Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 22 DE Abril 2013

A LIGA Muçulmana deu, ontem, um passo gigantesco rumo à quarta e última eliminatória de acesso à fase de grupos da Taça CAF ao vencer o Wydad Casablana do Marrocos, por 2-0, em desafio da primeira “mão” realizada no seu campo perante pouco mais de cinco mil espectadores.

 

Não foi de todo fácil a missão da Liga na etapa inicial. Demorou a entrar no jogo, talvez ainda a estudar o adversário. Pautou por um jogo mais de posse de bola, não se aventurando muito no terreno nos primeiros minutos. Com Josephy algo desaparecido, a equipa “muçulmana” também ressentiu-se desse facto, pois o internacional malawiano tem dado um toque de classe ao ataque.

 

 

Reflexo disso, foi que na primeira vez que encontrou espaço para escapar do bloco marroquino efectuou um passe milimétrico de mais de 20 metros para Muandro que, sem perder tempo, centrou para Sonito cabecear por cima do travessão. Estavam jogados 14 minutos e a Liga dava o primeiro sinal de perigo. Aliás, foi um sério aviso para o que viria a acontecer oito minutos depois.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:51
 O que é? |  O que é? | favorito

Sonito, a atravessar um brilhante momento de forma, recebe um excelente passe de Josephy, e em situação privilegiada rematou forte, a bola parecia levar fogo, pois sofreu uma mudança de direcção antes de “beijar” as malhas.  

 

 

A Liga adiantava-se no marcador e na eliminatória, mas precisava de mais para ganhar alguma tranquilidade para o jogo da segunda “mão”. E podia ter chegado ao 2-0 não fosse um erro técnico do árbitro zimbabweano que cortou um lance de golo à Liga quando Joseph estava cara-a-cara com o guarda-redes marroquino. Beneficiou o infractor assinalando um livre que Sonito marcou sem sucesso, na recarga Liberty rematou por cima.

 

 

Lá atrás, Chico inventou e por pouco entornava o “caldo”. Pouco seguro, o defesa perdeu no duelo com  Fabrice Ondama, valendo à Liga, a falta de pontaria deste quando apenas tinha Caio pela frente.

 

 

A Liga acusou alguma confiança e no minuto seguinte  Fabrice, outra vez, ficou perto do golo, mas desta vez cabeceou à figura de Caio.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:45
 O que é? |  O que é? | favorito

O período menos bom da Liga coincidiu com a substituição forçada de Josephy. O estratega terá se ressentido da lesão muscular contraída no embate com o Ferroviário de Nampula para o Moçambola. Para o seu lugar foi chamado Hélder Pelembe e foi com ele em campo que a Liga voltou a protagonizar uma jogada de apuros junto à baliza de Nadir Lamyaghri. Sonito, sempre ele, que nem uma seta, atacou a bola, após centro de Miro, mas errou no alvo.

 

 

A primeira parte terminava com a Liga a ser um vencedor justo. Na etapa complementar, sem o mesmo caudal ofensivo, até porque era importante que não sofresse, como já dizia Litos no lançamento do jogo.

 

 

Mas mesmo assim, por duas vezes a Liga podia ter chegado ao golo. Primeiro por Sonito, aos 56 minutos, cabeceia para uma defesa arrojada do “keeper” e aos 68 minutos por Josemar, que através de uma bela tabelinha com Sonito, fez o esférico passar a poucos centímetros do poste. Para segurar a vantagem, a Liga teve que passar por alguns calafrios, resolvidos em grande parte das vezes por Zainadine  Júnior, que se portou como um verdadeiro patrão da defesa.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:39
 O que é? |  O que é? | favorito

A sete minutos do fim, a Liga passa a jogar em superioridade numérica devido à expulsão de Alioui Jamal por acumulação de amarelos. A equipa moçambicana passou, a partir dai, a acreditar que era possível avolumar o marcador e aos 89 minutos, na sequência de um pontapé de canto, Miro fez o 2-0.

 

Na ressaca, o defesa apareceu bem a finalizar. Doutro lado,  El Hilal, o número 17 do Wydad, o único a tentar remar contra a maré, estava absolutamente fadigado e frustrado.

 

 

 O árbitro do encontro, o zimbabweano Ruzive Ruzive, deixou cair a nódoa na sua exibição ao beneficiar o infractor, no caso o Wydad, quando Josephy se preparava para atirar a “matar”. 

 

 

FICHA TÉCNICA



ÁRBITRO: Ruzive Ruzive, auxiliado por Tapfunanemi Mutengwa e Salani Ncube, Quarto árbitro: Thabani Bamala.



LIGA MUÇULMANA: Caio; Zainadine Júnior, Chico, Cantona e Miro; Momed Hagi, Muandro (Imo), Liberty (Mustafa), Josemar e Joseph; Sonito.

 

 

WYDAD CASABLANCA: Nadir Lamyaghri; Mourad El Msane, Youssef Rabeh (Amine Atouchi), Khalide Sekkat e Alioui Jamal; Youness Mankar, Fatah Said, Baker El Hilali e Bobley; Mouithys (Bakari Koné) e Fabrice Ondama (Rachidi).

 

DISCIPLINA: Amarelo para El Hilali e, Bakari Koné. Vermelho para Alioui Jamal.

 

 

GOLOS: Sonito (22min) e Miro (89min).

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:24
 O que é? |  O que é? | favorito

UM facto insólito aconteceu sábado no campo do Costa do Sol. O Vilankulo FC, que devia defrontar a equipa da casa, em jogo da quinta jornada do Moçambola, gazetou, apontando como argumento o cansaço dos seus jogadores, uma atitude de que não há memória nesta prova.

 

Assim sendo, os “canarinhos” somaram os três pontos mais fáceis deste Moçambola, visto que não precisaram de transpirar a camisola para os conseguir. O facto é que com esta derrota o Vilankulo ficou em situação incómoda na classificação na medida em que está a apenas um lugar acima da linha de água, ou seja, dos lugares de despromoção, enquanto o Costa do Sol continua a meio da tabela.

 

 

A ronda foi marcada por uma surpresa. O Ferroviário de Maputo, depois de ter perdido com o Estrela Vermelha da Beira, voltou a ceder diante de um recém-promovido, no caso o Desportivo de Nacala, por 1-0. Pelo mesmo resultado, a HCB e Estrela Vermelha da Beira bateram o Ferroviário da Beira e o Chingale, respectivamente.

 

 

Numa jornada em que apenas o Estrela ganhou, dentre os representantes da província de Sofala. O Têxtil do Púnguè perdeu na deslocação ao reduto do Chibuto FC, por 2-0.

 

 

Quem vai agravando a sua situação jogo-a-jogo é o Matchedje. Os “militares” averbaram a quinta derrota consecutiva em igual número de encontros, tendo perdido em casa com o Ferroviário de Nampula, 2-1. Embora a prova esteja no início, os comandados de Alex Alves precisarão de um “abanão” no seu futebol para escaparem à descida de divisão.

 

 

O embate mais apetecível da ronda: Liga Muçulmana-Maxaquene foi adiado para o próximo dia 1 de Maio, devido ao compromisso da primeira equipa nas competições africanas.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:12
 O que é? |  O que é? | favorito

O VILANKULO FC não se apresentou ao jogo com o Costa do Sol, no sábado, o que lhe valeu a pena de derrota por falta de comparência, segundo deu a conhecer fonte da Liga Moçambicana de Futebol.

 

 

 

Apesar da carta que o clube tornou pública no passado dia 18, a anteceder o encontro, na qual a direcção da colectividade apresenta preocupações e dificuldades de não poder realizar os jogos às quartas-feiras, alegando dificuldades de natureza física para a equipa, o Vilankulo FC atropelou o Regulamento do Moçambola ao não se apresentar em campo, porquanto todas as decisões sobre a realização da prova e o respectivo regulamento são aprovados em Assembleia-Geral pelos clubes participantes a anteceder o seu arranque.

 

 

E porque não houve nenhuma objecção dos clubes participantes relativamente aos moldes com que a prova seria disputada. Aliás, a carta tornada pública pelo Vilankulo é uma espécie de informe que a Liga Moçambicana de Futebol, na boca do respectivo presidente, Alberto Simango Júnior, diz ter acusado a recepção com naturalidade, mas sem que constitua matéria para justificar a sua ausência em campo, pois, segundo defendeu, essa atitude é contrária ao que foi acordado e aprovado pelos clubes em assembleia, portanto consubstanciado no regulamento da competição.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:09
 O que é? |  O que é? | favorito

QUEM pensou, logo à partida, que o Ferroviário de Maputo seria a equipa mais “adulta” em campo, enganou-se, pois que, mais “adultos” foram os donos da casa, que entraram melhor no jogo, dominando, impondo o maior poderio atacante e ganhando o meio-campo. Aliás, desde o primeiro minuto o Desportivo de Nacala superiorizou-se sem que isso se traduzisse em golos, enquanto o seu oponente denotava imensas dificuldades em travar a pressão.

 

E foi aos sete minutos que o Desportivo de Nacala marcou o primeiro e único golo da partida, por intermédio de Lamah, que resultou de uma jogada magistral de Daudo, que diga-se de passagem, foi o grande quebra-cabeças para os visitantes. Moralizados e bem fisicamente, os pupilos de Nacir Armando mantiveram a pressão e as oportunidades iam se sucedendo.

 

 

 

Aos 25 minutos, Daudo, que como está dito, foi uma “peça” fundamental para o desequilíbrio na zona intermediária, após uma execução magnífica, não conseguiu “fuzilar” a baliza de Pinto. Volvidos cinco minutos, os nacalenses tiveram outra grande oportunidade de ampliar o marcador. A passe de Daudo, Lamah isola-se, mas remata ao lado.

 

 

Os visitantes, que se pensava que eram favoritos, tentaram reagir através de um jogo curto para confundir ou surpreender o adversário, mas as jogadas eram processadas de forma deficiente, por isso, durante a primeira parte o Ferroviário de Maputo não criou perigo à balizada de Victor.

Na segunda parte, em algum momento o jogo foi equilibrado, com lances divididos nos dois meios-campos e com as duas equipas a continuarem à procura de golos, embora os visitados fossem os que mais perigo criaram junto à baliza de Pinto.

 

 

A equipa do Ferroviário continuava a ter um meio-campo inoperacional, principalmente quando partia da defesa para o ataque, pois que era tudo feito atabalhoadamente o que não permitia aos atacantes a finalização desejada. Em suma, o jogo não foi muito disputado, mas houve muitas oportunidades de golo para os donos da casa, daí que o resultado seja bom para eles, na perspectiva de que lhes compensa.   

 

 

 

 

FICHA TÉCNICA


ÁRBITRO: Justino Zandamela auxiliado por Adão Chitache e Baltzar Nhacume.

 

DESP. NACALA: Vítor; Tawinha, Osvaldo, Rodjas, Billy, Daudo, Délcio, Coutinho, Gito (Hilário), Leo e Lamah (Joa).

 

FER. MAPUTO: Pinto; Barrigana, Chico, Zabula, Cândido, Diogo, David, Whisky (Andro), Paíto (Eurico), Sankani e Buramo (Luís).

 

ACÇÃO DISCIPLINAR: Amarelos para Lamah, Luis e Whisky.

 

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:51
 O que é? |  O que é? | favorito

A LIGA Muçulmana venceu ontem o Wydad Casablanca de Marrocos, por 2-0, em partida da primeira “mão” da terceira eliminatória de qualificação à fase de grupos da Taça CAF (Afrotaças).

 

Os golos dos “muçulmanos” foram apontados por Sonito (que grande golo!), aos 22 minutos da primeira, e por Miro, ao apagar das luzes, isto aos 89 minutos.

 

 

Com um apoio incondicional do público, que teve acesso livre ao campo, o representante moçambicano nas Afrotaças jogou abertamente ao ataque na tentativa de conseguir um resultado tranquilizador para o embate da segunda “mão” em Casablanca. E até certo ponto, a Liga conseguiu impor-se, marcando dois golos que podem marcar diferença em Marrocos, quando se realizar o segundo embate daqui a sensivelmente 15 dias.

 

 

Aliás, este resultado vai catapultar a Liga para que encare o embate da segunda “mão” com outra abordagem. Porém, não nos esqueçamos que jogar em Marrocos é sempre difícil. Recordamo-nos da derrota humilhante dos “Mambas” em Marraquexe, no ano passado para o CAN-2010 da África do Sul. Depois da Selecção Nacional ter vencido em Maputo, por 2-0, foi a Marrocos perder, por 4-0, e consequentemente ficou afastado da fase final do CAN.

 

 

Contudo, acreditamos que a Liga Muçulmana, com jogadores bastante experientes neste tipo de competições, saberá contornar todos os obstáculos que vier a encontrar pela frente.Mas, uma coisa é certa, a Liga Muçulmana está a realizar uma brilhante carreira nesta Taça CAF e se tudo correr bem poderá entrar para a fase de grupos.

 

 

Recorde-se que na eliminatória anterior, a Liga Muçulmana, depois de perder por 3-1 na Nigéria, goleou, em Maputo, o representante daquele país, por 7-1.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:47
 O que é? |  O que é? | favorito
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
20
21
27
28
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO