Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 07 DE Julho 2011

 

42 delegações africanas nos jogos de Maputo

QUANDO estamos a 58 dias do início dos X Jogos Africanos de Maputo-2011, o processo de acreditação dos países que tomarão parte neste grandioso evento desportivo decorre num ritmo aceitável. Até ao momento, de acordo com dados disponibilizados pelo COJA, 42 delegações confirmaram já a sua presença.  

 
 

Uns inscritos em todas as 20 modalidades que fazem parte do calendário de competições desta Olimpíada continental e outros para algumas modalidades, os países que confirmaram a sua presença na capital moçambicana são os seguintes: África do Sul, Angola, Argélia, Botswana, Benin, Burkina Faso, Camarões, Cabo Verde, Chade, Costa do Marfim, Egipto, Eritreia, Etiópia, Gâmbia, Gana, Guiné, Quénia, Lesotho, Líbia, Libéria, Malawi, Mali, Maurícias, Moçambique, Namíbia, Nigéria, Níger, Uganda, São Tomé e Príncipe, Ruanda, Senegal, Seychelles, Serra Leoa, Somália, Suazilândia, Tanzânia, Togo, Tunísia, República Centro Africana, República Democrática do Congo, Zâmbia e Zimbabwe. 

 

  

Por confirmar a participação no evento estão o Burundi, Comores, Djibouti, Guiné-Bissau, Guiné-Equatorial, Madagáscar, Gabão, Mauritânia e Sudão. Este facto deve-se, nalguns casos, à falta de pagamento de quotas junto ao Conselho Superior do Desporto em África (SCSA); e, noutros, à situação política.

 

 

Aliás, em Maio último, aquando da realização da 42ª Sessão Ordinária do Comité Executivo do SCSA, o secretário-geral deste organismo, Sonstone Kashiba, tinha deixado claro que os países com dívidas deviam liquidá-las, sob o risco de não participarem nos Jogos Africanos.

 

 

Dos países já inscritos, África do Sul é o que apresenta a delegação mais numerosa: 447 elementos, entre atletas, técnicos e dirigentes.

Enquanto isso, confirmada, oficialmente, está a ausência de Marrocos, em virtude de não fazer parte da União Africana (UA), organização continental que abandonou em 1984, depois da admissão no seu seio da República Árabe Saharaui Democrática (RASD), que reivindica a independência do Sahara Ocidental.
 
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:54
 O que é? |  O que é? | favorito

 

selecção de futebol de Sub-23 da nigeria

O GOVERNADOR do Estado nigeriano de Edo, Adams Oshiomhole, ofereceu um prémio de 15 milhões de nairas (100 mil dólares norte-americanos) à selecção de futebol de Sub-23 após a sua vitória (3-1) frente ao Gana.

 
 

O jogo, pontuável para a primeira “mão” das eliminatórias dos Jogos Africanos de Setembro próximo em Maputo, disputou-se há 15 dias na cidade de Benin, a capital deste Estado do sul da Nigéria.

 

É um prazer para mim manter a promessa que vos fiz há duas semanas depois de vencerem o Gana no Samuel Ogbemudia Stadium”, declarou o governador, num comunicado lido pelo seu adjunto durante a entrega do dinheiro à equipa terça-feira em Benin, onde ela se prepara para o próximo jogo.

 

O selecionador Austin Eguavoen recebeu o dinheiro em nome da equipa e agradeceu ao governador pelo seu gesto e pelo apoio prestado à sua equipa desde o início da sua campanha de qualificação em Março de 2011.

O jogo da Nigéria contra o Gana será disputado em Kumasi domingo e a melhor equipa nos dois jogos vai qualificar-se para os Jogos Africanos.
 
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:45
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Jéssica Cossa (centro)

JÉSSICA Cossa foi a grande figura da Selecção Nacional de Natação, que de 27 de Junho a 2 de Julho participou no Torneio dos Campeões, realizado na África do Sul, ao conquistar uma medalha de ouro na prova dos 50 metros costas.

 
 

A nadadora dos Golfinhos cometeu a proeza de arrecadar o bronze nos 100 metros costas, contribuído desta forma para que a equipa moçambicana conquistasse quatro medalhas na competição.

 

Faina Salate, do Ferroviário do Maputo, amealhou uma medalha de bronze nos 50 metros livres.
 

A nível colectivo o combinado nacional conquistou uma medalha de prata na prova de estafeta dos 4x50 metros livres em femininos.

 

A Selecção Nacional foi formada por oito nadadores, nomeadamente Valdo Lourenço, Valdo João, Elton Mangore e Jéssika Cossa (Golfinhos do Maputo); Faina Salate (Ferroviário do Maputo); Raquel Lourenço (Ferroviário), Géssica Stagno (Tubarões) e Jannat Bique (Desportivo).

A participação da turma nacional no referido torneio esteve enquadrada na sua preparação para os Jogos Africanos.
 
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:38
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Luis Sousa

O TÉCNICO português Luís de Sousa está de volta ao país com a finalidade de orientar os tenistas nacionais que participarão nos Jogos Africanos a se realizarem de 3 a 18 de Setembro na cidade do Maputo.

 
 

Luís de Sousa, que chegou na sexta-feira, permanecerá na capital do país até ao término do mega-evento.

De referir que o técnico chegou e nem teve tempo para “respirar”, visto que se juntou à equipa nacional que esteve durante o fim-de-semana no “Open” de Mpumalanga.

 

A vinda do treinador acontece no âmbito da parceria existente entre as federações moçambicana e portuguesa da modalidade e o Instituto de Desportos de Portugal.

 

Luís de Sousa tinha estado na capital do país em Fevereiro último.
 
 
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:24
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Pedro Nunes

PEDRO Nunes é o novo seleccionador nacional de hóquei em patins. O técnico português vai orientar a equipa moçambicana no Campeonato do Mundo do Grupo A, que de 24 de Setembro a 1 de Outubro decorrerá em San Juan, Argentina.

 
 

O técnico terá o primeiro contacto com os jogadores nacionais durante o estágio que a equipa moçambicana irá efectuar em princípio na Espanha nas vésperas do Mundial.

 

Pedro Nunes será o sexto treinador português a treinar o combinado nacional, se se atender que Vítor Pinheiro, João Meireles, Paulo Baptista, Pedro Mendes e Luís Sénica já estiveram igualmente ao serviço das cores nacionais.

 

Na época passada o técnico orientou o Dramático de Cascais, e já teve passagens pelo Hóquei de Sintra, Paço de Arcos e o Calendária, todos de Portugal.

 

Moçambique faz parte do Grupo C no Mundial, juntamente com Angola, Portugal e EUA. 
 
 
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:14
 O que é? |  O que é? | favorito

EM terras faraónicas desde ontem, os atletas moçambicanos que integram a selecção masculina de basquetebol de Sub-16 encontram-se já a se familiarizar com o ambiente egípcio, a 24 horas do arranque do Afrobásquete da categoria, a ter lugar na cidade de Alexandria, a capital da bola-ao-cesto daquele país.

 
 

A equipa nacional está no Grupo A e estreia-se precisamente amanhã, primeiro dia da competição, tendo como adversária a Guiné. No seio do grupo treinado por Miguel Guambe reina algum optimismo e a primeira meta, para já, é conseguir o apuramento para os oitavos-de-final, o mesmo que dizer classificar-se entre os primeiros quatro da série.

 

 

Na sua caminhada, depois de defrontar os guineenses de Conacry, a nossa rapaziada irá defrontar, sucessivamente, RD Congo, no sábado; e Argélia, no domingo. Na segunda-feira será observado o primeiro descanso geral na competição, para, no regresso, a turma nacional enfrentar Egipto, na terça; e terminar a primeira fase diante da Nigéria, na quarta.

 

 

A terceira edição do Afrobásquete de Sub-16, cujo vencedor irá representar o continente no Campeonato do Mundo de Sub-17 do próximo ano, conta com uma participação recorde de 12 selecções e, para além do grupo de Moçambique, estão noutra série as selecções do Mali, Congo, África do Sul, Angola, Líbia e Tunísia.

 

 

Na última competição, disputada em Maputo em 2009, o título foi conquistado pelo Egipto, que na final derrotou o Mali. Na ocasião, a nossa selecção classificou-se na quinta posição.

 

 

 

 

A delegação moçambicana ao Egipto integra 17 elementos, entre eles 12 atletas. Liderada por Renato Bambo, da Federação Moçambicana de Basquetebol, fazem parte da comitiva os técnicos Miguel Guambe (principal) e Ernesto Matlombe (adjunto), o massagista Zeferino Escrivão e o árbitro acompanhante Artur Bandeira.

 

Os 12 jogadores são os seguintes: Elton Ubisse, Yuri Chambal, Pheneias Macuiane, Nuno Veloso, Braiton Francisco, Gouvind Mangilal, Hugo Martins, Klaus Bunguele, Castro Vilanculos, Youran Malate, Carlos Manhiça e Frengue Getimane.

 

 

Refira-se que depois desta prova seguir-se-á, também no Egipto, o Afrobásquete de Sub-16 em femininos entre os dias 22 e 31 de Julho. Dez formações irão participar na competição, estando Moçambique no Grupo A, a par do Egipto, Guiné, Argélia e Nigéria. Já o Grupo B terá as selecções do Mali, campeão em título, Zimbabwe, RD Congo, Angola e Tunísia.

 

 

Devido ao número ímpar de equipas, calhou à turma nacional folgar logo na jornada inaugural, no dia 22, daí que somente entra em prova a 23, diante da Guiné. Seguem-se depois os embates contra Nigéria, a 24, Argélia, no dia 25, e Egipto, a 26.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:59
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Equipe de andebol do Maxaquene

APÓS a conquista da Taça Maputo em andebol na categoria de seniores masculinos por parte do Maxaquene na semanada passada, no pretérito fim-de-semana as atenções estavam centradas no embate entre o Matchedje e o Costa do Sol, já que o vencedor garantia o segundo lugar. Neste despique, os “militares” foram mais fortes que os “canarinhos”, tendo ganho por 36-29, em partida da terceira e última jornada.

 
 

O Matchedje terminou a prova com seis pontos, mais três que o Costa do Sol.

Noutra partida, a equipa de Matolinhas bateu Mahotas por 24-13.

 

Em femininos tudo estava decidido, com o Matchedje a conquistar a primeira posição e o Maxaquene a garantir o segundo posto. Nos desafios para o cumprimento de calendário as “tricolores” empataram frente a Matolinhas a 22 golos.

O Matchedje não jogou por falta de comparência de Mavalane. 

 

O Campeonato de Andebol da Cidade do Maputo é a próxima prova, cujo início está programado já para o próximo fim-de-semana.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 12:50
 O que é? |  O que é? | favorito

NTSAY Escola de Basquetebol (NEB), este é o nome de uma escola da bola-ao-cesto a ser apresentada no sábado em Nampula, numa cerimónia a ter lugar no auditório da Faculdade de Educação e Comunicação da Universidade Católica de Moçambique.

 
 
O acto deverá contar com a presença dos pais e encarregados de educação dos cerca de 150 alunos/atletas, com idades compreendidas entre os 7 e os 14 anos, que pertencem a esta instituição.
 

De acordo com Carlos Tomo, director do NEB, a sua instituição, sem fins lucrativos, pretende acolher crianças daquele escalão etário para aprenderem os fundamentos básicos da prática do basquetebol, ocupando de uma forma sustentável e saudável os seus tempos livres, agregando outras acções educativas para o bem dos petizes.

 

O NEB vai funcionar nas instalações da Faculdade de Educação e Comunicação da UCM, sedeada na cidade de Nampula, com a qual assinou um acordo com vista a usar o seu campo polivalente, que nos últimos anos tem acolhido, com muito sucesso, o torneio de mini-básquete Millennium bim.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:30
 O que é? |  O que é? | favorito

 

AAM Voleibol

A ACADÉMICA está a liderar o Campeonato de Voleibol da Cidade do Maputo em seniores masculinos e femininos.

 
 

No último fim-de-semana, em masculinos, a Académica M venceu a mCel B, por 3-0, em partida da quinta jornada, e continua firme na liderança, com 15 pontos. Em segundo, e com 12 pontos, está a Académica B, que derrotou a Hotso por 3-1, enquanto Maputo Jet’s ganhou por falta de comparência ao Instituto Industrial. Maputo Jet’s ocupa a terceira posição com 11 pontos.

 

O embate entre a mCel A e o Banco de Moçambique foi cancelado devido à falta de iluminação.

 

Já em femininos, a Académica, mesmo não tendo jogado, manteve a primeira posição com 15 pontos, mais três que a Graal, que bateu Maputo Jet’s por 3-1 em partida em atraso da quarta jornada. Aliás, em femininos foram disputados jogos em atraso, motivo pelo qual as “estudantes” ficaram de fora. Noutra partida, de acerto de calendário, a Fire Ladies derrotou o Banco de Moçambique por 3-0.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:13
 O que é? |  O que é? | favorito
Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
16
17
23
24
25
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO