeitos, pois o martírio acabou e agora já temos tempo para descansar, treinar e planificar os jogos à vontade. Parabéns à Liga por ter escutado a nossa posição, que era uma preocupação de todos os clubes”.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:05
 O que é? |  O que é? | favorito

O ESTÁDIO da Machava acolhe amanhã à tarde, a partir das 15.00 horas, o encontro entre dois aflitos no Moçambola. Trata-se do Ferroviário de Maputo e Matchedje que estão sedentos de vitórias para fugirem aos últimos lugares da pauta classificativa.

 

Quem diria que ao cabo de cinco jornadas, o Ferroviário estivesse abaixo da linha de água? O mesmo se pode dizer do Matchedje do qual se esperava um regresso auspicioso ao convívio dos grandes depois de um ano (2012) passado na segunda liga. O cenário actual é espinhoso para ambas as colectividades com os “locomotivas” a ocuparem a penúltima posição com apenas quatro pontos conquistados em 15 possíveis.

 

 

Em pior situação só os “militares” que ocupam o último lugar sem nenhum ponto, ou seja, somou por derrotas as cinco partidas.

 

 

Sendo o Ferroviário favorito, mas pelo facto de possuir um leque de jogadores de melhor nível qualitativo, do que propriamente do factor casa, adivinha-se mais um embate complicado para a turma “militar”, que no decurso da semana “correu” com o treinador Alex Alves. Aliás, é bem provável que caso a turma “locomotiva” não ganhe possa ocorrer mais uma chicotada psicológica, a demissão de Vítor Urbano que nesta altura está na “corda bamba”.

 

 

No mesmo dia, e à mesma hora, o Têxtil do Púnguè recebe o Costa do Sol, um dos crónicos favoritos ao ceptro. No campo do Ferroviário da Manga estarão frente-a-frente duas equipas em igualdade pontual (7) que procurarão descolarem-se uma da outra, até porque não estão muito longe da linha dos lugares de despromoção.

 

 

Já no domingo, o destaque vai para o embate entre o Maxaquene, campeão nacional, e o Desportivo de Nacala, equipa sensação neste início de prova. Um desafio interessante e emotivo em perspectiva, se se atender que há ansiedade de ver até que ponto os nacalenses podem manter o factor surpresa e, por outro, será um desafio para os “tricolores” realizarem uma exibição convincente no “Zimpeto”, algo que ainda não aconteceu.

 

 

A Liga Muçulmana, líder isolado, joga fora com o Chingale, numa das deslocações mais difíceis. Os Ferroviários da Beira e de Nampula defrontam em casa o Chibuto FC e a HCB, respectivamente.O Vilankulo joga no seu terreno com o Estrela Vermelha da Beira. A equipa da casa procura regressar às vitórias depois de na ronda anterior ter perdido por falta de comparência, um facto insólito na mais prestigiada competição futebolística nacional.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 09:57
 O que é? |  O que é? | favorito
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
20
21
27
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO