Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 28 DE Setembro 2012

A CIDADE de Maputo acolhe, a partir do próximo domingo, o torneio de qualificação da Zona VI para os campeonatos africanos de basquetebol sénior em ambos os sexos, que terão lugar nos finais deste ano, num país ainda por indicar.

 

Neste evento, Moçambique far-se-á representar por duas equipas, nomeadamente Ferroviário de Maputo, campeão nacional de masculinos, e Liga Muçulmana, detentora do título em femininos.

 

 

Entretanto, segundo o secretário administrativo da Federação Moçambicana de Basquetebol (FMB), Renato Bambo, a participação do Ferroviário está condicionada a questões administrativas. Os “ locomotivas” ainda não reuniram todas as condições logísticas para tomarem parte do certame, bem como para o acolhimento dos seus adversários, árbitros e comissários da FIBA-África.

 

 

 Aliás, por esse motivo chegaram a desistir da competição e depois recuaram da decisão através de uma carta enviada à FMB.Entretanto, as equipas dos restantes três países da Zona VI que participarão do evento, nomeadamente Angola, Zâmbia e Botswana, já começaram a desembarcar na capital. De Angola chegou o 1º de Agosto, com duas equipas, uma masculina e outra feminina, num total de três clubes daquele país lusófono que tomarão parte do evento.

 

 

Os outros clubes angolanos são Petro de Luanda e Recreativo de Libolo, que também se farão representar por duas equipas, uma para cada sexo. Ambas são esperadas hoje.Botswana também será representado por três clubes com duas equipas, uma para cada sexo, e segundo a FMB já estão em Maputo.

 

 

Hoje, para além do Petro e Recreativo, são esperados os representantes da Zâmbia, bem como a confirmação da participação do Ferroviário de Maputo.Saliente-se que em cada sexo os dois primeiros classificados se apuram directamente para o Campeonato Africano de Clubes.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:20
 O que é? |  O que é? | favorito

 

A VIGÉSIMA primeira jornada do Moçambola-2012, que se disputa este fim-de-semana, está rodeada de grande expectativa. Para além do atractivo Liga Muçulmana-Costa do Sol, amanhã, teremos outros encontros interessantes, colocando frente-a-frente formações que lutam pelos lugares cimeiros e pela sobrevivência.

 

Aliás, o duelo entre “muçulmanos” e “canarinhos” reveste-se de muito interesse não apenas pelo facto de envolver equipas de renome, mas porque há interesses antagónicos. O Costa do Sol parte para este embate com objectivo de alcançar o pódio, um feito que ainda não logrou atingir esta época. Os “canarinhos” ocupam actualmente o quinto lugar com 32 pontos, menos dois que os Ferroviários de Maputo e da Beira, que estão na segunda e terceira posições.

 

 

A Liga Muçulmana, por sua vez, quer encurtar a distância que lhe separa do pódio, entanto que sexto classificado.  Os “locomotivas” da capital defrontam, amanhã, no Estádio 25 de Junho, em Nampula, o seu homónimo de Pemba, condenado à despromoção. Esta é uma oportunidade ímpar para os comandados de Nacir Armando se relançarem na corrida ao título, que está mais próximo do Maxaquene, que lidera com nove pontos de vantagem sobre a dupla “locomotiva”.

 

 

Os “locomotivas” da Beira, por seu turno, recebem, no domingo, o Desportivo. Este jogo reveste-se igualmente de tamanha importância, pois temos os beirenses projectados para a luta pelo título, senão a manutenção no pódio, e os “alvi-negros” que se desdobram para se livrarem da zona perigosa.   

 

  

Quem procura recuperar os lugares cimeiros é o Vilankulo FC que, ao empatar na anterior ronda com os “locomotivas” da capital, caiu da terceira para a quarta posição. O Vilankulo desloca-se ao reduto do Ferroviário de Nampula, que viu a sua situação a complicar-se na derradeira ronda com a derrota frente ao Maxaquene. Os “locomotivas” procuram ascender aos lugares confortáveis da tabela, ocupando neste momento a nona posição, portanto não tão distantes da zona de aflição.

 

 

Enquanto isso, o líder Maxaquene vai ao reduto do Incomáti, que se vai afundando de jornada em jornada. Passam muitas jornadas que os açucareiros lutam para sair da zona de despromoção, mas sem sucesso. Portanto, isto torna este jogo muito arriscado para os “tricolores”, que não querem manter a sua vantagem intacta de modo a evitar surpresas de mau gosto.  

 

 

Aflito está também o Chibuto, que igualmente se vai quedando de jornada em jornada. Os gazenses, muito próximos da zona de despromoção, recebem a HCB pensando apenas na vitória, que é a única via de salvação. Embora jogando fora de portas, os tetenses não facilitarão porque vêm de duas derrotas consecutivas, que lhes empurraram dos lugares mais confortáveis para o meio da tabela.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:11
 O que é? |  O que é? | favorito

O COMANDANTE do Campeonato da Cidade de Maputo em Futsal, Incopal, tem esta noite uma espécie de teste de fogo, pois enfrenta a aguerrida equipa do Al Mahid, que apesar de não estar a fazer uma boa campanha, é um natural candidato ao título.

 

Com início marcado para as 19:30 horas, no Pavilhão da Comunidade Mahomentana, este embate será antecedido pelo Autoridade Tributária-Auto Avenida, que arranca aà 18:30 horas. No Pavilhão da Liga Muçulmana, os donos da casa defrontam a partir das 21:00 horas, a frágil equipa da mCel, e para fechar a ronda, Café Alegria mede forças com Transportes Lalgy, amanhã a partir das 18:30, no Pavilhão da Comunidade Mahomentana.

 

 

Com 10 pontos, a Incopal lidera isolada, seguida da dupla Liga Muçulmana e Transportes Lalgy com nove. Na última posição está o Café Alegria sem qualquer ponto.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:05
 O que é? |  O que é? | favorito
APESAR do fracasso em Londres, a barreirista moçambicana na especialidade dos 100 metros, Sílvia Panguane promete não cruzar os braços e,  vincou que o seu maior sonho é ser uma atleta de grande craveira mundial, sonhando em atingir os patamares da lendária Lurdes Mutola, que em 2000, no auge da sua careira, conseguiu uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Sidney.
 

Com 19 anos de idade, Sílvia Panguane esteve recentemente nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, graças a uma Bolsa de Solidariedade Olímpica, pois não conseguiu reunir os mínimos para uma qualificação directa para o evento.A barreirista foi eliminada logo na sua primeira corrida, e quando questionada sobre as razões que estiveram por detrás de uma campanha cinzenta na capital britânica ripostou:

 

 

 “Não fui a Londres para ganhar medalha, apenas estive lá para obter mais experiência internacional com vista a encarrar os próximos Jogos Olímpicos com alguma esperança de ser medalhada, dai que não considero fraco desempenho aquela eliminação precoce”.

 

 

Sílvia acredita na qualificação para os jogos do Rio de Janeiro, até porque os seus sonhos são quase ilimitados. “O meu sonho é ser uma boa atleta de nível mundial, ser uma Lurdes Mutola, por exemplo. Penso que ainda vou a tempo, até porque ainda sou nova, tenho 19 anos, apesar de estar numa especialidade bastante exigente, sobretudo em termos de tempos”.

 

 

A nossa interlocutora disse, num outro desenvolvimento, que a experiência de ter estado em Londres continua na sua retina, ajuntando que “constatatei que o atletismo olímpico é bastante diferente do nosso. Não há comparação possível. Vi atletas de alto nível, bastante profissionais”.

 

 

Todos sabemos como é que é o nosso atletismo internamente. Aquilo que praticam os atletas que estiveram em Londres não tem nada a ver com o que se faz em Moçambique. Estamos muito atrás a todos os níveis”, rematou.

 

 

À semelhança de qualquer atleta moçambicano, Sílvia Panguane sonha em um dia beneficiar de uma Bolsa Olímpica para melhorar a sua performance num Centro de Alto Rendimento fora do país, onde geralmente há melhores condições para o atletismo.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:58
 O que é? |  O que é? | favorito

O FC LIGA MG da Matola, através do seu treinador, Gentil Escrivão, não se conforma com a deliberação constante do Acórdão da Associação de Futebol da Província de Maputo (AFPM) de lhe retirar todos os seus 41 pontos que colocavam a equipa na condição do líder do “Provincial” local, alegadamente por uso ilegal de três jogadores estrangeiros, por sinal de nacionalidade nigeriana.

 

O técnico afirma que a sua equipa ainda é comandante da prova até uma decisão definitiva da federação.De acordo com Gentil Escrivão, foi com muito espanto que a colectividade teve conhecimento da deliberação, pois não faz sentido que jogadores inscritos desde o início da época sejam considerados irregulares.

 

 

Não nos condensámos com aqueles que querem ganhar campeonato na secretaria, nós estamos a jogar e somos líderes do “Provincial”. Não faz sentido que só agora que resta uma jornada para o fim da prova é que uma equipa (Djuba) denuncia que temos jogadores estrangeiros irregularmente inscritos­?”, questiona.

 

 

A fonte ajuntou que “como é que é possível uma associação admitir a inscrição de um jogador irregular, não faz sentido!”, exclamou.

Como forma de reagir ao acórdão da associação, Gentil revelou que a sua equipa já recorreu da decisão e se lhe couber um despacho desfavorável irá interpor o recurso junto da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), órgão reitor do nosso futebol.

 

 

Recorde-se que Associação Provincial de Futebol de Maputo justificou a sua deliberação, alegando que os três atletas não reúnem os requisitos para jogarem em Moçambique, nomeadamente porque não possuem Certificado Internacional, preconizado pelo Regulamento da FMF.

 

 

Segundo o vice-presidente da associação, Esmeraldo Mucache, no acto da inscrição dos seus jogadores, no início da época, o MG comprometeu-se a entregar os referidos certificados àquele órgão no mais breve espaço de tempo, mas até hoje que só resta uma jornada para o fim do “Provincial” ainda não se dignou fazer, ou seja, continuou a usar jogadores inscritos condicionalmente.

 

 

Eles continuaram a utilizar inscritos condicionalmente, pois a sua inscrição está à margem do Regulamento do Conselho Jurisdicional da FMF. Fizeram todos os jogos, incluindo os que tiveram lugar depois do nosso acórdão que foi proferido no início deste mês, o que indicia um braço de ferro, pois os atletas têm má qualificação”, explicou.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:51
 O que é? |  O que é? | favorito

OS adeptos dos “Mambas” estão a aderir em massa à excursão para Marraquexe, Marrocos, onde os “Mambas” vão jogar no dia 13 de Outubro a última cartada de apuramento para o CAN-2013, cuja fase final terá lugar na África do Sul.

 

De acordo com a Golden Travel, os adeptos dos “Mambas” têm afluído em massa na sua agência à procura de informações sobre a excursão, alguns dos quais acabando mesmo por adquirir um dos pacotes que acham ser viável de acordo com o seu bolso.

 

 

Para além do jogo, os moçambicanos querem também conhecer alguns centros turísticos marroquinos.De referir que existem dois pacotes aliciantes, sendo um via Portugal (TAP) e outro por Dubai (Emirates).

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:43
 O que é? |  O que é? | favorito
Quinta-feira, 27 DE Setembro 2012

ESTÁ decidido! Os “Mambas” vão estagiar em Portugal a caminho de Marrocos, onde no dia 13 de Outubro vão defrontar a selecção daquele país em partida da segunda “mão” da última eliminatória de acesso ao Campeonato Africano das Nações (CAN-2013).

 

O estágio tem como objectivo proporcionar à Selecção Nacional um ambiente mais cómodo, que possa permitir que o grupo trabalhe longe da pressão.

 

 

O local do estágio em Portugal ainda não está definido. Estuda-se a possibilidade dos “Mambas” concentrarem-se a partir do dia 7 em Mafra, onde decorreram os últimos Jogos da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP), mas há outra hipótese de trabalharem no Jamor.

Mas independentemente do local, o mais importante é que a Selecção Nacional encontre um espaço onde possa trabalhar à vontade, uma vez que o jogo com Marrocos é de alto risco.

 

 

Entretanto, ainda aventava-se a hipótese dos “Mambas” realizarem dentro dos próximos dias um “amigável” com o Botswana, mas essa suposição não passou de especulação, uma vez que não havendo data-FIFA antes do embate com Marrocos, seria difícil Moçambique reunir os seus profissionais para o teste, segundo o secretário-geral da Federação Moçambicana de Futebol (FMF).

 

 

Contudo, os “Mambas” vão trabalhar no sentido de manter a vantagem conseguida em Maputo (2-0), que possa permitir a sua presença na fase final do CAN-2013, na África do Sul.

 

 

Excursão para Marrocos

 

A FEDERAÇÃO Moçambicana de Futebol e a Golden Travel vão promover uma excursão para acompanhar os “Mambas” a Marrocos, onde jogam, no dia 13 de Outubro, a fase crucial de apuramento para o CAN-2013.

 

 

Para o efeito, existem vários pacotes para os interessados que os poderão consultar na agência de viagem Golden Travel.A ideia é proporcionar aos “Mambas” mais força para que consigam estar na fase final do CAN-2013, que terá lugar na vizinha República da África do Sul.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:02
 O que é? |  O que é? | favorito

O BARREIRISTA moçambicano na especialidade dos 400 metros, Kurt Couto, afirma que mesmo não tendo conseguido conquistar nenhuma medalha nos recém-terminados jogos Olímpicos de Londres, ainda não está acabado como atleta de alto nível, prometendo uma melhoria significativa da performance até as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro, evento no qual pretende chegar e melhorar o desempenho comparativamente aos jogos de Londres.

 

Couto afirma que durante a Olimpíada de Londres não estava a 100 por cento, tinha problemas da tiróide, porém é de opinião que conseguiu mostrar ao país que estava disposto a trabalhar e fazer um pouco mais, daí que chegou às meias-finais.

 

 

Mesmo assim, sinto que em Londres estava em forma, mas pequei por falta de concentração na corrida das meias-finais, bati na quarta barreira, tropecei e voltei a bater na quinta e, com a velocidade que os adversários têm, não fiquei atrás. Só acabei a prova por uma questão de honra, não estava em condições”, lamentou.

 

 

Entretanto, para os próximos quatro anos, Couto promete muito trabalho, até porque diz ter um leque de programas até aos Jogos de Rio 2016.

Tenho como preparação o Campeonato de Mundo, os Jogos da Lusofonia, Comonwealth, Jogos Africanos, meetings, entre outras competições”, avançou.

 

 

Estou a trabalhar e anualmente tenho metas a serem atingidas até aos Jogos Olímpicos de 2016, que passam por melhor os meus tempos”, acrescentou.

 

 

Por agora, o barreirista avança que está a fazer um plano de preparação com o Comité Olímpico de Moçambique e com a Federação Moçambicana de Atletismo com vista a fazer estágios fora do país durante o próximo ciclo olímpico, o que o deixaria mais rodado.

 

 

Actualmente baseado na cidade sul-africana de Pretória, onde está treinar num Centro de Alto Rendimento, Kurt Couto é de opinião que no país as condições para se ser um grande atleta são escassas ou quase inexistentes, daí que afirma categoricamente “é quase impossível um moçambicano conseguir os mínimos para Jogos Olímpicos trabalhando intramuros. Temos falta de infra-estruturas, técnicos qualificados, entre outros atributos para se ter um atleta de alto nível”.

 

 

Com 27 anos de idade, Couto afirma que ainda tem muito a dar, até porque o actual campeão olímpico na sua especialidade tem 35 anos, enquanto nos Jogos de 2016 ele terá 31, idade segundo ele boa para se ganhar uma medalha nas olimpíadas.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:56
 O que é? |  O que é? | favorito

A LIGA Muçulmana voltou a golear no Campeonato de Futsal da Cidade de Maputo. Desta vez a vítima foi a frágil equipa de Auto Avenida, por claros 8-2, numa das partidas inseridas na quarta jornada do certame.

 

Com esta retumbante vitória, a Liga comanda a prova com oito pontos, com menos um jogo. Noutras partidas, o Transportes Lalgy bateu a Autoridade Tributária por quatro bolas a duas, resultado que coloca os “transportadores” colados à Liga Muçulmana na liderança, pecando por ter menos golos marcados em relação aos “muçulmanos”.

 

A Incopal bateu a apagada equipa da mCel por 8-4, mantendo-se no pelotão da frente. O Al Mahid, por sua vez, reencontrou o caminho das vitórias e no fim-de-semana bateu o Café de Alegria por 7-2.

 

Com a derrota, o Café da Alegria mantém-se como “lanterna vermelha” da prova sem qualquer ponto.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:47
 O que é? |  O que é? | favorito

A SENSIVELMENTE dois dias da magna reunião, os concorrentes às eleições de sábado na Federação Moçambicana de Xadrez (FMX), nomeadamente Guimarães Lucas e Selma Simango, dizem estar preparados, apesar de protestos levantados por uma das partes devido à devolução tardia de candidaturas para a correcção.

 

As propostas de candidatura haviam sido submetidas para o escrutínio inicialmente agendado para 17 de Março, mas adiado devido a irregularidades no actual Regulamento Eleitoral.

 

 

A actual direcção da FMX emitiu uma carta datada de 14 de Setembro que informava aos candidatos sobre a devolução das listas em virtude de a assembleia-geral ter sido remarcado para dia 29 e existir um novo regulamento eleitoral, que porém não passa de uma proposta que ainda carece de aprovação para substituiu o actual, que constituiu discórdia e motivo de adiamento da assembleia em Março.

 

 

O candidato Guimarães Lucas defende que antes de servir de guião para as eleições, o documento proposto devia ter sido antes alvo de debate e aprovação, depois de uma profunda apreciação pelos associados. Anotou que, apesar de ter sido distribuído atempadamente às associações, as opiniões emanadas destes sobre o mesmo não são suficientes para torná-lo um instrumento legal e aplicável, porque ainda carece de aprovação.

 

 

Não se pode deliberar e aplicar um regulamento em função das opiniões. É ilegal de ponto de vista jurídico”, argumentou. 

Outra lamentação de Guimarães Lucas é o facto de as suas candidaturas mão terem sido devolvidas atempadamente para permitir que os concorrentes façam o respectivo ajustamento em conformidade com a nova proposta de regulamento. O candidato contou que a sua candidatura foi devolvida no dia 17 de Setembro, portanto a 12 dias da assembleia.

 

 

Primeiro dizer que constituiu uma irregularidade que seja a actual direcção da FMX a emitir uma carta a anunciar a devolução das candidaturas, porque o processo eleitoral cabe exclusivamente à mesa da assembleia-geral. Segundo, é caricato que se fale de um novo Regulamento eleitoral que não foi aprovado pelas associações e quando, à partida, o processo já está a decorrer, se se tiver em conta que a assembleia é convocada um mês antes”, argumentou o candidato.

 

 

Guimarães Lucas explicou, adiante, que o regulamento que se pretende revogar prevalece em tudo que não contrarie a actual Lei do Desporto, porque ainda não foi abolido. E que só seria revogado no seu todo aquando na assembleia-geral que se aproxima.

 

 

Por isso que mantive a mesma candidatura sob protesto, para não haver nenhum atropelo ou risco de eu ser excluído. Apesar de todos os constrangimentos que isto nos remete, estamos a tentar ajustar a minha candidatura com esta nova proposta de regulamento eleitoral, pois já acertamos com a mesa da assembleia-geral que não haverá problemas”, comentou.

 

Por seu turno, Selma Simango disse que está apta para o escrutínio de sábado uma vez que teve o cuidado de rever a sua candidatura logo que a proposta do novo regulamento foi distribuída às associações, em Julho.

 

 

A candidata é de opinião que, com o anterior regulamento desajustado, as devoluções têm sentido. Para além de que não se trata de devoluções de rejeição, mas sim para a correcção.Reconheceu, porém, que o tempo é escasso e que a modalidade desenhada para este processo eleitoral talvez não seja aquela que era esperada por todos.

 

 

Não sei o que foi concertado em termos de modalidade, mas entendo que se se começasse pela aprovação do regulamento, para depois convocar a assembleia para eleições o processo levaria muito tempo, o que abriria espaço para que a actual direcção, já fora do mandato, continuasse por mais tempo à frente da federação. Pelo que saiba, o primeiro ponto da agenda será dedicado à aprovação do regulamento e validar as candidaturas em função do mesmo”, elucidou. 

 

 

Ninguém será excluído do processo

 

O PRESIDENTE da mesa da assembleia-geral, Zacarias Sumbane, tranquilizou a todos os candidatos às eleições de sábado, que nenhum deles será excluído do processo, comentando sobre a devolução das candidaturas dos dois concorrentes até agora confirmados.

 

 

Recordou que foram os candidatos que pediram que a assembleia-geral fosse guiada pela nova Lei e Regulamento do Desporto, pelo que devem fazer as respectivas correcções para ajustar as suas candidaturas de modo a serem submetidas ao escrutínio.

 

 

As candidaturas foram entregues nas condições anteriores, pelo que havia necessidade de serem devolvidas”, sublinhou, reiterando que as eleições eram irreversíveis. 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:28
 O que é? |  O que é? | favorito
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
15
16
18
19
21
22
23
24
25
26
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO