Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 14 DE Setembro 2011
Corrida

 

 

A corrida “millennium bim” é uma competição anual  aberta a todos os interessados.

 

 

A partida e a meta desta prova, a ter lugar no próximo dia 19 de Novembro, estão fixadas, respectivamente, no Parque dos Continuadores e na sede do Millennium bim, na baixa da cidade.  

As inscrições iniciam-se  no passado dia 19 de Setembro, na Associação de Atletismo da Cidade de Maputo, e vão prolongar-se até ao 16 de Novembro. As mesmas, refira-se, estão limitadas a 600 participantes, com idades compreendidas entre 14 e 70 anos, os quais deverão receber as “dorsais” no dia da realização do evento. 

Esta prova de atletismo é organizada, uma vez mais, em parceria com a Associação de Atletismo de Maputo.

 

 

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 15:26
 O que é? |  O que é? | favorito
Moçambique vs Ruanda

ESTA selecção masculina ainda promete voar bem alto nas asas da bola-ao-cesto continental. Ontem, frente ao Ruanda, o destaque não esteve somente na vitória por 73-64, mas, sobretudo, na forma como ela foi elaborada: um verdadeiro recital de basquetebol que teve nos gémeos Augusto e Pio Matos os seus principais artífices.

 

O basquetebol continua a oferecer-nos noites inesquecíveis nos X Jogos Africanos de Maputo-2011. Ontem, face aos ruandeses, o começo foi de certo modo inquietante, dando até a sensação de algum relaxamento, já que a transição para os quartos-de-final já estava inquestionavelmente garantida. O Ruanda chegou a fixar o resultado em 11-0, mas, não satisfeito com o rumo dos acontecimentos – porque aquilo era demasiado ruim para o seu arcaboiço profissional – o técnico Joseba Garcia efectuou algumas mexidas, nomeadamente a colocação em simultâneo de Augusto e Pio Matos.

 

 

 

 

Aí, sim, Moçambique cresceu e apareceu. O movimento ofensivo da equipa transfigurou-se, com ataques mais atrevidos, que são, aliás, a imagem de marca dos gémeos. Octávio Magoliço e Sérgio Macuácua, com a sua vigorosidade; Fernando Manjate, Sílvio Letela e Stélio Nuaila, mercê da sua técnica, completavam um cenário que começava a ser claramente favorável à nossa selecção.

 

 

O Ruanda, muito bem, fez uso pleno das suas torres, sobretudo para ganhar os ressaltos e fazer o aproveitamento das sobras, para além de alguns tiros à meia distância. Porém, a serenidade da formação moçambicana prometia melhores momentos, como por exemplo o amplamente festejado triplo de Letela, a fechar o segundo período e a colocar o resultado em 35-33, à melhor para a turma nacional.

 

 

 

 

A partir daqui, tudo começou a decorrer a contento, para gáudio dos numerosos espectadores que ontem se deslocaram ao pavilhão do Maxaquene. A confiança no seio dos jogadores já era uma certeza, até porque as unidades mais influentes dos ruandeses estavam anulados e a sua movimentação praticamente invisível. Reconhecemos que até pode ser recorrente, mas, verdade seja dita: os “putos” Augusto e Matos encarregaram-se do concerto e de construir mais uma espectacular vitória da nossa selecção.

 

 

Alinharam e marcaram: Fernando Manjate (7), Samora Mucavele (0), David Canivete (0), Sílvio Letela (9), Augusto Matos (19), Amarildo Matos (1), Stélio Nuaila (4), Custódio Muchate (0), Octávio Magoliço (12), Pio Matos (17), Armando Baptista (0) e Sérgio Macuácua (4).

 

 

Outros jogos de ontem, derradeiro dia da primeira fase: Nigéria, 71-Mali, 48, África do Sul, 45-Cabo Verde, 62, Angola, 88-Egipto, 81, após três prolongamentos. Moçambique ocupou a primeira posição do Grupo “A”, seguido da Nigéria, Argélia, Ruanda e Mali. Por seu turno, Angola venceu o Grupo “B”, à frente de Cabo Verde, Egipto, Costa do Marfim e África do Sul.

 

 

Hoje, é dia de descanso e, amanhã, para os quartos-de-final, no pavilhão do Maxaquene, teremos os embates Ruanda-Angola (13.30), Nigéria-Egipto (15.30), Argélia-Cabo Verde (17.30) e Costa do Marfim-Moçambique (19.30).

 

 

Entretanto, na senda da conquista de medalhas, mais três bronzes foram ganhos por atletas moçambicanos. A proeza pertence a Maria Mabjaia, na vela; Vânia Vilhete, no xadrez; e Maria Muchavo, nos 200 metros de atletismo para pessoa portadora de deficiência.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:58
 O que é? |  O que é? | favorito
A dupla moçambicana (C. Bernardo)

É UM facto assente. O vólei de praia, modalidade que tanto se falou como sendo uma das que podia oferecer uma medalha ao país, ficou ontem fora de questão, com a eliminação, nos quartos-de-final, da dupla feminina Guilhermina Chongo e Sátira Cossa.

 

Guilhermina (Guigui) e Sátira tombaram diante de uma dupla queniana, por 2-1, com os parciais de 22/20-21/23 e 16/14.

 

 

Diga-se em abono da verdade que as quenianas estavam muito bem ao alcance das moçambicanas. Mas se as adversárias eram fracas, em dia absolutamente desastroso esteve Sátira. A voleibolista nacional cometeu muitos erros, sobretudo na hora de rematar e de defender.

 

Muito fraca! Foram muitas vezes que colocou a bola à mercê das adversárias que souberam e, muito bem, aproveitar os brindes. Guigui, que muito se esforçou para que o desfecho fosse outro, merecia uma companheira de melhor nível. Se assim fosse, seguramente, estaríamos ainda na senda das medalhas.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

 

 

 

publicado por Vaxko Zakarias às 11:51
 O que é? |  O que é? | favorito
Kurt Couto

KURT Couto vai disputar hoje a final dos 400 metros barreiras depois de ontem ter terminado na segunda posição nas meias-finais com o tempo de 51,40 segundos.

 

O início da final está previsto para as 17:20 horas, pelo que todas as atenções estarão viradas para o barreirista nacional, até porque a forma relaxada como correu ontem deixou transparecer um Kurt Couto muito confiante e em plena forma física.

 

 

Aliás, no final da prova, Kurt disse ao “Notícias” que está em perfeitas condições para conquistar um dos lugares do pódio. Hoje é de se esperar que o atleta acelere e melhore a sua marca. Refira-se, que nas Universiadas de Shenzen, o barreirista atingiu a marca de 49,52 segundos e está apostado em repeti-la, conforme deixou transparecer em conversa com a nossa Reportagem.

 

 

Titos Nhacila, que também correu nos 400 metros barreiras, terminou em último na sua série.

 

 

As atenções do dia de ontem, terceiro de competição, estiveram viradas para Telma Cossa e Silvia Panguane, ambas na final directa dos 100 metros barreiras. O resultado não foi positivo, Telma terminou na penúltima posição, enquanto Sílvia Panguane ocupou o último.

 

 

Salomé Mugabe, por sua vez, iniciou a sua “odisseia” pelo heptatlo (conjunto de sete provas) e hoje termina com o lançamento de dardo pela manhã e ao princípio da noite corre os 800 metros.   

 

 

 Aliás, hoje outros atletas nacionais estreiam-se. Trata-se de Flávio Siholhe, nos 1500 metros, Hortência Domingos na final dos 10.000 metros, Sónia Chimbene na final do salto em comprimento, Naira Zunguene nas eliminatórias dos 1500 metros e na estafeta de 4x400 em femininos. A equipa será formada por Elisa Cossa, Naira Zunguene, Anatércia Quive e Elsa Macie.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:36
 O que é? |  O que é? | favorito
Luiz Hernández com as meninas do básquete

O ESPANHOL Luiz Hernández, treinador da selecção feminina de basquetebol, foi ontem afastado do cargo, alegadamente pelo facto de não ter atingido o objectivo de levar Moçambique à conquista de uma medalha nos Jogos Africanos.

 

Ainda não se sabe quem irá suceder a Hernández, mas a Federação Moçambicana de Basquetebol, por enquanto, confiou os destinos da equipa ao então adjunto Carlos Alberto Niquice (Bitcho), dado que a selecção regressa hoje à Vila Olímpica para retomar a preparação com vista ao Afrobásquete Mali-2011, a decorrer a partir da próxima semana.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:11
 O que é? |  O que é? | favorito
Andebol Masculino

A SELECÇÃO Nacional de andebol de masculinos perdeu ontem a possibilidade de se apurar às meias-finais após perder com Argélia, por 36-16.

 

Ao intervalo, a turma nacional perdia (18-10), uma diferença já alargada e que na etapa complementar veio a avolumar-se.

Os pupilos de Michaque Fumo vão assim disputar o apuramento do quinto ao oitavo.

 

 

Quem está em pior situação é a Selecção Nacional masculina que após ter perdido frente ao Senegal, por 31-28, na partida de qualificação do nono lugar vai jogar pelo penúltimo.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:06
 O que é? |  O que é? | favorito
Franco Mata

OS tenistas nacionais Franco Mata e Feliciano dos Santos foram ontem eliminados nos quartos-de-final da prova de singulares homens.

 

Mata, a maior esperança nacional na conquista de uma medalha no ténis, perdeu com o senegalês Salif Kante, por 2-0, com os parciais de 6-2 e 6-1.

 

 

Feliciano caiu diante do togolês Kokou Missodey também, por 2-0, mas com os parciais de 6/2 e 6/2.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:00
 O que é? |  O que é? | favorito
Amanthe Montsho ouro nos 400 metros Amanthe Montsho medalha de ouro nos 400 metros

AMANTHE Montsho é sem dúvida uma das maiores estrelas dos Jogos Africanos, quiçá a mais cintilante das várias presentes na capital do país. A atleta do Botswana é o nome de que se fala no atletismo africano, após se ter sagrado campeã do mundo, e ontem deixou o seu nome ainda mais dourado com a conquista da medalha de ouro nos 400 metros, com o tempo de 50,85 segundos.

 

Dá gosto ver esta twana correr. Tal como Bolt, o atleta mais rápido do mundo, corre como se à sua volta não existisse ninguém, dado a forma relaxada como se faz à pista. O arranque não é forte, mas após os 100 metros não há quem a apanhe e nos últimos 100, as suas adversárias só podem vê-la de binóculos.

 

 

 

Disse ela no final da prova que não se esforçou para ganhar o ouro. A concorrência, segundo ela também não pedia muito.

Amanthe, que deixou vários “meetings” na Europa para estar na cidade do Maputo, escreveu assim com letras douradas o seu nome nos anais do desporto africano.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:43
 O que é? |  O que é? | favorito
Vénia ao povo sempre presente no apoio

A EPOPEIA desportiva à volta dos X Jogos Africanos continua a encantar a capital moçambicana. Apesar de algumas vicissitudes no capítulo organizacional, e que em relação às quais o COJA se tem esforçado titanicamente para a sua superação, a unanimidade, no seio das delegações visitantes, é que o evento está a ser um sucesso em vários prismas, sobretudo se se atender que o país dispôs de apenas dois anos para a sua preparação.

 

Esta é a medalha, a principal de todas, que Moçambique conquistou e está a conquistar no gigantesco movimento dos Jogos Africanos, cuja festa se mantém em alta, com o início de competições em novas modalidades e, consequentemente, obtenção de medalhas por outros desportistas.

 

 

 

Por exemplo, durante a semana transacta, no Zimpeto, esteve em foco a natação, na Piscina Olímpica, com o claríssimo domínio da África do Sul, mas, esta semana, no Estádio Nacional, a vez é do atletismo e os nomes mais sonantes provêm da Nigéria, Quénia, Etiópia e Egipto, mas com o Botswana a fazer valer-se pela sua campeã mundial dos 400 metros, Amanthe Montsho, acabadinha de chegar de Daegu, na Coreia do Sul, onde decorreu a maior competição planetária da modalidade.

 

 

 

Na bola-ao-cesto, depois das peripécias que nos foram proporcionadas pela classe feminina, com a equipa nacional a exibir-se a contento, durante estes dias, quem se encarrega de fazer a festa é a selecção masculina, com a particularidade de se vingar dos seus “carrascos” no Afrobásquete Madagáscar-2011.

 

 

 

 Depois de ter ganho convincentemente ao Mali por 30 pontos (85-55), encantou tudo e todos quando, na noite de segunda-feira, venceu a Nigéria (66-65) precisamente nos últimos segundos, com o enigmático Pio Matos Jr a ser um competente DJ de uma festança memorável.

E depois do karate, onde ganhámos duas medalhas (prata e bronze), seguem-se, nas modalidades de luta, judo e taekwondo, na mesma altura em que ainda decorrem as provas de futebol, xadrez, ténis, netball, ténis de mesa, andebol e vólei de praia. Ao passado, também já pertencem as emoções do voleibol, ciclismo, boxe, vela, canoagem, badminton.

 

 

 

Nas imagens de hoje, captadas pelos nossos repórteres-fotográficos em diversos recintos, o triunfo do básquete masculino ante os nigerianos foi motivo de euforia total, no pavilhão do Desportivo, num evento em que os artesãos nacionais não pouparam esforços nas suas invenções, por exemplo, em chapéus. No karate, os gémeos Eddie e Eric dos Santos estiveram em evidência, numa competição em que as lindas argelinas foram campeãs.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:36
 O que é? |  O que é? | favorito
Coja

ATLETAS da Etiópia integrados nos Jogos Africanos são dados como desaparecidos no seio da sua delegação, calculando-se que tenham desertado com o objectivo de pedir asilo em Moçambique, ou então rumar para a África do Sul.

 

As informações sobre esta ocorrência são escassas, mas calcula-se que sejam 15 atletas, que desde ontem sumiram da Vila Olímpica. A Polícia moçambicana já tomou conta do facto e está a trabalhar com vista à sua localização.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticais

publicado por Vaxko Zakarias às 10:22
 O que é? |  O que é? | favorito
Vilanculo

QUATRO equipas do Moçambola disputam a partir de hoje até domingo, no Estádio Municipal de Vilankulo, um torneio de futebol que tem como finalidade proporcionar rodagem a estes conjuntos, parados por ocasião da realização dos Jogos Africanos Maputo-2011.

 

Trata-se da Liga Muçulmana, Maxaquene, da capital do país, Ferroviário da Beira e o Vilankulo FC.

Para este torneio, organizado pela Sidat Sports e Grupo SEA de Vilankulo, tinham sido igualmente convidados o Desportivo do Maputo e o Costa do Sol, mas à última hora desistiram de participarem por motivos internos.

 

 

Todas as equipas participantes terão prémios monetários, taças e medalhas. Assim, o vencedor receberá 7500 dólares, o segundo 1500, o terceiro e quarto 500 cada.

 

 

Aliás, o sorteio já foi feito, sendo que a primeira jornada, hoje, compreende o Maxaquene-Liga Muçulmana e Vilankulo-Ferroviário da Beira; a segunda, no sábado, Vilankulo-Liga Muçulmana e Ferroviário da Beira-Maxaquene; e a última, no domingo, Ferroviário da Beira-Liga Muçulmana e Vilankulo-Maxaquene.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:55
 O que é? |  O que é? | favorito
A velejadora Maria Mabjaia

MOÇAMBIQUE ainda não alcançou o ouro, no entanto, soma e segue na conquista de medalhas. Um triunvirato feminino ofereceu ao país, nos últimos dias, mais medalhas de bronze nos X Jogos Africanos de Maputo-2011. Trata-se de Maria Mabjaia, na vela, de Vânia Vilhete, no xadrez, e de Maria Muchavo, no atletismo para pessoa portadora de deficiência.

 

De apenas 12 anos de idade, a velejadora Maria Mabjaia classificou-se na terceira posição da classe “optimist”, em prova realizada no domingo, tornando-se na única representante nacional a ganhar uma medalha nesta modalidade.

 

 

Já a xadrezista Vânia Vilhete chegou ao bronze ao derrotar uma adversária sul-africana, garantindo o terreiro posto na classificação por tabuleiro. Ontem, no Estádio Nacional do Zimpeto, palco do torneio de atletismo, foi a vez de Maria Muchavo alcançar a medalha de bronze, na prova dos 200 metros para pessoa portadora de deficiência, categoria T11, com o tempo de 27.44 segundos.

 

 

Entretanto, ontem à noite, o pavilhão do Maxaquene esteve ao rubro com o recital de basquetebol proporcionado pela selecção masculina que, diante do Ruanda e mais uma vez nos minutos finais, ganhou pela marca de 73-64, numa partida em que os gémeos “alvi-negros” Augusto e Pio Matos Júnior fizeram delirar o numeroso público presente na “catedral”.

 

 

Com este triunfo, a turma moçambicana, que num conjunto de quatro jogos ganhou três e perdeu um, classificou-se na primeira posição do Grupo “A” e, amanhã, para os quartos-de-final, terá pela frente a Costa do Marfim, a partir das 19.30 horas, no recinto dos “tricolores”.

 

 

No atletismo, Kurt Couto qualificou-se para a final dos 400 metros barreiras, a realizar-se hoje. Por sua vez, a selecção masculina de andebol baqueou face à Argélia por 36-16 e perdeu o comboio rumo às meias-finais. O mesmo sucedeu com os tenistas Franco Mata e Feliciano dos Santos, assim como com a dupla do vólei de praia Guilhermina Chongo e Sátira Cossa.

 

 

 

Fonte:

publicado por Vaxko Zakarias às 09:33
 O que é? |  O que é? | favorito
Eusebio

UM novo livro sobre o futebol, denominado “Finta Finta”, é lançado amanhã na capital do país, numa cerimónia a ter lugar na Mediateca do BCI. Da autoria da jornalista italiana Paola Rolletta, a publicação traça a história do futebol moçambicano através de 31 jogadores e técnicos que levaram alto o nome do país em todo o mundo desde os anos 50 até hoje.

 

Finta Finta” é uma homenagem a todos os jogadores e técnicos moçambicanos, famosos e anónimos, sonhadores e fazedores da história do futebol e da nação moçambicana. Os 31 retratos servem de amostra de quanto o país tem contribuído para o desenvolvimento do futebol mundial, desde Costa Pereira até Dominguez, passando por Matateu, Mário Coluna, Eusébio, Abel Miglietti, Shéu, Calton Banze, Tico-Tico, entre outros “príncipes da bola”, nas palavras de João Paulo Borges Coelho, prefaciador da obra.

 

 

Segundo a autora, apesar do seu papel, no dia-a-dia da sociedade moçambicana o futebol nunca teve o lugar que merece na História, mas o futebol é história. Como já bem dizia o poeta-mor José Craveirinha, através de uma simples bola, da forma de jogar, e organizar o próprio jogo, se pode conhecer até a História de um povo.

 

 

Paola Rolletta, jornalista italiana, vive em Moçambique, onde trabalha como “freelancer para diversos órgãos de comunicação nacionais e internacionais. O futebol é uma das suas paixões e como não tem talento no relvado diverte-se a escrevê-lo.

 

 

O livro, de 224 páginas, em edição bilingue Português/Inglês, reúne um grande número de imagens e informações históricas. Os textos foram editados por Gil Filipe e Margarida Donas Botto.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:18
 O que é? |  O que é? | favorito
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
17
18
23
24
25
26
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO