Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 06 DE Outubro 2011
Festa à chegada dos

DEPOIS do sucesso de San Juan, os hoquistas moçambicanos já pensam numa prestação mais brilhante no próximo “Mundial” que se realiza em 2013, na capital angolana, Luanda.

 

Será a primeira vez que a competição vai disputar-se em terras africanas e por isso os “Guerreiros” de San Juan pretendem voltar a deixar a sua marca.

 

 

Ainda em festa pelo quarto lugar conquistado na capital mundial do hóquei, San Juan, os hoquistas regressaram à capital do país na noite de terça-feira e deixaram vincada a vontade que têm em sagrar-se campeões do mundo. Depois de terem ganho o estatuto de equipa-revelação e dos que mais progrediram a nível mundial, ao subir sete lugares, do 11° de Vigo para 4° em San Juan, os índices de confiança estão elevados.

 

 

Por isso, o objectivo é o mais ambicioso possível. Ser campeão do mundo na próxima edição é um sonho que, de acordo com os internacionais moçambicanos, pode tornar-se realidade.

 

 

Mas para lograr tal objectivo é necessário que a preparação seja mais intensa e mais regular. Para os atletas, o trabalho preparatório é que vai definir a prestação da formação moçambicana. Se assim for, os hoquistas crêem que Moçambique pode voltar a fazer história, desta vez em Luanda, mas como campeão do mundo.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 12:43
 O que é? |  O que é? | favorito
 
Spiros Esculudes (Kiko)

FOI algo inédito. Diria até que foi algo de outro mundo. Ninguém acreditava. Foi preciso um grande espírito de sacrifício. Sabemos que as coisas são muito complicadas em Moçambique, mas o povo merece viver esta alegria. Agradeço a recepção, vieram nos receber como se fôssemos os campeões do mundo”, palavras de Spiros Esculudes (Kiko).

 

 

Destacou o facto da equipa ter chegado às meias-finais: “Não esperávamos chegar até às meias-finais e estar entre as quatro melhores selecções do mundo. Contra Angola foi muito difícil ganharmos com o golo de ouro e fomos perder com os campeões do mundo da mesma forma. Foi tudo muito emocionante”.

 

 

Kiko defende que com muito trabalho o combinado nacional pode ter uma melhor prestação. “Podemos ser campeões do mundo em Angola. Temos qualidade para tal. Mas é preciso que a nossa preparação seja mais regular e haja mais apoios no hóquei”.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 12:38
 O que é? |  O que é? | favorito
José Sigalette (Siga)

 “HÁ que desfrutar deste momento. Antes era um sonho, agora virou realidade e temos que aproveitar ao máximo. Depois há que começar a pensar na preparação da equipa da melhor maneira, visto que no próximo mundial temos muitas responsabilidades”, disse José Sigalette (Siga). 

 

 

 

Afirmou que o facto de Moçambique ter se apresentado tranquilo em todos os jogos e a praticar o seu hóquei, sem acusar pressão em nenhum momento foi um aspecto-chave para o sucesso. “Entramos tranquilos e a jogar o nosso hóquei. O campeão do mundo viu-se aflito para nos ganhar. Alcançamos um feito inédito”.

 

 

Comentando o jogo contra a Espanha disse: “já não existem equipas pequenas e grandes, pelo que naquele jogo os espanhóis estavam nervosos. Nós entramos à vontade. A pressão estava do lado deles. Na condição de campeões do mundo tinham que provar o seu poderio dentro do campo. O que se viu foi um jogo equilibrado. A Espanha teve sorte”.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:33
 O que é? |  O que é? | favorito
Bruno Pimente

FALTAM-ME palavras para descrever a emoção que sentimos ao nos qualificarmos para os quartos-de-final e depois para as meias-finais. Julgamos que era possível chegar à final, mas faltou-nos sorte. Podíamos ter eliminado os campeões do mundo”, afirmou Bruno Pimentel.

 

 

Questionado sobre como foi possível bater-se de igual para igual com os colossos da modalidade, o “capitão” respondeu: “foi possível impormo-nos porque estávamos bastante confiantes e porque tivemos a serenidade necessária para superar todos os contratempos que tivemos”.

 

 

Ajuntou que com sacrifício foi possível chegar às meias-finais e que com melhores condições, Moçambique teria sido campeão do mundo.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:28
 O que é? |  O que é? | favorito
Ivan Esculudes (Maninho)

NINGUÉM acreditava que pudéssemos ocupar o quatro lugar, mas nós mostramos que a união faz a força. Todos juntos unidos, não só os atletas como técnicos e dirigentes, demonstramos que quando existe espírito de entre-ajuda este país pode conquistar feitos desportivos impensáveis”, reacção de Ivan Esculudes (Maninho) ao feito alcançado em San Juan. 

 

 

 

Afirmou que a boa prestação da Selecção Nacional não é produto do acaso. “Já há muito tempo que temos vindo a fazer um bom trabalho nos “Mundiais” e a nível interno. Não é por acaso que conseguimos ser a quarta melhor selecção do mundo. É fruto de muito trabalho”. 

 

 

Maninho sublinhou o facto de Moçambique ter pregado um susto ao campeão mundial nas meias-finais. “É quase impossível fazer o que a gente fez. Conseguimos pôr em sentido o campeão do mundo (Espanha), penso que a partir de agora seremos mais respeitados”.

 

 

Acrescentou que em 2013 a equipa moçambicana tem uma responsabilidade acrescida visto que terá que manter o mesmo nível ou até melhorar.

 

 

Já provamos que nada é impossível e não existem equipas imbatíveis. O que temos que fazer é trabalhar com mais regularidade a nível interno. O povo argentino atribuiu-nos o nome de guerreiros depois de tudo que fizemos. Foi fantástico, sentimo-nos praticamente em casa”.

 

 

Maninho lamentou o facto de não se dar muita atenção à modalidade. “Infelizmente não se dá a devida atenção ao hóquei, mas mesmo assim nós continuamos a lutar com as nossas armas”. 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 12:20
 O que é? |  O que é? | favorito
Arnaldo Queiros

O QUE fizemos é algo impensável. Para uma selecção que há dez anos não passava da fase de grupos não se podia imaginar que seria possível chegarmos às meias-finais e estarmos à frente de selecções como Itália e Suíça, duas das melhores do mundo. Mas a realidade no campo mostrou o contrário. Vimos que era possível lutar para estarmos nos lugares cimeiros”, afirmou Arnaldo Queirós.

 

 

Falando do jogo com a Espanha, que podia ter levado a turma moçambicana às meias-finais, Arnaldo disse: “contra a Espanha encaramos o jogo com enorme tranquilidade. Saímos do balneário a dizer que é possível fazermos mais um brilharete, depois de termos eliminado o Brasil. A pressão estava do lado deles, afinal íamos defrontar campeões do mundo. Fizemos a nossa parte, demos tudo mas não foi possível.”

 

 

Já a pensar no próximo “Mundial”, o guarda-redes da equipa nacional é de opinião que se deve começar agora a traçar o plano de preparação. “Agora há que pensar no próximo “Mundial”. É necessário planear-se bem o estágio de preparação porque em Angola queremos estar ainda melhores”.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:59
 O que é? |  O que é? | favorito
Vila Olimpica

O MINISTÉRIO das Obras Públicas e Habitação ainda não aprovou nenhum plano sobre o destino a dar aos 848 apartamentos da Vila Olímpica do Zimpeto, na cidade de Maputo, mas confirma a existência de várias propostas em fase de avaliação, incluindo a que tem sido objecto de abordagem na comunicação social.

 

O porta-voz do Ministério das Obras Públicas e Habitação, Joaquim Cossa, explica que as propostas na mesa foram submetidas tanto pelo Fundo para o Fomento da Habitação (FFH) como por várias outras entidades interessadas no debate sobre o destino a dar às infra-estruturas da Vila Olímpica. Segundo Cossa, qualquer decisão em definitivo sobre a matéria, será tomada pelo Conselho de Ministros, com base na proposta que deverá ser-lhe submetido pelo MOPH.

 

 

Mesmo sem adiantar prazos fixos para tais procedimentos, Joaquim Cossa assegurou que o trabalho de triagem das propostas a nível do seu Ministério deverá ser concluído ainda antes do final do ano em curso. 

 

 

Entretanto, dificuldades de obtenção de garantias sobre os investimentos têm estado a condicionar o acesso a fundos para financiar projectos do sector de habitação no país, razão por que o Governo procura mecanismos para assegurar um encaixe financeiro capaz de funcionar como garantia para a obtenção de financiamentos para o sector.

 

 

 

Uma das propostas nesse sentido, ora em avaliação, preconiza a venda de 768 apartamentos da Vila Olímpica a jovens funcionários e agentes do Estado, dos quais 250 seriam negociados em regime de pronto pagamento, a preços de mercado, e outros 518 a título de crédito com prazos até 25 anos.

 

 

 

Nos termos desta proposta, o produto da venda dos 250 apartamentos a pronto pagamento, que se estima seja na ordem de 1,4 mil milhões de meticais, seria aplicado na elevação da robustez financeira do Fundo para o Fomento da Habitação (FFH), instituição criada pelo Executivo através do Decreto 24/95 de 6 de Junho, com a missão de assegurar o suporte financeiro dos seus programas na área da habitação.
Com a elevada robustez financeira do FFH, acredita-se que será possível desenvolver projectos com recursos próprios, bem como aceder a financiamentos bancários nas condições impostas pelo mercado.Os apartamentos da Vila Olímpica são do tipo III, distribuídos em edifícios de quatro pisos.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:52
 O que é? |  O que é? | favorito
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
15
16
19
22
23
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO