Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 17 DE Janeiro 2013

A EQUIPA principal de futebol do Ferroviário da Beira vai se apresentar na temporada que se avizinha com muitas novas caras. Segundo dados avançados ontem pelo responsável do departamento de futebol, Onísio Páscoa, os “locomotivas” beirenses já celebraram contratos com oito novos jogadores, esperando que o número aumente nos próximos dias que antecedem a apresentação do plantel definitivo, que se presume venha a ter 24 jogadores.

 

Dentre os reforços, destaca-se o ponta-de-lança Tó, que ano passado representou o Ferroviário de Maputo e muito pouco utilizado por Nacir Armando, na altura treinador principal dos “locomotivas” da capital. Os restantes são os guarda-redes Sozinho e “central” Emídio, que na época passada jogaram no Ferroviário de Pemba; Tony, lateral direito vindo do Têxtil; o lateral esquerdo Edson e ponta-de-lança Nelito, que ano passado vestiram as camisolas do Ferroviário de Quelimane; Tinho, médio-centro, que regressa do Estrela Vermelha da Beira, mais o jovem meio-campista Ênio, que esteve durante bons anos numa Academia sul-africana, em Pretória. A outra aposta na mira dos “locomotivas” beirenses é o jovem defesa Hilário, que curiosamente esteve com Ênio na vizinha África do Sul, mas que infelizmente não se apresentou no clube beirense. Dados avançados pela imprensa dão conta de que Hilário está no Vilankulo FC de Inhambane.

 

 

Faltam praticamente três a quatro jogadores para fecharmos o plantel. Temos que celebrar alguns contratos cirúrgicos para fechar algumas lacunas. As portas continuam abertas”, comentou Onísio Páscoa.

 

 

O Ferroviário da Beira abriu as “oficinas” na passada sexta-feira, tendo iniciado a preparação para o Moçambola-2013 esta semana.

Os oito reforços juntam-se a toda a estrutura do ano passado, com excepção de Carlos, (dispensado), Barrigana, cujo contrato chegou ao fim, e Paíto, que regressou ao Ferroviário de Maputo.

 

 

A equipa técnica continua a mesma. Lucas Barrarijo é o treinador principal e tem como adjuntos Valy Ramadane e Victor Matine. O Ferroviário da Beira vai reforçar ainda a equipa técnica com a contratação de um treinador de guarda-redes.

 

 

 

LUTAR PELOS LUGARES CIMEIROS



 

O objectivo perseguido pelos “locomotivas” da capital mantém-se: chegar aos lugares cimeiros, sem colocar de fora a hipótese de lutar pelo título se as condições o permitirem.

 

 

O nosso objectivo é, modéstia parte, estar nos lugares cimeiros. Se conseguirmos o primeiro lugar será óptimo. Porquanto, é nossa missão melhorar a nossa classificação de sempre”, elucidou. 

 

 

O Ferroviário da Beira ter um estágio de 10 a 15 dias em Maputo a anteceder a apresentação do plantel, acto que acontecerá com a realização de um jogo para o efeito.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:58
 O que é? |  O que é? | favorito

Nacir Armando é apresentado próxima terça-feira como novo treinador do Desportivo de Nacala, equipa que ascendeu ao Moçambola da presente época, segundo revelou ao nosso jornal o presidente da colectividade, Mohamed Munir.

 

O técnico que orientou época passada os “locomotivas” da capital do país tem um compromisso contratual de um ano com a equipe os “canarinhos” de Nacala, com mais um de opção dependedo do desempenho.

 

 

A par da apresentação no novo timoneiro, o Desportivo de Nacala irá exibir os reforços da equipa que terão a difícil tarefa de lutar pela manutenção na prova máxima do futebol nacional, que por sinal participa pela primeira vez.

 

 

 “Particamente vão manter na equipa cinquenta por cento dos jogadores que constituíram o plantel da época passada. Todos nossos reforços estiveram a representar outros clubes no Moçambola 2012” avançou.

 

 

Entretanto, os adeptos “canarinhos” podem viver uma grande frustração, pois não poderão ver a su equipa a evoluir em Nacala pelo menos até ao fim da primeira volta do Moçambola, pois naquele ponto do país não há campo em condições.

 

 

A este propósito o presidente da colectividade garante que até Maio a equipa vai começar a receber jogos em casa depois da colocação da relva sintética cujo processo está a ganhar alguma sustentabilidade com o envolvimento do governo local, a classe empresarial.

 

 

É certo que as primeiras jornadas vamos jogar obrigatoriamente fora de casa, enquanto estiverem a decorrer as obras no nosso campo com vista a acolher os jogos do Moçambola, mas garanto a todos os sócios, simpatizantes do clube e aos nacalenses no geral que até o próximo mês do Maio deste ano vamos jogar em casa”, garantiu Mohamed Munir.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 13:51
 O que é? |  O que é? | favorito

O treinador português José Fernando, de 41 anos de idade, é a aposta da direcção do Têxtil do Púnguè para o comando técnico da equipa principal de futebol, que milita no Moçambola. O técnico foi apresentado esta semana pela comissão de gestão do clube, aos sócios e simpatizantes, numa cerimónia bastante concorrida.

 
Entretanto, a apresentação da equipa ainda não data marcada, porque, segundo a direcção do “fabril”, ainda há muito que fazer. Os novos “recrutas” estão a chegar e espera-se que o grupo esteja completo até ao fim-de-semana.  

O Têxtil será o primeiro clube  africano a ser treinado por José Fernando. Durante o seu percurso, o técnico português orientou equipas de escalões secundários, nomeadamente Vista Alegre, Torning de Coimbra e Gafanha de Aveiro, todas de Portugal.

 

 

Fernando pediu a colaboração de todos para em conjunto conseguir-se atingir os objectivos do clube. Ainda assim, reconheceu que vai ser um trabalho muito árduo por não conhecer perfeitamente o futebol moçambicano.

 

 

Aliás, aquele técnico está no nosso país desde Agosto do ano passado e, segundo ele, só assistiu a quatro jogos do Moçambola. Disse ter sido aluno de Vítor Urbano, que nas últimas duas épocas esteve na HCB do Songo e este ano vai orientar o Ferroviário de Maputo.  
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:45
 O que é? |  O que é? | favorito

O AVANÇADO internacional moçambicano Tony, o defesa Silvério que nos últimos anos estiveram ao serviço do Maxaquene e, Mayunda (ex-Liga Muçulmana) constituem os principais reforços até aqui conseguido pelo Costa do Sol para a temporada futebolística 2013.

 

Tony, atacante que viu a sua carreira ameaçada por uma lesão no joelho que o paralisou um ano e seis meses, procura voltar à ribalta depois de na época passada não ter tido muito espaço no Maxaquene.

 

 

O atleta não renovou com os “tricolores”, e o Costa do Sol garantiu o seu concurso para os próximos dois anos. Aliás, Tony vai colmatar o vazio deixado por Reginaldo, que regressou à Liga Muçulmana após um empréstimo válido por um ano aos “canarinhos.

 

 

Silvério é outro reforço buscado ao Maxaquene, embora seja um regressado ao “canário” (esteve três épocas, antes de sair para a Liga Muçulmana em 2010). Á semelhança de Tony, procura relançar a careira. No Maxaquene jamais foi opção de primeira.

 

 

Outro jogador que chega ao Costa do Sol com orgulho ferido é Mayunda. Teve o auge da careira ao serviço do Desportivo de Maputo em 2009, o que lhe conferiu algumas chamadas aos “Mambas”. Em 2010 saiu para a Liga Muçulmana e nunca mais teve aquele sucesso que tivera de “águia” ao peito.

 

 

Nos primeiros dois anos até jogou como titular embora não indiscutível, mas em 2012 com a chegada de Miro para a ala esquerda da defensiva “muçulmana”, Mayunda foi “arquivado”.

 

 

Perante este cenário não pode mostrar o seu valor a Litos e, no âmbito da remodelação do plantel fora dispensado. No Costa do Sol, Mayunda terá que mostrar o seu valor perante o concurso do habilidoso e veloz Dito (que até já mereceu chamada aos “Mambas”) na ala esquerda da defensiva.

 

 

Fora estes nomes, os “canarinhos” têm mais três reforços que serão conhecidos na segunda-feira, dia de apresentação oficial do plantel para a temporada 2013, na qual o Costa do Sol vai tentar lutar pelo título do Moçambola e pela conquista da Taça de Moçambique.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:35
 O que é? |  O que é? | favorito

A FEDERAÇÃO Moçambicana de Ténis (FMT) acaba de anunciar a realização da segunda edição do “Matola Open” de 1 a 5 de Fevereiro, com o “prize money” fixado em cinco mil dólares americanos, valor que supera em 20 por cento o bolo disponívelno ano passado.

 

 

O evento, a ser co-organizado com o Governo do Município da Matola, entanto que patrocinadora oficial do “Open”, é dedicado especialmente aos países da região austral de África, mas aberto aos interessados de todo continente africano e do mundo.

 

 

Aliás, o “Matola Open” é especialmente dedicado aos matolenses pelo aniversário da urbe, que é celebrado a 5 de Fevereiro, razão pela qual as fases finais (meias-finais e finais) terão lugar no campo do Centro Cultural do Banco de Moçambique, enquanto as preliminares (até os quartos-de-final) realizar-se-ão nos “courts” do Jardim Tunduru, na cidade de Maputo.

 

 

O evento será disputado em seis categorias, nomeadamente singulares homens e senhoras, rapazes e raparigas, e pares homens e senhoras. Os vencedores de cada escalão serão apurados ao fim de três “sets”, com desempates em cada uma em caso de se registarem igualdades.

 

 

 

HOMENS COM MAIOR FATIA



 

Como tem sido apanágio, a maior fatia dos cinco mil dólares disponíveis para a premiação será destinada a singulares homens. O vencedor de “homens” receberá mil dólares, contra 700 da campeã de singulares senhoras. Os melhores de pares homens e senhoras receberão respectivamente 800 e 500 dólares.

 

 

Por seu turno, os finalistas vencidos de “homens” e “senhoras” amealharão respectivamente 500 e 300 dólares; os de pares homens e senhoras 400 e 200 dólares.

 

 

Por último, os semifinalistas de singulares homens e senhoras ganharão 200 dólares cada, enquanto os de pares terão o prémio de 100 cada.

Salientar que as categorias de rapazes e raparigas não têm direito a prémios por fazerem parte dos escalões de formação

 

 

Recordar que a primeira edição foi dominada por estrangeiros. A melhor prestação moçambicana resumiu-se no tenista Josefa Simão, campeão nacional em título de seniores, que foi até à semifinal, portanto um lugar com direito a prémio.  
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:31
 O que é? |  O que é? | favorito

O RECÉM-CRIADO Instituto Nacional do Desporto, (INDAE), procede esta tarde o lançamento da Gala do Desporto, acto que terá lugar no auditório do Ministério da Juventude e Desportos.

 

A Gala do Desporto que será lançada numa Conferência de Imprensa, que será orientada pelo director-geral do INADE, António Munguambe, tem como objectivo prestigiar os atletas nacionais que se destacaram no ano 2012, recentemente chegado ao fim.

 

 

A gala é levada a cabo pelo INADE, em parceria com o Comité Olímpico de Moçambique, Fundo de Promoção Desportiva, Conselho Nacional do Desporto e Comité Paralímpico de Moçambique.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:26
 O que é? |  O que é? | favorito
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
18
19
20
22
26
27
28
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO