Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 25 DE Outubro 2011
Ferroviario vs...

JÁ se conjecturava que a prova fosse extraordinariamente renhida e imprevisível, tendo em conta o facto de as principais equipas se terem apetrechado a preceito. E, realmente, tal está a acontecer, com a luta pelos lugares cimeiros a prometer mais espectacularidade agora na viragem, considerando que a segunda volta encerra alguma delicadeza.

 

Pois, tem sido exactamente assim o Campeonato de Basquetebol da Cidade do Maputo em Seniores Masculinos, que amanhã conhecerá o início da segunda volta com a questão do título ainda bastante longe de quaisquer vaticínios, porquanto a discussão entre os tradicionais candidatos continua a prenunciar grandes jornadas da bola-ao-cesto e a decisão apenas a ser conhecida no fim.

 

 

Senão vejamos: o Desportivo é o comandante invicto com 14 pontos, porém, Ferroviário e Maxaquene, que perderam com os “alvi-negros”, não deixam os seus créditos por mãos alheias, até porque pela frente estão previstos mais embates entre si.

 

 

Aliás, após um percurso inquestionavelmente à altura dos seus pergaminhos, a questão que se coloca em relação à formação orientada por Horácio Martins é a seguinte: na sua estrutura competitiva será capaz de manter a mesma bitola após a saída do estratega Augusto Matos?

 

 

É verdade que o ora jogador do Barcelos, da I Divisão portuguesa, não estava sozinho e o Desportivo mantém nomes sonantes como os de Pio Matos Jr., David Canivete Jr., Amarildo Matos e Igor Matavele, no entanto, também não é menos certo que a equipa ressentir-se-á da ausência de Augusto, sobretudo nos confrontos com os adversários mais directos.

 

 

E o primeiro grande teste desta asserção acontecerá precisamente amanhã, no início da segunda volta (oitava jornada), quando Desportivo defrontar Ferroviário. Aí, sim, começaremos a ter uma resposta real da capacidade “alvi-negra” de dar a volta a esta contrariedade, considerando, igualmente, que o adversário a seguir é o seu vizinho e eterno rival Maxaquene.

 

 

Sem sobressaltos para os grandes, senão o deslize do Costa do Sol frente à emergente e prometedora Universidade Pedagógica, a dupla jornada do pretérito fim-de-semana foi de verdadeira acalmia, razão para nenhuma alteração entre os três primeiros da tabela classificativa.

 

 

Na sexta-feira, e no primeiro desafio do campeonato transmitido em directo pela TVM, Ferroviário levou de vencida Costa do Sol por 63-51, com a dúzia de pontos de diferença a reflectir o quão se discutiu ao longo dos 40 minutos, com os “locomotivas” a saírem-se bem, em mais uma partida em que se vêem privados do contributo da sua pedra basilar Gerson Novela, castigado por um mês pela Associação de Basquetebol da Cidade do Maputo.

 

 

Noutros despiques, Maxaquene bateu Universidade Pedagógica pela marca de 65-54, Desportivo derrotou A Politécnica pela marca de 68-48 e, entre os últimos, Real Sociedade sobrepôs-se ao actual “lanterna vermelha”, Aeroporto, por 61-45.

 

 

Outra vez sem precisarem de acelerar, Desportivo, Ferroviário e Maxaquene foram vencedores na ronda de sábado, a última da primeira volta. Os “alvi-negros” ganharam a Real Sociedade por 58-30, “locomotivas” bateram A Politécnica pela marca de 71-52 e “tricolores”, diante do Aeroporto, ficaram a sete pontos da centena: 93-47. Já o Costa do Sol foi derrotado pela Universidade Pedagógica pela marca de 53-47.

 

 

Amanhã, a abrir a segunda volta, teremos os jogos Aeroporto-Costa do Sol, Desportivo-Ferroviário, no pavilhão dos “alvi-negros”; Universidade Pedagógica-A Politécnica e Real Sociedade-Maxaquene, na “catedral”. Os primeiros desafios iniciam às 18.30 horas e os segundos a partir das 20.00.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:34
 O que é? |  O que é? | favorito
“Muçulmanas” tentam destronar A Politécnica

A LIGA Muçulmana pode, amanhã, destronar A Politécnica “A” no comando do Campeonato de Basquetebol da Cidade do Maputo em Seniores Femininos. Para tanto, a equipa de Nazir Salé é obrigada a vencer – o que não lhe será difícil –, curiosamente, a formação “B” de A Politécnica, em desafio em atraso marcado para o pavilhão da Liga, a partir das 19.00 horas.

 

Neste momento, decorridas cinco jornadas da competição, A Politécnica “A”, na qual pontifica Ana Flávia Azinheira, soma nove pontos, contra oito da Liga Muçulmana de Anabela Cossa, Valerdina Manhonga, Cátia Halar, Leia Dongue, Odélia Mafanela e companhia. O terceiro posto pertence à A Politécnica “B” com sete pontos, os mesmos do Ferroviário, que tem estado a decepcionar. Maxaquene e Desportivo, as maiores potências de outros tempos, são os últimos com seis pontos cada.

 

 

Na quinta e última jornada da primeira volta, disputada sábado, destaque para os desnivelados triunfos de A Politécnica e da Liga. As “universitárias” ganharam ao Desportivo pela marca de 74-37 e as “muçulmanas” bateram Ferroviário por 66-28. Já A Politécnica “B” derrotou Maxaquene por 53-47.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:28
 O que é? |  O que é? | favorito

                                       J      V     D     CESTOS        P


1º DESPORTIVO         7      7      0      467-328        14

2º Ferroviário                 7      6      1      466-308        13

3º Maxaquene                7      5      2      498-396        12

4º U. Pedagógica            7      4      3      274-344        11

5º Costa do Sol               7      3      4      407-358        10

6º A Politécnica             7      1      6      361-409         8

7º Real Sociedade          7      1      6      297-306         8

8º Aeroporto                  7      0      7      275-319         7

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:13
 O que é? |  O que é? | favorito
logo do textil

 

 

FOI, de facto, um verdadeiro “show” dado pelo Têxtil do Púnguè diante do seu adversário, o Vila Pita, que culminou com uma goleada que até poderia ter sido bem gorda caso todas as oportunidades criadas tivessem sido aproveitadas da melhor forma, embora Brean Dean tenha sido o obreiro do jogo ao apontar quatro dos cinco golos.

 

Saiu o representante da Zambézia, mas acabou sendo o conjunto da Beira que se aproveitou da melhor maneira criando desde logo grandes oportunidades de golo, tendo Brean Dean, aos cinco minutos, aberto o caminho da goleada, com um toque subtil que deixou o guardião local sem hipótese para defesa, depois de uma defesa incompleta deste.

 

 

Sete minutos depois, os “fabris” poderiam ter dilatado o marcador, mas o atacante Quimbo tirou mal as medidas no seu “chapéu” ao guardião visitante depois de ter estado isolado na conclusão de uma jogada de contra-ataque dos locais.

 

 

A partir do minuto 20, o Vila Pita equilibrou os acontecimentos em campo, mas nunca chegou a constituir perigo junto à baliza contrária, acabando por serem os beirenses a comandar novamente as quatro linhas desperdiçando muitas oportunidades de golo, redimindo-se apenas aos 37 minutos novamente por Brean Dean que, fora da área, obteve um golo de se lhe tirar “chapéu”, tendo Quimbo aumentado a vantagem para 3-0 aos 43 minutos, resultado com que terminou a primeira parte.

 

 

No reatamento, os visitantes tiveram uma reacção oportuna e aos 57 minutos reduziram para 3-1 por intermédio de Tete que se aproveitou da melhor forma da desatenção da defensiva contrária.

 

 

Como era tarde de inspiração para os beirenses, numa jogada bem elaborada, Brean Bean fez o “hat-trick” aos 70 minutos para cinco minutos mais tarde Luís fixar o resultado em 5-1 numa partida em que, como dissemos, ficaram ainda muitos golos por marcar por parte dos “fabris” perante um adversário que não teve uma reacção à altura dos donos de casa.

O juiz Arão Júnior e seus pares tiveram bom desempenho.

 

 

FICHA TÉCNICA:


ÁRBITROS: Arão Júnior, auxiliado por Adão Chitache e Baltazar Hilário. Salvador Cumbe foi o quarto.

 

TÊXTIL: Puma, Chime, Nando, Maninho, Belito, Betinho (Bruno), Nuro, Luís (César), Best, Brean Dean e Quimbo.

 

VILA PITA: Sitoe, Inusso (Mussa), Pica, Vabure, Michael, Sergito, Tete, Lelo (Madé), Onélio, Bebé e Jerry.

  • Daniel Robinsone
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:00
 O que é? |  O que é? | favorito

ZONA SUL

 


Djuba FC–Estrela (0-1)

Chibuto–AD Maxixe (1-0)

 


                                        J      V     E     D     B     P

CHIBUTO                     5      3      2      0      3-0   11

Estrela                           5      3      1      1      7-1   10

AD Maxixe                    5      1      2      2      3-4   5

Djuba FC                      5      0      1      4      1-9   1

Próxima Jornada: Estrela-AD Maxixe e Chibuto-Djuba FC

 



ZONA CENTRO

 


Textáfrica-Desportivo de Tete (0-1)

Têxtil do Púnguè-Vila Pita (5-1)

 


                                        J      V     E     D     B        P

TÊXTIL                         4      3      0      1      10-2   9

Desp. Tete                      5      2      1      2      1-6    7

Textáfrica                      5      2      0      3      3-4    6

Vila Pita                        4      1      1      2      3-7    4

Próxima Jornada: Desp. de Tete-Vila Pita e Têxtil-Textáfrica


ZONA NORTE

Águias-Fer. de Pemba (2-1)

Desp. de Nacala-Fer. de Nacala (1-1)

 

 


                                        J      V     E     D     B     P

ÁGUIAS                        5      2      1      2      6-6   7

Fer. Nacala                   5      2      1      2      5-5   7

Fer. Pemba                   5      2      1      2      3-3   7

Desp. de Nacala           5      1      3      1      2-3   6

Próxima Jornada: Fer. de Pemba-Fer. de Nacala e Desp. de Nacala-Águias

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:26
 O que é? |  O que é? | favorito
Têxtil do Púnguè

O TÊXTIL, que sábado goleou Vila Pita de Quelimane, por 5-1, pode festejar a transição ao Moçambola-2012 esta tarde, no Chimoio, na recepção a este mesmo adversário, para a conclusão da partida referente à primeira volta interrompida a 10 minutos do fim devido aos desacatos ocorridos no campo do Ferroviário de Quelimane, palco do embate.

 

O jogo estava empatado a um golo quando o árbitro da partida ordenou a interrupção face aos ânimos dos adeptos que foram transportados para o rectângulo do jogo. Se se mantiver o empate, os “fabris” ficarão com 10 pontos, mais três que o Desportivo de Tete, o qual golearam na ronda inaugural, por 4-0. Isto significa que mesmo saindo derrotados na jornada de encerramento diante do Textáfrica, já fora da corrida, e o Desportivo de Tete vença Vila Pita, os “fabris” da Manga manter-se-ão impunes porque tirarão vantagem no confronto directo.

 

Os “fabris” da Manga perderam com os tetenses nesta segunda volta, por 1-0, resultado que não lhes pode retirar a vantagem fortalecida também pelo melhor “goal-average”.

 

 

A quinta e penúltima jornada tiveram desfechos favoráveis para uns e prejudiciais para outros, sobretudo os que desde o início se apresentavam como fortes concorrentes à transição.

 

 

Próximo da transição está igualmente o Chibuto, que deu mais um passo significativo ao vencer, em casa, a Associação Desportiva da Maxixe, por 1-0. E pode fazer a festa no fim-de-semana, em casa, na recepção ao Djuba FC.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:15
 O que é? |  O que é? | favorito
Gerúsio Matonse

TRÊS técnicos do Clube de Natação Golfinhos do Maputo, entre eles antigos atletas, participaram no último fim-de-semana na conferência de treinadores da modalidade realizada no Centro de Alto Rendimento, em Pretória, na África do Sul. Trata-se de Patrício Vera, Gerúsio Matonse e Eleutério Malate.

 

A conferência, organizada pela Associação Africana de Treinadores de Natação (em formação), contou com apresentações de treinadores olímpicos de renome, entre eles John Leonard, membro da Associação Americana de Treinadores; Oleg Otmaltchenko, técnico principal da selecção sul-africana; Larry Larsson, treinador e formador de treinadores indigitado pela Federação Internacional da modalidade (FINA), entre outros.

 

 

Apostado desde a sua criação na profissionalização e formação dos seus técnicos e atletas, o Golfinhos tornou-se, por via disso, o melhor clube de natação da actualidade com vários títulos. O clube lançou no ano passado um programa visando a formação de talentos com vista a qualificar alguns dos atletas seus aos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. O programa compreende a criação de um centro de talentos, onde os melhores nadadores poderão receber treinamento especial com vista a atingirem os mínimos olímpicos até 2016.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:00
 O que é? |  O que é? | favorito

O DESPORTO nacional, em particular o futebol, está de luto. Morreu na passada quinta-feira, no Chimoio, vítima de malária, Maenga, ex-futebolista do Matchedje e da Selecção Nacional.

 

Samuel Massuruge, de seu nome completo, vivia na capital provincial de Manica desde há alguns anos após se retirar da actividade futebolística activa, durante a qual foi um dos esteios do temível Matchedje das décadas de oitenta e noventa, assim como da Selecção Nacional.

 


O seu funeral teve lugar ontem, no Cemitério de Chituki, no Chimoio.


 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:41
 O que é? |  O que é? | favorito
adeptos

A SELECÇÃO dos Camarões representará, ao lado da África do Sul, o Continente Africano no Torneio Olímpico de Futebol Feminino do próximo ano.

 

As camaronesas conquistaram a segunda vaga do pré-olímpico continental no fim-de-semana ao derrotar a Nigéria, em Yaoundé. As camaronesas venceram pelo mesmo “score” de 2-1 que haviam sofrido no jogo da primeira volta, disputado em Abuja, no mês de Agosto, e venceram nos penaltes.

 

 

A Nigéria continua sendo a selecção de maior tradição do futebol feminino africano, seguida do Gana e África do Sul. Porém, novas forças vêm emergindo nos últimos anos, casos da Guiné Equatorial e agora dos Camarões. Há menos de um ano, as “leoas” camaronesas haviam sido goleadas, por 5-1, pelas “falconetes” nigerianas nas semifinais das eliminatórias para o Campeonato Mundial Feminino.

 

 

A recuperação veio no mês passado com a medalha de ouro nos Jogos Africanos do Maputo. Na ocasião, as camaronesas bateram as favoritas Gana e África do Sul. Agora, podem se gabar de terem superado a forte Nigéria, até hoje a única selecção feminina que representou o Continente Africano numa olimpíada.

 

 

O jogo decisivo disputado no sábado tinha um significado todo especial para os adeptos nigerianos, que haviam sofrido com dois fracassos recentes: a eliminação da selecção masculina no torneio de qualificação para o CAN e a derrota do Enyimba nas semifinais da Liga dos Campeões de África. Porém, a nação mais populosa de África precisou suportar mais uma derrota. Pior do que isso: os Jogos de Londres-2012 serão o primeiro grande evento internacional de futebol feminino que não contará com a Nigéria como representante do continente.

 

 

Consagração em casa

 

A selecção dos Camarões começou a partida decisiva com o pé direito e abriu o activo com uma bela jogada individual de Francine Zouga Edoa aos 30 minutos. Christine Manie animou ainda mais os adeptos logo antes do intervalo ao ampliar o placard de penalte após a expulsão de Osinachi Ohale.

 

 

Porém, as nigerianas continuaram a lutar e foram recompensadas faltando dez minutos para o final do jogo com um golo da experiente Perpetua Nkwocha, levando o confronto para o prolongamento. Sem golos no tempo extra, a decisão foi aos penaltes. Precious Dede defendeu a terceira cobrança camaronesa, mas Gloria Iroka não conseguiu consolidar a vantagem, e depois Faith Ikidi ainda desperdiçou o seu remate para alegria dos adeptos da casa.

 

 

 

Antes da partida, o técnico camaronês, Enow Ngachu, havia dito que o jogo seria um “teste psicológico”. Após o confronto, ele estava exultante por ter visto a selecção superar a desconfiança e a história para chegar à sua primeira grande competição internacional. “Não foi fácil conseguir a qualificação mesmo quando ficámos com uma jogadora a mais”, disse Ngachu. “Mas o resultado está aí. Estamos qualificados e estou muito orgulhoso das minhas filhas”.

 

 

Autora do primeiro golo, Zouga Edo disse que as jogadoras ficaram emocionadas. “A nossa alegria é imensa”, admitiu. “O que nos dá mais satisfação é termos vencido a Nigéria, que tinha nos impedido de disputar a última Copa do Mundo. Hoje é a nossa vez”.

 

Sul-africanas já garantidas

 

A África do Sul já havia garantido a sua primeira participação num Torneio Olímpico de Futebol Feminino ao derrotar a Etiópia, por 3-0, em Joanesburgo ainda no mês de Agosto com três golos de Noko Matlou e empatar a um golo na partida da segunda volta disputada um mês depois.

 

 

 

As etíopes, que marcaram o seu golo de honra por intermédio de Mesfin Tameru, tinham surpreendido ao eliminarem o favorito Gana na fase anterior.

 

 

Em masculinos, oito países disputarão o acesso às olimpíadas no próximo mês. Os três primeiros apuram-se automaticamente, e o quarto disputará uma repescagem intercontinental.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:24
 O que é? |  O que é? | favorito
Lurdes Mutola

A ESTRELA moçambicana do atletismo planetário, Lurdes Mutola, antiga campeã olímpica e mundial dos 800 metros, que deixou a alta competição em 2008, vai ser treinadora da sul-africana Caster Semenya, segundo anunciou ontem a própria jovem atleta.

 

Num comunicado enviado à agência Associated Press, Semenya, de 20 anos, refere que chegou a acordo com Maria de Lurdes Mutola após os Campeonatos Mundiais de Atletismo, que decorreram há cerca de um mês na Coreia do Sul, competição na qual arrecadou a medalha de prata nos 800 metros.

 

 

A Maria tem sido o meu ídolo desde que comecei a correr. Depois dos Mundiais perguntei-lhe se estava interessada em treinar-me. A resposta foi positiva e estou muito feliz”, afirmou Semenya.

 

 

Lurdes Mutola, que esta quinta-feira completa 39, retirou-se da alta competição em 2008, após os Jogos Olímpicos de Beijing, ao cabo de duas décadas de uma excepcional carreira ao mais alto nível, cujos frutos foram uma medalha de ouro olímpico, três títulos mundiais ao ar livre e sete em pista coberta, todos nos 800 metros.

 

 

É um enorme desafio para mim treinar a Semenya. É uma atleta jovem, mas já com excelentes resultados. Ainda temos um caminho longo a percorrer, queremos chegar aos Jogos Olímpicos de Londres-2012 como número um”, afirmou Mutola.

 

 

A única atleta a “dar” uma medalha olímpica de ouro a Moçambique, facto que aconteceu no ano 2000, em Sidnei, garantiu ainda que quer usar toda a sua experiência para ajudar Caster Semenya, acrescentando que “é muito mais fácil chegar ao topo do que manter-se lá”.

 

 

Depois de em 2009 ter vencido a medalha de ouro nos Mundiais de Berlim, Caster Semenya viu a sua feminilidade posta em causa, tendo realizado vários testes e estado impedida de competir durante quase um ano.

 

 

Em Julho de 2010, a jovem sul-africana foi autorizada a regressar à competição, tendo a Federação Internacional de Atletismo (IAAF) aceite as conclusões de um painel de médicos e mantido a confidencialidade dos dados da atleta.

 

 

Caster Semenya era treinada por Michael Seme, com quem se incompatibilizou pouco antes dos Mundiais da Daegu.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:07
 O que é? |  O que é? | favorito
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
15
16
19
22
23
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO