Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 15 DE Novembro 2011
raid Maputo – Marracuene

Em 2013 Raid vai acontecer numa prova que durará 3 dias

 

Os pilotos que participaram na oitava edição do raid Maputo – Marracuene pediram inovações na organização da prova, um pedido que foi respondido pelos organizadores em jeito de promessa.

 

Para João de Neves, membro da organização da prova, é importante nos próximos anos incentivar a participação de pilotos internacionais.

Nesta prova os pilotos aproveitam, também, para conhecer algumas zonas da capital do país.

 

As provas de raid são organizadas anualmente, e no mês de Novembro, na em Maputo.

 

 

 

Fonte:Tim

publicado por Vaxko Zakarias às 12:56
 O que é? |  O que é? | favorito
Selecção Nacional de Hóquei que participaram, no “Mundial” da Argentina

A MCEL - Moçambique Celular - vai homenagear hoje, pelas 17:30 horas, na sua sede, em Maputo, os atletas moçambicanos medalhados nos X Jogos Africanos, que tiveram recentemente lugar no nosso país, bem como os integrantes da Selecção Nacional de Hóquei que participaram, no “Mundial” da Argentina, tendo ficado em terceiro lugar.

 

Na qualidade de principal patrocinador dos Jogos Africanos e da Federação Moçambicana de Patinagem, a mcel considera que os feitos conseguidos pelos nossos atletas, nos X Jogos Africanos realizados, este ano, no nosso país, e no “Mundial” de Hóquei em Patins, demonstram que os patrocínios da operadora orgulhosamente moçambicana, à área do desporto, têm sido indubitavelmente um verdadeiro motor de desenvolvimento e melhoria da qualidade e alto rendimento do sector.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:45
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Mambas

OS “Mambas” podem selar esta noite o apuramento para a fase de grupos de qualificaçao da zona africana para o Mundial-2014.

 

A selecção das Comores, que num espaço de um mês já cruzou por duas vezes o caminho da equipa moçambicana, é a barreira por transpor. Se tudo correr dentro da normalidade, os “Mambas”, agora treinados pelo alemão Gert Engels, devem triunfar tal como aconteceu em Moroni na primeira “mão”.

 

Por ser terça-feira não se perspectiva casa cheia no Estádio Nacional, mas é bem provável que quando se der o pontapé de saída, as 19:00 horas, as bancadas do Zimpeto registem uma enchente considerável, afinal trata-se de um jogo decisivo para a qualificaçao à fase de grupos e há uma grande ansiedade em ver com que tipo de futebol os “Mambas” podem brindar os moçambicanos sabendo que está a viver uma nova era: a de Gert Engels.

 

 

A verdade é que com a saída de Mart Nooij, a Selecção Nacional ficou mais solta nos seus movimentos. Passou a jogar um futebol mais alegre. A injecção de novo sangue, com jovens como Maninho, Chico, Telinho e as chamadas mais frequentes à titularidade de Zainadine Júnior deu aquela lufada de ar fresco que o combinado nacional precisava. Tais mudanças ficaram evidentes no jogo frente a esta mesma selecção das Comores no mês passado.

 

É certo que o adversário não é o mais ideal para testar o poderio da renovada equipa nacional, mas diga-se em abono da verdade que a equipa nacional está longe de ser aquela que nos últimos jogos, sob a batuta de Mart Nooij, esteve muito aquém das expectativas: presa de movimentos, futebol denunciado, sem confiança; ritmo e fio de jogo.

 

 

O futebol alemão de Gert Engels ainda não se instalou na equipa nacional, e nem podia estar visto que o novo seleccionador ainda vai conhecendo os cantos da casa. No entanto de forma inteligente não mexe na espinha dorsal, no entanto deixa evidente que de forma gradual mais jovens passarão a fazer parte do onze inicial.

 

 

 

 

Dominguez e Kampango aptos

Kampango

 

 

Com Dominguez e Kampango recuperados das lesões, a equipa inicial não deve andar muito longe daquela que se apresentou nas Comores. Kampango, que havia se lesionado na primeira “mão” e teve até que ser substituído, recuperou e segundo fonte da FMF vai mesmo jogar. O mesmo acontece com Dominguez que regressa aos convocados depois de ter falhado a deslocação a Moroni.

 

Eis o onze provável: Kampango (guarda-redes), Paito, Dário Khan, Mano e Chico; Mexer, Telinho, Miro e Dominguez (médios), Jerry e Maninho (avançados).

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:23
 O que é? |  O que é? | favorito
Abdul Taibo, treinador do Têxtil do Púnguè

O TREINADOR do Têxtil do Púnguè, Abdul Taibo, faz um balanço positivo da época futebolística-2011 não só pelo facto de ter qualificado a equipa para o Moçambola do próximo ano mas, fundamentalmente, pelos resultados conseguidos ao longo da temporada.

 

Vincou que esta época foi bastante positiva para a equipa, não obstante ter salientado o facto de a ‘’poule’’ ter sido muito competitiva contrastando com a prova interna a nível da província de Sofala que, segundo ele, foi fraca em termos competitivos uma vez que para além dos ‘’fabris’’ da Manga, haviam mais duas equipas, cujos níveis eram aceitáveis, nomeadamente o Matchedje e Estrela Vermelha.

 

 

Visivelmente satisfeito, o ‘’mister’’ do Púnguè disse que quando foi contratado pela direcção do clube ido do Estrela Vermelha a equipa principal dos ‘’fabris’’ não tinha sequer um esqueleto montado pelo que o primeiro trabalho foi de reestruturá-la, contando para isso com alguns jogadores formados no clube bem como com outros que procuravam a sua sorte, incluindo alguns oriundos da capital do país, Maputo.

Reconhece ter tido um trabalho pouco fácil pois, segundo ele, quem treina o Têxtil arrisca-se a ser campeão dada a estatura do clube e a exigência dos adeptos.

 

 

‘’Realmente, tivemos um campeonato um pouco fraco porque para além da nossa equipa apenas havia mais duas, nomeadamente Estrela Vermelha e Matchedje e as restantes equipas não ofereceram grande resistência, embora na segunda volta todas as equipas, incluindo o Desportivo de Nhamatanda tenham ‘’acordado’’ particularmente nas últimas jornadas da prova’’- disse Taibo.

 

 

Instado a debruçar-se sobre a contratação e posterior saída de Mussá Osman, o nosso entrevistado disse que quando este foi contratado a direcção do clube disse-lhe para trabalhar como adjunto posto que aceitou ocupar sem reservas. Também disse que depois da saída de Mussá a equipa não teve colapsos tendo continuado a prova sem problemas até ao apuramento para a ‘’poule’’, prova que viria a sagrar-se vencedor à frente do Desportivo de Tete, Textáfrica e Vila Pita.

 

 

‘’A fase de apuramento foi um pouco mais difícil pois todas as equipas entraram para a prova como campeãs provinciais e cada uma estava organizada de modo a representar condignamente a sua província, o que o Têxtil também fez tendo no final superado todos os adversários e conseguido a consequente subida ao Moçambola”’- referiu o técnico do Têxtil.

 

 

Afirmou que, não obstante algum receio por parte de alguns elementos afectos à equipa quanto aos seus adversários, ele como treinador sempre acreditou no sucesso do Têxtil pois, segundo disse, o segredo nos jogos da ‘’poule’’ está em ganhar em casa o que foi que a equipa conseguiu fazer incluindo a vitória diante do Textáfrica em casa deste na primeira volta.

 

‘’Eu julgo que no meio de todos há que reconhecer o trabalho do presidente (Mahomed Ikbal-Papú) e seu vice, Manuel Maite pois sempre souberam intervir no momento oportuno para resolverem as dificuldades pontuais da equipa’’- apontou o técnico ‘’fabril’’.

 

Trabalhar para o Moçambola

 

O treinador do Têxtil do Púnguè disse ainda que a direcção do clube incumbiu-lhe de tratar da próxima época quanto cedo, ou seja, entrar no terreno para conseguir encontrar mercado de jogadores o mais cedo possível. Abdul fala mesmo de pelo menos 10 novos jogadores porque todos os sectores precisam de reforços.

 

 

‘’A direcção pediu-me para que comecemos a preparar desde já a próxima época porque não queremos defraudar os nossos adeptos e os que nos apoiaram para que lográssemos voltar ao Moçambola. Quer dizer, estamos a trabalhar para encontrar alguns reforços quer a nível das equipas da região centro ou mesmo do sul do país mas, como se sabe, não temos muitos meios financeiros que nos pudessem levar a uma aventura maior nas contratações mas, como disse, vamos fazer o que estiver ao nosso nível’’- apontou a nossa fonte.

 

 

Instado a comentar se o facto de não possuir o nível (3º) desejado para sentar-se no ‘’banco’’ de equipas do Moçambola não o prejudicaria, tal como aconteceu quando em 2009 qualificou o Sporting da Beira, o actual técnico dos ‘’fabris’’ da Manga minimizou o facto apontando que a direcção do clube está a providenciar a possibilidade de o inscrever num curso para o efeito.

 

 

‘’A verdade é que não tenho o nível desejado mas a direcção do Têxtil está a tentar ver esta possibilidade e logo que surgir um curso vai-me inscrever uma vez que tenho contrato até 2012’’- afirmou o treinador do Têxtil.

 

 

Abdul Taibo, de 57 anos já treinou durante nove anos as camadas jovens do Ferroviário da Beira e comandou equipas seniores do Têxtil (duas vezes), Futebol Clube da Beira, Sporting da Beira, Matchedje e Estrela Vermelha.

 

 

  • António Janeiro

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:56
 O que é? |  O que é? | favorito
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
19
20
21
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO