Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 06 DE Dezembro 2011
Maxaquene vs Desportivo

ESTA noite, a partir das 19.00 horas, Maxaquene e Desportivo defrontam-se no pavilhão dos “tricolores” em partida em atraso da 16ª jornada do Campeonato de Basquetebol da Cidade do Maputo.

 

É um daqueles jogos que nenhum adepto da bola-ao-cesto gosta de perder. Afinal trata-se do mais tradicional clássico em que a rivalidade e a vizinhança estarão em questão. 

 

 

Finalistas no último Campeonato Nacional voltam a bater-se desta feita no Campeonato da Cidade do Maputo onde os “tricolores” têm sido mais irregulares e somam derrotas frente às equipas consideradas inferiores, casos do Costa do Sol, Real Sociedade e UP, enquanto os “alvi-negros”, mais equilibrados, foram derrotados apenas por uma vez frente ao Ferroviário. No entanto, estes indicadores não chegam para atribuir favoritismo ao Desportivo pois é sabido que nestes confrontos todos os cenários são possíveis.

 

 

Esta será a terceira vez que “tricolores” e “alvi-negros” defrontam-se. Nas partidas anteriores, as “águias” foram superiores. A expectativa em torno deste encontro é enorme no seio dos adeptos de ambas as colectividades. Se do lado dos “alvi-negros” há uma vontade de ver até que ponto o grupo pode manter a invencibilidade diante do seu arqui-rival, já nos “tricolores” há um interesse que se inverta o rumo dos acontecimentos.

 

 

A anteceder a este jogo, o Ferroviário mede forças, a partir das 18.30 horas, no mesmo recinto, com A Politécnica. Os “locomotivas” têm condições para amealharem os dois pontos em causa visto que pela frente está um opositor que não oferece grandes argumentos.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:36
 O que é? |  O que é? | favorito
Mambinhas

A SELECÇÃO Nacional de Futebol de Sub-20 ficou muito próximo de transitar para as meias-finais do Torneio COSAFA depois de no domingo vencer a Suazilândia, por 3-1, em partida da segunda e última jornada do Grupo A.

 

Os “Mambinhas” passaram a somar quatro pontos, mais três que o Botswana e quatro que a Suazilândia. No entanto, a partida de hoje entre os tswanas e os suázis vai definir se seguem para a próxima fase. O resultado que favorece a equipa nacional é um empate ou que o Botswana não ganhe por uma diferença de três golos.  

 

 

Mas o certo mesmo é que os comandados de Calton Banze estão a ter uma boa prestação e só lhes resta aguardarem por um desfecho favorável no referido jogo.

 

 

Em relação à partida em que os “Mambinhas” bateram a Suazilândia, importa realçar que os golos foram apontados pelos três homens mais ofensivos: Parkim, Jojó e Clésio. Comparativamente ao desafio da primeira jornada, frente ao Botswana, Calton Banze operou duas alterações: o médio defensivo Saíde e o avançado Parkim, sendo que com a estrada deste último, Calton acertou em cheio visto que foi ele o autor do golo inaugural.

 

 

Caso se confirme o apuramento da Selecção Nacional para as meias-finais enfrentará, na quinta-feira (14.00 horas), a Zâmbia ou África do Sul, que hoje decidem entre si o primeiro lugar do Grupo C.

 

 

MALAWI JÁ APURADO 

Quem já garantiu o bilhete para as “meias” é o Malawi que assegurou a primeira posição do Grupo “B” após vitória sobre o Lesotho, por 3-2, em desafio da segunda e última jornada. Sublinhe-se, que na estreia, os malawianos tinham ganho às Seychelles, por 2-0.

O adversário do Malawi sairá do Grupo D que tem sido o mais equilibrado na medida em que Angola, Namíbia e Zimbabwe ainda têm hipóteses de seguir em frente.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 12:32
 O que é? |  O que é? | favorito

O FERROVIÁRIO de Pemba ganhou por mérito próprio o direito de, em representação das três províncias mais a norte, Nampula, Niassa e Cabo Delgado, ingressar na fina-flor do futebol moçambicano, feito que não é primeiro, pois foi o melhor quando comparado às outras três da mesma competição (a “poule”).

 

Agora coloca-se-lhe, como da outra vez, um problema: onde vai jogar, tendo em conta que o “municipal”da cidade onde mora, depois da farsa de reabilitação e arrelvamento, ficou apenas com a areia da praia, mais impraticável ainda em relação a como era antes de se sonhar com a relva.

O vice-presidente dos “locomotivas”, Arnaldo Maguele, lamenta ante a realidade objectiva que é visível por todos os olhos e sem papas na língua responde à pergunta:

 

 

Nós só jogaremos se os nossos jogos forem feitos aqui em Pemba e não num outro espaço geográfico. Por isso, está fora de hipótese deslocarmo-nos para Nampula, Nacala ou outro ponto qualquer para fazermos os nossos jogos. Teremos que ir lá, obviamente, naqueles jogos que não são nossos” diz Arnaldo Maguele.

 

 

Não há condições financeiras, nem morais para tal, e os “locomotivas”não querem lutar para que haja, para isso, pois a experiência da sua última participação em semelhantes moldes, revelou ser a todos níveis insuportável.

 

 

Que foi um fiasco a reabilitação e/ou tentativa de arrelvamento do estádio municipal de Pemba, não há quem duvide, restando apenas saber quem vai responsabilizar a quem, em razão duma obra muito mal feita e que estava responsabilizada a empreiteiros inexperientes na matéria, do que resultou um dinheiro mal empregue, que apenas pôde trazer ao campo muita areia da praia e algum capim que hoje secou e não há sinais de ter havido intenções de pôr relva ao tradicional pelado.

 

 

Não se confirmam, até aqui, rumores que apontam para a possibilidade de a Anadarko, uma firma americana envolvida na pesquisa e posterior exploração de hidrocarbonetos na bacia do Rovuma, poder vir a responsabilizar-se pelo arrelvamento do estádio municipal, mas em função do tempo que resta para a abertura do campeonato nacional, edição de 2012, só poderia ser com relva sintética.

 

 

Receia-se que se reedite o passado de há dois anos, quando o Ferroviário, igualmente se havia sagrado vencedor da zona norte, indo ao Moçambola. Os apoios houve, pois cedo o Governo provincial começou por homenageá-lo pela sua ascensão e o próprio governador, Eliseu Machava apelara à toda sociedade, agentes económicos e empresários da província, a dar o seu contributo para que a equipa não voltasse a descer para a divisão secundária.

 

 

Para começar, o próprio Governo provincial oferecera ao clube Ferroviário, durante o lanche que teve lugar num dos restaurantes da praia do Wimbe, um cheque no valor de 300.000,00 MT, para ajudar os primeiros momentos da colectividade que na altura não estava a atravessar bons momentos em termos financeiros, o que minava o início da sua preparação.

 

 

O gesto fora seguido pelo anúncio, pelo então Presidente do Conselho Municipal de Pemba, Sadique Yacub, de uma oferta de 20 bicicletas, 12 pares de botas e seis bolas, enquanto o empresário Bachir Varinde, anunciava 50.000,00 MT e a deputada do círculo eleitoral de Cabo Delgado, pela bancada da Frelimo, Maria Bachir, oferecia cinco bolas.

 

 

Eliseu Machava dissera na oportunidade que não era tudo o que o Ferroviário de Pemba precisava para ser o digno representante da província de Cabo Delgado, pois havia desafios que se colocavam à frente de todos os dirigentes, agentes económicos e outras personalidades, se bem que, conforme dissera, a prática do desporto, neste caso a presença do futebol nesta província, poderia se tornar num factor dinamizador do crescimento socioeconómico e político.

 

 

O desporto também atrai o investimento. Temos que encontrar formas de como acarinhar o clube, embora saibamos que em última análise ele pertence aos sócios. Temos que comparticipar na criação de condições para uma melhor prestação. Identificar dificuldades é fácil, mas difícil é encontrar as soluções correspondentes, daí o nosso apelo” dissera Eliseu Machava.

 

 

Na verdade tudo viria a ser estragado com o facto de o arrelvamento do campo, que já tinha dinheiro doado pelos Caminhos de Ferro de Moçambique, ter demorado tempo necessário para que a equipa não jogasse em casa durante toda a primeira volta do campeonato, com todos os prejuízos dai decorrentes.

 

 

Desta vez, o Ferroviário, segundo o vice-presidente da colectividade, tudo o que lhe diz respeito está a ser feito com responsabilidade e a tempo, nomeadamente a construção de um plantel à altura da competição, da equipa técnica e a necessidade de pôr em funções os diversos departamentos.

 

 

Para já a equipa técnica está firme, pois mantivemos o técnico Zainadine Mulungo, estamos no mercado em busca de um adjunto e desta vez queremos também um treinador de guarda-redes” revelou o vice-presidente do Ferroviário de Pemba.

 

Os “locomotivas”, por outro lado, dizem estar no mercado de aquisições de novos jogadores, havendo contactos com alguns deles, pelo país fora. Hilário Maguel diz que resta apenas limar algumas arestas.

 

 

O Ferroviário de Pemba conquistou o direito de representar o norte no campeonato nacional de futebol em razão do percurso que teve na fase zonal, disputada por quatro equipas, nomeadamente, Ferroviário e Desportivo de Nacala (em representação da província de Nampula), Águias do Planalto (por Niassa) e o Ferroviário de Pemba (por Cabo Delgado).

 

 

Na primeira jornada foi a Nacala para empatar a zero bolas com o Desportivo, na segunda recebeu o “Águias do Planalto” e presenteou-o com uma bola a zero; voltou, já na segunda volta, a Nacala para perder diante do seu homónimo, por um a zero, para na semana seguinte receber e bater o Desportivo daquela cidade portuária.

 

 

As coisas viriam a complicar-se quando em Lichinga os “locomotivas” de Pemba baqueiam diante dos donos de casa com uma derrota convincente de 2-1, descalabro corrigido, já em casa, no embate decisivo, frente ao Ferroviário de Nacala, ao bater por 2-0, o que fez com que terminasse o campeonato zonal com 10 pontos, mais um que o Desportivo de Nacala, seu directo perseguidor e um dos favoritos na temporada, que ficou com nove pontos.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:26
 O que é? |  O que é? | favorito
Sérgio Faife

A DIRECÇÃO do Clube dos Desportos do Chingale vai renovar, esta amanhã, o contrato de trabalho com Sérgio Faife para mais uma época no comando técnico da equipa principal de futebol, que vai disputar o Moçambola na próxima temporada.

 

Sérgio Faife confirmou, em contacto com a nossa Reportagem, o facto tendo acrescentado que hoje será o culminar de uma série de negociações iniciadas logo após o jogo da final da Taça de Moçambique, no qual o Chingale perdeu com o Ferroviário de Maputo, no Estádio Nacional do Zimpeto.

 

 

Só ontem chegamos ao consenso e hoje, às 10:30 horas, vamos rubricar o contrato para mais uma temporada”, disse.

O presidente do Chingale, Lourenço Cunha, disse, por seu turno, que a direcção chegou a um consenso de manter Sérgio Faife no clube para proporcionar-lhe mais uma oportunidade visando levar a equipa para os primeiros três lugares do Moçambola.

 

 

 

Até porque não estivemos assim muito mal no campeonato findo, pois só acabamos tendo infelicidade nas últimas quatro jornadas. Sem isso, teríamos chegado ao segundo ou terceiro lugar. Com Faife chegamos à final da Taça de Moçambique, durante a qual grandes equipas como a Liga Muçulmana, Maxaquene, Desportivo, Costa do Sol ficaram pelo caminho. Portanto, estamos prontos a dar mais um chance a Sérgio Faife”, elucidou Lourenço Cunha.

 

Entretanto, Faife apresentou ontem à direcção do Chingale a lista de jogadores dispensados e vai, até Janeiro do próximo ano, procurar reforços.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 12:17
 O que é? |  O que é? | favorito
Jogadores do INAS junto das taças

O INSTITUITO Nacional de Acção Social (INAS) conquistou sábado, no relvado sintético do Costa do Sol, a Taça “O Metical”, ao vencer na final o Banco Comercial e de Investimentos (BCI), por 5-3, resultado obtido no desempate por penaltes, depois do tempo regulamentar ter terminado a dois golos.

 

O encontro de futebol de sábado marcou o encerramento de uma série de actividades desportivas promovidas pela Associação de Trabalhadores do Banco de Moçambique (ATBM) que vinham decorrendo na cidade do Maputo, envolvendo instituições bancárias, empresas públicas e privadas.

 

 

O objectivo do evento é criar um ambiente de confraternização entre os funcionários das instituições mencionadas a nível da cidade e província do Maputo.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:13
 O que é? |  O que é? | favorito
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO