Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 21 DE Setembro 2011
Kurt Couto

Kurt Couto é o único desportista moçambicano que já logrou fixar os mínimos para a qualificação aos Jogos Olímpicos em atletismo. Os restantes ainda estão na batalha.

 

 

 

Kurt Couto conquistou o título de “rei” da fixação de tempos mínimos de qualificação para os Jogos Olímpicos de Londres-2012 de todas as modalidades moçambicanas que esperam chegar aos Jogos Olímpicos. Isto equivale a dizer que, até agora, Moçambique só tem um atleta apurado para Londres, sendo que os outros, até agora, só podem ir por convite.

Em diversas competições durante este ano, por sete vezes, alcançou os mínimos do Grupo-A e, por cinco vezes, a nível do Grupo-B, na especialidade de 400 metros barreiras, prova que nos Décimos Jogos Africanos: Maputo-2011 conquistou a medalha de prata.

 

 

 

A parte técnica do atletismo esteve bem nos Jogos Africanos. Tive uma falha de abordagem técnica nas sétima e décima barreiras, mas estou feliz, porque consegui uma medalha para o país.

 

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 12:28
 O que é? |  O que é? | favorito
karting

No traçado urbano da cidade Beira, pilotos moçambicanos e estrangeiros disputam uma prova no dia 25 de Setembro, a ser promovida pelo Maputo Motorsorrt, em parceira com Motor Clube da Beira.

 

A cidade da Beira prepara-se para receber, já este fim-de-semana, a primeira edição da prova de organização conjunta de dois clubes moçambicanos, a primeira do seu historial.

 

 

Esta prova, que na sua fase inaugural  vai  contar com pouco mais de três dezenas de pilotos de várias categorias, nesta primeira vez, terá um máximo de 10 equipas.

 

 

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 12:21
 O que é? |  O que é? | favorito
tags:
Moçambique vs Nigeria

A CONQUISTA de medalhas, aliada ao facto de o país dispor agora de um parque infra-estrutural novo, moderno e dentro dos padrões internacionais, mercê do investimento do Governo para os X Jogos Africanos, vai impulsionar o desporto nacional e será um factor de motivação para os atletas.

 

Esta ideia é partilhada pelos medalhistas moçambicanos na Olimpíada continental, que, satisfeitos e orgulhosos com a sua conquista, prometem, doravante, aplicar-se ainda mais na sua actividade, até porque, segundo sustentam, depois de o país ter organizado o evento a um nível invejável, na próxima edição dos Jogos Africanos, Brazzaville-2015, a responsabilidade sobre os nossos atletas será acrescida.

 

 

Por exemplo, em relação ao basquetebol, no qual a selecção masculina ganhou a medalha de prata, Fernando Manjate, capitão da equipa, e Octávio Magoliço, entendem que, apesar de inicialmente as atenções do público terem estado viradas para os femininos, em virtude do seu historial em África, eles conseguiram superar todas as barreiras e demonstrar que afinal têm potencial.

 

 

Deste modo, realçam, Moçambique, em masculinos, também passará a ser respeitado no continente, pois o que fez nos Jogos Africanos foi simplesmente maravilhoso, considerando que, à partida, não figurava no grupo dos candidatos aos lugares do pódio.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:26
 O que é? |  O que é? | favorito
Octávio Magoliço

TODOS estavam com as atenções viradas para os femininos, mas nós demonstramos que com muito trabalho podemos ir longe”, disse Octávio Magoliço, medalha de prata no básquete.

 

Magoliço lamentou o facto de não ter sido possível conquistar o ouro. “Foi pena não termos ganho o ouro, mas estivemos muito bem. Penso que todos moçambicanos estão felizes com a nossa prestação”.

 

 

Questionado sobre o segredo do sucesso, o poste, respondeu: “Estamos a fazer um trabalho de base. Corrigimos alguns erros já no Africano em Madagáscar onde jogamos com selecções de alto nível. Encaramos esta competição mais confiantes e chegamos a final com todo mérito”.

 

 

Magoliço afirmou que as outras selecções africanas passarão a respeitar-nos. “No último Campeonato Africano, em Madagáscar, equipa anfitriã, escolheu Moçambique para fazer o jogo de estreia, pensando que era a mais acessível, mas penso que a partir de agora creio que mais nenhuma selecção vai escolher Moçambique para começar a prova.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:13
 O que é? |  O que é? | favorito
Fernando Manjate

A UNIÃO e a crença foram a principal receita para conseguirmos a medalha de prata. Ninguém acreditava que pudéssemos alcançar este feito, mas acreditamos em nós, no nosso potencial, e de acordo com aquilo que era o valor dos nossos adversários trabalhamos e conseguimos surpreender”, Fernando Manjate.

 

Fernando Manjate, mais conhecido por Nandinho no mundo desportivo, sublinhou que o nível de jogo exibido no Campeonato Africano em Madagáscar deu-lhes força e confiança. “Já no Campeonato Africano tínhamos estado bem. A jogar em casa com o apoio do nosso público tínhamos em mente que teríamos que lutar por uma medalha”.

 

 

Disse que o facto de ninguém acreditar na conquista de uma medalha por parte da equipa masculina fez com que o grupo se engrandecesse e jogasse para provar a eles mesmos que era possível subir ao pódio, um feito em princípio inalcançável.

O base-extremo frisa que após este feito, os responsáveis pela modalidade devem fazer um esforço redobrado.

 

Cabe a quem de direito investir um pouco mais de modo a manter-se este nível, porque doutra forma podemos voltar à estaca zero”.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:08
 O que é? |  O que é? | favorito
Maria Elisa

SINTO-ME muito feliz por fazer parte dos atletas medalhados. Esforcei-me muito para conseguir conquistar o bronze. Em certo momento da corrida senti que era possível chegar a medalha de prata ou mesmo de ouro, mas não foi possível”, disse Maria Elisa visivelmente satisfeita pelo sucesso.

 

 

Afirmou ainda que sendo a sua primeira experiência internacional foi uma excelente estreia. “Foi a primeira vez que participei numa prova com esta grandeza e não podia ter uma estreia melhor. A medalha de bronze vem dar-me forças para continuar a treinar com o mesmo empenho”.

 

 

Maria Elisa mostra-se satisfeita por ter dado uma medalha ao país e felicita ao Governo por ter se esforçado para que fosse preparar-se em Portugal, um estágio que acabou sendo fundamental para atingir o sucesso.

 

 

Tive um estágio em Portugal. Foi fundamental para ter uma boa prestação nos Jogos Africanos”, ajuntou, frisando o facto de ter melhorado a sua marca pessoal.

 

 

Daqui para frente, Maria espera que as pessoas responsáveis pelo atletismo continuem a investir para que os atletas nacionais possam competir mais vezes em provas internacionais.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:01
 O que é? |  O que é? | favorito
Cremildo Artur

FOI um bom desempenho. A preparação que tivemos em Cuba deu-nos ritmo competitivo e confiança”, Cremildo Artur, medalha de bronze no boxe.

 

 

Cremildo acredita que o estágio naquele país, com uma forte tradição no boxe, foi determinante para o sucesso. “Temos que agradecer o estágio fora do país. Fomos adquirir mais experiência e isso permitiu-nos enfrentar os adversários dos outros países com maior segurança”.

 

 

Cremildo Artur considera que o pugilismo moçambicano subiu de nível, mas ainda há muito trabalho pela frente. “Temos que trabalhar mais para que possamos atingir um nível superior a este. O boxe deve merecer uma maior atenção da parte dos dirigentes”.

 

 

O pugilista agradece o facto de já existir um ringue, mas frisa que não pode ser visto como um equipamento básico para o desenvolvimento da modalidade. “Temos o ringue, mas não iremos treinar sempre nele. Precisamos de um ginásio apetrechado para o boxe”.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:56
 O que é? |  O que é? | favorito
Linda Mucavele

FOI muito bom termos ganho a medalha de prata, embora o objectivo fosse a de ouro. Mas vamos continuar a trabalhar para que daqui a quatro anos, no Congo, possamos ocupar o primeiro lugar”, palavras de Linda Mucavele, medalha de prata no karate, no estilo de katas por equipas.

 

Disse que até aos próximos Jogos Africanos, a equipa de karate prevê participar em várias competições internacionais que seriam uma mais-valia para a preparação para o mega evento africano.

 

 

Linda Mucavele lamentou a lesão da colega de equipa, Lu Ping, facto que deverá obrigá-la a mudanças na equipa. “Lu lesionou-se durante os Jogos Africanos. É possível que ela fique parada muito tempo. Sendo assim, é possível que a equipa tenha que substituí-la”.

 

 

Linda acredita que com muito trabalho, a equipa feminina de katas pode superar as argelinas, medalha de ouro, e subir ao primeiro lugar do pódio.

 

 

Fonte:Jornal Noticia

publicado por Vaxko Zakarias às 10:46
 O que é? |  O que é? | favorito
logo moçambola

COMEÇA no fim-de-semana a “poule” de apuramento para o Moçambola-2012 nas três zonas do país, depois do sorteio realizado, sexta-feira passada, na Federação Moçambicana de Futebol.

 

Concorrem, na zona sul, para uma das três vagas reservadas para os vencedores regionais, o Estrela Vermelha, Djuba FC, Clube de Chibuto e Associação Desportiva da Maxixe, respectivamente campeões de Maputo cidade, Maputo província, Gaza e Inhanbane.

A jornada inaugural tem como destaque, no sul, o embate entre o Estrela Vermelha e o Clube de Chibuto, a ser disputado no reduto da segunda formação, no domingo. Enquanto isto, o Djuba FC recebe a AD Maxixe, sábado, no campo da Texlom.

 

 

No centro, as atenções estarão viradas para o frente-a-frente entre o Têxtil, campeão provincial de Sofala, e o Desportivo de Tete, domingo, no campo do Ferroviário da Manga. O outro encontro, reservado para o campo da Soalpo, em Manica, envolve o Textáfrica, campeão provincial, e Vila Pita de Quelimane, representante da Zambézia, também no domingo.   

 

  

De salientar que a “poule” será disputado num sistema de todos contra todos, em duas voltas.

 

 

Na zona norte, Desportivo e Ferroviário, ambos da cidade de Nacala e campeão e vice campeão do “provincial” de Nampula, Ferroviário de Pemba vencedor em Cabo Delgado e Águias Especiais de Lichinga, representante do Niassa, são as equipas que vão disputar o certame.

 

 

Assim, no domingo na cidade portuária de Nacala, o Desportivo de Nacala recebe o Ferroviário de Pemba, enquanto no planalto de Lichinga, as Águias Especiais têm pela frente os “locomotivas” de Nacala.

 

 

Todas as partidas são de importância vital para todos antagonistas, considerando que o objectivo é comum, a subida ao primeiro escalão do nosso futebol indígena. Se por um lado as equipas de Nampula querem lutar para conseguir mais um lugar no Moçambola da próxima edição, por outro, as de Pemba e Lichinga querem ver esta prova na rota daquela cidade, depois das despromoções do Ferroviário e Futebol Clube, respectivamente.

 

 

Eis o calendário completo da primeira volta desta prova: 1ª jornada: Desportivo de Nacala-Ferroviário de Pemba, Águias Especiais de Lichinga-Ferroviário de Nacala; 2ª jornada: Ferroviário de Pemba-Águias Especiais e Ferroviário de Nacala-Desportivo; 3ª jornada: Desportivo-Águias Especiais e Ferroviário de Nacala-Ferroviário de Pemba

 

 

LEVAR O MOÇAMBOLA À NACALA...

 


Ozias Fumo, treinador que substituiu, Aleixo Fumo do comando técnico dos “locomotivas” de Nacala, disse que os objectivos da sua equipa são de lutar para que Moçambola chegue à Nacala. “Vamos trabalhar com muito sacrifício para conseguir regressar ao Moçambola e trazer de volta esta prova a este povo eufórico de Nacala que tanto merece”.

 

 

Por seu turno, o treinador adjunto do Desportivo de Nacala, campeão provincial em título, Zélio, afirmou que reina uma grande expectativa junto da direcção, dos sócios, simpatizantes da colectividade que querem desta vez pôr este clube na rota dos grandes do futebol nacional.

 

 

Estamos a trabalhar para levar a equipa pela primeira vez na sua história ao Moçambola. Todas as condições estão criadas para o efeito, somente basta termos o mesmo desempenho competitivo que tivemos na fase final do “Nampulense” em que nos sagramos campeões sem conhecer o sabor amargo da derrota”, disse Zélio, acrescentando ter já visto a jogar o seu primeiro e próximo adversário, o Ferroviário de Pemba.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:23
 O que é? |  O que é? | favorito
TÉCNICO holandês Mart Nooij

O TÉCNICO holandês Mart Nooij foi afastado do cargo de seleccionador nacional, segundo decisão tomada ontem pela Direcção da Federação Moçambicana de Futebol. A medida abrange também os seus adjuntos, designadamente João Chissano e Mano-Mano.

 

A rescisão do contrato com Martinus Ingnatius Maria Nooij, de acordo com a Federação Moçambicana de Futebol, decorre do facto de o “mister” não ter conseguido cumprir com o objectivo principal estabelecido no seu contrato de trabalho com a FMF, o qual passava pela qualificação da Selecção Nacional para o CAN Gabão/Guiné-Equatorial-2012.

 

 

Apesar de faltar ainda uma jornada para a conclusão da fase de apuramento rumo à maior competição futebolística do continente, em que os “Mambas” recebem no próximo mês de Outubro as Ilhas Comores, a qualificação da turma nacional já está irremediavelmente fora de hipótese, daí a Federação entender, em absoluto, que Mart Nooij não cumpriu o estabelecido no seu vínculo.

 

 

E, tratando-se de um contrato na base de objectivos, a FMF afirma que, com os “Mambas” já fora da qualificação, o facto implica, imediatamente, o fim do vínculo profissional entre ambas as partes.

 

 

Apesar do sucedido, a Direcção da Federação Moçambicana de Futebol enaltece o trabalho levado a cabo por Mart Nooij ao longo do período em que esteve à frente da selecção nacional, afirmando que contribuiu para o resgate da mística dos “Mambas”, aos quais se exige hoje, mais do que nunca, vitórias.

 

 

A queda do técnico holandês já era previsível, tendo a derrota frente à Líbia, no dia 4 deste mês, em Bamako, no Mali, levado a Federação a não condescender mais, pois, tanto quanto sabemos, já quando a selecção com a Zâmbia vontade de accionar a cláusula de rescisão do contanto não faltou, porém, preferiu-se que a corda rebentasse ela sozinha, como agora aconteceu.

 

 

Aliás, considerando que Mart Nooij era também o responsável pela selecção de Sub-23, quando esta foi derrotada pelo Gana, no Estádio da Machava, no jogo que ditou o seu afastamento das meias-finais do torneio de futebol dos Jogos Africanos, muitas vozes se levantaram, pedindo a demissão do “mister”. Nesse embate, embora os “Mambinhas” tenham perdido por 4-3, a verdade é que, ao intervalo, já perdiam por três bolas sem resposta, situação que levou muitos espectadores a abandonar o Vale do Infulene nessa altura, completamente desencantados.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:05
 O que é? |  O que é? | favorito
falta de relvado em Nampula

Para Osias Fumo técnico do Ferroviário de Nacala, a direcção dos locomotivas da cidade portuária, estão atentos a esta preocupação.

 

 

Quando faltam alguns dias para o arranque da poule de apuramento zona norte, dirigentes de futebol em Nampula já pensam na próxima edição do Moçambola, dai a sua preocupação com o problema da falta de um campo relvado na cidade de Nacala, caso uma das equipas apure-se a maior competição futebolística do país.

 

 

Nacala participa com duas equipas na poule de apuramento ao Moçambola edicao -2012, nomeadamente o Desportivo e Ferroviário, e caso uma das equipas qualifique-se, sem um campo relvado na cidade, terá que percorrer cerca de 200 quilómetros para realizar os seus jogos na cidade de Nampula.

 

 

Fonte:Tim

publicado por Vaxko Zakarias às 09:58
 O que é? |  O que é? | favorito
Dança de guerra

Os jogos africanos já terminaram, o país vai fazendo o balanço daquilo que foi a maior festa desportiva do continente realizada no país.

Para além dos intervenientes directos, durante a realização dos jogos houveram pessoas que de forma despercebida tiveram um papel extremamente importante no sucesso da competição.

 

 

Por exemplo o grupo coral que entoou o hino nacional e cantou algumas músicas para acompanhar o bailado da cerimónia da abertura e encerramento, encantou os presentes no estádio nacional do Zimpeto.

 

 

Para além da sua satisfação, Jeremias Chamo afirmou ainda não ter sido tarefa fácil fazerem-se as afinações das vozes.

Certamente que os moçambicanos orgulham-se por terem acolhido os Jogos Africanos e muitas outras pessoas anónimas contribuíram para o sucesso do evento.

 

 

 

Fonte:Tim

publicado por Vaxko Zakarias às 09:54
 O que é? |  O que é? | favorito
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
17
18
23
24
25
26
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO