Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 15 DE Abril 2013

O COSTA do Sol foi à Chibuto arrancar a sua primeira vitória no Moçambola-2013 ao bater o clube local, por 2-1, naquela que era considerada viagem de risco à Gaza.

 
O Ferroviário de Maputo, por sua vez, não evitou derrota em casa frente à Liga Muçulmana, 1-2, no encontro mais importante da ronda. E com esta vitória, os “muçulmanos” assaltaram a primeira posição mesmo com menos um jogo ainda por realizar. O Maxaquene recebeu e venceu dificilmente o Estrela da Beira, por 2-1. A HCB escorregou na Beira, onde foi perder com o Têxtil do Púnguè, por 0-2.
O Matchedje continua sem norte. Na tarde de ontem perdeu, mais uma vez, desta feita na Beira, com o Ferroviário local, por 0-1. O único encontro que não teve golos (0-0) foi o de Nampula entre o Ferroviário e Desportivo de Nacala. A ronda completa-se hoje com o Vilankulo a deslocar-se ao terreno perigoso do Chingale.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:47
 O que é? |  O que é? | favorito

NEM sempre os que não são chamados a entrar de início tem menos valor dos que constituem as primeiras escolhas. Com dois golos de “rajada”, Hélder Pelembe, que havia saltado do banco para o lugar de Liberty, ainda na primeira parte, deixou provada essa teoria, dando o triunfo à Liga, por 2-1.

 

O avançado entrou com o intuito de dar um abanão no ataque da Liga e o conseguiu da melhor forma, numa altura em que quem mandava no jogo era o Ferroviário. Melhor colocado, sobretudo a meio campo, os “locomotivas” anularam durante os primeiros quarenta e cinco minutos as unidades mais perigosas da Liga. Josephy, Josimar, Muandro ou mesmo Sonito (atravessa um soberbo momento de forma) não conseguiram escapar da teia montada por Vítor Urbano. O técnico português a jogar no clássico 4x4x2 privilegiou o pressing. Sempre que a sua equipa não tinha a bola tinha ordens para pressionar. Dois, três jogadores caiam em cima do homem que tinha a bola. Com mais bola no pé, os “locomotivas” chegavam mais na área contrária. Whisky, numa dessas investidas, experimentou os reflexos de Caio.

 

 

Mas foi Luís, que tirando proveito do pouco entendimento na zona central entre Zainadine Júnior e Aguiar, que surgiu mais vezes na zona de rigor. No entanto, esteve um bocado “trapalhão”. Fica o registo de um remate acrobático a que os adeptos aplaudiram vivamente e um falhanço à boca da baliza. O atacante não deu melhor sequência a uma estupenda jogada individual de Barrigana. O marcador não se mexeu na primeira parte muito por culpa da falta de frieza dos jogadores do Ferroviário, no caso particular de Luís.

 

 

A julgar pelo futebol apresentado na etapa inicial, não estranharia a ninguém que o Ferroviário saísse ao intervalo a vencer, isto porque os pupilos de Litos foram uma “sombra” se comparado as últimas prestações. Ao que parece, o técnico português terá dado um puxão de orelhas aos seus jogadores na medida em que entraram em campo mais agressivos a defender e já próximo daquilo que podem fazer no tratamento da bola. Ganharam o jogo no meio campo, Whisky que vinha fazendo a “ponte” defesa-ataque, foi obrigado a recuar no terreno, isto porque Momed Hagi subiu de rendimento e contava com forte apoio de Muandro e Josephy. Miro, defesa que gosta de fazer golos, subiu para marcar um livre.

 

 

Atirou de mais de 20 metros mas Pinto respondeu com uma boa defesa para canto. O “keeper” já não teve reflexos para parar o cabeceamento vitorioso de Hélder Pelembe na sequência de um pontapé de canto apontado por Josephy aos 65 minutos. Os anfitriões abanaram com o golo e no minuto seguinte sofreram mais um apontado pelo mesmo jogador que aproveitou um momento de desconcentração da defesa.Em desvantagem no marcador nada mais restava ao Ferroviário que não correr atrás do prejuízo. Fê-lo sim, mas de forma pouco clara.

 

 

As entradas de Tchitcho e Burramo trouxeram maior pendor ofensivo, mas a Liga fechava-se bem, até porque Litos tinha lançado para o jogo Chico, um defesa, por troca com o avançado Sonito. Foi de livre que os comandados de Víctor Urbano fizeram o tento de honra. Um grande golo de Diogo apontado de livre directo aos 80 minutos. Até ao final houve incerteza quanto ao resultado final. A Liga mostrou-se serena na gestão da preciosa vantagem.Celso Alvação, árbitro do encontro, esteve bem.

 

 

FICHA TÉCNICA



ÁRBITRO: Celso Alvação, auxiliado por Júlio Muianga e Aliraja Omor. Quarto árbitro: Justino Zandamela

 

 

FERROVIÁRIO: Pinto; Chico, Zabula, David e Barrigana; Whisky (Tchitcho), Inoccent (Buramo), Diogo; Luís e Eurico (Mauro)

 

 

LIGA MUÇULMANA: Caio; Aguiar, Z.Júnior, Mustafa e Miro; Momed Hagi, Muandro, Liberty (Hélder Pelembe) e Josemar (Imo), Sonito (Chico)

 

 

DISCIPLINA: Amarelo para Hélder Pelembe e Aguiar (Liga Muçulmana)

 

 

GOLOS: Hélder Pelembe (65 e 66 min); Diogo (80 min)

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:36
 O que é? |  O que é? | favorito

AS portas do campo 25 de Junho em Nampula não estiveram ontem bem fechadas, pois as bancadas, contrariamente ao que devia ser, não estavam desertas. Muitas pessoas conseguiram “furar” o sistema de segurança e assistiram a um justo empate, sem golos, entre a equipa da casa e o Desportivo de Nacala.

 

Aliás, se por um lado foi o Ferroviário de Nampula quem dominou o jogo ao longo dos 90 minutos sem conseguir traduzir em golos esse domínio, por outro, foi o Desportivo de Nacala quem se aproximou mais, com perigo, a baliza contrária e se não marcou foi por mera falta de sorte.

 

 

As duas equipas produziram muito pouco sobretudo na primeira parte com a bola a ser “maltratada” com pontapés pelo ar e com jogadas de improviso. Já na segunda metade, o Ferroviário de Nampula assentou o seu jogo com a bola a girar de jogador para jogador no seu meio campo não conseguindo furar a muralha defensiva dos nacalenses, que lutavam pelo empate e não tinham muita pressa quando estavam na posse da bola pois queimavam o tempo a medida do possível.

 

 

Resultado muito justo e que destaca a produção dos dois conjuntos em campo onde a arbitragem de Inácio Sitoe, deixou positivamente de assinalar uma grande penalidade a favor do desportivo na segunda parte quando Leonel foi empurrado na grande área.

 

 

FICHA TÉCNICA



ARBITRO: Inácio Sitoe, auxiliado por Gimo Patrício e Meque Machate. 4ª Arbitro: Sérgio Chata

 

FERROVIÁRIO DE NAMPULA: David; Kalanga, Dondo, Hipo e Tchitcho; Erneste (Massava), Vovoti, Jerry (Vadinho) e Belito; Nando e Vivaldo (Gildo)

 

DESPORTIVO DE NACALA: Victor; Tawinha, Osvaldo, rodjas e Bully; Daudo, Egidio (Tamathe), Delcio e Gito (Essien); Leonel e Helfidio (Joa)

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:24
 O que é? |  O que é? | favorito

APENAS nos últimos 12 minutos é que foi possível ver golos que fizeram a história da partida entre o campeão em título, Maxaquene, e Estrela Vermelha da Beira.

 

Num jogo com apenas um sentido, com Estrela a defender à zona e a jogar lento na tentativa de segurar um empate em casa do gigante Maxaquene, o apagado médio-ala “tricolor” Filipe viu um seu remate a sair por cima em resposta a um cruzamento da esquerda, para de seguida ver o seu companheiro Dário a permitir duas boas intervenções do guardião Dauda.

 

 

 Primeiro foi num remate em jogo corrido e no segundo lance, na cobrança de um livre directo. Mas foi Gabito, que com tudo para bater Dauda, viu o seu cabeceamento a sair ao lado em resposta a um cruzamento de Dário, numa primeira parte sem golos.

 

 

No reatamento, Salvado veio com a lição bem estudada, até porque percebeu que o Estrela veio a Maputo para não perder, portanto, sem meio-campo criativo não conseguiria “furar” a cortina defensiva “alaranjada”. O timoneiro dos “maxacas” preteriu Marvin e Filipe e para os seus lugares lançou as suas duas principais “pedras” do meio-campo, Macamito e Kito, sendo que este último foi determinante para o triunfo “tricolor”.

Aliás, com poucos minutos em campo, Kito já tinha feito tremer a baliza “alaranjada” em duas ocasiões. Primeiro num cruzamento intenso e depois num remate cruzado para as mãos de Dauda.

 

 

Mesmo com as fortes investidas da ofensiva “tricolor”, o Estrela não se deixava intimar, fazia o seu jogo, num invulgar sistema táctico de 3x5x1x1 montado por Abdul Omar para contrapor o 4x5x1. A meio do segundo tempo, na sequência de um livre directo, os “alaranjados” quase chegavam ao golo, mas valeu a atenção da defesa que sacudiu a bola que escapou nas mãos do guardião Samito.

 

O tempo ia passando, o Maxaquene entrava em desespero, o Estrela estava feliz com o rumo dos acontecimentos, até porque quase inaugurava o activo por Betinho que isolado na área falhou escandalosamente o alvo.

 

 

A seguir surge o “furacão” Maurício, que após receber um passe de Eboh num contra-ataque “furou” a área contrária e atirou sem hipóteses para Dauda. Era 1-0 aos 78 minutos e instantes depois (82 minutos), numa jogada aparentemente inofensiva, os “alaranjados” chegam ao empate num auto-golo de Dário na tentativa de um alívio a um cruzamento vindo da direita.E porque a festa era mesmo para a ponta final, aos 86 minutos Maurício bisa, numa jogada em que fica a sensação de ter havido falta contra o guardião do Estrela.

 

 

O resultado não mais conheceu alteração, a vitória dos “tricolores” peca por ter sido muito sofrida. Ainade Ussene e a sua equipa viram o seu trabalho manchado por não ter assinalado falta sobre Dauda no lance que originou o segundo golo do Maxaquene.

 

 

FICHA TÉCNICA


ÁRBITRO: Ainade Ussene, coadjuvado por Estrela Gonçalves e Abibo Adriano. Adolfo Chitache foi o quarto árbitro

 

MAXAQUENE: Samito, James, Gabito,Moses, Calima, Dário, Marvin(Macamito), Filipe(Kito), Betinho(Chikuepo), Eboh, Maurício

 

ESTRELA DA BEIRA: Dauda, Hagy, Beu, Samito, Carlos, Yussufo, Betinho, Paiva (Hilário), Dário, Delano (Juvêncio) e Zé

 

GOLOS: Maurício, aos 78 e 86 minutos (Maxaquene), e auto-golo de Dário para Estrela da Beira

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:10
 O que é? |  O que é? | favorito

Chibuto-Costa do Sol                                       (1-2)

Têxtil-HCB                                                       (2-0)

Fer. Beira-Matchedje                                       (1-0)

Fer. Nampula-Desportivo de Nacala                (0-0)

Fer. Maputo-Liga Muçulmana                          (1-2)

Maxaquene-Estrela V. Beira                             (2-1)

Chingale-Vilankulo                                           (hoje) 



CLASSIFICAÇÃO



                                  J             V             E              D              G           P 

 

 

Liga Muçulmana                             3          3          0          0          8-2       9

HCB                                              4          3          0          1          6-2       9

Maxaquene                                    4          3          0          1          5-3       9

Têxtil do Púnguè                             4          2          1          1          4-4       7

Desportivo de Nacala                        4          1          3          0          2-1       6

Chingale                                          3          1          1          1          2-2       4

Ferroviário de Nampula                      3          1          1          1          1-1       4

Vilankulo FC                                     3          1          1          1          1-1       4

Estrela Vermelha da Beira                   4          1          1          2          4-5       4

Ferroviário de Maputo                         4          1          1          2          2-3       4

Ferroviário da Beira                             4          1          1          2          4-5       4

Costa do Sol                                       4          1          1          2          3-4       4

Chibuto FC                                          4          1          1          2          4-8       4

Matchedje                                            3          0          0          3          1-4       0

 

 

 

PRÓXIMA JORNADA (5ª)



Chibuto -Têxtil de Púnguè

HCB-Ferroviário da Beira

Matchedje-Ferroviário de Nampula

Desportivo de Nacala-Ferroviário de Maputo

Liga Muçulmana-Maxaquene

Estrela da Beira-Chingale

Costa do Sol-Vilankulo

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:04
 O que é? |  O que é? | favorito
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
20
21
27
28
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO