Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 24 DE Outubro 2011
Maxaquene

ENGANARAM-SE redondamente os que pensaram que o Maxaquene teria tarefa fácil frente ao Vilankulo FC. Os comandados de Arnaldo Salvado foram obrigados a vestir o fato-macaco para levar de vencida o representante de Inhambane por 1-0, com Liberty a fazer o único tento do encontro.

 

A jogar em casa, o Maxaquene entrou pressionante, procurando fechar as linhas de passe do Vilankulo. Acercava-se da área adversária com algum à-vontade, mas pecava na hora de fazer o passe de “morte”. Pedia-se que à entrada da grande área fosse mais dinâmico a trocar a bola e não o fizesse de forma denunciada, pois dava para perceber que, se metesse o pé no acelerador, a defesa contrária teria muitas dificuldades para fazer face ao repentismo de Reginaldo e Manuelito, até porque os “centrais” do Vilankulo denotavam alguma insegurança.

 

 

As fragilidades da defensiva visitante ficaram evidentes aos 22 minutos, quando, numa jogada em que Ali tinha a bola controlada, permitiu que Manuelito ganhasse posição e ficasse em posição privilegiada para marcar, valendo a atenção de Jaimito.

 

  

No minuto seguinte, os “tricolores” voltaram a estar perto de marcar, quando Vovote, numa incursão pela direita, remata cruzado com o esférico a passar pouco ao lado do poste. Galvanizados, os pupilos de Salvado soltaram-se e, aos 36 minutos, Mfiki, com um forte remate, levou apuros à baliza de Jaimito.

 

 

À semelhança da etapa inicial, a equipa da casa entrou assumindo as rédeas do jogo. Tinha 45 minutos para decidir o jogo a seu favor. Salvado mandou apertar ainda mais o cerco. Mfiki, Manuelito, Betinho e Liberty estavam mais soltos para missões ofensivas.

 

 

Os “tricolores” procuravam o golo a todo o custo, até que, à passagem dos 16 minutos, aconteceu o momento há muito esperado: Betinho cruza para a área e Liberty surge muito bem a fazer o toque final. Dois minutos depois, o Maxaquene volta a marcar, desta vez por intermédio de Betinho, mas Ainad Ussene anulou por alegado fora-de-jogo. A apreciação que fazemos ao lance é que o médio “tricolor” não estava “off side”, pois parte de uma situação regular na hora do passe.

 

 

A turma do Vilankulo, que não tinha feito nada para marcar, esteve muito perto de empatar quando, aos 32 minutos, Sergito, de fora da área, chutou ao poste. Por momentos, os adeptos “tricolores” gelaram. Não passou apenas de um susto, tendo o Maxaquene gerido a vantagem até ao apito final.

 

 

Ainad Ussene e seus pares não estiveram bem. Tiraram alguns foras-de-jogo inexistentes, influenciado desta forma o ritmo normal do jogo.

 

 

 FICHA TÉCNICA:
 

Árbitro: Ainad Ussene, auxiliado por Joaquim Merinho e Ivo Francisco. Quarto árbitro: Adolfo Chitache.

 

MAXAQUENE - Acácio; Gabito, Campira, Vovote e Vasil; Payó, Mfiki, Liberty (Kito) e Betinho; Manuelito (Macamito) e Reginaldo (Genito).

 

VILANKULO FC - Jaimito; Ali, Bila (Eurico), Charles e Belo; Jossias, Sadique, Félio e Matlombe; Getinho (Sergito) e Tendai (Gonçalves).

 

Golo: Liberty, aos 61 minutos
  • Ivo Tavares
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:03
 O que é? |  O que é? | favorito
Dário Monteiro ensaia mais um remate (C. Bila)

A LIGA Muçulmana está a um ponto de se sagrar novamente campeã nacional de futebol, título que ostenta desde a temporada passada. Os “muçulmanos”, depois da vitória ontem, por 2-1, sobre o Ferroviário de Maputo, passaram a somar 52 pontos, mais oito que o Maxaquene, segundo classificado, que ontem derrotou o Vilankulo, por 1-0.

 

O Costa do Sol segue em terceiro com 38 pontos. Os “canarinhos” golearam o Sporting da Beira, por 6-3. O Matchedje tenta a todo custo sair da zona dos aflitos. Ontem foi a Tete vencer o Chingale, por uma bola sem resposta e continua colado ao Incomáti com 25 pontos. Aliás, os açucareiros também ganharam, mas em casa ao Ferroviário de Nampula (1-0).

 

 

Porém, as honras da ronda vão para HCB, que veio a Maputo bater o Desportivo, por 2-0, enquanto o Ferroviário da Beira afundava ainda mais o Atlético Muçulmana a quem venceu, por 3-1. O Sporting da Beira parece estar condenado a descer. Na cauda da classificação com 16 pontos, foi goleado pelo Costa do Sol (6-3), no encontro mais produtivo da ronda.

 

 

O Vilankulo corre sérios riscos de ficar fora do Moçambola no próximo ano. A derrota de ontem frente ao Maxaquene colocou o representante de Inhambane numa situação bastante complicada agora com 26 pontos apenas mais um que a dupla Incomáti/Matchedje com este último abaixo da linha de água.

 

 

A próxima jornada, portanto a antepenúltima, pode produzir o campeão nacional uma vez que a Liga Muçulmana desloca-se a Nampula para defrontar o Ferroviário local. A ronda completa-se com os encontros Atlético Muçulmano-Costa do Sol, Chingale-Desportivo, Fer. Maputo-HCB, Matchedje-Maxaquene, Sporting da Beira-Incomáti e Vilankulo FC-Fer. Beira.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:54
 O que é? |  O que é? | favorito
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
15
16
19
22
23
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO