Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 15 DE Fevereiro 2013

O MAXAQUENE, representante do país da Liga dos Campeões Africanos, trabalha desde ontem no Estádio Nacional do Zimpeto, local que deverá acolher o jogo de domingo frente ao Center Chiefs do Botaswna.

 
Depois de ter treinado no Estádio da Machava e no campo do Costa do Sol, até quarta-feira, os “tricolores” trabalham desde ontem na nova catedral do futebol nacional, onde culminam a preparação.

Hoje é último dia de treinos intensivos, prevendo-se trabalhos no período matinal. Amanhã, os “maxacas” voltarão a Zimpeto para um treino ligeiro, onde deverão ensaiar alguns aspectos técnico-tácticos.

 

 

Aliás, Arnaldo Salvado já avisou que no domingo teremos um Maxaquene mais defensivo que ofensivo, pois terá pela frente um adversário com muitos “quilómetros” de jogo, ou seja com um bom ritmo competitivo em relação aos “tricolores” que começaram a correr a sensivelmente três semanas.

 

 

Entretanto, Salvado tem todos os jogadores do plantel à sua disposição, excepção à Marvin, Eboh e o recé-chegado avançado malawiano que não foram inscritos na CAF, em virtude de se terem juntado tardiamente ao grupo de trabalho.

 

 

O Center Chiefs é esperado hoje em Maputo e amanhã deverá fazer um treino de adaptação ao relvado do estádio nacional. Os tswanas vêm na sua máxima força. Dados em nosso poder indicam que é uma equipa muito ofensiva e que marca muitos golos. Financeiramente estável e congregando grande parte dos jogadores da selecção do Botswana, Chiefs lidera o campeonato tswana e está bem encaminhado par revalidar o título.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:37
 O que é? |  O que é? | favorito

O NOVO presidente da Associação de Futebol da Cidade de Maputo (AFCM), Filipe Bundula, afirma que 2013 será um ano da continuidade do que vinha sendo feito pelo elenco que recentemente cessou as funções naquela agremiação.

 

De acordo com o dirigente, este ano é para a arrumação da casa, mas trabalhando-se da forma como se trabalhou no último mandato, até porque é prematuro avançar com inovações. Aliás, Budula é um dirigente próximo ao seu antecessor, Victor Miguel.

 

 

A partir do próximo ano, sim vamos mudar uma e outra coisa, até porque teremos novos patrocinadores e talvez iremos perder um e outro que temos neste momento”, adiantou, Budula, para quem o desenvolvimento de futebol da capital do país passa pelos clubes, que na sua óptica devem ir ao encontro dos atletas nos bairros e nos distritos.

 

 

Os talentos existem, estão lá nos bairros, nos distritos, na localidade, enfim. Os clubes devem ir atrás deles, pois só assim é que amanhã podemos ter resultados palpáveis e com isso o futebol na cidade sai a ganhar”, acredita o dirigente.

 

 

TAÇA DE HONRA ALICIANTE



Num outro desenvolvimento, Filipe Budula falou da Taça de Honra, prova que inicia próxima semana, salientando que este ano será aliciante, principalmente com o regresso da empresa produtora das pastas dentífrica, Colgate, como patrocinador.

 

 

A Taça de Honra é uma prova tradicional, com muitos anos. Depois de muitos anos de ausência, este ano voltamos a ter a Colgate connosco, é positivo, esperámos que esta parceria seja para sempre”, sublinhou.

 

 

Budula acrescentou que o facto de a taça e honra premiar monetariamente os vencedores, equipa “fair-play”, jogadores, árbitros e jornalistas, torna-o mais interessante e motivador aos intervenientes, dai que espera que seja bem disputada.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:31
 O que é? |  O que é? | favorito

SIMÃO Cossa pode renovar, este domingo, o seu mandato como presidente do clube de Chibuto durante a assembleia-geral ordinária da colectividade que terá como principal ponto de agenda a eleição de novos corpos directivos da agremiação.

 

Inicialmente agendada para o passado mês de Janeiro, a assembleia-geral foi adiada devido às enxurradas que assolaram a província de Gaza.

Simão Cossa, actual presidente do clube, será o único candidato ao cargo máximo, uma vez que os sócios se reuniram há dias e chegaram à conclusão de que é o homem certo para continuar a dirigir os destinos do clube.

 

 

Cossa deverá liderar uma lista que aposta na continuidade do trabalho desenvolvido nos últimos tempos, na qual Luís Lalgy deverá ocupar a área da Administração e Finanças.

 

 

Lembre-se que Lalgy é um dos patrocinadores desta colectividade, tendo, ano passado, disponibilizado uma viatura para a equipa principal de futebol, além de avultadas somas em dinheiro em apoio aos “guerreiros”.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:17
 O que é? |  O que é? | favorito

A LIGA Muçulmana de Maputo realiza esta manhã, no University Stadium do Botswana, o último ensaio que antecede o embate, amanhã (16:30 horas), com  o Gaberobne United, a contar para a primeira mão da primeira eliminatória para o acesso à fase grupos da Taca CAF.

 

 

 

O primeiro ensaio teve lugar ontem à tarde num dos recintos futebolísticos na capital tswana,  tendo a equipa se concentrado na concentração dos aspectos técnico-tácticos, com destaque para a abordagem do sistema e metodologia de jogo.

 

 

As principais ilações que se têm do adversário convergem no facto de o Gaberone United ser uma equipa que privilegia o sistema ofensivo (4x3x3). Procura sempre um jogo directo para os corredores laterais e cruzamentos da linha de fundo. A equipa tswana predominantemente defende à zona, exercendo a curtos espaços alguma pressão apenas nos homens mais avançados, permitindo assim que haja mais espaço entre o sector defensivo e intermédio.

 

 

Em suma, o ponto forte do Gaberone United é a sua atitude, dinâmica e capacidade de suportar o jogo a um ritmo elevado durante o tempo regulamentar. O ponto fraco está na organização táctica defensiva e sintonia, o que tem culminado com alguns desequilíbrios nas suas saídas para o ataque.

 

 

ALTO-COMISSÁRIO ENCORAJA EQUIPA



O ALTO-comissário de Moçambique no Botswana, Tiago Castigo, encorajou a turma moçambicana para encarar o adversário pautando pela discipline. Para além de desejar boas vindas, aquele dirigente realçou que era uma honra ver uma equipa moçambicana num país estrangeiro, salientando que antes, o desporto transmite o sentido de unidade entre os moçambicanos.

 

 

Não é um jogador que marca golo, mas sim a troca e combinação de todos. Estamos esperançados que, dessa forma, a Liga tenha sucesso, para que Moçambique, através da Liga Muçulmana, chegue mais longe. Sou optimista de vamos conseguir”, comentou, prometendo mobilizar os pouco mais de 100 famílias moçambicanas naquele país a acorrer em massa para transmitir o seu apoio moral.

 

 

Chamou atenção aos jogadores para controlarem os nervos de modo a evitar sanções que possam prejudicar a equipa.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:12
 O que é? |  O que é? | favorito

A FEDERAÇÃO Moçambicana de Voleibol (FMV) reúne-se amanhã, em Maputo, em assembleia-geral ordinária, na qual dentre vários pontos d agenda, figura a realização do escrutínio para os novos corpos gerentes da agremiação.

 

Para além das aguardadas eleições, serão apresentados, apreciados e aprovados os relatórios de actividades e de contas do elenco cessante nos últimos quatro anos ou, seja 2009-2012.

 

 

Serão ainda apreciados os relatórios de actividades desenvolvidas pelas associações provinciais no triénio 2010-2012, de Nampula, Zambézia, Cabo Delgado, Manica, Sofala, Inhambane, Gaza, Maputo-cidade e Maputo-província.

 

 

Tete e Niassa são as únicas províncias que até ao momento não movimentam de forma oficial o voleibol.

Ainda na AG será apresentado e discutido o plano de actividade e orçamento da FMV para 2013, bem como aprovação de instrumento normativos daquela federação.

  

DOIS CANDIDATOS PERFILAM



 

Dois candidatos digladiam pela presidência da FMV. Trata-se do dirigente cessante, Camilo Antão e Kalid Cassam.Camilo Antão, dirigente da FMV há mais de 20 anos, e devido à sua longevidade na agremiação até o director nacional dos Desportos, Inácio Bernardo, já apareceu publicamente a desaconselhar a recandidatura de Antão por uma questão de “ética”.

 

 

Todavia, Camilo não quis acatar ao apelo daquele dirigente e diz que é candidato da continuidade. Aliás, segundo suas palavras, sem ele, o voleibol não pode andar no país. Camilo Antão é internacionalmente conhecido, é muito próximo dos dirigentes da Federação Internacional de Voleibol, e diz pretender tirar proveito da sua influência além-fronteiras para desenvolver a modalidade no país.

 

 

Vou avançar com a minha candidatura e estou confiante na vitória”- promete Camilo, tido em muitos círculos de opinião como um presidente “vitalício”, com decisões unilaterais e pouco transparente na sua gestão.

 

 

Aliás, prova de que Camilo é prepotente no voleibol nacional, foi o facto de ter dito num programa desportivo da televisão pública que tem em manga uma proposta de um acordo com a federação brasileira da modalidade, mas que só irá assinar se for eleito no sábado.

 

 

Só irei assinar o acordo em Março se for eleito, se não for não vou assinar este memorando que seria bom para o voleibol nacional.

 

 

O acordo é com a FMV, mas se ela for dirigida por Camilo Antão, e ninguém mais, até porque o presidente da Federação Brasileira de Voleibol é meu amigo pessoal e de trabalho, por isso sem mim na FMV não se vai avançar com este acordo que visa formar voleibolistas e técnicos nacionais no Brasil”, disse Camilo, num programa em que esteve outro candidato, Kalid Cassam.

 

 

A posição de Camilo mostra o quão reduz o FMV assim como o voleibol à sua pessoa, colocando-se acima dos interesses da instituição, do país e do voleibol, atitude severamente deplorada pelo seu oponente.

 

 

Kalid Cassam é também uma velha raposa n modalidade. Actualmente exerce as funções de treinador da Académica de Maputo. Já foi secretário-geral da associação de andebol da cidade de Maputo e mais tarde presidente da agremiação, cargo que mais tarde colocara á disposições por razões meramente pessoais.

 

 

Promete mudar as coisas no vólei nacional, que na sua óptica está em crise profunda, para não dizer letargia.“Tenciono massificar a modalidade, abrir mais espaço de opinião e gerir de forma transparente e democrática a colectividade. Pretendo, mudar a forma estar do nosso vólei, que está numa situação penosa”, avisa.

 

 

Kalid promete durante o seu reinado a participação em várias prova internacionais, como olimpíadas, jogos africanos ou campeonatos de diferentes regiões. Para isso, o candidato advoga deve haver uma maior competitividade a nível interno e em diferentes escalões.O candidato quer dar voz aos que neste momento não tem voz na modalidade, desenvolvendo infra-estruturas, que segundo ele praticamente não existem para a prática de voleibol.

 

 

Voleibol deve sair do absolutismo a que está votado, são mais de 20 anos de regressão, com uma modalidade onde apenas uma pessoa tem voz e decide tudo. Se quisermos mudar as coisas devemos saber votar e se não quisermos podemos votar ao senhor Camilo Antão”, frisou.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:18
 O que é? |  O que é? | favorito
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
16
17
23
24
25
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO