Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 10 DE Agosto 2011
vila Olimpica

 

O Ministro da Obras Públicas e Habitação diz que está garantido o alojamento de todos os atletas e delegações dos Jogos Africanos.

Não se sabe ainda ao certo o número dos atletas que vem à Maputo para os Jogos Africanos. Contudo o Comité Organizador fala de milhares.

 

 

Mesmo assim, o ministro das Obras Públicas e Habitação garantiu que haverá alojamento para todas as delegações, visto que as obras decorrerm a um bom ritmo e que estarão prontas antes do arranque das competições.

 

 

Quanto as vias de acesso, para o Estádio Nacional, onde localiza-se igualemente a Vila Olímpica, considerada quartel general dos jogos africanos, Cadmiel Muthemba, diz que será feito o possivel, mas garante que a grande Maputo vai continuar terraplanada.

 

 

De referir que já se avança que poderá reservar-se uma faixa de rodagem da estrada nacional número um exlusivamente para  a circulação das delegações dos Jogos Africanos.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

 

publicado por Vaxko Zakarias às 12:58
 O que é? |  O que é? | favorito
“Mambinhas” numa sessão de treino
A SELECÇÃO Nacional de Futebol de Sub-23 parte hoje para o Brasil, onde efectuará um estágio inserido na sua preparação para os Jogos Africanos, a decorrerem na capital do país de 3 a 18 de Setembro.
 

Os “Mambinhas” permanecerão naquele país sul-americano duas semanas, período em que realizarão jogos de controlo com formações locais. Esta será a última fase de preparação da equipa moçambicana, fora de portas, antes do início dos Jogos Africanos.

 

A turma nacional estará integrada no Grupo A, juntamente com África do Sul, Madagáscar e Líbia, enquanto o Grupo B será formado pelas selecções dos Camarões, Senegal, Gana e Uganda.

 

 

Entretanto, esta manhã, os “Mambinhas” medem forças, no campo do Maxaquene, com os “Mambas”, em mais um desafio de preparação.  

Este embate serve também para a Selecção Nacional principal se afinar, tendo em vista o jogo frente a Líbia, no dia 3 de Setembro, pontuável para quinta jornada do Grupo C de qualificação para o CAN Gabão/Guiné-Equatorial-2012.

 

BÁSQUETE EM PORTUGAL

 
basquetebol

Igualmente com o objectivo de preparar a sua participação na Olimpíada continental, a selecção feminina de basquetebol viaja hoje para Portugal, devendo, para além de várias sessões de treino, realizar jogos-teste com algumas formações locais.

 

O basquetebol feminino faz parte do grupo das modalidades em que Moçambique aspira os lugares do pódio, a avaliar pelas suas prestações no contexto africano.

 

Em relação à selecção masculina, esta encontra-se a estagiar na Espanha, tendo como horizonte, para já, o Afrobásquete de Madagáscar, a acontecer entre 17 e 28 deste mês.

 

ANDEBOL NA RAS

 
andebol

As selecções nacionais de andebol, em masculinos e femininos, podem, na próxima semana, seguir para a África do Sul, mais concretamente para a Cidade do Cabo, no prosseguimento da sua preparação para os Jogos Africanos.

 

 

A confirmar-se o estágio, será a segunda vez, num espaço de 15 dias, que as selecções nacionais irão à África do Sul, se se atender que na segunda semana do mês passado realizaram jogos de controlo.

 

 

Refira-se que as equipas moçambicanas tinham tudo acertado para efectuar um estágio competitivo em Angola, que acabou falhando devido a motivos organizativos.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:46
 O que é? |  O que é? | favorito
Abdul Omar

HÁ crise no Vilankulo FC. Para além de uma temporada menos conseguida no Moçambola, em face dos fracos resultados na prova, a derrota (3-2) no passado sábado, diante do Desportivo, desenterrou uma querela entre o dono da colectividade, Yassine Amuge, e o treinador Abdul Omar por sinal, sobrinho e tio – com o primeiro a demitir o “mister”, sob a alegação de curandeirismo, ao submeter os jogadores, em várias ocasiões, a banhos na praia sem o conhecimento dos dirigentes.

 

Ademais, segundo explicou Yassine Amuge, Omar havia proibido os elementos da direcção, incluindo o presidente, de estagiarem com a equipa ou de sentarem no banco, sem que se tenham submetido aos tais banhos, daí que, contrariamente ao que sempre vinha fazendo o patrono do Vilankulo FC deixou de aparecer ao lado dos jogadores no banco dos suplentes. “Agora que ele já não é nosso treinador, voltarei ao banco técnico, tal como sempre gostei de o fazer”, elucidou.

 

 

Numa decisão que causou interpretações das mais díspares, pela forma como a mesma foi anunciada, Yassine disse que, para além de práticas que nada têm a ver com a ciência – “para mim, futebol é ciência e não curandeirismo” – terá igualmente pesado para o afastamento de Omar os maus resultados e a insubordinação. “Marcou um encontro com o presidente e não apareceu. Para mim, quando isso acontece é sinónimo de indisciplina e eu não tolero brincadeiras no meu clube”, vincou.

 

 

Para o lugar de Omar, foi chamado, transitoriamente, Rogério Mariani, antigo treinador do Estrela Vermelha do Maputo e do Têxtil do Púnguè, e que se encontra em Vilankulo à frente de uma escola de futebol do clube.

 

 

Entretanto, o técnico ora afastado disse que desde que tomou conta da equipa sempre foi pressionado pela direcção por causa de Rogério Mariani, que a todo o custo quis estar à frente da equipa.

 

 

Mariani sempre foi instigando a direcção para me mandar embora, alegando que ele era um bom treinador. Bom treinador aonde? Quem é Mariani para mim? Ele nem sequer chega aos meus calcanhares”, desabafou Omar, visivelmente agastado face ao sucedido.

 

 

Eu sempre ganhei às equipas treinadas por Mariani. Ele também reconhece que não é nada para mim, mas foi agitando os meus patrões para ficar com equipa, mesmo sabendo que não está habilitado para treinar um clube do Moçambola. Em nenhum momento se sentou na carteira para fazer o curso do terceiro nível e, se possui um certificado, alguém forjou”, acrescentou.

 

 

Afirmando-se arrependido por ter deixado o Sporting da Beira, Omar referiu que aceitou o convite do Vilankulo FC por vários motivos, nomeadamente o facto de ser um clube da família, da sua terra e por poder estar junto da sua família, além de bons e ambiciosos projectos que a direcção vinha apresentando.

 

 

Mas também não é assim como se despede um treinador. Descer ao relvado e dizer que a partir de hoje você já não mexe na equipa, nunca vi em nenhuma parte do mundo”, desabafou o “mister”.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:23
 O que é? |  O que é? | favorito
Ferroviário da Beira (J. Capela)

SERÃO apenas 45 minutos o desafio desta tarde, no Estádio da Machava, a partir das 15.00 horas, entre Ferroviário da Beira e Incomáti. Trata-se, pois, da conclusão do período remanescente do jogo interrompido pelo árbitro, alegadamente por não se acharem reunidas as condições de segurança para a sua continuação.

 

Intempestivamente, esta partida acabou sendo envolta em polémica devido à deliberação – ou então à má interpretação da deliberação – do Conselho de Disciplina da Liga Moçambicana de Futebol, que, baseando-se no preceituado no Artigo 140 do Regulamento de Disciplina, mandou repetir o jogo, sem no entanto especificar em que condições essa repetição iria ser feita, dado que muita coisa tinha ocorrido até ao intervalo, altura em que o árbitro Filimão Filipe decidiu suspender a contenda.

 

 

É assim que, ontem, a Liga Moçambicana de Futebol emitiu um comunicado a explicar os termos de repetição do Ferroviário da Beira-Incomáti, referente à 17ª jornada do Moçambola-2011. Deste modo, de acordo com a deliberação, será respeitado o resultado verificado no momento da interrupção, a ficha técnica do jogo em referência, os jogadores que se encontravam a realizar a partida, o trio de arbitragem, o tempo de jogo por realizar (segunda parte) e as sanções aplicadas pelo árbitro durante a primeira parte da partida, as quais prevalecem.

 

 

Significa isto, em pormenor, que esta tarde, no Estádio da Machava, as duas formações iniciarão o tempo em falta com o resultado de 0-0, o mesmo que se versificava quando o jogo foi interrompido, a equipa de arbitragem chefiada por Filimão Filipe, coadjuvado por Francisco Machel e Eduardo Gatoma, e o Ferroviário da Beira sem o atacante Chana, expulso por provavelmente pronunciar palavras injuriosas contra o juiz da partida.

 

 

Aliás, foi a partir desta acção que tudo se precipitou para o pandemónio no campo dos “locomotivas” do Chiveve. É que, quando o guarda-redes Gervásio, capitão da equipa, se dirigiu ao árbitro para pedir explicações, a resposta de Filimão Filipe foi um cartão amarelo.

 

 

Aí, a situação ficou turva. Furiosos, os adeptos começaram a arremessar laranjas, tangerinas e garrafas plásticas para o relvado, em protesto contra a atitude do árbitro, tendo o jogo parado durante cinco minutos.

 

 

Daí em diante, foi um clima bastante tenso. No intervalo, os homens do apito não conseguiram ir ao balneário, porque a “chuva” de garrafas vindas das bancadas não parava, acabando por ser a Polícia a escoltar Filimão Filipe e seus pares até ao balneário.

 

 

Só que, examinando tudo quanto estava a acontecer, o árbitro decidiu que o Ferroviário da Beira-Incomáti não devia continuar, alegando falta de segurança. Mais irritados ainda, os adeptos exigiam o reembolso do seu dinheiro do bilhete, assim como a cabeça do trio de arbitragem.

 

 

INTERDIÇÃO DO CAMPO

 

Face ao sucedido, o Conselho de Disciplina da LMF, numa primeira deliberação, decidiu interditar o campo do Ferroviário da Beira por dois jogos - já cumpriu um, diante da HCB do Songo -, assim como suspender Chana por três desafios.

 

 

Mais tarde, depois de analisar os factos detalhadamente, com base nos relatórios dos outros intervenientes, foram castigados os dirigentes beirenses Anísio Páscoa e Victor Matine, por um período de seis meses, por incitamento à violência.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:18
 O que é? |  O que é? | favorito
motocross

A FEDERAÇÃO do Desporto Motorizado de Moçambique (FDMM), constituída recentemente na cidade do Chimoio, em Manica, estará sediada na capital provincial de Sofala, Beira, segundo deu a conhecer o presidente do Conselho Nacional do Desporto, Eugénio Chongo, órgão que mediou os contornos do processo conturbado que culminou com a criação daquela instituição desportiva e eleição dos respectivos corpos gerentes.

 

A primeira direcção executiva tem curiosamente como presidente Manuel Romessana, que actualmente dirige o Motor Clube da Beira. Romessana foi eleito por unanimidade pela única lista concorrente e obteve a maior absoluta, ou seja foi eleito por todos clubes presentes no escrutínio, e vai dirigir a federação nos próximos quatro anos.

 

 

Porém, deverá nos próximos dias renunciar ao cargo de presidente do Motor Clube da Beira, à semelhança de António Marques, que actualmente dirige o Automóvel Touring Clube de Moçambique (ATCM), eleito presidente da Mesa da Assembleia-Geral.

Recordar que a nova direcção tomará posse a 26 de Agosto corrente no Maputo. 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:10
 O que é? |  O que é? | favorito
Ferroviario

O FERROVIÁRIO da Beira e Incomáti vão, esta tarde, ao Estádio da Machava somente para jogar os 45 minutos da segunda parte do desafio interrompido no passado dia 17 de Julho, no Chiveve, a contar para a 17ª jornada do Moçambola-2011. 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:01
 O que é? |  O que é? | favorito
Agosto 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
20
21
27
28
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO