Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 12 DE Abril 2013

HAVERÁ ou não Moçambola este fim-de-semana? Esta é a questão que se coloca quando se está a pouco mais de 24 horas para a realização da quarta jornada da mais importante competição futebolística nacional.

 

O certo é que, apesar dos encontros realizados ontem entre a Liga Moçambicana de Futebol (LMF) e os clubes na parte da manhã, o Ministério da Juventude e Desportos (MJD) e o Ministério do Trabalho (MITRAB) à tarde, nada se produziu em termos de resultados práticos, pelo que hoje será o último dia para se saber se a bola vai ou não rolar no fim-de-semana.

 

 

Esperava-se que do encontro entre o MJD e o MITRAB saísse algo conclusivo, na medida em que o tempo não permite muitas manobras. No entanto, o MITRAB, que esteve representando pelo inspector-geral do Trabalho, Joaquim Siúta, ficou por analisar as inquietações apresentadas pelo MJD que procurou, acima de tudo, solicitar que se encontre um meio-termo para a resolução deste imbróglio.

 

 

Assumindo o papel de mediador do “braço-de-ferro” entre os clubes e o MITRAB, o MJD intercedeu, solicitando para que em conjunto – LMF, Federação Moçambicana de Futebol (FMF), clubes e o MITRAB – se encontrasse uma solução que não fira os interesses desportivos, sem com isso pôr em causa o rigor da Inspecção-Geral do Trabalho no controlo e penalização das ilegalidades laborais.

 

 

LMF marca jogos

 

À margem da colisão entre o MITRAB e clubes, a LMF, entidade gestora do Moçambola, vai fazendo o seu trabalho e já marcou os jogos da quarta jornada.

 

 

Marcelino Tovela, secretário executivo da LMF, afirma que cabe à LMF agendar a quarta jornada, até porque não há nenhuma informação oficial que o impede de o fazer.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 14:09
 O que é? |  O que é? | favorito

NA edição do dia 3 de Abril em curso, na página 39, publicámos uma notícia com o título em epígrafe. Sobre a matéria incumbe-nos esclarecer que a organização do jogo em alusão que opôs Maxaquene ao Costa do Sol, por sinal da abertura do Moçambola-2013, é da responsabilidade da equipa que jogou na condição de visitada, e não da Direcção do Estádio Nacional do Zimpeto (ENZ) como avançámos na referida peça.

 

Em face desse erro, queríamos esclarecer que os transtornos que aconteceram antes do jogo, ou seja, o congestionamento e abertura de apenas um portão, dos três existentes no recinto, foi deliberação da equipa hospedeira do encontro, conforme o contrato rubricado entre o ENZ e o clube que acolheu a partida.

 

 

Portanto, a entrada e saída de veículos bem como de pessoas e dos corpos de salvação pública e de socorro são da responsabilidade do organizador, sendo que tudo quanto aconteceu em relação aos acessos é estranho à Direcção do ENZ.

 

 

Pelos transtornos provocados pela confusão que se fez na elaboração do artigo o “Notícias” endereça desculpas à Direcção do ENZ.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 14:05
 O que é? |  O que é? | favorito

A REQUALIFICAÇÃO do Parque dos Continuadores, recinto vocacionado para a formação e competições de atletismo, irá custar mais de 50 milhões de dólares (USD 50.588.000) ao Estado e aos investidores privados que aderirem ao plano-director desenhado para o empreendimento.

 

Este dado foi avançado terça-feira aquando da apresentação do referido plano aos fazedores do desporto e a jornalistas, um acto que teve lugar no Ministério da Juventude e Desportos e conduzido por António Munguambe, presidente do Fundo de Promoção Desportiva (FPD), mentor da iniciativa.

 

 

O plano-director tem como objectivo a requalificação do parque, garantir a certificação da pista de atletismo para eventos internacionais, aumentar as valências de prática para outras actividades desportivas, lúdicas e económicas.

 

 

São outras metas criar infra-estruturas complementares, casos de ginásio, salas de musculação, centro médico, aeróbica, piscina, anfiteatro, salas de conferências e serviços administrativos.

 

 

No parque prevê-se ainda a implantação de infra-estruturas de apoio, como instalações para o FPD, Federação Moçambicana de Atletismo, Associação de Atletismo da Cidade de Maputo, Instituto Nacional do Desporto, entre outras.

 

 

O plano, desenhado pela empresa Equip, Lda., representada por Rui Tadeu, prevê que o novo parque ocupe uma área de cerca de 65 mil metros quadrados e as obras sejam executadas num período de dois anos.

 

 

Neste momento está-se a certificar a situação patrimonial do Parque dos Continuadores, em simultâneo com a abertura do concurso para a licitação de investidores e parceiros do projecto.A avançar o projecto, o empreendimento estará sob gestão público-privada.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 14:02
 O que é? |  O que é? | favorito

Nesta que foi uma espécie de troca de impressões e esclarecimentos à volta do futuro do Parque dos Continuadores, os fazedores do desporto e jornalistas desportivos apresentaram várias preocupações.

 

Uma das inquietações prendia-se com o facto de o plano-director priorizar no parque infra-estruturas estranhas ao desporto, casos do parque de estacionamento, salas de conferências, anfiteatro e serviços administrativos.

 

 

Por outro lado, esta família queixou-se de ter sido marginalizada no acto da elaboração do plano, o que pode dificultar alguns dos seus passos. Por último, questionou-se sobre o futuro do empreendimento depois da requalificação e a realização de eventos de entretenimento.

 

 

Dirigindo-se aos desportistas, António Munguambe, PCA do FPD, esclareceu que os desportistas não foram consultados na elaboração do plano, pois os que projectaram tiveram termos de referências fornecidos pelo FPD.

 

 

Quanto aos eventos estranhos ao desporto que o parque tem acolhido nos últimos tempos, Munguambe disse que a questão seria objecto de discussão nos próximos dias.

 

 

É claro que a prioridade é o atletismo, mas temos que pensar em como rentabilizá-lo. Não encorajamos actividades que não facilitam a vida do atletismo. Pode-se fazer espectáculos, mas deve-se tomar certas medidas preventivas”, vincou.

 

 

Munguambe garantiu ainda que mesmo depois da requalificação o Parque dos Continuadores continuará a servir, de forma prioritária, o atletismo, como sempre foi.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:59
 O que é? |  O que é? | favorito

OS exames médicos para os atletas são gratuitos, mas os clubes da província da Zambézia pouco se preocupam com as inspecções clínicas para aferir o grau de aptidão física e mental dos praticantes de uma dada disciplina desportiva.

 

Estas foram as palavras do coordenador da Medicina Desportiva na província da Zambézia, Samuel Isaías, no arranque quarta-feira, na cidade de Quelimane, da II Reunião Provincial do Desporto, que concentra mais de 150 pessoas, entre as quais presidentes das associações e comissões desportivas, clubes, directores distritais de Educação, Ciência e Tecnologia bem como convidados.

 

 

De acordo com Samuel Isaías, há um grande perigo em submeter os atletas a actividades físicas e desportivas sem fazer a testagem de certas doenças que impedem o exercício da actividade desportiva.

 

 

O responsável apelou para que os gestores dos clubes, treinadores e outros agentes desportivos tenham consciência de que um atleta doente a competir não se pode esperar dele bons resultados. Aliás, segundo Isaías, os clubes têm a obrigação de inspeccionar periodicamente os seus atletas.

 

 

A este propósito, a Comissão Provincial da Medicina Desportiva da Zambézia estabeleceu um dia por semana para os atletas de qualquer modalidade poderem fazer o controlo, que inclui aspectos físicos, mentais, apalpagem e outros para estarem aptos e darem o melhor de si para os clubes que representam.

 

 

Todavia, apesar desta vontade dos membros da referida comissão e da gratuitidade da assistência médica, há dificuldades de espaços, daí que o recurso tenha sido as unidades sanitárias normais para os exames.

 

 

Os clubes, prosseguiu a fonte, principalmente os que militam na alta competição, não sabiam que as inspecções médicas eram gratuitas e muitas vezes tinham de gastar dinheiro.

 

 

O encontro, que terminou ontem, debateu ainda temas como expansão das modalidades desportivas pelos distritos e a transformação do tipo do formato das associações desportivas provinciais e a Lei do Mecenato.

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:55
 O que é? |  O que é? | favorito
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
20
21
27
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO